Treinamento de liderança: como criar um verdadeiramente eficaz!

Entenda como desenvolver um treinamento de liderança de modo a orientar e engajar a equipe para melhores resultados!
treinamento de liderança
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

Uma equipe boa pode existir apesar de uma liderança fraca. Contudo, apenas uma liderança forte é capaz de fazer ou manter uma equipe excepcional e, para isso, o treinamento de liderança é essencial.

Isso porque, cerca de 50% das pessoas podem demissão por causa do chefe e os treinamentos de liderança são uma boa forma de evitar isso porque preparam melhor esses profissionais. Entenda a importância e saiba como criar um bom treinamento de liderança evitando erros comuns que podem minar o sucesso dessa estratégia!

O que é treinamento de liderança?

O treinamento de liderança é um movimento de capacitação de profissionais que ocupam ou estão prestes a ocupar cargos de liderança em uma empresa.

Esse movimento pode ser composto por aulas, palestras e atividades práticas para o desenvolvimento de habilidades de Gestão de Pessoas, compreensão de teorias e práticas inerentes ao cargo, e para conquista do autoconhecimento.

Receba os melhores conteúdos sobre Gestão de Pessoas e fique sempre atualizado!

Inscreva-se na nossa Newsletter e receba informações exclusivamente no seu e-mail 📩

Quais os objetivos do treinamento de liderança?

Como é de se imaginar, o treinamento de liderança tem por objetivo dar condições para que um profissional exerça essa função de forma satisfatória, sendo capaz de orientar o desenvolvimento de sua equipe e contribuir para os resultados da empresa.

É sempre bom lembrar que uma boa postura de liderança pode ser desenvolvida e que o treinamento permite que isso ocorra, inclusive a partir da troca de experiências. Algo cada vez mais importante tendo em vista a pluralidade de gerações ativas no mercado de trabalho.

Assim, passa por esse objetivo fazer com que novas lideranças estejam prontas para lidar com diferentes perfis, usar a visão estratégica a favor dos negócios e agir com base nos princípios da organização e hierarquia.

Por que investir na capacitação de gestores?

Líderes que não se sentem confiantes para desempenhar sua função certamente encontram mais dificuldades para engajar suas equipes. Um levantamento feito pela Gartner aponta que 28% desses profissionais avaliam que não receberam o desenvolvimento necessário.

É válido considerar que a diversidade, em todas as suas formas, está levando pessoas de perfis variados às organizações. Isso é ótimo, mas pode fazer com que as lideranças não saibam bem como agir para criar um ambiente com bom clima organizacional, saudável e motivador.

Dar acesso ao conhecimento e à oportunidade de desenvolver as habilidades necessárias por meio do treinamento de liderança faz com que esses profissionais consigam influenciar positivamente a satisfação e a retenção de talentos.

Também faz com que essas lideranças queiram ficar na organização por se sentirem valorizadas, evitando que a empresa perca pessoas capazes de ocupar cargos estratégicos para seu sucesso. O que contribui para a conquista de metas e objetivos de negócios.

Além disso, é interessante considerar que muitos jovens não querem chegar à liderança e que isso pode causar problemas para as empresas em um futuro não muito distante. Um bom treinamento pode contribuir para mudar esse quadro.

Quais os tipos de treinamentos para líderes?

O treinamento de liderança não precisa ser um só. Ao invés disso, é possível aplicar treinamentos com focos variados de acordo com a demanda identificada pelo RH em relação ao desenvolvimento de quem ocupa ou vai ocupar esses cargos.

Vamos a alguns exemplos:

Treinamento para Gestão de Pessoas

Antigamente, o estilo de liderança era um só: autoritário e inserido em um contexto de hierarquia vertical. As coisas funcionavam no estilo "manda quem pode, obedece quem tem juízo", mas não são mais assim.

Já há algum tempo, as relações de trabalho indicaram a necessidade de contar com lideranças mais humanas, capazes de lidar com diferentes perfis de pessoas, participar, engajar e, por vezes, incentivar um nível mais elevado de autonomia.

Isso demanda uma compreensão muito maior do comportamento humano, acerca da construção de relacionamentos interpessoais e da importância do feedback.

Assim, embora pareça desnecessário, um treinamento de lideranças com foco em Gestão de Pessoas é muito bem-vindo para empresas que desejam contar com equipes satisfeitas, motivadas e produtivas.

Treinamento de comunicação

Outra possibilidade é um treinamento de liderança com foco na comunicação clara e baseada na escuta ativa. Afinal, considerando o contexto das relações de trabalho que mencionamos, líderes precisam saber ouvir também.

Esse tipo de treinamento pode atender a diversos objetivos comunicacionais, como:

  • Garantir que o profissional consiga passar orientações e transmitir seu conhecimento com clareza;
  • Evitar que a liderança se comunique de forma a gerar ruídos, erros de processo e até desentendimentos na equipe;
  • Contribuir para que o profissional seja capaz de se posicionar de forma mais segura e direta quando preciso, sobretudo frente a algum conflito;
  • Orientar para que a liderança saiba fornecer feedbacks construtivos e se comunicar de forma respeitosa e inclusiva.

Treinamento técnico

É importante mencionar o aprendizado técnico como possibilidade no treinamento de liderança. Sabemos que o líder não precisa ser expert em tudo, mas precisa ter boa compreensão do trabalho que cada profissional de sua equipe realiza.

Assim, pode ser muito importante aprender o básico por meio de treinamentos técnicos para que seja capaz de orientar, auxiliar na solução de problemas e propor melhorias nos processos.

Além do mais, um treinamento desse tipo contribui para que o profissional se atualize acerca de novas práticas, métodos e tecnologias. O que pode levá-lo a contribuir de forma mais significativa para o desenvolvimento de equipes.

Treinamento estratégico

Por fim, o treinamento de liderança também pode focar no desenvolvimento de habilidades voltadas para os objetivos de negócios da empresa. Afinal, junto a toda a gestão de pessoas existe a gestão de entregáveis.

Sendo assim, é interessante oferecer treinamentos que ajudem a desenvolver a visão de negócios e que foquem na gestão de metas. Isso porque é básico que as lideranças entendam como participam da conquista de cada objetivo, quais são as suas responsabilidades.

Entre outras coisas, falamos de algo que envolve saber desenvolver um planejamento e como controlar, mensurar e cobrar a equipe pelos resultados que precisam ser alcançados.

Tudo isso pode demandar o aprendizado de fundamentos e estratégias para uma atuação assertiva.

💡 Quer saber mais? Conheça o curso gratuito e com certificado sobre Técnicas de Liderança Empresarial, da Escola de Pessoa da Sólides.

8 temas para abordar no treinamento de liderança

Considerando os tipos de treinamento para liderança que destacamos, elencamos temas que são ótimas sugestões para trabalhar nas ações de aprendizado organizadas pelo seu RH. Veja só:

  1. Comunicação eficaz e inclusiva;
  2. Como delegar tarefas e evitar a microgestão;
  3. Gestão de crises e conflitos;
  4. Rotina de feedbacks;
  5. Tomada de decisão;
  6. Acompanhamento de métricas;
  7. Inteligência emocional;
  8. Análise comportamental.

Sim, existem outros temas possíveis além desses, uma vez que existe uma ampla gama de assuntos que podem ser considerados para o desenvolvimento de lideranças.

Nossa dica é para que você acompanhe com atenção nos próximos tópicos para entender como criar um bom treinamento ― algo que envolve o processo de escolha acerca de quais temas abordar.

Como criar um treinamento de liderança?

Uma organização pode optar por contratar alguém de fora ou contar com seu próprio RH para desenhar o treinamento de liderança. É considerando essa segunda possibilidade que apresentamos as dicas a seguir:

Entenda as necessidades da empresa

O primeiro passo é entender o que a empresa e as lideranças envolvidas precisam neste momento. Para tanto, é importante considerar dois pontos de forma especial:

  • O contexto atual da organização;
  • As competências que as lideranças mais precisam desenvolver.

O contexto da organização pode direcionar para uma necessidade específica.

Por exemplo, se o momento é de expansão e formação de novas equipes, pode fazer mais sentido começar por um treinamento técnico para que as lideranças consigam levar seus time de recém-chegados a realizar boas entregas.

Contudo, se as pessoas em posição de liderança já têm boa compreensão técnica, pode fazer mais sentido focar em um treinamento de comunicação para integrar e engajar mais facilmente os novos colaboradores.

Nova call to action

Realize um bom planejamento

O planejamento vai apontar qual treinamento de liderança vai acontecer, quando, onde e com base em quais experiências de aprendizado.

Para tanto, além de suas próprias ideias acerca de como fazer, é interessante que o RH considere a opinião das pessoas que vão participar do treinamento. Isso porque a percepção individual pode ajudar o RH a definir melhor as prioridades e a forma de aprendizado.

Nessa etapa, há alguns pontos a considerar, como:

  • O treinamento será ministrado por uma consultoria externa ou a empresa vai matricular as lideranças em um curso?
  • Vai oferecer um workshop in company ou formação via EAD?
  • O que vai fazer para tornar a experiência de aprendizado mais envolvente?
  • Como a efetividade do treinamento será mensurada?

Essas e outras questões precisam ser levantadas para que o RH desenhe o melhor treinamento de liderança possível. O que deve considerar as demandas levantadas e um equilíbrio entre o interesse dos participantes e aquilo que está ao alcance da empresa.

Selecione os materiais necessários

Caso fique definido que o treinamento de lideranças será todo feito com recursos próprios, cabe ao RH buscar materiais didáticos que possam ser úteis para o processo de aprendizado.

Entre as opções, podemos citar ebooks, vídeos, palestras, webinars, entre outros. Para aumentar as chances de engajamento, a sugestão é disponibilizar o conteúdo em diferentes formatos para deixar o treinamento mais atrativo e inclusivo.

Colha feedbacks

Por último, ressaltamos a importância de ouvir os participantes. O treinamento de liderança pode ter diferentes etapas, o que abre a possibilidade para que ajustes, de forma a levar a resultados melhores.

Sendo assim, peça feedbacks ao longo do processo de aprendizado e ao final do treinamento. Como são vários os temas que podem ser abordados, o retorno pode orientar mudanças para os próximos treinamentos também.

💡 Saiba também:

Como evitar erros ao promover um treinamento de liderança?

Lembra-se de que destacamos o poder das lideranças de influenciar a decisão dos profissionais acerca de permanecer ou sair de uma empresa? Fizemos isso para indicar que o treinamento de liderança precisa focar muito em pessoas.

Até mesmo os técnicos ou estratégicos podem incluir aprendizados para que os líderes entendam como orientar, cobrar ou para que tenham uma compreensão maior de si mesmos ao ocupar essa posição.

Entenda, a partir disso, que a melhor forma de evitar erros no treinamento de liderança é não deixar de fora temas como:

Como sabemos, os tempos mudaram e as lideranças atuais precisam estar mais próximas de suas equipes para auxiliar o RH na promoção do seu bem-estar e para orientar seu desenvolvimento.

Isso demanda habilidade para se relacionar com diferentes perfis de forma positiva, entendendo como se conectar, se comunicar e engajar cada pessoa. Um conhecimento que você pode adquirir com o curso de Gestão Comportamental, da Escola de Pessoas da Sólides.

Além disso, as características do ambiente e das dinâmicas de trabalho pedem por lideranças que estejam preparadas para lidar com as mais variadas situações. É por isso que organizações buscam tanto por profissionais flexíveis ou adaptáveis.

Esse conjunto de fatores pode ser desafiador e uma das melhores ferramentas que uma liderança pode ter é inteligência emocional para saber como interpretar e como se comportar em cada situação. Algo que também demanda autoconhecimento.

É difícil entender e influenciar o comportamento dos outros se a gente não sabe nem como a gente mesmo funciona. Então, ao menos um pouco dessa compreensão enriquece qualquer treinamento de liderança.

Baixe grátis!

Profiler: a ferramenta ideal para sua carreira e gestão

Pegando gancho no autoconhecimento como chave para o sucesso do treinamento de liderança, o RH pode considerar diferentes ferramentas que proporcionam essa oportunidade de aprendizado.

Uma delas é o Profiler, uma ferramenta de gestão comportamental desenvolvida pela Sólides para facilitar a compreensão do perfil de cada profissional, seus pontos mais fracos e suas demandas de aprimoramento.

Para tanto, o profissional responde a uma série de perguntas estratégicas que vão direcionar para uma análise completa sobre seu perfil comportamental.

Esse resultado vem acompanhado de informações sobre seu perfil ou perfis dominante. Uma análise descritiva que aponta o estilo de gestão, vantagens e desvantagens. Assim, o líder sabe exatamente a melhor forma de dar feedbacks, gerir sua equipe e despertar o potencial de cada um.

A partir disso, a liderança em desenvolvimento pode se autoavaliar e entender como usar suas habilidades e quais mudanças buscar para evoluir e exercer melhor seu papel.

Treinamento de lideranças: um guia completo!

Percebeu como o RH tem um papel importante no treinamento de liderança? Todas as etapas da criação desse movimento de aprendizado contam com a participação ativa do setor.

Nós sabemos disso e temos como te ajudar. A dica é conferir nosso Guia para o desenvolvimento de lideranças que vai acompanhado de um curso gratuito sobre gestão de pessoas.

Ambos os materiais podem ser usados no treinamento aplicado pelo seu RH. Aproveite!

Sabrina Siqueira
Sabrina Siqueira
Sou apaixonada por Gestão de Pessoas desde sempre! Me tornei especialista em Gestão Comportamental, cursei administração com Ênfase em Comercio exterior (UNA), fiz Pós Graduação em Gestão Comercial e Vendas. Atualmente também sou facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler e Sales Enablement do time de New MRR da Sólides
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima