Testes Psicológicos: entenda tudo sobre eles e como aplicar na sua empresa

Tempo de leitura: 9 minutos

Está sem tempo para ler? Experimente ouvir a narração deste artigo. Aperte o play!

Há algum tempo, contratações não são feitas considerando apenas as habilidades técnicas de um profissional. Agora, os aspectos comportamentais são fundamentais para ter sucesso na hora de escolher um bom candidato. Assim, para identificar esse candidato adequado, existem os testes psicológicos.

Essas ferramentas são a solução ideal para conhecer uma pessoa além do seu currículo. Para saber tudo sobre esses testes e como eles podem ajudar o seu RH e a sua empresa, continue esta leitura!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que são testes psicológicos

Os testes psicológicos são ferramentas para avaliação de personalidade e comportamentos de uma pessoa. Por meio deles é possível identificar se um candidato a uma vaga, por exemplo, está alinhado à cultura da empresa e se tem as habilidades necessárias para ocupar o cargo que se interessou. Por isso, ele é muito importante para RH e gestores no processo de recrutamento e seleção.

Uma vez que essas características são percebidas, as contratações são feitas com mais agilidade e tendem a ser muito mais acertadas. Ainda, a taxa de rotatividade na empresa — o turnover — diminui, como consequência dessa contratação compatível.

Os testes psicológicos são úteis, não apenas em processos seletivos, mas também com colaboradores antigos da organização. Justamente porque eles auxiliam no direcionamento dos funcionários certos para as ocupações certas. 

Pode ser que um colaborador tenha habilidades compatíveis a alguma vaga que foi disponibilizada ou até mesmo a uma nova função na empresa. Por meio dos testes de comportamento, essa possibilidade de troca de posição fica muito mais fácil de ser ajustada.

Benefícios do teste psicológico

Considerando a utilidade dos testes psicológicos, podemos perceber diversas consequências positivas quando eles são implementados na empresa, por exemplo:

  • otimização do processo seletivo, auxiliando na triagem das pessoas que não têm fit cultural;
  • diminuição da taxa de turnover, por ter pessoas que gostam e evoluem em seus cargos;
  • maior satisfação para os funcionários, por estarem em funções alinhadas às suas competências;
  • aumento de produtividade, em função da satisfação desses colaboradores; 
  • melhoramento do trabalho em equipe, pois é possível criar times estratégicos com profissionais complementares dentro das equipes;
  • clima organizacional saudável, pois as divergências diminuem quando se tem times coesos.

Tipos de testes 

No meio corporativo, especialmente no setor de RH, é comum ouvir o termo Assessment — palavra de origem inglesa que significa “avaliação”. Essa metodologia está relacionada ao tipo de análise comportamental feito dentro das empresas, que considera o aspecto comportamental de um indivíduo

Mas, além dessa teoria, existem vários tipos de avaliações que podem auxiliar os líderes e gestores de RH a descobrir traços importantes de comportamento e personalidade. A seguir, veja alguns exemplos de avaliações que são comumente utilizadas.

Teste palográfico

Esse é um tipo de avaliação para evidenciar os aspectos da personalidade. O avaliado em questão precisa fazer, em um papel, uma série de traços alinhados, em determinado período de tempo, seguindo um padrão inicial.

Trata-se de uma aplicação bastante simplificada, mas com ele, analisa-se: a espessura dos traços, o tamanho de cada linha, espaçamento entre eles e a inclinação deles. Com os resultados, é possível fazer um levantamento a respeito da sua personalidade, estado de humor e temperamento.

Quati

O Questionário de Avaliação Tipológica, habitualmente chamado de Quati, também investiga quais são as tendências comportamentais de um candidato. Essa teoria utiliza situações corriqueiras no dia a dia do trabalho e sugere algumas respostas para o avaliado. A partir delas, o entrevistado pode ser classificado como: introvertido ou extrovertido, sentimental ou racional.

O Quati é muito aplicado em profissionais indicados para cargos de maior responsabilidade, aqueles que envolvem tomadas de decisão, por exemplo. Trata-se de um teste que coloca o indivíduo, geralmente, em um dilema corporativo e o recrutador observa qual caminho ele prefere seguir para resolver aquela situação, revelando assim a capacidade de adaptação ao ambiente e às pessoas inseridas no contexto. 

Ainda, por meio dele, é possível prever o comportamento mediante conflitos e momentos de tensão na empresa. Por isso, é bastante adequado para cargos de gestores e líderes. 

Teste de Atenção Concentrada 

O Teste de Atenção Concentrada (AC) mede o nível de concentração de uma pessoa durante a realização de uma tarefa

Essa avaliação acontece da seguinte forma: o avaliado recebe uma folha com alguns desenhos ou símbolos e três deles são apresentados como padrão. O desafio é encontrar, no decorrer da folha, os desenhos que são iguais àqueles anteriormente sinalizados.

Nesse caso, serão analisados tanto a quantidade quanto a qualidade dos acertos, ou seja, serão contabilizados quantos desenhos foram marcados corretamente e também os erros cometidos.

A maioria (senão todos) os cargos organizacionais exigem atenção e concentração em suas tarefas. Mesmo que o ambiente tenha interferências, como pessoas conversando, algum barulho externo ou, até mesmo, uma agitação atípica, são coisas que não podem ter grande influência no proceder do trabalho.

Claro, nem sempre estaremos completamente concentrados, mas esse teste evidencia justamente essa habilidade de abstração de um profissional.

Metodologia DISC

A metodologia DISC é um tipo de teoria que também visa demonstrar os aspectos comportamentais da pessoa avaliada. A partir dela, foi desenvolvido um teste que considera quatro tipos de perfis comportamentais

Dominante

Esse é um tipo de temperamento que tende a ser mais controlador. Trata-se de pessoas que gostam de estar envolvidas em projetos do início ao fim, geralmente são rápidas para executar tarefas e são consideradas corajosas e determinadas. Quando estão sob pressão, podem parecer autoritárias e até mesmo rudes.

Influente

Os influentes tendem a ser pessoas animadas, ativas e que gostam de estar no centro das atenções. Também apresentam traços de boa comunicação e se sentem a vontade para conversar com pessoas novas, em seu convívio corporativo. Porém, geralmente, esses profissionais têm maior dificuldade em manter a concentração.

Estável 

Esse é um tipo de perfil mais calmo, equilibrado e sereno. Ainda, costuma ser bastante concentrado em suas tarefas e valoriza muito o seu time e colegas de trabalho. Ele prefere manter a comunicação com pessoas que já conhece, portanto, é pouco comunicativo com gente nova. Um profissional considerado estável, que gosta das coisas como elas estão e sente-se pouco confortável com mudanças. 

Cauteloso

Assim como os estáveis, são pessoas calmas e comumente preferem trabalhar sozinhos. Em contrapartida, são indivíduos bastante analíticos, dão grande importância aos dados, aos fatos e são inclinados a fazerem uma leitura crítica deles. Por isso, são considerados, inclusive, um perfil investigativo, minucioso em suas obrigações.

Esse teste não resume o indivíduo a uma personalidade por completo, e sim mostra quais são as características mais predominantes neles, ou seja, qual o tipo de comportamento que provavelmente sobressairá na maioria das vezes. 

Como aplicar a avaliação ideal 

Depois de entender o que é um teste psicológico e conhecer alguns deles, é preciso escolher quais melhor se enquadram para o seu propósito e quais são os cuidados que devem ser tomados na hora da aplicação.

Definição de objetivos

Primeiramente, é necessário estabelecer quais são os seus objetivos, os requisitos da vaga que está sendo disponibilizada ou qual a nova função que se fez necessária na empresa. 

Ainda, os atributos comportamentais que o profissional deve ter para ser remanejado ou contratado para esse cargo. Uma boa dica é fazer uma lista com essas habilidades, para comparar com os tipos de teste disponíveis, que serão ideais na etapa do processo seletivo.

Pesquisa de testes

Agora, faça uma busca pelos testes disponíveis, entenda a fundo como devem ser utilizados, o que eles medem e se estão de acordo com os requisitos do SATEPSI

O Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos, que foi criado pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) com o intuito de “avaliar a qualidade técnico-científica de instrumentos psicológicos para uso profissional”, segundo o site.

Portanto, analise bem se a opção escolhida está dentro da lista de testes psicológicos favoráveis.

Preparação profissional

Outra dica que não pode faltar é: prepare-se tecnicamente. Mesmo que um teste seja muito bom em seus resultados, o mais importante é aplicá-lo e analisá-lo de forma cautelosa, por profissionais capacitados para essa função.

Aplicação

É muito importante seguir as recomendações acima antes de aplicar uma avaliação comportamental e psicológica. Como vimos, cada um desses testes pede uma preparação e ferramentas para auxiliar com essa atividade.

Ferramentas como o Profiler — um software de análise comportamental — podem ser um grande aliado para fazer a análise dos dados que foram coletados. Trata-se de um sistema criado para elevar o nível da sua eficiência na hora de examinar um perfil comportamental.

Procure se informar ao máximo antes de iniciar os testes psicológicos, busque softwares e recursos que possam auxiliar e converse com outros gestores de pessoas e líderes a respeito dos objetivos daquela vaga e das expectativas com relação ao perfil comportamental do profissional esperado.

A função de gerir pessoas e escolher bons candidatos está diretamente associada ao quanto você conhece sobre seus colaboradores. Então, para ter sucesso nesse desafio, preparamos um material gratuito para você aprender a conhecer o seu time profundamente.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments