Quais as soft skills necessárias para compor um time perfeito

Tempo de leitura: 9 minutos

Ter um time com pessoas distintas, mas que juntas conseguem desenvolver grande projetos, é o sonho de qualquer empresa, não é mesmo? O conjunto de todas essas soft skills torna-se cada vez mais essencial em qualquer ambiente corporativo.

O processo para saber se as competências de um colaborador vão ser útil para o crescimento do negócio ocorre desde o recrutamento e seleção. Além de entender da cultura da empresa — e concordar com ela — é preciso levar em consideração as habilidades pessoais e profissionais já adquiridas em experiências anteriores.

Se o termo soft skills ainda soa estranho para você, ou se essa é primeira vez que lê sobre o assunto, está no lugar correto. Além de explicar como ele deve ser aplicado no momento da seleção de um funcionário, mostraremos como ele pode ser aprimorado após as contratações.

Se você está preocupado em montar um time de talentos que seja capaz de oferecer o máximo de resultados, saiba que compreender o que são as soft skills e saber desenvolvê-las em todos é um passo extremamente importante.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Ficou interessado e quer saber quais são as soft skills fundamentais para compor um time perfeito? Continue a leitura!

A definição de soft skills

Traduzido da língua inglesa, o termo soft skills significa “habilidades suaves”, um termo utilizado pelos profissionais da área de recursos humanos para definir capacidades comportamentais, competências subjetivas e de difícil avaliação — sejam essas competências individuais ou coletivas.

Elas também podem ser conhecidas como interpersonal skills (habilidades interpessoais) ou people skills (habilidades com pessoas).

Essas habilidades são analisadas junto com as hard skills (habilidades técnicas) na seleção e contratação de novos colaboradores pelos departamentos de RH.

Apenas para dar um contexto, as hard skills podem ser definidas como habilidades profissionais que são quantificáveis, ou seja, que podem ser mensuradas de alguma maneira.

Alguns exemplos de hard skills são:

  • proficiência em língua estrangeira
  • graduação
  • mestrado ou doutorado
  • certificações
  • cursos técnicos
  • manejo de ferramentas
  • operação máquinas
  • habilidades em programas de computador

As soft skills, por serem mais subjetivas, também costumam ser mais difíceis de aprender ou mensurar. Com isso, durante a seleção de novos candidatos a uma vaga de trabalho, os empregadores podem preferir contratar uma pessoa com boa capacidade interpessoal do que à outras que sabem tudo da última tecnologia, por exemplo.

Isso porque existem meios mais fáceis de aprender sobre tecnologias — uma atividade técnica —, o contrário de conviver bem com distintas pessoas dentro do ambiente corporativo — uma atividade subjetiva, que requer paciência e empatia.

A avaliação das skills no recrutamento e seleção

O papel do processo de recrutamento e seleção é encontrar os profissionais certos para fazer o negócio crescer e se tornar um sucesso. Ou seja, selecionar um time certeiro que atenderá todas as necessidades de uma empresa.

Na busca pelo candidato ideal para a vaga, as organizações costumam aplicar uma busca detalhada pelo perfil que atenderá a todos os requisitos técnicos e comportamentais. Porém, quanto mais criterioso, mais longo o processo pode se tornar.

Em alguns casos, a urgência para o preenchimento da vaga e os indicadores de recrutamento e seleção exigem velocidade, mas saber desde os processos iniciais quais são os limites do candidato fará toda a diferença.

Uma entrevista bem estruturada pode ser o ponto de partida perfeito para conhecer os candidatos. Você pode agendá-la para conhecer melhor os candidatos e fazer algumas perguntas, assim avaliando como se comportam em determinadas situações, utilizando algumas questões de testes comportamentais feitas oralmente.

Em um momento posterior, as dinâmicas de grupo ou os desafios experimentais individuais, em que os candidatos podem simular situações do cotidiano da empresa, também são interessantes para apontar quais são as soft skills do futuro colaborador.

Ao final desse processo e, após uma análise criteriosa, você terá aptidão para perceber quais das pessoas entrevistadas apresentam as competências desejadas para seguirem no processo.

As soft skills mais buscadas

Confira a seguir algumas das soft skills mais desejadas pelos empregadores durante os processos seletivos:

Pensamento crítico

Essa é uma das mais importantes, pois as empresas buscam por pessoas capazes de tomar as melhores decisões em distintas situações. Independente da área de atuação, seja lidando com um trabalho que envolva softwares rebuscados ou atendimento ao cliente, será necessária uma pessoa para pensar criticamente e encontrar soluções.

Liderança

Essa skill é muito importante para aqueles que pretendem subir na carreira. Por mais que uma vaga não seja de liderança inicialmente, as empresas buscarão por perfis capazes de gerenciar pessoas e resolver situações. Além de mediar conflitos e tomar decisões executivas.

Atitude positiva

É sempre bom ter ao redor colegas de trabalho que trazem consigo atitudes positivas, não é mesmo? Os empregadores gostam dessa skill pois colaboradores com tal habilidades conseguem ser amigáveis, de fácil convívio, além de terem desejo pelo trabalho.

Trabalho em equipe

Relacionada a skill acima, as empresas também almejam candidatos que tenham a capacidade de trabalhar bem com os companheiros. Seja realizando muitos projetos colaborativos ou apenas participando de algumas reuniões de setor.

Algumas competências que estão relacionadas ao trabalho em equipe incluem a extrema capacidade de negociar com os demais e apreciar a diversidade de pensamentos dentro de uma equipe — o que também envolve aceitar e dar feedbacks.

Ética de trabalho

Outra soft skill indispensável em qualquer negócio. Os empregadores procuram pessoas com ética, pois entendem que elas irão concluir tarefas no prazo, manter a organização e o foco. Esses colaboradores conseguirão trabalhar tanto de forma independente quanto seguindo instruções enviadas por seus superiores.

Ensinar ética é uma tarefa bastante complicada, porque cada um tem responsabilidades individuais e sociais. Em uma visão trabalhista, um colaborador com ética tem diversas virtudes, como manter sigilo, honestidade, prudência, competência etc.

Resiliência

Essa talvez seja a soft skill mais importante para os momentos de crise vivenciados dentro das empresas. Para resumir, a resiliência é a capacidade de se recuperar depois de enfrentar adversidades. Mais do que força de vontade, é algo que requer uma alta capacidade psicológica. 

Os colaboradores com essa característica são capazes de gerenciar e resistir a pressões. Por ser algo extremamente útil em qualquer área de atuação, se tornou muito requisitada no mercado.

Entretanto, profissionais com resiliência forte costumam ter mais tempo de experiência. Quem tem essa habilidade são pessoas que já enfrentaram situações complicadas e tensas durante seu exercício.

A montagem de uma equipe eficiente

No recrutamento e seleção de pessoas uma dica fundamental é: balancear.

Não adianta focar em apenas uma qualidade. Por exemplo, se a sua empresa trabalha com vendas, ter colaboradores com o perfil comunicativo não será o bastante se nenhum tiver aptidão para a liderança.

Os profissionais com soft skills mais desenvolvidas terão habilidades que podem ser bastante úteis em negociações, gerenciamento de conflitos, resolução de problemas e até na motivação de equipes — problemas gerais dentro de um negócio.

Seja qual for o tipo de profissional que você tenha na equipe ou que está almejando, é muito importante que ele use suas habilidades para buscar maneiras criativas e novas com o intuito ajudar o crescimento da sua organização, não é mesmo?

Não esqueça também de mapear os talentos que estão dentro da sua empresa. Algumas vezes uma troca de cargo pode ser eficiente. Você pode ofertar palestras e cursos que incentivem o desenvolvimento das habilidades interpessoais, intrapessoais e técnicas de cada um deles, não desperdiçando os talentos que já fazem parte do time.

Aqui é importante ressaltar que essa pessoa precisa estar alinhada ao fit cultural da sua empresa. O alinhamento de valores é determinante para a manutenção dos colaboradores.

O ambiente de trabalho estará, então, repleto de profissionais motivados e, mais importante, qualificados para atingir objetivos estratégicos essenciais para qualquer negócio. Além de aumentar a produtividade e engajamento geral.

Dar a devida importância as soft skills durante o processo de contratação é fundamental, pois você garante que os colaboradores irão se sentir pertencentes à marca da empresa, não como um estranho.

Por isso é importante desenvolver uma cultura positiva, levando em consideração os seguintes pontos:

  • sempre considere as soft skills nos programas treinamento, motivação e no recrutamento e seleção;
  • procure estimular um espaço onde seu time possa “botar tudo para fora”, relatando seus anseios;
  • foque em criar um ambiente com troca de experiências, onde todos os colaboradores sintam fazer parte dos desafios enfrentados no dia a dia;
  • lembre que acertos e erro fazem parte do aprendizado e sem essa percepção o processo que envolve habilidades é guiado pelo medo e pela tensão, o que resulta na eliminação da parte soft.

Agora que você já sabe da importância das soft skills, aplique esse conhecimento dentro da sua empresa e monitore qual habilidade cada colaborador tenha de melhor. Lembre-se que essas skills só poderão ser comprovadas no dia a dia, então é papel do RH dar todo o apoio necessário na fase de desenvolvimento dessas competências.

Gostou do nosso artigo e quer saber como aprimorar a escolha de um colaborador durante o recrutamento e seleção ? Então dê uma conferida no nosso e-book “Como contratar a pessoa certa para uma vaga?”.


1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] desenvolvimento estratégico de uma companhia. O setor é responsável por selecionar os talentos, formar equipes perfeitas, acompanhar o desenvolvimento de habilidades, treinar e integrar todos os profissionais. Um […]