É preciso ter RH em pequenas empresas?

SAIBA MAIS

Aqui você encontra:

Investir em RH para pequenas empresas é essencial e uma realidade possível e simples de implementar. Caso você pense o oposto, esse conteúdo é para você. Afinal, ter um negócio de pequeno porte não é impedimento para investir na gestão de pessoas com a ajuda de um setor estruturado e eficiente. 

Continue a leitura e entenda como ter um RH capaz de atender às demandas do setor para promover o crescimento do negócio e dos funcionários. 

O que é RH? 

RH é a sigla para Recursos Humanos, representada pelo conjunto de funcionários de uma empresa. Como setor, o RH trata dos assuntos referentes aos empregados, entre eles:

  • Processos de recrutamento e seleção de pessoas;
  • Ações de treinamento e desenvolvimento;
  • Remuneração e concessão de benefícios. 

Quando surgiu, a área de Recursos Humanos era apenas burocrática e não tinha um posicionamento estratégico, pois se limitava a executar as decisões do patrão. No entanto, as leis trabalhistas provocaram uma mudança no cenário. 

Sendo assim, o RH se transformou e assumiu a responsabilidade de zelar pelas pessoas. Atualmente, o setor entende o colaborador como parte essencial no funcionamento da empresa, cuidando dos seus interesses e investindo nele como um patrimônio da empresa. 

➡️ Saiba também: Quer saber mais? Confira nosso conteúdo com tudo que você precisa saber sobre RH!

Qual a diferença entre RH e DP?

Departamento pessoal (DP)Recursos Humanos (RH)
O DP é o setor responsável por processos burocráticos e relações trabalhistas. Entre elas, a contratação de colaboradores, o pagamento de salários, transporte, férias, licença médica ou maternidade e 13º salário. O DP também cuida da organização de horários e faz a rescisão contratual dos profissionais.O RH reúne habilidades, metodologias, políticas, técnicas e práticas pré-definidas para fazer a gestão das pessoas e preservar o clima corporativo. O RH é uma área chave nas empresas, independente do porte: ele tem a missão de potencializar o capital humano.

Para cumprir suas atribuições, o RH deve medir indicadores com o intuito de alinhar as políticas do setor com as estratégias de gestão de pessoas na empresa. Por isso, em relação às rotinas de RH e do DP, costuma-se dizer que o primeiro é uma área humanizada, enquanto o segundo é um setor mais racional. Essa é a principal diferença entre eles. 

Por que uma pequena empresa precisa do RH?

Antes de tudo, é fundamental desmistificar a ideia de que pequenas empresas não precisam ter estrutura de grandes organizações. O porte do negócio não impede o microempresário de qualificar o ambiente de trabalho pensando no bem-estar dos colaboradores, mesmo que a equipe seja reduzida. 

Investir em um setor de RH para pequenas empresas serve para atender às demandas decorrentes da gestão de pessoas. E isso não é um privilégio destinado às grandes corporações. 

Lembre-se que uma empresa é feita de pessoas. E elas precisam contar com um departamento capacitado, com estrutura bem planejada e capaz de desenvolver ações para acolher os colaboradores e cuidar dos seus interesses.  

O setor de RH em pequenas empresas pode começar com um profissional, que trabalhe com o apoio de uma ferramenta de gestão de pessoas, como um software de RH, por exemplo. À medida que a empresa cresce, o setor cresce junto. 

Principais rotinas de RH para pequenas empresas

Como vimos até aqui, o gerenciamento dos Recursos Humanos é uma das áreas mais importantes de uma empresa, independentemente do seu tamanho. Para pequenas empresas, ter uma equipe engajada e produtiva pode fazer toda a diferença para o sucesso do negócio.

Mas, muitas vezes, essas empresas não têm um departamento de recursos humanos dedicado. Nesse contexto, é fundamental que os empreendedores entendam as principais rotinas de RH para pequenas empresas e percebam como as rotinas de departamento pessoal e RH precisam ser entendidas de forma separada.

1. Atração de talentos

O RH é o responsável por trabalhar a imagem da empresa como marca empregadora no mercado. Essa estratégia é importante para atrair os melhores talentos, fazendo com que eles se interessem por trabalhar na empresa, garantindo mais competitividade ao negócio.

2. Recrutamento e seleção

Além de tornar a empresa atrativa, o RH também realiza todo o processo de recrutamento e seleção de talentos. Para tanto, mapeia os cargos com vagas em aberto, cria descrições chamativas, divulga as vagas e realiza todas as etapas do processo seletivo, como triagem de currículos, entrevistas, testes e dinâmicas.

3. Integração de novos funcionários 

Outra tarefa do RH é o processo de integração dos novos funcionários. O setor realiza os treinamentos necessários e ajuda o novo contratado a absorver a cultura organizacional, as regras de conduta da empresa e como as atividades são realizadas. 

4. Avaliações de desempenho e pesquisa de clima

É o setor de Recursos Humanos o responsável por medir o desempenho dos colaboradores e a percepção do time sobre o ambiente de trabalho. Essas pesquisas ajudam a guiar a tomada de decisão, identificando conflitos e fatores que possam influenciar nos resultados do negócio. 

Além disso, o RH identifica os pontos fortes e fracos de cada profissional para propor treinamentos e planos de desenvolvimento. 

Acabe com o absenteísmo: preencha o formulário e baixe o guia prático para diminuir o excesso de faltas dos funcionários ⬇️

Material gratuito: descubra como reduzir as faltas na empresa

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

5. Desenvolvimento e treinamento de funcionários

Trabalhando em conjunto com os gerentes de cada área, o RH consegue identificar quais habilidades são necessárias para cumprir as atividades e quais funcionários ainda não têm essas competências bem desenvolvidas. Dessa forma, é possível elaborar planos de desenvolvimento e treinamento mais eficientes e direcionados, alcançando excelentes resultados.

6. Comunicação interna

Uma boa comunicação interna, entre empresa e funcionários, é essencial para manter os talentos engajados, produtivos e seguros quanto aos seus empregos. Por conta disso, essa atividade tende a ser feita pelo RH, que precisa manter uma comunicação transparente, clara e objetiva para que todos estejam alinhados.

7. Desligamento

Se a parte burocrática dos desligamentos é feita pelo setor de Departamento Pessoal, a parte humana fica para o RH. Esse departamento é responsável pela entrevista demissional, que busca identificar os motivos de saída do funcionário para elaborar estratégias que possam ajudar na retenção dos talentos e ainda minimizar a rotatividade. 

RH para pequenas empresas: como o setor pode ajudar o negócio? 

Pensando no bem-estar e no desenvolvimento dos funcionários, o RH pode ajudar as pequenas empresas na estruturação de políticas internas e em alguns outros aspectos. Confira a seguir! 

Recursos Humanos não trata apenas da burocracia

O setor mudou muito, por isso, atualmente o RH tem uma visão mais estratégica sobre as pessoas. Ele engloba questões que estão além dos processos envolvidos em contratações e demissões. E essa é uma das razões para ter um RH na pequena empresa. 

Com ajuda do RH os colaboradores vão entender seu papel na organização e quanto seu trabalho contribui para o sucesso do negócio. 

➡️ Saiba também: O que é RH estratégico e qual o seu papel na organização?

O RH descomplica a gestão empresarial

Graças à tecnologia, o setor contribui para tornar a gestão mais simples, eficiente e livre de erros. Existem inúmeras ferramentas e recursos utilizados para facilitar a administração de pessoas. 

O RH tecnológico consegue aumentar a produtividade e diminuir a burocracia com baixo custo operacional. Isso proporciona mais tempo para o pequeno empresário focar em questões estratégicas para alavancar o negócio. Além de tornar as relações profissionais muito mais transparentes e facilitar a comunicação interna. 

Resultados concretos com atitudes simples

Existem recursos que podem beneficiar e muitos as PMEs. Eles não necessitam de grandes investimentos, pois representam mudanças acessíveis capazes de gerar resultados expressivos. 

A implementação de uma cultura organizacional é um exemplo. Independente do porte da empresa, ela representa a virada de chave para mudar a mentalidade dos funcionários e promover engajamento.

Nesse sentido, a gestão de pessoas bem estruturada é fundamental para o sucesso de todos. Ela dá condições para o negócio se desenvolver de forma sustentável, alinhando as expectativas aos objetivos esperados. 

➡️ Saiba também: 6 mitos de RH para quebrar já e alavancar os resultados do setor

Atrair e reter os melhores profissionais

Tenha em mente que a competitividade acirrada pode dificultar a atração e retenção de talentos, especialmente para empresas de pequeno porte. Afinal, nem sempre dá para competir com os salários e benefícios oferecidos por grandes empresas.

Nesse sentido, o RH é fundamental para fazer colocar em prática as melhores estratégias e, assim, transformar a empresa em um ambiente bom para trabalhar

➡️ Saiba também: O que são benefícios corporativos e as vantagens para a sua empresa

Como montar o RH em um negócio pequeno?

Estruturar o RH para pequenas empresas é possível e trará grandes benefícios. A implementação do setor é simples, desde que o empreendedor siga algumas etapas fundamentais como mostraremos a seguir. 

1. Mapeamento

Comece fazendo um esboço das funções, cargos e processos que a empresa utiliza. Considere que, para contratar e treinar colaboradores, é fundamental conhecer muito bem cada cargo e função a ser executada

Essa análise permite identificar quais características o profissional deverá ter para contribuir com o negócio. Tal conhecimento é válido tanto na fase de entrevistas para contratação quanto em ações para capacitar colaboradores que já atuam na empresa. 

2. Promova a comunicação transparente

A comunicação interna deve ser clara e aberta para qualificar o clima organizacional. Empresas que apostam no diálogo melhoram a qualidade das relações e promovem a retenção de talentos. 

Quando bem feita, a comunicação diminui problemas de relacionamento e evita a disseminação de informações equivocadas

Vale destacar que o diálogo na empresa deve ser estimulado em todos os níveis hierárquicos e, preferencialmente, desenvolvido entre os próprios colaboradores e entre eles e a direção da empresa. 

3. Invista em treinamento e capacitação

Preparar o colaborador para exercer melhor sua função é um investimento que vale a pena. Muitas vezes a empresa tem profissionais capacitados em seu quadro, faltando apenas lapidar habilidades que ele já tem. O RH pode desempenhar esse papel de identificar talentos e oferecer-lhes treinamento adequado

Mesmo a pequena empresa com quadros enxutos pode elaborar um cronograma de treinamento adequado às necessidades. É uma estratégia para aumentar a produtividade e promover a retenção de talentos. 

➡️ Saiba também: Qual a relação entre treinamentos e a retenção de talentos?

4. Desenvolva a cultura do feedback

Os feedbacks para colaboradores são importantes para que eles saibam quanto seu trabalho contribui para o sucesso do negócio. Além de compreender seu papel na empresa, ele consegue identificar pontos que necessita aprimorar. 

Nas pequenas empresas, o RH é responsável por dar retorno periódico sobre o desempenho dos colaboradores. 

5. Não abra mão da tecnologia

A tecnologia é uma aliada do RH nas pequenas empresas, pois ela oferece ferramentas que reduzem a possibilidade de erro, diminuem o retrabalho, simplificam os processos e otimizam custos. 

Sem contar que, atualmente, a tecnologia é acessível às empresas de pequeno porte e contribuem para automatizar atividades burocráticas. Com isso, o profissional de Recursos Humanos consegue focar sua atenção em outras atividades estratégicas. 

Como você pôde ver, estruturar um RH para a pequena empresa é perfeitamente viável e trará resultados. Ter um setor organizado para cuidar da gestão de pessoas pode ser a diferença no sucesso da sua empresa. 

Aproveite esse conhecimento e comece agora mesmo a estruturar seu RH. Para isso, conheça os principais desafios dos pequenos negócios e descubra como solucionar cada um deles com a gestão correta de RH. Baixe nosso ebook gratuito!  

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima