Tudo sobre o Relatório Profiler: entenda os índices e gráficos para o mapeamento de perfil

Tempo de leitura: 12 minutos

Desde que se aliou à tecnologia, a Gestão de Pessoas se tornou uma área fundamental para a gestão estratégica das empresas. Nesse contexto, o uso de People Analytics proporciona uma base de dados robusta e diversificada, na qual se pode extrair informações que fazem toda a diferença na tomada de decisões. Assim, o Relatório Profiler é a melhor e mais completa ferramenta para uma gestão estratégica de pessoas. 

O mapeamento de perfil da Sólides traz mais de 50 informações sobre o colaborador, possibilitando uma gestão mais eficiente, que considera o melhor aproveitamento dos pontos fortes, bem como o desenvolvimento dos pontos fracos.

Neste artigo, vamos explicar cada um dos tópicos do Relatório Profiler para que você consiga fazer uma análise mais aprofundada e utilizar as informações obtidas de forma mais vantajosa, tanto para o colaborador quanto para a empresa. Acompanhe! 

Os quatro perfis

Antes de abordar os tópicos do Relatório Profiler em si, é importante falar sobre cada um dos 4 perfis comportamentais nos quais ele é baseado. Confira!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Executor

Os Executores são pessoas ativas, competitivas e dinâmicas, que não têm medo de assumir riscos e enfrentar desafios. O que caracteriza esse perfil é a força de vontade. Além disso, apreciam desafios e os obstáculos os estimulam a agir cada vez mais. 

Ainda, tendem primeiro a executar, para depois pensar em como fazer. Ademais, têm autonomia, independência e sabem se impor aos demais, sendo autoconfiantes e tendo características de líder. Por fim, podem ser autoritários e um tanto quanto inflexíveis, o que requer cuidado. É um perfil bastante adequado para tarefas rápidas que necessitam de iniciativa e determinação.

Comunicador

Os Comunicadores são extrovertidos, falantes, ativos e não apreciam monotonias. Esse tipo de perfil tem facilidade na comunicação e gosta de trabalhos que envolvam movimentação e autonomia. Para tanto, precisam do contato interpessoal e de um ambiente harmonioso, ainda, não gostam de passar despercebidos. 

Com essas características, eles se tornam mais sociáveis com pessoas do mesmo grupo e, por serem amigos de todos, atuam melhor em equipe. Além disso, são vaidosos e admiram sua projeção pessoal e social. Por fim, são imaginativos e têm sentimento artístico, apresentando rapidez e agilidade em suas atitudes. 

Planejador

Os Planejadores são pessoas calmas, tranquilas, prudentes e autocontroladas. Gostam de rotina e atuam em conformidade com normas e regras estabelecidas, por isso sentem-se bem quando estão acompanhados de pessoas mais ativas e dinâmicas. Frequentemente, decidem sem pressão e com bom senso. 

Além disso, os Planejadores são introvertidos e têm uma tranquilidade singular que lhe conferem um perfil de fácil relacionamento, manso e bem equilibrado. Ainda, são pacientes, observadores e planejam a melhor forma de executar uma tarefa antes de iniciá-la. Em situações de crise, agem com tranquilidade e buscam a melhor saída.

Analista

Os Analistas são preocupados, detalhistas, rígidos, porém calmos. Seu comportamento com as pessoas é discreto e tendem a ser observadores e menos falantes. Um grande desafio para esse perfil é o pessimismo, originado da atenção aos detalhes. Por serem mais sensíveis, têm facilidade com o campo das artes. 

Foco, inteligência e perfeccionismo, são algumas das suas principais características. Essa última faz com que eles tenham dificuldade em vencer a fase do pensar, por isso precisam ser estimulados a agir. Por fim, a qualidade dos processos que executam influência diretamente na velocidade e no volume de suas entregas.

ebook mapeamento comportamental com a sólides

O Relatório Profiler

Compreendidos os perfis comportamentais, agora, vamos ao entendimento dos itens que compõem o Relatório Profiler, que estão listados a seguir conforme a ordem em que são apresentados no relatório.

Energia

Energia indica o “pique” para o trabalho e a facilidade de absorver o estresse. Em resumo, refere-se à disposição de uma pessoa ou equipe. Funciona como um combustível para o desempenho de tarefas.

Alguns fatores que podem provocar uma energia mais baixa são:

  • cobrança muito alta do meio externo — pode ser verificado pelo IEM;
  • estresse profissional provocado por grande acúmulo de funções e tarefas;
  • estresse pessoal provocado por problemas pessoais/familiares;
  • longo período de busca de emprego sem sucesso.

Índice de Exigência do Meio (IEM)

O IEM mede o quão forte é a exigência do meio externo. Em resumo, refere-se ao sentimento de pressão que uma pessoa ou equipe sente, ou seja, a percepção da diferença entre o perfil e o meio externo.

Alguns fatores que podem provocar uma queda nesse índice são:

  • pressão externa muito alta; 
  • a pessoa exercer atividades que não estão adequadas à sua área de talento;
  • liderança com perfil oposto ou muito diferente.

Índice de Aproveitamento (IA)

O IA indica se a pessoa se sente sub ou sobreaproveitada em suas tarefas. Esse índice impacta fortemente na motivação, pois o reconhecimento de que suas habilidades estão sendo devidamente aplicadas reforça a vontade e disposição em trabalhar.

Assim, para manter esse índice sempre alto é fundamental se atentar aos talentos que cada colaborador apresenta, para fazer uma distribuição mais adequada das atividades entre os integrantes de cada time.

Moral

Moral indica o nível de autoaprovação da pessoa em termos de seu desempenho profissional e/ou pessoal. Sendo assim, é importante sua manutenção, já que ela indica como a pessoa está se aprovando, e isso pode gerar um impacto forte no desempenho de suas tarefas.

Mas é importante destacar que limitações no ambiente de trabalho podem gerar uma queda nesse índice e, consequentemente, afetar a autoestima e autopercepção do colaborador.

Índice de Positividade

O IP mede a autoestima do indivíduo. Indica o nível de autoaprovação em termos de seu desempenho, principalmente em questões pessoais. A diferença do IP para a Moral é que a Moral está mais voltada para questões de desempenho enquanto o IP tem um foro mais íntimo e pessoal.

Assim, IP está diretamente relacionado à extroversão e introversão, já que uma autoestima baixa acaba afetando a forma como a pessoa se relaciona com o meio. 

Amplitude

Amplitude refere-se ao quanto a pessoa influencia no ambiente em que está e o quanto isso causa influência sobre ela, ou seja, o quão forte é a importância do ambiente de trabalho para a produtividade da pessoa. 

Cada perfil demanda um tipo de ambiente e isso deve ser observado e respeitado para obtenção de melhores resultados. Mas cabe ressaltar que a Amplitude é um fator essencial quando falamos de clima organizacional e identificação de influenciadores.

Tempo de Resposta (TR)

TR indica o tempo que o avaliado consumiu para responder ao questionário online. Esse índice informa muito sobre o autoconhecimento do avaliado. Nesse sentido, pessoas que raramente ou nunca pararam para refletir sobre seu comportamento têm mais dificuldade em identificar seu estilo, fazer uma autocrítica e definir seu perfil.

Índice de Flexibilidade (IF)

IF mede o quanto a pessoa pode mudar seu comportamento e com que facilidade o faz. Além dessa mudança, aponta como o indivíduo aceita e absorve novos conceitos e quebra de paradigmas, quando necessário. Trata-se de um valor que sofre interferência do momento que a pessoa está passando, por isso é comum variar a cada nova aplicação do questionário.

Dessa forma, é preciso ter cuidado na análise deste índice, pois a inflexibilidade não é um fator ruim que precisa ser modificado, já que em alguns cenários precisamos de profissionais mais inflexíveis.

Energia de perfil

A Energia de perfil é diferente do índice de energia que vimos no início do Relatório Profiler. Aqui, funciona como se fosse uma energia de “manutenção” da motivação e produtividade.

A energia situacional é definida pelo momento que o indivíduo está vivendo e, junto dela, o índice de aproveitamento, IEM e outros fatores, nos ajudam a embasar ainda mais a interpretação de como está o indivíduo em determinadas circunstâncias. 

Já a energia de perfil é uma questão estrutural que diz como cada um funciona de acordo com cada perfil e a energia situacional.

Incitabilidade

A Incitabilidade é um índice que está relacionado com velocidade de reação a estímulos para ações. É importante ressaltar que tudo até aqui é relacionado com os perfis isoladamente. Mas devemos considerar que somos uma composição dos quatro perfis e a Incitabilidade de cada pessoa também é influenciada pela predominância entre eles no seu comportamento.

Gráfico de perfil isolado

O Gráfico de perfil isolado mostra o quanto de cada perfil comportamental a pessoa apresenta. A linha azul representa o que a pessoa é, a linha vermelha o que o meio externo cobra que ela seja e a linha cinza é a tendência de entrega profissional no curto e médio prazo.

Gráfico estilo de liderança

O Gráfico estilo de liderança indica o tipo de liderança que a pessoa tende a exercer, mesmo que ela não ocupe um cargo dessa natureza. Os estilos são:

  • dominante: assume postura de comando e demonstra dominância;
  • informal: desprendimento a regras e padrões prestabelecidos;
  • condescendente: não gosta de se expor a risco e tem muito foco;
  • formal: preferem alcançar seus objetivos mais pelo trabalho árduo do que pela conversa.

Gráfico liderança atual

O Gráfico de liderança atual indica como a pessoa está agindo atualmente com relação ao seu estilo de liderança. Por isso, é necessário interpretá-lo junto ao gráfico de estilo de liderança para uma análise mais completa.

Validação do resultado

A Validação da pesquisa indica possibilidades e ocorrências fora do habitual, que podem indicar alguma tentativa de manipulação ou alertar o gerente de RH sobre a necessidade de checagem de informações na entrevista. Os possíveis resultados são:

  • o teste indica ter sido feito de maneira correta e sincera;
  • o resultado pode ser interpretado como um reflexo verdadeiro do candidato no teste — verificar perfil positivo menor;
  • o resultado pode ser interpretado como um reflexo verdadeiro do candidato no teste — verificar perfil positivo maior;
  • níveis de perfil negativo muito baixos;
  • mostra-se sobredotado e de muitas qualidades;
  • energia baixa;
  • perfis equalizados — o candidato pode se encontrar em um período de estresse;
  • perfis extremamente equalizados.

O primeiro resultado é o mais frequente e normal de ser obtido. Nos demais casos, cada um reflete alguma particularidade que deve ser avaliada com mais cautela pelo profissional de RH durante a avaliação do relatório.

Nível do perfil

O Nível do perfil é um gráfico que indica o percentual de cada um dos quatro perfis que a pessoa apresenta. O perfil positivo mostra os fatores nos quais ela tem mais qualidades e o perfil negativo os que mais precisa desenvolver. O perfil geral indica quais são os perfis comportamentais mais dominantes e que regem o dia a dia da pessoa.

Na sequência desse gráfico, o Relatório Profiler traz uma série de análises descritivas que envolvem as características identificadas, além de vantagens, desvantagens, estilo de gestão requeridos entre várias outras que ajudam tanto o RH e os gestores quanto a própria pessoa avaliada a compreender o resultado apresentado nos índices e gráficos.

Gráfico área de talento

A metodologia utilizada no Profiler elenca 13 áreas de talento que um profissional pode apresentar. No relatório Profiler, no Gráfico área de talento, o ponto em azul e o círculo em sua volta representam as áreas de maior conforto para a pessoa, enquanto o ponto vermelho mostra a exigência do meio. 

Assim, quanto maior for a distância entre esses dois pontos, maior tende a ser o desgaste para o profissional, pois isso indica que o meio exige que ele saia de sua zona de conforto.

Gráfico análise de competências

O Gráfico de competências traz uma figura tipo radar e analisa 20 competências fundamentais do profissional. A leitura do gráfico é intuitiva e simples, assim, quanto mais próximo da borda, maior o percentual da competência, e quanto mais próximo do centro, menor o percentual. Trata-se de uma excelente ferramenta para avaliação das competências a serem desenvolvidas nos times.

O Relatório Profiler é, sem dúvidas, o mais completo em People Analytics do mercado. Além de entregar um volume bem grande de dados e informações sobre cada pessoa, ele também traz essas informações em um nível bastante aprofundado, gerando conhecimento para o avaliado, o RH e os gestores de times. Tudo isso permite que a Gestão de Pessoas adote uma postura muito mais estratégica, trazendo diversos benefícios para o negócio.

Então, o que está esperando para ter todas essas vantagens em sua empresa? Conheça e contrate agora mesmo o Profiler Sólides!

5 1 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments