Treinamento via perfil comportamental

Tempo de leitura: 4 minutos

Quer assistir este conteúdo em vídeo? É só apertar o play!

 

Nós sabemos que as pessoas são diferentes umas das outras – cada uma foi criada de uma maneira, em determinado contexto e tem certas características de comportamento. Por isso, é claro que o jeito de lidar, interagir, ensinar e desenvolver não é o mesmo para todos os colaboradores de uma empresa.

Quando você começa a planejar o treinamento de uma equipe, existe uma série de fatores que você não pode se esquecer, certo? É preciso pensar em quem será o treinador, quais serão os materiais necessários para o processo, onde o treinamento será feito…

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Mas um aspecto que deve guiar o seu planejamento é o perfil comportamental predominante da equipe. Afinal, se cada pessoa tem uma maneira de se comunicar e de apreender o conhecimento, você com certeza vai alcançar um melhor resultado em seu treinamento se ele for desenvolvido para atender às características de comportamento do time.

Então, no artigo de hoje você vai entender como desenvolver um treinamento via perfil comportamental, qual é a sua importância e como você pode aplicá-lo em sua empresa. É só continuar a leitura!

Por que o treinamento via perfil comportamental é importante?

Como já falamos, as pessoas não são iguais. Cada uma tem um tipo de perfil comportamental e isso interfere muito no treinamento que você irá preparar. Aplicar o mesmo treinamento para perfis diferentes é um erro muito grande que pode desmotivar o colaborador e fazer com que a empresa gaste dinheiro com algo que não será efetivo.

É importante entender que as pessoas têm maneiras diferentes de absorver conteúdo e de adquirir conhecimento, o que se chama ensino adaptativo. Por isso, aplicando o treinamento de forma adequada para cada perfil, você irá torná-lo mais estratégico, otimizar o tempo, preparar melhor a equipe e, consequentemente, aumentar a produtividade na empresa.

Quando você preza pelo comportamento do colaborador e o que se encaixa melhor em seu perfil, você faz com que ele se sinta motivado, tenha interesse no treinamento ofertado e aprenda muito mais e de maneira ágil. Assim, você conseguirá fazer uma gestão de pessoas cada vez mais assertiva!

Como desenvolver um treinamento via perfil comportamental?

Existem quatro tipos de perfis comportamentais: comunicador, executor, planejador e analista. Eles apresentam características diferentes e, por isso, precisam receber treinamentos adaptados às suas demandas. Veja mais sobre cada um:

  • Comunicador

As pessoas desse perfil são muito dinâmicas e extrovertidas. Rotinas, padrões e atividades monótonas não fazem o seu estilo. Investir em treinamentos que atendam a essas características, algo que faça elas se movimentarem, conversarem com outras pessoas, irá motivá-las.

Nada de deixar esse grupo sentado em uma sala só assistindo aula, lendo apostilas com conteúdos extensos e sem contato com ninguém. Para engajar os comunicadores em uma atividade, você não pode fazer algo parado e extremamente disciplinado!

  • Executor

Os executores também são dinâmicos e ativos. Eles gostam de desafios e são líderes natos. As pessoas desse perfil precisam de treinamentos que as desafiem, que façam com que elas tenham que correr atrás do que precisam para cumprir a atividade.

Usar técnicas de gamificação, por exemplo, pode ser uma boa estratégia. Isso fará com que os seus colaboradores tenham fases para passar e algo para conquistar. Eles terão experiências diferentes para aprender a cada etapa e isso lhes dará autonomia, fazendo com que eles consigam aprender no seu próprio tempo.

  • Planejador

Já os planejadores preferem a rotina e ter regras estabelecidas para atuar. Para eles, os treinamentos funcionam quando têm uma sequência definida e um planejamento a ser cumprido. São aquelas pessoas que farão resumos das aulas, por exemplo.

Além disso, eles gostam de coletividade e, por isso, optam por trabalhos em grupo. Os planejadores formam o grupo onde a estrutura, a organização e o planejamento são fundamentais, assim conseguem aprender e aplicar o conteúdo no dia a dia de forma melhor.

  • Analista

Os analistas tendem a ser retraídos, rígidos e preocupados. Mas, apesar disso, são pessoas calmas e normalmente bem discretas.

Em um treinamento, esse é o grupo que vai querer pegar uma apostila ou um manual e estudá-los por conta própria. Eles gostam de regras, detalhes e aprofundamento. Não são muito de grupos, preferem aprender sozinhos. O modelo tradicional de ensino com leitura e aulas expositivas é uma boa opção para os analistas!

E aí, está preparado para aplicar o treinamento via perfil comportamental na sua empresa? Esperamos que sim! Para te ajudar ainda mais a colocar o que falamos neste artigo em prática, preparamos um ebook completo para você. É só clicar aqui para baixá-lo gratuitamente!

Treinamento

 


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of