Gestão de talentos e sucessão empresarial na contabilidade: como fazer?

Entenda tudo sobre o processo de sucessão empresarial na contabilidade, como lidar com novas gerações, cases de sucesso e como agir.
sucessão empresarial na contabilidade
GARANTA SUA VAGA

Aqui você encontra:

A sucessão empresarial na contabilidade tem se tornado cada vez mais comum. Sendo um setor altamente familiar, as novas gerações começam a ter papel importante na condução dos negócios, trazendo novas oportunidades e visões de mercado.

No entanto, apenas 33% das organizações no Brasil têm um programa formal de preparação de sucessores. Acompanhe este artigo e saiba como planejar e conduzir esse processo de forma eficaz.

O que é sucessão empresarial?

A sucessão empresarial na contabilidade é um processo que envolve a transferência de controle e propriedade de uma empresa de uma geração para outra. 

Os sucessores podem ser selecionados através da identificação de talentos entre os colaboradores internos da empresa, escolha de um membro específico da família do proprietário ou por meio da contratação de um profissional externo no mercado de trabalho.

Essa transição precisa contar com um bom planejamento, já que implica na transferência das responsabilidades econômicas, administrativas e de liderança da organização.

Por exemplo, quando o sócio-fundador decide se aposentar e nomeia um novo diretor para liderar a empresa, é ele quem assumirá a responsabilidade pela gestão financeira do escritório, decidindo sobre investimentos, orçamento e estratégias de crescimento. 

Além disso, o novo gestor também passa a supervisionar a equipe de contabilidade, garantindo a eficiência dos processos e o cumprimento das obrigações fiscais e contábeis. 

Ou seja, o novo gestor torna-se a figura central do escritório, tanto para os colaboradores quanto para os clientes, estabelecendo a cultura organizacional e orientando a equipe em direção aos objetivos do escritório

No contexto da contabilidade, o planejamento da sucessão empresarial é fundamental para garantir a continuidade dos serviços contábeis, a preservação do conhecimento especializado e a adaptação às mudanças do mercado.

➡️ Leia também: Liderança na contabilidade: como motivar a equipe

Quais os tipos de sucessão empresarial na contabilidade?

Existem diversos tipos de sucessão empresarial na contabilidade, cada um com suas características e particularidades. Alguns dos principais tipos incluem:

Sucessão familiar

Uma das formas mais comuns de sucessão empresarial é a familiar. Esse tipo de sucessão ocorre quando o fundador de uma empresa decide transferir seus direitos para seus sucessores naturais, como filhos ou outros membros da família. 

Geralmente, isso acontece por motivos como aposentadoria, falecimento ou afastamento do sócio fundador. Por exemplo, se um pai decide passar sua quota-parte em uma empresa para um de seus filhos, o sucessor não só herda os direitos, mas também as obrigações e funções do antecessor.

Sucessão trabalhista

Outra modalidade importante é a sucessão trabalhista. Nesse caso, quem assume a empresa também assume todas as obrigações relacionadas aos vínculos empregatícios e eventuais débitos trabalhistas da empresa. Isso é comum em processos de fusão, aquisição ou incorporação de empresas. 

É essencial destacar que, independentemente da mudança de titularidade, os contratos de trabalho dos funcionários permanecem intactos, garantindo seus direitos e proteção legal.

Aquisição de fundo de comércio

Por fim, temos a sucessão empresarial conhecida como aquisição de fundo de comércio. Neste caso, todas as atividades, bens e dívidas do antigo proprietário são transferidos para um novo indivíduo ou empresa. 

Essa forma de sucessão mantém o negócio intacto, uma vez que a atividade principal é transferida para o sucessor.

Quais os principais desafios desse processo?

A sucessão empresarial na contabilidade, embora crucial para a continuidade e o sucesso de uma empresa, apresenta uma série de desafios que precisam ser enfrentados pelos sócios envolvidos. Abaixo, destacamos alguns desses desafios e como superá-los:

  • Dívidas da empresa: é essencial ter um entendimento claro das dívidas, distinguindo as relacionadas a investimentos e aquelas decorrentes de problemas de gestão;
  • Reestruturação do negócio: por mais que os novos empresários tragam novas ideias, eles devem traçar um plano para adotar medidas compatíveis com a realidade atual do mercado;
  • Candidatos à sucessão: encontrar candidatos qualificados para assumir a empresa ou parte dela pode ser um desafio;
  • Gestão de conflitos: conflitos podem surgir ao definir o valor das cotas da sociedade, seja de um gestor que está saindo ou de outro que está entrando.

Para superar esses desafios é necessário desenvolver um estudo sobre a atual situação da empresa. Assim, é necessário incluir um balanço patrimonial que detalhe todas as dívidas da empresa, tanto de curto, médio quanto longo prazo.

Dessa forma, o novo gestor pode identificar problemas da antiga gestão e propor novas soluções. Para isso, é preciso investir em cursos de capacitação e treinamento, permitindo que o sócio desempenhe as suas funções com eficácia.

Por fim, é essencial desenvolver habilidades de comunicação e resolução de conflitos para lidar eficazmente com a gestão de pessoas e demais situações que prejudiquem a empresa.

Material gratuito: 10 dicas para gerenciar o comportamento dos colaboradores

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

O que mudou na sucessão empresarial na contabilidade nos últimos tempos?

Nos últimos tempos, a sucessão empresarial na contabilidade experimentou mudanças significativas, influenciadas pela evolução do ambiente empresarial, avanços tecnológicos e novas expectativas dos stakeholders. 

Entre as mudanças está a dinâmica entre diferentes gerações dentro do escritório contábil. Com uma mudança natural de idade e postura, torna-se notório que ocorra uma falta de consenso entre gerações, desde o formato de operação do escritório até as propostas de futuro para o negócio.

Para enfrentar esse desafio, é essencial buscar maneiras de aproximar o melhor de cada geração. É fundamental reconhecer e valorizar a experiência dos colaboradores mais antigos, ao mesmo tempo em que se incentiva a criatividade e a inovação dos mais jovens. 

Ao mesclar a experiência e a juventude, é possível dar um salto na qualidade das entregas e na lucratividade do escritório contábil. 

No entanto, para alcançar esse objetivo, é necessário estabelecer processos eficazes e investir em diálogo aberto e construtivo entre as diferentes gerações.

Uma abordagem eficaz para promover essa integração é utilizar a Sólides como ponte para alcançar o êxito. Por meio de ferramentas completas, como o Profiler, engenharia de cargos e muito mais, é possível facilitar o planejamento da sucessão empresarial na contabilidade.

Dessa forma, o escritório contábil pode aproveitar ao máximo o talento e a diversidade de sua equipe, garantindo uma sucessão empresarial bem-sucedida e preparando-se para os desafios do futuro.

💡 Conheça a solução exclusiva da Sólides acessando o e-Book gratuito tudo sobre Profiler!

Como planejar e conduzir uma sucessão empresarial na contabilidade?

Confira o passo a passo para planejar uma sucessão empresarial na contabilidade:

  • Planeje com antecedência: a etapa inicial e fundamental é o planejamento. É essencial compreender todas as partes do processo. Isso vai desde comunicar a saída de um sócio até formalizar a entrada de um novo. Isso porque, esse trabalho evita conflitos e prepara todos os envolvidos para a mudança iminente;
  • Defina objetivos claros: determine quais são os pontos que a empresa pretende alcançar com a entrada de um novo profissional e os benefícios que esse sócio pode trazer em termos de crescimento e desenvolvimento.
  • Identifique potenciais sucessores: avalie soft skills como inteligência emocional, entusiasmo, habilidades de comunicação, além do conhecimento do negócio. Essa análise ajuda a garantir que a pessoa selecionada possa gerenciar a empresa adequadamente;
  • Realize treinamentos com os candidatos: o treinamento permitirá que compreendam as necessidades e a realidade da empresa, preparando-os para assumir suas novas responsabilidades;
  • Conte com ajuda profissional: em muitos casos, as empresas não estão preparadas para escolher novos sócios. Nesse sentido, é recomendável buscar ajuda profissional de especialistas em recrutamento e seleção. Eles podem auxiliar na identificação de candidatos com o perfil adequado para a empresa.

➡️ Leia também: Guia completo do Recrutamento e Seleção: conceito e técnicas

Exemplos de sucessão empresarial na contabilidade

Conforme vimos anteriormente, a sucessão empresarial pode ocorrer tanto de forma familiar, quando um parente é inserido entre os sócios, quanto de forma externa. Ou seja, quando um colaborador é promovido para o novo cargo.

E na contabilidade não é diferente. Veja exemplos abaixo:

SERAC Contabilidade

Na SERAC Contabilidade, o vice-presidente José Carlos Martins, incluiu os seus filhos como sócios e vice-presidentes da empresa, Jhonny Martins e Carla Martins.

A transição ocorreu aos poucos. Os novos sócios passaram por todos os departamentos do escritório contábil, desde office-boy ao operacional. Dessa forma, compreenderam todos os processos dentro da empresa antes de se tornarem sócios.

Isso garantiu que ambos adquirissem um grande conhecimento sobre todos os serviços prestados e também do respectivo público-alvo, o que permitiu a aplicação de novas ideias.

Desde essa transição, a empresa passou de 20 funcionários para mais de 300. Além disso, conta com mais de 3 mil clientes. 

Arte Fiscal Consultoria Tributária

Na Arte Fiscal, o CEO Anderson Souza identificou potencial em um de seus colaboradores, que atualmente ocupa o cargo de sócio e diretor tributário da empresa, o João Ricardo.

Com mais de 20 anos de atuação na área e devido a sua proatividade, expertise em gestão de planejamento e desenvolvimento de novos trabalhos, o João se destacou na equipe.

Além de reconhecer o trabalho de um colaborador, essa prática engaja e motiva todos os colaboradores da empresa.

Em resumo, a sucessão empresarial na contabilidade apresenta seus próprios desafios, mas pode ser conduzida com sucesso quando as empresas se preparam adequadamente para a transição. 

Ao planejar com antecedência, definir objetivos claros, identificar potenciais sucessores, realizar treinamentos adequados, buscar apoio profissional e monitorar de perto o processo, as empresas estarão bem posicionadas para alcançar o sucesso na sucessão empresarial na contabilidade.

Quer saber mais sobre como desenvolver seus sucessores e formar uma equipe de sucesso na contabilidade? Confira o curso gratuito sobre "Liderança e gestão de pessoas: primeiros passos" e comece já!

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima