Teste comportamental: como sua aplicação impacta no turnover da empresa

Tempo de leitura: 6 minutos

Fazer um teste comportamental com os seus colaboradores pode trazer inúmeros benefícios e possibilidades de melhoria. Existe um aspecto que a gestão comportamental impacta, que é fundamental para o bom funcionamento de uma empresa: a taxa de turnover.

Sabe-se que a maioria das demissões ocorre mais por motivos de comportamento do que falta de habilidades técnicas. Ainda, que os motivos de desligamentos espontâneos — pessoas que decidem se desligar da empresa — estão muito relacionados a aspectos comportamentais. 

Por isso, é importante saber o que é um teste comportamental, quais são os objetivos de realizar essa avaliação e entender como ele pode contribuir para diminuir a taxa de turnover da sua empresa. Continue a leitura deste post e saiba os benefícios que essa ferramenta pode trazer para sua organização. 

O que é teste comportamental

Trata-se de um questionário com o objetivo de classificar as pessoas de acordo com suas habilidades comportamentais, ou seja, suas soft skills. Sabemos que as pessoas são diferentes em muitos pontos de vista, mas, segundo pesquisas, metodologias aplicadas e observação de estudiosos, é possível identificar alguns tipos de perfis e agrupá-los de acordo com suas características.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Com essa avaliação, pode-se direcionar as pessoas certas, para as funções certas, por exemplo, um profissional que apresenta habilidades analíticas, que tem facilidade de concentração, que prefere se dedicar muito tempo a uma única tarefa e não se sente influenciado pelo meio, deve ser conduzido a cargos que demandam essas qualidades.

Do mesmo modo, um perfil comunicador, que tem facilidade em conversar com pessoas novas, mantém o otimismo em suas atividades, logo, é um perfil mais excêntrico que também tem seus pontos de aproveitamento em diversos cargos.

A finalidade de um teste comportamental é justamente essa: mapear os diferentes perfis de comportamento e adequá-los aos lugares onde terão melhor desempenho.

O que é turnover

O turnover é a rotatividade de colaboradores na sua empresa. Caracteriza-se, justamente, pelo fluxo de entrada e saída de pessoas no seu quadro de funcionários. Ainda, essa rotatividade não considera apenas demissões e contratações, mas também aposentadorias, transferências, licenças, afastamentos, fatalidades etc.

Ademais, existe uma taxa de turnover, ou seja, um número ideal que mede a saúde da sua organização com relação à rotatividade de pessoas. Como sabemos, um alto nível de rotatividade pode acarretar vários contratempos indesejados. 

Além disso, identificar esse número e investigar as razões pelas quais esse índice está elevado ou não, faz com que você saiba em que investir, seja para manter seu fluxo de alternância de funcionários estável ou para diminuí-lo caso esteja alto.

Uma das razões pelas quais esse valor deve estar controlado é: com um alto giro de funcionários, a empresa perde em produtividade, faturamento e lucro. Naturalmente, colaboradores que estão sendo desligados tendem a produzir menos em suas últimas semanas, ainda, novos colaboradores também produzem menos, pois, geralmente, demandam um tempo de adaptação e treinamento.

Assim, a empresa que tem uma alta taxa de turnover, gasta mais com contratação e processos de seleção, despesas trabalhistas de desligamento e admissão de funcionários, gastos com treinamentos e capacitações, entre outros custos relacionados à saída e entrada de colaboradores.

Portanto, é importante medir e analisar esses números, para que sua empresa não fique no prejuízo. Se necessário, existem métodos que podem ajudar a reduzir a taxa de turnover na sua organização.

Banner-Conheca_o_Perfil_do_Time

Teste comportamental a favor do turnover

Afinal, o que o teste comportamental tem a ver com tudo isso? Existem inúmeras justificativas para que as pessoas deixem a empresa onde trabalham, alguns deles são:

  • insatisfação no trabalho;
  • baixa remuneração;
  • pouca perspectiva de futuro;
  • sentimento de desvalorização;
  • ambiente desagradável; 
  • pouca percepção de valor em seu trabalho.

Como dito anteriormente, um teste comportamental pode identificar o perfil de um profissional. O intuito de caracterizar esse indivíduo é justamente colocá-lo em uma função na qual se sinta confortável, satisfeito, realizado e valorizado.

Uma vez que você conhece o seu funcionário, sabe como lidar com ele e o que o deixaria contente no seu trabalho, assim, é possível criar estratégias para reter esse funcionário e dar motivos para que ele não se sinta atraído por outras oportunidades no mercado.

Nesse sentido, podemos enxergar possibilidades de aplicar essa ferramenta nos dois tipos de funcionários. Acompanhe!

Novos colaboradores

Já no momento de abertura de uma vaga, é recomendável identificar qual perfil comportamental será apropriado para seu preenchimento, ainda, quais soft skills são necessários para que o profissional se adapte à posição que ocupará. 

Assim, antes mesmo de ser incluído em uma equipe, esse profissional já se sentirá mais confortável na posição a qual foi designado. Além disso, os custos de treinamento com esse novo funcionário diminuem, uma vez que esse novo colaborador já será naturalmente habilidoso para exercer determinada função.

Colaboradores atuais

Pensando em colaboradores atuais, saber quais as características evidentes eles têm e quais suas tendências de comportamento, é razoável para criar treinamentos que visam desenvolver as competências que eles necessitam.

Assim, depois de implementar o teste comportamental e mostrar para o seu funcionário que a empresa se importa em desenvolvê-lo em seu trabalho, oferecendo, inclusive, treinamentos para isso, sem dúvida ele vai perceber que existe uma dedicação da organização em fazer com que ele evolua em seu cargo. 

Dessa forma, o funcionário fica mais satisfeito em sua ocupação, vê valor no que faz e percebe a possibilidade de crescimento na empresa. Atualmente, uma alta remuneração não é o único artifício decisivo para a permanência de um colaborador. Todos os fatores citados contribuem para a decisão de um profissional sair do lugar onde trabalha. 

Por fim, preocupar-se com o bem-estar das pessoas é fundamental e quando você as conhece, o processo de retenção é muito mais eficaz. 

Depois de entender o que é um teste comportamental e perceber que é uma peça-chave na diminuição do turnover da sua empresa, é necessário colocar em prática a missão de conhecer os seus colaboradores. E a Sólides pode ajudar!

Afinal, usamos inteligência de dados, People Analytics e perfil DISC para recrutamento e seleção, desenvolvimento e retenção de talentos. Ainda, disponibilizamos cursos para que você aprenda a fazer uma gestão comportamental na prática. Confira como realizar essa tarefa.

5 3 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments