4 tipos de testes para aplicar em entrevistas de seleção

Tempo de leitura: 5 minutos

Em um processo seletivo, dificilmente um candidato é contratado sem passar por uma entrevista com alguém que represente o setor de recursos humanos e com o gestor da área em que irá trabalhar diretamente. Por mais que o profissional tenha vivenciado outras etapas no recrutamento e seleção, geralmente são fases coletivas ou à distância.

Assim, a entrevista é fundamental: é quando um tempo específico e exclusivo é dedicado à pessoa, sua história de vida, experiências e habilidades. É nessa fase que conhecemos mais profundamente o candidato. Mas, se ficamos só na conversa, essa crucial etapa pode se tornar subjetiva e subaproveitada. Que tal aprender a turbinar seu processo conhecendo 4 testes para aplicar em entrevistas de seleção?

Como contratar a pessoa certa para uma vaga?

1 – Teste de conhecimento técnico

O momento da entrevista pode ser utilizado também para a aplicação de uma prova técnica, com conhecimentos sobre a área de atuação pretendida pelo candidato. É claro que esse tipo de teste só deve ser aplicado para vagas que exigem determinado nível de proficiência em um tema.

Por exemplo, alguém que tenha a intenção de ocupar uma vaga no setor financeiro pode ser testado nos principais conceitos da área, especialmente aquele que serão requeridos em sua função.

As provas de conhecimento técnico podem ser aplicadas tanto de forma escrita quanto oralmente. Em ambos os casos, é necessário o auxílio direto de alguém que trabalhe na área a qual a vaga pertence. Ou seja, só alguém que domina o assunto está apto a elaborar e corrigir esse tipo de teste para aplicar em entrevista de seleção.

Com esse tipo de prova, é possível nivelar o conhecimento dos candidatos e não ficar à mercê apenas do que ele relata saber. Claro que, para recebermos um resultado fiel, o candidato deve estar confortável para responder o teste. Não é necessária a criação de um clima hostil ou de muita pressão.

Vale lembrar também que, se você dispuser da ferramenta adequada, esse tipo de prova pode ser realizada online até mesmo antes da etapa de entrevista.

2 – Teste prático de ferramentas

Outra situação comum é de a vaga ter algum pré-requisito em relação às ferramentas necessárias para o exercício da função. Por exemplo, às vezes precisamos de um candidato com nível avançado de excel ou que domine algum sistema de Customer Relationship Management (CRM).

Nem sempre é inteligente simplesmente confiarmos no nível de habilidade descrito no currículo e no que o candidato diz a respeito da sua familiaridade com a ferramenta em questão. Na busca por uma vaga, é comum que as pessoas digam que dão conta de qualquer atividade ou que dominam qualquer ferramenta que o entrevistador pergunte. Ou, às vezes, simplesmente o que significa “excel avançado” para ele não engloba os mesmos conhecimentos que sua organização julga necessários.

Assim, é possível, e altamente recomendável, que os candidatos sejam submetidos a testes práticos de ferramentas caso elas sejam um pré-requisito da vaga. Assim, você evita desalinhamentos e promove uma seleção assertiva.

Esses testes podem ser feitos em formato de prova prática a ser resolvida pelo candidato na mesma visita que ele fizer para a entrevista ou podem ser dados por meio de desafios. Nesse segundo caso, o sugerido é que se passe alguma tarefa para o candidato antes do encontro presencial, para que ele leve-a resolvida para a entrevista. Para a resolução da tarefa, necessariamente o candidato deve precisar dominar o excel, por exemplo. Ao apresentar a solução para o desafio, os avaliadores conseguem perceber o nível de familiaridade com a ferramenta em questão.

3 – Teste de apresentação

Já que falamos da apresentação de desafios, o mesmo pode ser feito para se perceber, na prática, as habilidades de apresentação do candidato. Isso inclui sua oratória, senso estético para montagem de slides, postura, dicção e até sua capacidade argumentativa.

Se você está trabalhando em uma vaga em que algumas dessas competências são necessárias, aposte nesse tipo de teste para aplicar em entrevista de seleção. Proponha ao candidato, antes da conversa presencial, que se prepare para apresentar determinado tema. Especifique o desafio, estabeleça o tempo e as condições para ele demonstrar suas habilidades de apresentação.

Além de deixar o momento de entrevista mais dinâmico e leve, você conseguirá testar e avaliar melhor os seus candidatos. É importante lembrar que apresentações podem gerar ansiedade, então é essencial estabelecer um clima favorável para extrair o melhor desempenho.

4 – Teste de perfil comportamental

Uma outra ferramenta muito interessante de se aliar às entrevistas e demais etapas de um processo seletivo é o teste de perfil comportamental, que deve ser aplicado através de uma ferramenta especializada. Ele, na verdade, pode ser feito pelo candidato anteriormente à etapa presencial, de forma que os avaliadores já o recebem tendo conhecimento de suas principais tendências comportamentais.

Isso significa que o próprio roteiro de entrevista pode ser adaptado ao comportamento de cada candidato. Se ele possui como dominante um perfil menos resistente à pressão, você pode explorar esse aspecto com perguntas e experiências anteriores, por exemplo. Também é possível se preparar para a forma com que o candidato se comunica conforme o seu perfil comportamental, já que, muitas vezes, temos a tendência de esperar as mesmas reações e expressões das pessoas.

Essa preparação prévia e a possibilidade de trazer para a entrevista mais respeito às individualidades vêm das inúmeras informações que o teste de perfil comportamental retorna. Ele fala sobre os ambientes de trabalho mais adequados, como cada perfil recebe feedbacks da melhor forma, qual é o estilo de liderança e tomada de decisão de cada um e diversas outras características comportamentais.

Assim, o teste de perfil comportamental traz insumos valiosos para tomadas de decisão em uma seleção. Como ele é sobre tendências comportamentais, os avaliadores conseguem, inclusive, predizer algumas atitudes que não foram explicitadas no processo seletivo e saber a melhor forma de gerenciar o colaborador, inclusive depois de aprovado.

Agora que você já conhece alguns testes para aplicar em entrevista, que tal aprofundar os seus conhecimentos nas demais etapas do processo seletivo? Confira o artigo sobre funil de recrutamento que preparamos para você!

Você sabe qual é o seu Perfil Comportamental?

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
AVELINO JOSE MIGUEL Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
AVELINO JOSE MIGUEL
Visitante
AVELINO JOSE MIGUEL

Excelente artigo