Segurança do trabalho: conheça a importância e veja quais ações são fundamentais para aplicá-la

Tempo de leitura: 4 minutos

Quando falamos em segurança do trabalho, logo vem à cabeça o bem-estar dos colaboradores. Isso porque as ações feitas em prol dela são fundamentais para melhorar a dinâmica do ambiente corporativo e aumentar a produtividade de todos os profissionais.

Para entender o que é segurança do trabalho, é preciso saber que ela não é aplicada só para prevenir acidentes e doenças, mas para melhorar o ambiente de trabalho. Por isso, todas as medidas, normas e procedimentos são feitos baseados nas práticas desenvolvidas na corporação.

Se você quer entender qual é a importância da segurança do trabalho, confira o conteúdo a seguir. Nele, vamos mostrar os impactos dessas ações em uma empresa, além de listar algumas estratégias que podem ser úteis nesse processo. Confira!

A importância da segurança do trabalho

No dia a dia, muitos acidentes podem acontecer, causando danos físicos e morais aos trabalhadores. Por isso, é fundamental que as organizações compreendam a importância da segurança do trabalho.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O primeiro ponto é que ela está intimamente ligada à qualidade de vida dos colaboradores, já que as medidas eliminam e controlam riscos ligados à atividade desenvolvida. Em um ambiente mais seguro e saudável, os profissionais tendem a produzir mais, o que é extremamente positivo para as empresas.

Para entender porque investir na segurança do trabalho é essencial para as empresas, saiba que essas práticas podem economizar dinheiro futuramente. Pense assim: ao tomar medidas para evitar acidentes, você não terá gastos com essas situações.

A segurança do trabalho também ajuda a estabelecer um vínculo de confiança entre a empresa e os colaboradores. Afinal, o ambiente de trabalho será mais seguro e saudável. Por fim, essas medidas auxiliam na padronização de processos, correção de desvios e, consequentemente, aumento dos resultados positivos.

Qual é a importância do RH na segurança do trabalho?

O setor de RH atua diretamente na criação e na aplicação das ações relacionadas à segurança do trabalho. Obviamente, é possível terceirizar esse processo, mas os Recursos Humanos precisam estar envolvidos para fazer a ponte entre a empresa e a equipe terceirizada.

Na contratação, o RH já informa o novo colaborador sobre as normas de segurança do trabalho e como elas são aplicadas na empresa. Além disso, esse setor entrega todos os EPIs (equipamentos de proteção individual) para os profissionais que estão ingressando e os que já estão na corporação.

Também é o RH que fornece informações sobre práticas para prevenção e controle de acidentes. Além disso, ele trabalha ativamente em projetos e iniciativas ligadas à saúde e à segurança do trabalho, tais como: ginástica laboral, palestras, cursos, eventos, entre outros. 

O que a legislação diz sobre a segurança do trabalho?

A legislação da segurança do trabalho é regida pela Portaria GM nº 3214, do Ministério do Trabalho e pelo artigo 166 da Consolidação das Leis Trabalhistas. Neles, é possível entender que é obrigação da empresa fornecer os EPIs e aplicar medidas de proteção e prevenção contra acidentes.

banner para baixar infográfico com 10 dicas de como cuidar da saúde dos colaboradores-segurança do trabalho

Ações fundamentais para a segurança do trabalho

Após saber a importância e os objetivos da segurança do trabalho para as empresas, está na hora de você conhecer algumas ações fundamentais para aplicá-la no ambiente corporativo. Confira!

1. Manutenção de máquinas e equipamentos

A manutenção do maquinário industrial, bem como de qualquer outro tipo utilizado na empresa, é fundamental para a segurança dos trabalhadores e a qualidade dos processos. Isso ainda reduz custos com reparos. Para realizá-la, é importante sinalizar a área, comunicar os colaboradores e contratar profissionais especializados para a operação.

2. Segurança do ambiente de trabalho

Os EPCs (equipamentos de proteção coletiva) são essenciais para a aplicação da segurança do trabalho nas empresas. Isso porque eles protegem os colaboradores de riscos coletivos. Alguns exemplos são: cones, sensores de presença, sirenes, garras de bloqueio, cadeados, bloqueios de disjuntores, entre outros.

3. Uso dos EPIs

Os EPIs e a segurança do trabalho possuem ligação muito forte. Isso porque a empresa é obrigada a fornecê-los para os colaboradores. Para escolher os modelos para a corporação, é importante observar se eles têm o material adequado para as atividades exercidas e o Certificado de Aprovação, exigido pelo Ministério do Trabalho.

4. Isolamento e sinalização de riscos

É muito importante que a empresa saiba quais atividades apresentam riscos físicos, químicos e elétricos. Além disso, ela deve sinalizar os ambientes onde há esses “perigos” e garantir a segurança do colaborador que exerce funções nessas áreas. 

5. Treinamento e capacitação

Um bom treinamento ministrado pela liderança, pelo RH ou pela equipe de segurança do trabalho capacita os colaboradores. Ele é feito para conscientizar os profissionais sobre as ações e as melhores maneiras de evitar acidentes, além de ensinar sobre o uso dos EPIs e dos EPCs. 

Continue aprendendo!

Depois de entender mais sobre a segurança do trabalho, potencialize o seu aprendizado com nosso artigo sobre como manter e melhorar a saúde dos colaboradores no trabalho de forma efetiva. Confira nosso conteúdo e descubra mais sobre o assunto.

4.7 3 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments