Teste de Fit Cultural: entenda sua importância e como aplicar

Tempo de leitura: 6 minutos

Uma realidade inegável no mercado de trabalho é que as demissões acontecem muito mais pelo comportamento incompatível de colaboradores do que por habilidades técnicas. Mas depois de contratar uma pessoa, demitir nunca é uma situação agradável. Portanto, é preciso identificar algumas características no processo seletivo e, para isso, existe o teste de Fit Cultural.

Neste post, você entenderá do que se trata esse teste, qual é a sua importância e, principalmente, como aplicá-lo na sua empresa, para evitar esse desalinhamento cultural. Acompanhe!

O que é Fit Cultural

Trata-se da compatibilidade que deve existir entre um candidato e uma empresa, considerando os aspectos culturais. Isso significa que quando um profissional tem Fit Cultural com uma organização, seus valores, linguagens, gostos, comportamentos e propósitos estão alinhados.

Uma vez que isso acontece, o candidato ou o colaborador estará inclinado a se desenvolver bem na função que lhe foi ou será confiada. Afinal, ele estará em um ambiente completamente favorável, o que impacta diretamente na satisfação que terá em seu trabalho.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Além disso, ter profissionais compatíveis culturalmente em sua empresa é indispensável, pois são essas pessoas que se engajam e vestem a camisa do seu negócio, estando seriamente comprometidas com o plano geral da empresa

Ainda, quando as pessoas estão felizes com sua ocupação, elas tornam o ambiente mais agradável e isso reflete exatamente na melhoria do clima organizacional.

Teste de Fit Cultural

Para identificar se os candidatos às vagas na sua empresa estão de acordo com a cultura do seu negócio, você pode fazer uso desse teste de cultura, que identifica quais são as soft skills em destaque em um indivíduo, para que sejam comparadas ao perfil ideal pré-determinado.

Esse mapeamento pode ser feito de diferentes formas, utilizando várias ferramentas. Abaixo, estão listadas algumas delas.

Entrevista

O momento da conversa entre um candidato e o entrevistador é crucial no processo de recrutamento e seleção. É nesse momento que se percebe alguns comportamentos que, provavelmente, só são sentidos em um bate-papo. 

Por isso, é importante ter uma conversa “extratextual”, para identificar esses pormenores. Para auxiliar, é recomendável criar um roteiro de entrevista, ou seja, um questionário que conduzirá a conversa, de modo que seja objetivo e produtivo.

Questionário orientado

Os questionários são ótimas ferramentas, quando bem elaborados. Além de perguntas diretas, é possível estruturá-los para gerar insumos mais visíveis para o entrevistador. Assim, consegue-se criar perguntas apresentando cenários possíveis e dar opções de respostas que mostram como o candidato se comportaria naquela situação.

Por meio dessas respostas, de múltipla escolha ou até mesmo abertas, você tem a possibilidade de conhecer melhor como é a conduta daquela pessoa, quais são os valores que ela preza, o que considera certo e errado, enfim, com um questionário, é possível encontrar uma infinidade de dados relevantes que ajudarão a escolher melhor o candidato.

Alguns exemplos de perguntas situacionais que podem ser usadas em um questionário, são:

  • como você se sente em um dia de trabalho com muitas pessoas agitadas ao seu redor?
  • se o seu superior solicitasse uma demanda, fora do que está estabelecido como suas atividades, o que você faria?
  • se você presenciasse um conflito na empresa, qual seria a sua atitude?
  • o que você faria para motivar sua equipe, uma vez que precisa dela para finalizar sua tarefa?
  • se você visse um colega de trabalho fazendo algo que fere as normas da empresa, o que faria?

Cada resposta pode mostrar algo sobre quem responde o teste. Certamente, as perguntas devem ser adaptadas ao seu negócio e aos seus objetivos, mas envolver o candidato em uma circunstância é uma boa dica para reconhecer a conformidade cultural com os valores da organização.

Dinâmica

Outra aliada no processo seletivo é a dinâmica. Enquanto o questionário incentiva o candidato a falar sobre o modo como ele pensa a respeito de determinado assunto, a dinâmica o coloca em uma situação que o faz mostrar suas atitudes na prática.

Mas uma dinâmica deve ter um objetivo claro, estabelecido previamente e precisa seguir uma estratégia fundamentada em sua construção e aplicação. Por isso, para se fazer uma prática eficiente, é necessário dedicar tempo e pesquisa para montá-la de forma que traga os melhores resultados.

Passo a passo para aplicar o teste

Agora, entenda como aplicar o Fit Cultural.

Percepção e vivência da cultura 

Em primeiro lugar é necessário identificar qual é a cultura da sua empresa. Certamente, sua organização já tem valores implícitos, costumes e práticas do dia a dia que, muitas vezes, são ignorados. Alguns comportamentos podem estar tão enraizados que parecem nem estar lá, mas estão. E é justamente isso que define a sua empresa.

Esses comportamentos são costumes subentendidos que precisam ser mapeados e considerados, por exemplo, se as pessoas que melhor representam sua empresa têm um perfil mais executor, analista ou são as que se arriscam mais. 

Ainda, qual é o perfil dos líderes da sua empresa? Como acontece a comunicação interna? Como ocorrem as tomadas de decisão? É necessário considerar cada procedimento nesse sentido.

Depois de fazer esse check list comportamental, é necessário deixar claro para os seus colaboradores que essa cultura existe e que a empresa preza por ela. Vale até fazer algumas ações internas para evidenciar a prática dessa cultura. 

Por fim, as pessoas que já fazem parte do seu negócio devem saber e ver essa essência da empresa na prática, no cotidiano.

Documentação

Além de ter essas ações realizadas, é importante também documentá-las. Fazer um arquivo ou, até mesmo, algo físico, escrever quais são esses valores, quais são as diretrizes estabelecidas.

Ainda, inclua premissas que deseja para sua organização. Assim, se no processo de identificar sua cultura, foi percebido a falta de alguma sotf skill, é conveniente começar a trabalhar em seu desenvolvimento. 

Estabelecimento dos objetivos do teste 

Depois de identificar sua cultura, colocá-la em prática e documentá-la, chegou o momento de pensar em quais são os objetivos do teste de Fit Cultural no processo de recrutamento e seleção. Nessa etapa, você já conhece bem sobre seu empreendimento e também já sabe onde quer chegar. 

Portanto, estará preparado para traçar o perfil do candidato ideal para a sua empresa e construir um teste comportamental adequado para cumprir o seu planejamento e coletar os dados convenientes.

Aplicação

Em seguida, é só colocar a sua programação em prática. O teste de Fit Cultural pode ser usado para fazer uma triagem de candidatos. Afinal, um profissional tecnicamente preparado é tão importante quanto um que corresponde às características apropriadas ao tipo de cargo que exercerá e aos costumes da empresa.Para ajudar a entender mais sobre a importância da harmonia entre a cultura da empresa e do candidato, continue por aqui e leia este e-book para entender como a análise comportamental pode trazer resultados positivos para o seu processo de recrutamento e seleção.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments