Software de RH e People Analytics: a tecnologia à serviço da eficiência

Tempo de leitura: 9 minutos

Nas organizações, a tecnologia já virou protagonista, ocupando um importante espaço dentro do setor de Recursos Humanos. Baseada em dados, a parceria entre Software de RH e People Analytics tem mostrado ser um fator de transformação no papel estratégico do RH. 

Por meio de uma ferramenta com People Analytics, a tomada de decisão fica mais objetiva e eficiente. Ela permite agilizar os processos, diminuindo as chances de erros e melhorando a performance de todos os setores.

Todo profissional de RH precisa estar por dentro dessas tendências. Se você desconhece, ou tem dúvidas sobre como a tecnologia pode contribuir para a eficiência do RH, com certeza este artigo é útil para você.  Então, boa leitura!

O que é People Analytics?

O People Analytics, também chamado de análise de pessoas, é o processo de coleta, organização e estudo de dados da organização. Ele é feito por meio de softwares, que otimizam o gerenciamento dos recursos humanos, cruzando informações dos colaboradores. Essas informações são utilizadas para aperfeiçoar procedimentos internos. 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Por meio dessa avaliação é viável descobrir o comportamento, a produtividade, as expectativas dos colaboradores etc. Além disso, também é possível encontrar as variáveis, que podem impactar os índices de satisfação e de engajamento da organização.

Para ser concreto, o People Analytics deve integrar diversos aspectos em torno do profissional como a função exercida, a escolaridade, o histórico de crescimento dentro da empresa, a faixa salarial, as avaliações de desempenho, o tempo de casa, os cursos feitos e o comportamento coletivo. 

Com isso é mais fácil detalhar o perfil dos colaboradores e analisar os pontos fortes e fracos da gestão. Dessa forma, as decisões são mais eficientes.

Quais as vantagens de utilizar People Analytics?

O People Analytics pode ser usado em diversas situações, principalmente na contratação e no desligamento de funcionários. Além disso, também pode ser utilizado na criação de programas de treinamento, critérios de recomendação, planos de carreira e sucessão dentro da empresa.

Essa tecnologia permite otimizar os processos seletivos, selecionado os perfis mais alinhados aos valores culturais da organização. Outra característica é o aumento da eficiência da gestão de pessoas e, consequentemente, da retenção dos talentos.

O People analytics é baseado em dados, estatísticas e parâmetros já preestabelecidos, o que elimina as possibilidade de parcialidade e subjetividade. Outra vantagem da análise de pessoas é se tratando de formação de equipes multidisciplinares, distribuindo de forma adequada a tarefa sendo designada por mérito. 

Por meio da análise de pessoas também é possível avaliar o desempenho dos gestores e candidatos à liderança. Além de aprimorar as competências técnicas, gerenciais e essenciais para o cargo, como a empatia, o controle emocional, poder de persuasão e comunicação interpessoal.  

Qual a importância do People Analytics para a Gestão de Pessoas?

O uso do People Analytics faz o gestão de pessoas diminuir as chances de errar na escolher um candidato. Para além disso, também muda a perspectiva do grupo de gestão de pessoas. Levando a tomar decisões com base em dados concretos e não somente em hipóteses.

A análise de pessoas também auxilia a gestão de pessoas a atender os interesses dos colaboradores, aumentando o desempenho, comprometimento e engajamento deles com a empresa. Dessa forma, é mais fácil para o gestão de pessoas construir equipes com alto desempenho e capacidade em solucionar problemas e superar metas. 

Impacto no turnover

O People Analytics propõe aumentar a quantidade de dados acessíveis sobre o comportamento do trabalhador. Esses dados podem ser encontrados várias fontes, tanto digitais quanto físicas.  

O mais predominante é a utilização de dados de fontes digitais, como históricos de navegação, registros de e-mails, mensagens e linguagens adotadas nas redes sociais. 

Em consequência dos desenvolvimentos tecnológicos, no futuro, os dados físicos presentes em celulares, crachás corporativos e sensores de ambiente poderão ser coletados.  

Atualmente, há diversos indicadores dados conhecidos no universo do RH, um dos mais conhecidos deles é o turnover. Entre as definições, o termo significa o movimento dentro da empresa para a substituição de uma colaborador por um novo. 

Contudo, o gestão de pessoas precisa lidar com o turnover de uma organização, não somente para desligar ou contratar um funcionário. Aposentadorias, fatalidades, transferências, afastamentos também se aplicam ao turnover.

Quais as ferramentas utilizadas no RH?

A tecnologia é cada vez mais importante dentro do setor de Recursos Humanos. Ainda há muito o que aprender sobre essas tendências do RH, já se sabe que algumas ferramentas mais utilizadas são o Big data e o Business intelligence.

O Big Data, em tradução livre significa grande volume de dados, que engloba uma enorme quantidade e complexidade de informação de diversas operações. Essa tecnologia tem sido cada vez mais utilizado dentro do RH por permitir armazenar e cruzar dados encontrados em planilhas, internet sistemas, etc. 

Por exemplo, durante um processo de seleção, o Big Data permite coletar dados dos candidatos como idade, gênero, localidade, pretensão salarial, formação etc.

Com esses dados o software de RH permite cruzar informações e selecionar as melhores opções para o cargo oferecido. Os quatro princípios básicos que garantem a qualidade do Big data são volume, velocidade, variedade e veracidade.

O Big Data pode beneficiar diversos processos dos Recursos Humanos.

Análise de talentos

Uma plataforma de RH auxilia a empresa a responder questões sobre os funcionários, como resultado de desempenho, relação investida e retorno. Assim é possível otimizar a gestão de recursos humanos para buscar aprimoramentos.

Retenção de talentos

O Big Data permite ao RH ter uma visão melhor de cada profissional. Com esses dados é possível minimizar a taxa de rotatividade, fazendo análises comparativas.

Além disso, é possível identificar um padrão dos colaboradores que ainda estão na empresa e traçar um perfil para  selecionar novos colaboradores.

Eficiência no processo de contratação

Ao procurar por novos funcionários com o Big Data é possível cruzar informações do candidato, como site de cadastro de emprego e redes sociais e analisar as qualificações do candidato à vaga.

Avaliação de desempenho

Pelo software é possível ainda faz a análise de desempenho precisa de cada funcionário. Se necessário determinar os períodos do dia ele produz mais.

A aplicação do Business Intelligence

O Business intelligence significa coletar dados e informações, processá-las e transformá-las em algo em algo aplicável a empresa. O processo é basicamente  monitorar, coletar e organizar os dados específicos para a empresa

O BI ainda tem a possibilidade de medir padrões, identificar as tendências dentro da empresa e revelar comportamento dos colaboradores. Esses dados podem ser aplicados em todos os setores da organização.

Ao unir o ​Big Data e o ​BI​, no RH da empresa é possível cruzar informações e dados, fazer análises profundas e chegar a conclusões eficientes. Essa união permite o gestão de pessoas tomar decisões mais acertadas.

É comum confundir os termos ​Big Data​ e ​Business Intelligence​ e achar que são sinônimos, contudo existe uma diferença consideravel enre eles. O ​Big Data​ absorve as informações independentes se elas são restantes ou não para a empresa. Já o Business intelligence separa esses dados de forma a serem melhor trabalhados

Qual a relação entre People Analytics e Big Data no RH?

Agora que já foi explicado sobre o conceito do Big Data é hora de entender a relação dele com o People Analytics. A quantidade de dados coletados pelo Big Data são armazenadora em grandes volumes de dados. 

Por muitas vezes esses dados vêm de diversas fontes e estão fragmentados, por isso acaba deixando o processo de análise lento e demorado.

Para otimizar esse tempo e dar sentido aos dados utilizados, entra o People Analytics. Ele pega os dados coletados de um determinado funcionário (ou vários, vai depender do objetivo), cruza as informações, analisa e transforma em conteúdo útil para o RH. 

O objetivo do Big Data trabalhando junto com o People Analytics é otimizar e qualificar os dados coletados. Não para espionar os colaboradores.

O ​Big Data​ tem se tornado cada vez mais utilizado dentro das corporações. Já que ele é capaz de dar respostas ágeis aos desafios diários das corporações, o que colabora e muito com o trabalho dos gestores.

Como implementar People Analytics na sua empresa?

O uso do ​People ​Analítics tem se tornado uma grande tendência dentro das organizações e a melhor forma de implementá-lo é determinar objetivos, fazer a de dados, definir as métricas e os indicadores, encontrar relação entre os dados e preveja o futuro.

O RH desempenha um papel fundamental dentro da corporação. Estar por dentro das tendências tecnológicas aumenta a eficiência operacional e o engajamento dos líderes e colaboradores. 

Para o futuro já devem surgir novas tecnologias, que colaborem ainda mais com o RH. Por enquanto, os softwares disponíveis junto com o People Analytics já auxiliam muito o trabalho do RH.   

A Sólides oferece uma plataforma completa de gestão de talentos com People Analytics e Perfil Comportamental. É um software de RH e People Analytics capaz de oferecer informações sobre os colaboradores que pode ajudar na análise de dados, possibilitando elaboração de processos como a própria cultura organizacional

Se você quer contar com uma ferramenta capaz de transformar a área de gestão não deixe de aproveitar essa oportunidade e fale agora com nossos especialistas.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of