O que é educação corporativa, como aplicar e qual a sua importância nas empresas

Entenda o que é a educação corporativa, como ela pode ser implementada de forma eficiente e contínua e muito mais.
Educação corporativa
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

As pessoas são, sem sombras de dúvidas, o ativo mais importante de qualquer organização. Por isso, a formação e a educação corporativa dos seus talentos é um dos principais investimentos de uma empresa. 

Mas você sabe o que é educação corporativa e como aplicar essa prática de forma eficiente e contínua? Preparamos um guia completo sobre esse assunto para você conhecer e começar a implementar os programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas no seu ambiente de trabalho. Confira a seguir. 

O que é educação corporativa?

A educação corporativa, também conhecida como educação empresarial, é uma prática focada para o desenvolvimento de habilidades e competências alinhadas com os objetivos do negócio.

Essa estratégia não é voltada apenas para colaboradores, mas também prestadores de serviços, fornecedores, parceiros, clientes e toda a comunidade em torno da organização.

As ações também vão além de cursos e treinamentos para aprimorar competências técnicas dos funcionários. É importante pensar em desenvolver ou aperfeiçoar habilidades sociais e comportamentais e fomentar uma cultura de aprendizado contínuo.

Baixe gratuitamente!

Quais são os objetivos da educação corporativa?

São muitos os objetivos de implementar a educação corporativa em uma empresa. Eles  vão muito além de apenas desenvolver colaboradores com base nas metas empresariais. 

Confira os principais objetivos dessa prática nas organizações:

  • Desenvolver atitudes e comportamentos que devem ser seguidos;
  • Aprimorar as habilidades dos colaboradores;
  • Integrar os profissionais à cultura organizacional;
  • Melhorar a produtividade;
  • Aprimorar processos com parceiros e fornecedores;
  • Aperfeiçoar a gestão de tempo dos colaboradores;
  • Motivar e desenvolver as competências dos gestores e outras lideranças;
  • Instruir os colaboradores a realizar funções de forma correta e eficiente;
  • Apresentar novas ferramentas que ajudarão a melhorar a produção;
  • Realizar qualificação dos colaboradores de forma contínua, mostrando as mudanças recorrentes no mercado;
  • Criar canais de comunicação com toda a comunidade da empresa;
  • Mostrar toda a cadeia de negócios que existe dentro de uma organização.

É sempre bom ter em mente que essas são metas mais gerais, ou seja, que podem ser aplicadas em todas as empresas. Porém, ao compreender o que é educação empresarial, é possível perceber que os objetivos dessa prática podem ser particulares de cada negócio e, portanto, devem ser desenvolvidos com base em um planejamento feito pelo RH.

Material gratuito: KIT de Planejamento Estratégico para RH

Preencha o formulário e receba o KIT grátis no seu e-mail 📩

Quais são os princípios da educação corporativa?

Segundo Jeanne Meister, uma das autoras mais conceituadas sobre o tema, a educação corporativa é "um guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias da organização".

A partir das teorias de Meister e Marisa Eboli, outra autora especializada no tema, é possível definir 7 princípios básicos da educação corporativa:

  1. Competitividade: é um diferencial competitivo para as organizações;
  2. Conectividade: conecta as pessoas e democratiza informações;
  3. Perpetuidade: é parte do processo de cultura organizacional;
  4. Cidadania: estimula a cidadania, a ética e o pensamento crítico;
  5. Disponibilidade: é acessível a todos os colaboradores e stakeholders;
  6. Parceria: é promovida com o apoio de fornecedores e parceiros de negócios;
  7. Sustentabilidade: traz valor e resultados à organização. 

Qual a importância da educação empresarial?

Conhecendo melhor os objetivos e princípios da educação corporativa, é possível perceber que esse tipo de prática ajuda a manter o time de RH cada vez mais estratégico, a fim de que a Gestão de Pessoas possa atender melhor às necessidades e objetivos da organização.

Além disso, a educação empresarial também tem impacto direto na integração dos colaboradores à cultura da empresa e na criação de procedimentos e comportamentos padrões. Isso, por si só, ajuda a engajar e motivar os profissionais nos processos da organização, independentemente do seu nível hierárquico.

Conheça também outros aspectos que tornam a educação corporativa tão importante:

  • Vantagem competitiva em relação ao mercado ao qualificar processos, produtos, serviços e pessoas;
  • Fortalecimento da cultura por meio da implementação de um ambiente focado em desenvolvimento contínuo;
  • Transmissão de conhecimento com a construção de redes de contato entre colaboradores e stakeholders (partes interessadas).
  • Capacitação e desenvolvimento de profissionais iniciantes com alto potencial;
  • Aumento da capacidade e velocidade comparativa de adaptação da empresa, impulsionando a atualização em novas técnicas e tendências. 

Qual a diferença entre educação empresarial e treinamento?

A primeira diferença está no público-alvo. Enquanto um treinamento é focado nos colaboradores, a educação empresarial contempla, além deles, clientes, parceiros, fornecedores e lideranças.

Os objetivos dessas duas ações também são diferentes. A educação corporativa busca desenvolver pessoas em prol da organização, e o treinamento, normalmente, é focado na qualificação de competências técnicas (hard skills) individuais. O tempo de aplicação também varia entre os dois, já que a educação corporativa costuma ser a longo prazo ou até mesmo um processo contínuo.

Existe ainda uma diferença no modelo de aprendizagem. No processo de educação corporativa há um envolvimento maior dos estudantes. Já o treinamento tem menos interação, uma vez que eles apenas recebem informações e as absorvem.

💡Conheça a Escola de Pessoas da Sólides, o canal ideal para aprimorar as habilidades da sua equipe, com cursos gratuitos!

Benefícios da educação corporativa para uma empresa

Além de ser mais abrangente, alcançando não só colaboradores, mas clientes, fornecedores, parceiros, entre outros, a educação corporativa também tem outras vantagens. Confira!

Valorização profissional, engajamento e retenção de talentos

Ao perceberem que a organização está empenhada em aprimorar suas competências, os colaboradores se sentem mais valorizados, o que os estimula a seguirem caminhando na direção dos objetivos organizacionais. Isso gera mais engajamento e interesse no plano de carreira e, consequentemente, diminui os índices de turnover.

Aumento da produtividade

Promover cursos para áreas específicas da empresa valoriza os profissionais, tornando as equipes mais preparadas para cumprir demandas e entregas, o que contribui diretamente para a melhoria no rendimento dos times.

Incentivo à inovação

Ao aplicar a educação corporativa, os colaboradores ganham confiança para desenvolver novos processos e estratégias, pois estarão mais capacitados nas suas funções e engajados nos resultados do seu trabalho.

💡Aproveite para conhecer mais sobre os benefícios da educação corporativa para sua PME!

Quais as principais tendências da educação corporativa?

A ampliação das modalidades de ensino à distância e o avanço das tecnologias também exige que práticas educacionais se adaptem à nova realidade e já se preparem para as tendências do mercado. Conheça algumas delas!

1. Gamificação

Essa é uma tendência bem forte no mercado que consiste no uso de jogos, missões, recompensas e ranqueamentos em ações de educação corporativa. O objetivo é tornar o aprendizado mais atrativo e estimular a criatividade e o dinamismo do time. 

Portanto, essa tendência vem como um complemento a outras técnicas como microlearning e realidade virtual e já chegou a ser utilizada, inclusive, em processos de recrutamento e seleção. 

De acordo com dados levantados pela Finances Online, 33% dos funcionários preferem ter elementos de jogos nas suas plataformas de formação. Ainda, 83% dos funcionários que passam por treinamento gamificado ficam mais motivados no trabalho.

2. Conteúdos ricos

O desenvolvimento de uma cultura de educação empresarial passa pela criação de diversos materiais internos de treinamentos, boas práticas, guias de comunicação, etc

Porém, também é importante buscar fora da empresa conteúdos relevantes, de pessoas e companhias referências no assunto, que possam complementar o processo de aprendizado dos seus colaboradores e stakeholders, como vídeos, workshops, artigos, livros e eventos.

3. Mobile learning

Dar flexibilidade para que seu time possa ter momentos de aprendizado quando e onde quiser também é uma tendência importante da educação corporativa, que é implementada por meio do e-learning.

Dessa forma, existem vários formatos que permitem consumir conteúdos pelo celular ou qualquer outro dispositivo móvel, como livros digitais, videoaulas, podcasts, entre outros. Essa é, inclusive, uma alternativa com excelente custo-benefício para as organizações, que não precisam gastar recursos para deslocar todos os profissionais em treinamentos presenciais. 

4. Realidade virtual

Outra estratégia que segue sendo tendência é usar a realidade virtual para simular situações reais que podem ocorrer no dia a dia da organização, tornando o aprendizado mais leve, objetivo e interativo.

Dessa forma, associada ao conceito de gamificação, essa tendência cresceu durante a pandemia e traz inúmeras possibilidades, simulando cenários e situações de risco para trazer mais experiência e eficiência aos processos. 

Espera-se que o mercado de realidade virtual na indústria da educação cresça de US$ 25,85 bilhões em 2024 para US$ 67,02 bilhões até 2029.

5. Microlearning

O microlearning é uma metodologia de aprendizado desenvolvida em formato de pílulas, ou seja, pequenas doses de conhecimento. Ele estimula o aprendizado contínuo e permite que as pessoas se aprofundem aos poucos e gradativamente. 

Assim, essa técnica divide conteúdos complexos em pequenos fragmentos, que podem ser estudados com flexibilidade, utilizando dispositivos móveis. Normalmente, o microlearning utiliza o método de trilhas de conhecimento, em que o usuário percorre um caminho com aulas de curta duração até chegar ao seu objetivo.  

De acordo com estudos recentes, essa metodologia aumenta em 18% a capacidade do colaborador de reter informações, em comparação com técnicas tradicionais de ensino. 

💡Saiba também:

Como implementar a educação corporativa? 5 exemplos

O primeiro passo é fazer um mapeamento do que já existe em termos de aprendizado na organização, bem como de dificuldades e oportunidades de melhorias nesse sentido.

Com essas informações em mãos, você pode começar a desenhar um plano de ação do que serão as bases do programa de educação empresarial e como ela se conecta com os objetivos da empresa. Defina ainda quais serão as práticas implementadas e as responsabilidades de cada um nesse processo. 

Em seguida, pense nos temas e conteúdos que serão abordados em cursos, treinamentos, novos processos e estruturas de comunicação. Por fim, não se esqueça de definir uma metodologia para acompanhar os resultados da sua educação empresarial.

A seguir, listamos 5 exemplos práticos de treinamentos e programas de educação corporativa que podem ser implementados dentro das organizações e como fazer isso. 

1. Treinamento em habilidades técnicas e tecnológicas

Aqui o foco é capacitar os colaboradores para utilizarem ferramentas e softwares específicos e relevantes para cada setor da empresa, além de contribuir para o desenvolvimento de habilidades técnicas, como conhecimentos em programação e análise de dados. 

Portanto, nesse contexto, podem ser planejados treinamentos, workshops práticos, demonstrações e estudos de casos. No caso de ferramentas específicas, é válido verificar com o fornecedor se ele oferece algum tipo de capacitação ou material de suporte para ajudar na implementação. 

2. Desenvolvimento de lideranças e habilidades gerenciais

Os líderes e gestores também podem se beneficiar de programas de educação corporativa. Nesse caso, é interessante trabalhar conhecimentos e habilidades específicas como resolução de conflitos, comunicação não-violenta, negociação, análise de dados, planejamento estratégico, entre outros. 

Os programas de mentoria são boas opções para o desenvolvimento de lideranças. Além disso, é interessante investir em sessões de coaching, treinamentos e workshops. 

Material gratuito: guia completo sobre desenvolvimento de lideranças

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

3. Treinamento em compliance e ética

A educação corporativa também pode ser utilizada para treinamentos e programas voltados para esclarecer políticas e regulamentos internos, além de leis e regras de compliance

Assim, nesses casos, é válido envolver todo o time e oferecer palestras, seminários, treinamentos, vídeo-aulas e workshops, abrangendo, inclusive, aspectos como ética empresarial e responsabilidade social. 

4. Treinamento em segurança e saúde no trabalho

Outro tipo de treinamento corporativo válido e que pode contribuir para uma Gestão de Pessoas mais eficiente são os cursos e capacitações em práticas seguras no ambiente de trabalho

Principalmente no caso de indústrias, é essencial promover uma programação com palestras, workshops, simulações e aplicações práticas voltadas para ergonomia, uso de equipamentos de segurança e prevenção de acidentes.

5. Treinamento em sustentabilidade e responsabilidade ambiental

Por fim, um tema pouco explorado, mas que pode ser interessante de trabalhar são as práticas voltadas para sustentabilidade e responsabilidade ambiental. 

As novas gerações estão cada dia mais conscientes em relação a esses assuntos. Dessa forma, investir em treinamento voltados, por exemplo, à gestão de resíduos e redução da pegada de carbono, pode mostrar que a companhia está consciente de suas responsabilidades e que trabalha dentro dos conceitos de ESG.

Livros e cursos para aprender sobre educação corporativa

Quer aprofundar ainda mais os seus conhecimentos sobre educação corporativa e treinamento e desenvolvimento de pessoas? A seguir, você confere alguns livros escritos por autores de peso na área:

  • “Recursos humanos: o capital humano das organizações”, de Idalberto Chiavenato;
  • “Educação corporativa: fundamentos, evolução e implantação de projetos”, de Marisa Eboli;
  • “Educação corporativa: a gestão do capital intelectual através das universidades corporativas”, de Jeanne Meister;
  • “Quando os gigantes aprendem a dançar”, de Rosabeth Moss Kanter;
  • "Lifelong learners: o poder do aprendizado contínuo", de Conrado Schlochauer;
  • "Inteligências Múltiplas: a teoria na prática", de Howard Gardner;
  • "Arte da Aprendizagem Autodirigida", de Blake Boles. 

Depois de estudar o tema em livros e publicações, é válido buscar, também, alguns cursos que podem auxiliar no desenvolvimento da educação corporativa dentro do seu negócio. Nossa recomendação são os treinamentos da Escola de Pessoas da Sólides. Confira a seguir algumas possibilidades:

Principais desafios na gestão da educação corporativa

Para implementar a educação corporativa, é preciso superar alguns desafios na gestão desse tipo de projeto. Alguns deles são:

  • Investimento elevado: cursos e treinamentos podem custar caro, principalmente se forem presenciais;
  • Tempo de realização: dependendo do tema, um curso pode levar tempo para a conclusão;
  • Adesão dos gestores: para fazer com que lideranças entendam a importância da educação empresarial, apresente dados e cases de sucesso que mostrem com clareza os possíveis ganhos;
  • Falta de engajamento: nem sempre é possível engajar todos os colaboradores nos treinamentos, por motivos de agendas ou desinteresse em determinados temas;

Assim, conhecendo esses desafios, será preciso contar com um RH bem preparado, capaz de desenvolver as melhores estratégias para aplicar a educação corporativa no dia a dia.

Nova call to action

Como trabalhar a educação continuada na empresa?

O conceito de educação continuada, ou lifelong learning, tem sido cada dia mais valorizado e incentivado dentro das organizações. Nessa lógica, o aprendizado deixa de ser algo pontual, que vem para solucionar problemas, e passa a ser um processo contínuo de desenvolvimento. 

É importante entender, no entanto, que essa tendência depende, acima de tudo, do interesse e envolvimento dos profissionais, que precisam enxergar a educação continuada como um processo que faz parte da sua rotina de trabalho e crescimento profissional. 

Assim, é importante que a gestão incentive esse desenvolvimento, por meio de algumas práticas:

  • Ofereça trilhas de aprendizado flexíveis, que possam ser adaptadas à rotina dos colaboradores;
  • Invista em plataformas de ensino EAD, que reduzem gastos com locação de espaço físico, materiais de estudo, entre outros;
  • Forneça uma biblioteca de materiais de apoio;
  • Estabeleça programas de desenvolvimento individual com metas de aprendizado;
  • Defina um plano de carreira claro, que incentive a busca por conhecimentos para alcançar oportunidades de crescimento;
  • Incentive a inovação e o aprendizado prático de ferramentas e soluções tecnológicas. 

Um software de Gestão de Pessoas, como a Plataforma Completa de RH e DP da Sólides, pode contribuir para a manutenção da educação continuada dentro da organização. 

Isso porque, a ferramenta permite acompanhar de perto dados e relatórios de participação dos colaboradores nos programas implementados, gerir as trilhas de conteúdos, controlar metas e planos de desenvolvimento, além de enviar lembretes para os profissionais para que eles mantenham o fluxo de aprendizado contínuo. 

Como o Sólides potencializa a educação corporativa da sua empresa?

Como vimos, a Plataforma Completa de RH e DP da Sólides conta com uma unidade focada em treinamento e desenvolvimento de pessoas que pode contribuir de forma estratégica na educação corporativa. 

Mas não é só isso. A ferramenta é extremamente completa e, além de permitir que você controle e faça a gestão dos programas de treinamento, também traz outras funcionalidades que podem garantir mais inteligência ao processo. 

Uma delas é o Profiler, a ferramenta de mapeamento comportamental exclusiva da Sólides. O Profiler permite entender os perfis mais predominantes do seu negócio e as habilidades que precisam ser melhor desenvolvidas em cada profissional e equipe. Dessa forma, ele ajuda a orientar os programas de educação corporativa, garantindo treinamentos mais eficazes, que vão suprir demandas mais urgentes. 

Além das funcionalidades da plataforma, a Sólides também conta com a Escola de Pessoas, com mais de 90 cursos gratuitos para você se desenvolver no mundo da Gestão de Pessoas e capacitar seu time com excelência. 

Por fim, outra ferramenta que pode ser implementada para potencializar a educação corporativa é o Cartão Sólides Benefícios, que conta com a modalidade de auxílio-educação, um benefício flexível que incentiva e custeia programas de capacitação e desenvolvimento profissional. 

Concluindo, a educação corporativa é uma prática essencial para o RH e para as organizações. Com ela, você garante profissionais atualizados e capacitados para atender às demandas mais atuais com alto desempenho e produtividade. 

Agora que você entendeu melhor esse conceito, que tal promover mais conhecimento para os seus colaboradores? Conheça a Escola de Pessoas da Sólides. 

Agende uma demonstração grátis

Isabella Furbino
Isabella Furbino
Sou coordenadora de Treinamento e Desenvolvimento na Sólides, mentora de profissionais de RH e também para empresas do terceiro setor. Sou Especialista em Gestão Comportamental e facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler há 5 anos. Me formei em Psicóloga (UFMG) e sou pós-graduada em Gestão de Negócios (IBMEC BH)
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima