Rotatividade nos escritórios contábeis: motivos e 6 ações eficientes para reduzir

Você sabe como reter os seus funcionários? Confira esse guia completo e se livre da rotatividade nos escritórios contábeis.
rotatividade em escritórios contábeis
GARANTA SUA VAGA

Aqui você encontra:

A rotatividade nos escritórios contábeis é um problema frequente que agrava não só as entregas que a equipe realiza para o cliente, mas também o caixa da empresa.

E o problema vem aumentando. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), o Brasil é o país com o maior índice de rotatividade de funcionários do mundo, com 56%. Veja como mudar esse cenário.

Por que a rotatividade de funcionários é um desafio na contabilidade?

A rotatividade de funcionários é um problema que impacta todas as empresas, mas na contabilidade, os desafios são ainda maiores. E é preciso estar preparado para o futuro do setor.

Enquanto os departamentos de Gestão de Pessoas frequentemente calculam os custos associados à contratação e treinamento de novos funcionários, a contabilidade se depara com um conjunto único de complicações quando se trata de lidar com essa rotatividade incessante.

Em primeiro lugar, a contabilidade exige um conhecimento profundo não apenas das práticas contábeis gerais, mas também das especificidades de cada empresa e setor. 

Quando um funcionário experiente parte, leva consigo não apenas habilidades técnicas, mas também conhecimento da empresa, sendo um dos principais riscos da rotatividade nos escritórios contábeis. 

A integração de um novo membro na equipe contábil pode consumir tempo precioso e recursos, prejudicando temporariamente a produtividade e aumentando os custos operacionais.

Além disso, a rotatividade no escritório contábil pode impactar na qualidade do trabalho. Isso porque, de forma frequente, pode levar a erros nos registros financeiros e uma diminuição geral na qualidade do serviço prestado aos clientes.

A segurança dos dados também é preocupante, já que os funcionários que deixam a empresa podem representar um risco significativo de vazamento de informações sensíveis. Além de práticas inadequadas de manipulação de dados. 

Consequentemente, os clientes sentem a mudança, podendo ficar preocupados com a estabilidade e a confiabilidade do escritório.

Baixe grátis o material completo com 15 dicas para diminuir a saída de funcionários da sua empresa

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

Como calcular a rotatividade nos escritórios contábeis?

Para calcular a rotatividade nos escritórios contábeis é preciso considerar as mudanças na equipe ao longo de um período específico, levando em conta tanto as admissões quanto as demissões. Esse cálculo pode ser feito mensal ou anualmente.

Para calcular a rotatividade mensal, é preciso somar o número de admissões e demissões durante o mês. Em seguida dividir por dois e depois dividir pelo total de colaboradores.

Por exemplo, se uma empresa teve 15 novas contratações e 5 demissões em um mês, com um total de 50 colaboradores, a taxa de turnover mensal seria de 20%. Isso indica que 20% dos colaboradores deixaram a empresa e precisam ser substituídos.

A fórmula para isso seria: Turnover = (número de admissões + número de demissões/2) / número total de colaboradores x 100.

Para calcular o turnover anual, divide-se o número total de demissões pelo número médio de colaboradores ao longo do ano.

Por exemplo, se uma empresa teve 20 demissões ao longo do ano, começando com 100 colaboradores e terminando com 90, o turnover anual seria de 21%. Isso significa que 21% da força de trabalho da empresa foi substituída durante o ano.

A rotatividade ideal deve ser de cerca de 1% ao mês ou de, ao menos, 10% ao ano.

Quais os principais motivos para a rotatividade nos escritórios contábeis?

Para evitar os problemas da rotatividade nos escritórios contábeis, é preciso identificar os principais motivos que levam os funcionários a pedirem demissão. Veja quais são:

  • Falta de desenvolvimento profissional;
  • Carga de trabalho excessiva;
  • Compensação e benefícios insuficientes;
  • Falta de reconhecimento e feedback;
  • Ambiente de trabalho tóxico;
  • Dificuldade em conciliar vida profissional e pessoal;

Falta de desenvolvimento profissional

A ausência de oportunidades de aprendizado e crescimento pode desmotivar os funcionários, levando-os a buscar empresas que ofereçam programas de treinamento e desenvolvimento mais robustos.

Carga de trabalho excessiva

A contabilidade é uma área conhecida por seus prazos apertados e demandas constantes, o que pode levar a uma carga de trabalho excessiva para os funcionários. 

Sendo assim, quando os colaboradores se sentem sobrecarregados e incapazes de equilibrar suas responsabilidades profissionais com suas vidas pessoais, eles podem ficar propensos a buscar ambientes de trabalho menos estressantes.

Compensação e benefícios insuficientes

A remuneração inadequada em relação ao mercado e a falta de benefícios competitivos podem fazer com que os funcionários se sintam desvalorizados e busquem oportunidades que ofereçam uma compensação mais justa

Assim, a falta de incentivos financeiros pode ser um obstáculo significativo na retenção de talentos em empresas de contabilidade.

➡️ Confira o curso gratuito: Plano de Cargos e Salários: estratégias fundamentais

Falta de reconhecimento e feedback

A falta de reconhecimento pelo trabalho realizado e a ausência de feedback construtivo por parte da liderança podem afetar negativamente a motivação e o engajamento dos funcionários. 

Dessa forma, quando os colaboradores não se sentem valorizados ou não recebem orientações claras sobre seu desempenho, podem começar a buscar oportunidades em empresas que valorizam mais seu trabalho e oferecem um ambiente de feedback mais positivo.

Ambiente de trabalho tóxico

Um ambiente de trabalho caracterizado por conflitos interpessoais, falta de comunicação e liderança autoritária pode criar um ambiente desagradável e colaborar rotatividade nos escritórios contábeis.

Dificuldade em conciliar vida profissional e pessoal

A falta de flexibilidade no horário de trabalho e políticas de licença inadequadas podem dificultar para os funcionários conciliar suas responsabilidades profissionais com suas obrigações pessoais e familiares. 

Portanto, quando os colaboradores sentem que não têm o equilíbrio adequado entre vida profissional e pessoal, podem buscar oportunidades em empresas que valorizem mais essa integração.

6 passos para promover a retenção de talentos na contabilidade

Após compreender o que é a rotatividade, o que causa e os efeitos na gestão empresarial, é crucial desenvolver um plano de ação para reduzir essa rotatividade.

Qualquer empresa pode implementar novos modelos de trabalho para evitar o problema. Confira passo a passo como promover a retenção de talentos e acabar com a rotatividade.

  • Recrutamento e seleção eficientes: invista em processos sólidos para contratar talentos alinhados com a cultura e os propósitos da empresa;
  • Plano de carreira estruturado: ofereça oportunidades claras de crescimento e progressão na carreira, com critérios objetivos para promoções;
  • Cultura do feedback: estabeleça uma comunicação transparente e contínua para identificar áreas de melhoria e reconhecer conquistas;
  • Clima organizacional saudável: invista em estratégias para fortalecer a cultura da empresa e proporcionar um ambiente de trabalho positivo;
  • Política de benefícios abrangente: ofereça salários justos e benefícios além do financeiro, como horários flexíveis e oportunidades de trabalho remoto;
  • Investimento em treinamento: forneça treinamentos técnicos e comportamentais para desenvolver habilidades e aumentar a autoestima dos colaboradores.

➡️ Precisa de mais ajuda? Confira nosso Guia de recrutamento e seleção para estar um passo a frente e evitar que esse problema ocorra com o seu time.

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima