Clima organizacional: o que é e como mantê-lo em alta

Tempo de leitura: 20 minutos

Clima organizacional é o nome que se dá a percepção coletiva que os membros de uma empresa têm a respeito dessa organização, baseados em sua atmosfera psicológica.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir o conteúdo!

O mercado de trabalho passou por décadas de foco na produtividade absoluta. Ainda nos dias de hoje, não é incomum encontrar profissionais, principalmente mais experientes, que afirmam terem renunciado a muitos elementos de sua vida pessoal para se dedicar à vida profissional. O Clima organizacional é uma mensuração sobre a qualidade desse ambiente.

Criamos uma cultura de envolvimento máximo com organizações corporativas, fazendo de nosso ambiente de trabalho nosso principal meio de convivência. São muitas horas investidas em determinada função, sempre com o objetivo de aumentar a produtividade e alcançar melhores resultados. Somos movidos pela eficiência.

Em 2019, a OMS incluiu a Síndrome de Burnout em sua lista de doenças (CID – 11) associadas ao trabalho. A síndrome é caracterizada por exaustão física e psicológica, sentimentos negativos relacionados ao trabalho e redução da produtividade; e já começa a preocupar os gestores.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Tanto os líderes quantos os profissionais do RH devem estar atentos a essas condições de saúde diretamente ligadas ao ambiente de trabalho. Doenças relacionadas ao estresse podem chegar silenciosamente, mas causam grandes prejuízos, e a melhor forma de preveni-las é manter um bom clima organizacional.

Neste conteúdo, você confere:

O que é clima organizacional?

Voltar ao topo

Os elementos perceptíveis e mensuráveis do ambiente corporativo são o grupo de fatores que constituem o clima organizacional. Esse é o principal indicador de satisfação (ou insatisfação) dos colabores de uma companhia, considerando diferentes aspectos corporativos, como valorização profissional, comunicação, identificação com os valores da empresa, as políticas de recursos humanos, modelos de gestão aplicados, entre outros.

O clima, portanto, é o maior indicador do estado de ânimo individual e geral dos membros da corporação, diretamente vinculado à relação estabelecida entre empresa e funcionários. Para que esses índices de satisfação sejam formados, os trabalhadores levam em conta diversos fatores, como: benefícios oferecidos, comportamento dos colegas e liderança, modelo de gestão, carga horária, ferramentas de trabalho e objetivos.

O impacto direto ou indireto desses fatores nos membros da empresa influencia não apenas o comportamento e a saúde desses profissionais, como a motivação e o rendimento como um todo. Garantir a qualidade do meio corporativo significa planejar e efetuar medidas para melhorar essa questão. 

Qual a diferença entre cultura e clima organizacional?

Voltar ao topo

Clima e cultura são fundamentais para sua empresa, mas eles tem operações diferentes

Embora os conceitos pareçam semelhantes, é fundamental entender a diferença entre cultura organizacional e clima. É a partir dessa percepção que poderão ser tomadas ações efetivas para garantir um cenário de trabalho mais saudável.

A cultura organizacional também está relacionada às necessidades humanas dentro de uma empresa. Ela reúne os valores, comportamentos, hábitos e pontos de vista em comum no ambiente de trabalho. Até mesmo as soft skills dos colaboradores fazem parte da concepção de cultura.

Existe uma cultura pré-estabelecida, firmada junto aos valores organizacionais, que funciona como base e que torna cada empresa única. Porém, com a entrada de novos colaboradores, a cultura se adapta até determinado ponto, de acordo com as características trazidas como contribuição por esses profissionais.

Já o clima organizacional, como vimos acima, é a percepção de cultura, que pode ser mensurada. Tanto aspectos emocionais como técnicos podem fornecer dados valiosos a partir de uma boa observação de colabores e clientes.

O que é pesquisa de clima organizacional?

Voltar ao topo

Existem várias vantagens em fazer a pesquisa de clima, confira em nosso vídeo

Para que ações sejam tomadas em benefício de um bom clima organizacional, é necessário, primeiramente, que o clima seja monitorado. Para que esse monitoramento seja eficiente, é fundamental o uso de uma ferramenta denominada pesquisa de clima, que permite criar um bom clima para se trabalhar, além de mantê-lo.

A equipe de recursos humanos é a principal responsável por realizar esse tipo de pesquisa. É por meio desse instrumento que são identificados os padrões comportamentais dos membros da companhia, bem como possíveis problemas de convivência. Podemos definir, então, que o principal objetivo da pesquisa é compreender como a cultura organizacional influencia o ambiente de trabalho.

Nesse contexto, os resultados da pesquisa de clima organizacional fornecerão um levantamento geral dos pontos fortes e fracos do ambiente empresarial. Mas também podemos atrelar essa análise a outros propósitos não menos importantes. São eles:

  • identificar possíveis melhorias para o local de trabalho;
  • verificar se os colabores têm liberdade para opinar e ajudar a encontrar alternativas necessárias para o meio;
  • identificar possíveis obstáculos de desempenho e comportamentos contraproducentes;
  • aumentar as chances de gerar ideias inovadoras
  • ter uma base sólida para focar em melhorias;
  • indicar e apoiar as decisões dos gestores;
  • analisar a qualidade de vida dos colaboradores no ambiente corporativo;
  • identificar como o clima está afetando a motivação dos colaboradores;
  • possibilidade de atração de melhores talentos;
  • possibilidade de detectar tendências futuras para uma gestão mais estratégica;
  • análise de mudanças ocorridas ao longo do tempo dentro da empresa.

A partir da avaliação dessas finalidades, vemos que o clima organizacional afeta diferentes aspectos do trabalho como um todo e entendemos a importância de realizar a pesquisa de clima periodicamente. Então, preparamos para você um passo a passo de como fazer pesquisa de clima organizacional.

As pesquisas de clima organizacional podem seguir essas quatro etapas:

1. Planejamento da pesquisa

Voltar ao topo

Nesse primeiro momento, a equipe responsável pela pesquisa deve definir os objetivos deste estudo e definir se há algum problema específico que deve ser tratado de forma especial durante a aplicação da ferramenta. Além disso, é essencial realizar uma boa estruturação, para que posteriormente seja feita uma boa mensuração dos dados.

Para auxiliar o planejamento, podem ser respondidas as seguintes perguntas:

  • Quando a pesquisa deve ser realizada?
  • Qual a duração da pesquisa?
  • Quem será o responsável pela aplicação da pesquisa?
  • Quem será responsável pela avaliação dos resultados?
  • Como serão divulgados esses resultados?

É também durante essa fase de planejamento que será elaborado o questionário. Ele poderá ser feito de duas maneiras principais:

Questionário com três opções de resposta: apresentar entre 20 e 30 afirmações sobre o ambiente de trabalho e relacionamento. O colaborador deve responder a cada uma delas com “sim”, “não” ou “às vezes”.

Questionário com diversas alternativas: apresentar diversas alternativas para que o colaborador assinale apenas uma opção.

Independentemente do modelo de questionário escolhido, ele deve abordar alguns temas específicos, como:

  • volume de trabalho;
  • carga horária;
  • distribuição de tarefas;
  • salários e benefícios;
  • comunicação interna;
  • avaliação da liderança;
  • espaço físico da empresa.

2. Comunicação sobre a pesquisa

Voltar ao topo

Os colaboradores devem ser informados previamente sobre a aplicação do questionário e quais seus objetivos. A intenção aqui é que os profissionais saibam claramente que a avaliação é sobre o clima organizacional e não sobre performance individual, o que poderia afetar os resultados da pesquisa.

Veja mais:

Guia sobre o RH 4.0: transforme sua gestão de pessoas

Guia completo da Avaliação de Desempenho: descubra o que é e como aplicá-la em sua empresa!

Guia da metodologia DISC: descubra o que é essa ferramenta e como aplicá-la em sua empresa

Tudo o que você precisa saber sobre People Analytics e como implementá-lo

3. Aplicação do questionário

Voltar ao topo

Ofereça segurança para que os funcionários possam responder às perguntas de forma mais honesta possível. Boas estratégias são oferecer anonimato no questionário ou realizar a pesquisa de forma voluntária. Nesse segundo caso, é importante que haja fatores de estímulo à participação, como uma campanha sobre os benefícios da pesquisa. O ideal é que todos respondam à pesquisa, inclusive a liderança e o RH.

4. Reunião e análise de dados

Voltar ao topo

Com os resultados da pesquisa de clima é importante fazer uma reunião para interpretar os dados de forma que fiquem à mão para ajudar na implementação de propostas que melhorem o clima organizacional, quando necessário.

Realizar a pesquisa de clima de tempos em tempos, permite que esses dados sejam comparados. Dessa forma, é possível analisar de forma dinâmica as mudanças que ocorrem no ambiente de trabalho e suas origens.

É sempre pertinente também compartilhar essas informações com os colaboradores, bem como eventuais mudanças para que a equipe se sinta mais atuante nas decisões da empresa.

Para que os dados sejam tratados de forma mais concreta possível, é válido valer mão de uma ferramenta automatizada, como um software de gestão.

Como o clima organizacional influencia na motivação dos colaboradores?

Voltar ao topo

As pessoas passam grande parte de seu tempo dentro do ambiente profissional. Se esse ambiente não proporcionar momentos agradáveis de convivência, o profissional tende a ficar insatisfeito e desmotivado para exercer suas funções e até mesmo comparecer à empresa. Afinal, ninguém gosta de permanecer em um ambiente desagradável e hostil.

Podemos dizer, então, que um clima organizacional mais estruturado e positivo gera diversos benefícios para os trabalhadores e, consequentemente, para a empresa. Alguns desses benefícios são:

1. Produtividade

Voltar ao topo

Colaboradores satisfeitos com o clima organizacional mostram um expressivo aumento de produtividade e apresentam um trabalho de maior qualidade. Isso traz melhores resultados para a empresa, mas também reduz custos e tempo, já que profissionais mais envolvidos com o trabalho erram menos.

2. Competitividade

Voltar ao topo

Empresas reconhecidas como bons ou ótimos lugares para se trabalhar passa a ser um exemplo e ganha espaço, inclusive na mídia. Além de aumentar o prestígio da companhia, gera atração de talentos e aumenta a competitividade do negócio, o que também afeta a performance empresarial.

3. Recrutamento e seleção

Voltar ao topo

Empresas com melhores climas reduzem a necessidade de contratação, pois são capazes de reter os talentos por mais tempo. Além disso, empresas com um bom ambiente de trabalho atraem mais candidatos, o que facilita o processo de contratação.

4. Redução de custos

Voltar ao topo

Essa é uma consequência de outros benefícios trazidos por um bom clima. A permanência dos funcionários, seu maior engajamento, a diminuição de erros e de números de processos seletivos trazem, ao final de um período, grande economia. Assim, esses recursos podem ser investidos em melhorias estratégicas.

5. Valor percebido

Voltar ao topo

Com o aumento do prestígio da organização devido ao reconhecimento de um bom clima, ocorre o aumento de valor percebido pelos clientes. Geralmente o mercado consumidor tende a dar preferência para empresas premiadas e reconhecidas.

Quais são os indicadores de clima organizacional ideais?

Voltar ao topo

Após a obtenção dos resultados da pesquisa de clima organizacional, você terá em mãos dados valiosos para um melhor estudo e planejamento de seu ambiente de trabalho. Além disso, você também pode contar com os indicadores de clima.

Esses indicadores são compostos por elementos que influenciam no clima. Atente para as métricas relacionadas abaixo, e tenha informações ainda mais completas sobre a sua empresa!

1. Absenteísmo

Voltar ao topo

O absenteísmo indica o índice de faltas e atrasos frequentes de um colaborador, sejam esses eventos justificados ou não. Quando as taxas de absenteísmo se apresentam acima do tolerado, pode ser sinal de que o clima organizacional da sua empresa não esteja estimulando suficientemente o engajamento com o trabalho.

Na ocorrência frequente do absenteísmo, o profissional acaba ficando muito tempo longe de suas tarefas e quebrando o ritmo de trabalho, o que leva a uma menor produtividade, podendo afetar todo o rendimento de um time. Isso acarreta prejuízo direto aos resultados da empresa.

É importante sempre ter em mente que são muitos os fatores que geram o absenteísmo. Doenças, problemas pessoais, afastamentos pontuais previstos em lei e até mesmo acidentes de trabalho podem interferir na frequência dos trabalhadores.

No entanto, a causa de ausências repetitivas pode ser algum problema gerado dentro da própria organização, como conflitos internos, descontentamento com a gestão, excesso de trabalho e exaustão, ou falta de engajamento. Até mesmo se o perfil do colaborador não estiver alinhado às funções exercidas, pode gerar grande desmotivação. Assim, gestão comportamental pode ajudar a criar times de alta performance.

Por isso é importante que o absenteísmo seja estudado a fundo, sempre com acompanhamento das atitudes dos profissionais. Como dissemos acima, vivemos com altas taxas de estresse e até mesmo Síndrome de Burnout, que são problemas de saúde. Nesses casos, o ambiente de trabalho adoece o funcionário, que se afasta, e isso gera um ciclo improdutivo.

Confira como prevenir absenteísmo em nosso vídeo

2. Turnover

Voltar ao topo

Esse indicador representa a rotatividade de funcionários em uma companhia. Diversos motivos podem estar associados a altas taxas de turnover, como problemas na gestão ou um processo de recrutamento e seleção pouco eficiente. Contudo, uma razão significativa que gera migração de talentos é um clima organizacional ruim.

O turnover pode ser uma questão muito desafiadora para o setor de recursos humanos. A pesquisa de clima é a ferramenta mais recomendada para que sejam detectados problemas internos que possam estar gerando uma perda de profissionais acima do comum.

3. Presenteísmo

Voltar ao topo

O presenteísmo significa estar no posto de trabalho em horário estabelecido, porém com os pensamentos fora dali, muitas vezes trabalhando de modo automático. Uma sensação de esperar as horas passarem para dar o horário de saída é frequente na rotina do colaborador.

Nesse caso, o profissional não acumula faltas, mas também não apresenta um rendimento satisfatório no trabalho, pois não há envolvimento. Em muitas situações, é possível notar acúmulo de tarefas não realizadas ou em atraso.

4. Produtividade

Voltar ao topo

Como dito anteriormente, a produtividade está diretamente ligada à felicidade da equipe. Normalmente, esse índice é bem acompanhado por estar imediatamente relacionado aos resultados, mas a abordagem nem sempre é pelo aspecto humanizado.

5. Feedback

Voltar ao topo

A qualidade do feedback recebido é um indicador muito importante para que o funcionário tenha ciência de seu real desempenho. Esse retorno precisa sempre ser construtivo, afirmando os pontos fortes e trabalhando de forma respeitosa aqueles que devem ser melhorados.

A falta de feedback pode desmotivar o trabalhador que pensa não ter o seu trabalho reconhecido, ou até mesmo fazer com que ele tenha uma percepção equivocada do próprio rendimento.

6. Plano de carreira

Voltar ao topo

Oferecer à equipe planos de carreira bem estruturados e claros faz com que cada colaborador possa se planejar para investir em sua carreira de modo que os interesses pessoais e corporativos estejam alinhados. Esse tipo de comunicação é mais uma ferramenta que gera motivação e engajamento.

Quais fatores podem interferir no clima organizacional de sua empresa?

Voltar ao topo

Ainda na pesquisa de clima, podem ser investigados quais elementos já estão ativos na companhia e interferindo na percepção que os colaboradores têm a respeito do ambiente de trabalho. Seguem alguns exemplos desses fatores:

  • liderança: as atitudes dos gestores impactam diretamente o clima da empresa. É preciso sempre estar atento ao modelo de gestão e treinamento de líderes;
  • flexibilidade: o quanto as regras corporativas são maleáveis para que o colaborador tenha atitudes próprias;
  • recompensas: é importante analisar se as recompensas estão sendo oferecidas de forma proporcional e positiva;
  • responsabilidade: analisa se os funcionários têm senso de responsabilidade em relação à empresa, e se sentem o mesmo da corporação em relação a eles;
  • comprometimento: os objetivos da empresa e do colaborador devem estar alinhados para que haja o devido comprometimento;
  • transparência: é essencial também verificar se os valores e cultura da empresa são transmitidos de forma clara e se toda a equipe está ciente deles.

Como melhorar o clima organizacional de uma empresa?

Voltar ao topo

Agora que você já entendeu a importância de acompanhar o clima e como mensurá-lo, vamos às ações que devem ser tomadas para que o seu ambiente de trabalho fique ainda melhor e mais prazeroso. Saber como melhorar o clima é fundamental para garantir benefícios como o aumento da produtividade.

1. Forneça uma boa infraestrutura

Voltar ao topo

As instalações da empresa devem estar de acordo com as necessidades para o desempenho completo de todas as funções. Um ambiente confortável, com equipamentos que funcionam bem e cumprem com o essencial evita várias situações de estresse e reclamações.

2. Benefícios

Voltar ao topo

Ter uma boa política de benefícios é uma forma de manter os colaboradores estimulados. Para que seja ainda mais eficiente, é sempre bom usar a criatividade no momento de escolher os benefícios, que podem inclusive ser personalizados. 

Preocupe-se com a saúde e o bem-estar. Demonstrar cuidado com a equipe vai muito além de oferecer um plano de saúde. Muitas empresas já oferecem algumas cortesias como ginástica laboral, massagem ou até mesmo frutas para estimular hábitos mais saudáveis durante o expediente.

Também vale a pena investir em campanhas de conscientização para que se crie uma cultura de bem-estar no ambiente corporativo.

3. Treine sua equipe

Voltar ao topo

Investir na formação de seus funcionários, tanto de forma técnica como no âmbito do desenvolvimento pessoal, é uma forma de garantir que seu time se sinta valorizado. Além de ter pessoas mais capacitadas para contribuir com o crescimento da organização, esse tipo de treinamento garante a maior satisfação de todos.

4. Melhore a gestão de pessoas

Voltar ao topo

Em primeiro lugar, defina um modelo de gestão que estimule a valorização do capital humano. Procure também estabelecer diálogos sempre que possível, e aproxime a liderança da equipe, de forma que o líder seja um exemplo próximo. É por meio da gestão de pessoas que sua equipe vai de fato se sentir unida e trabalhar de tal forma.

Qual o papel dos gestores no clima organizacional?

Voltar ao topo

Sim! Os gestores influenciam o clima. Eles desempenham uma função de liderança e quando estão empenhados em fazer com que o clima e a cultura se fortaleça, fica mais fácil de transmitir para os colaboradores o espírito de engajamento.

Se tratando de energia organizacional, o papel de um gestor vai muito além de acompanhar o rendimento de sua equipe e atribuir tarefas. É essencial que todo líder conheça cada um de seus colaboradores, principalmente no que diz respeito a suas características comportamentais.

Para conhecer dessa forma cada membro de um time, o gestor precisa ser uma figura mais próxima e humanizada, estabelecendo diálogos e, principalmente ouvir com atenção o que os profissionais têm a dizer. Esse tipo de comunicação é fundamental para uma gestão de pessoas bem feita.

Além de conhecer em detalhes a própria equipe, o líder também precisa entender que ele é parte da equipe e do ambiente de trabalho, e também interfere diretamente no clima organizacional. Ter essa noção de responsabilidade faz com que o chefe entenda melhor como trabalhar melhorias no meio.

A primeira ação a ser tomada é a colocação da postura de líder. Essa pessoa deve, sim, administrar e comandar a equipe, mas deve também ser vista como o membro de exemplo do time. O líder que se coloca em um pedestal cria distanciamento e hostilidade no meio corporativo!

Portanto, para ter um melhor clima, convém educar líderes de modo a criar uma gestão que saiba auxiliar os colaboradores de forma individual, prezando pelo desenvolvimento pessoal e coletivo.

Agora que você já sabe tudo sobre a importância do clima organizacional, pode aplicar nossas dicas na sua empresa. Afinal, é com o profissional de recursos humanos que começa uma boa gestão de pessoas, e é o setor de RH que participa diretamente do levantamento do clima organizacional.

Se você gostou do artigo e procura por ferramentas que vão auxiliar na administração do clima organizacional e demais aspectos de sua empresa, experimente gratuitamente a nossa plataforma completa de RH!


5
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Giuliano SalesSilvano QueirozVerônicaLaila Silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Laila Silva
Visitante
Laila Silva

Maravilhosa matéria e essencial para uma organização bem sucedida.

Verônica
Visitante
Verônica

Excelente. Vocês estão de parabéns. Grata pelo material de grande valia.

Giuliano Sales
Admin

Oi, Verônica!
Que ótimo que você gostou do nosso conteúdo. Esperamos continuar trazendo novas produções relevantes para você.
Assine nossa newsletter para ficar por dentro de todas nossas atualizações! 🙂

Silvano Queiroz
Visitante
Silvano Queiroz

Excelente texto a respeito de assunto tão importante. Durante muitos anos realizei pesquisas de clima organizacional em uma grande empresa da área de açúcar/etanol e energia e sei da importância deste indicador, muitas vezes desprezado pela politica do produzir a qualquer custo.
As devolutivas das pesquisas para gestores das áreas permitem resolver problemas antes que se avolumem, evitando problemas futuros. Parabéns pela iniciativa.

Giuliano Sales
Admin

Ei, Silvano. Tudo bem?
Muito obrigado por compartilhar a sua história. Realmente o clima organizacional pode modificar toda a estrutura interna da empresa impactando positivamente os resultados, mas o pensamento imediatista impede que se veja questões como essas de maneira mais ampla, né?
Ficamos felizes que você tenha gostado e gostaríamos de convidá-lo para assinar nossa newsletter (caso ainda não tenha feito) para acompanhar mais de nossas produções.
Abraços e até a próxima.