RH em tempo de crise: a importância e como ser estratégico nesse período

Tempo de leitura: 13 minutos

Sem tempo para ler sobre o RH em tempo de crise? Dê play no áudio abaixo para ouvir o conteúdo!

No mundo todo, o momento é de muita tensão e incertezas. Logo, o papel do RH em tempo de crise é ainda mais estratégico e essencial para a sobrevivência do negócio. Afinal, os impactos da pandemia atingem tanto as pessoas quanto as empresas, em uma relação que pode ser altamente perigosa.

Neste artigo, vamos falar sobre a gestão de pessoas em fases como a que vivemos, a importância do capital humano e do seu gerenciamento estratégico, as vantagens de ter um setor mais atuante e quais são as ações que a empresa deve tomar em um RH em tempo de crise para superar as dificuldades. Confira!

O valor do capital humano nas empresas

Toda empresa é formada por uma série de elementos que compõem sua base. Entre eles, o mais importante é o capital humano. Por mais automatizado que seja um negócio, existem pessoas por trás de toda a operação. Sem elas, os produtos e serviços não têm condições de serem entregues aos clientes e a organização não consegue se sustentar.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

As pessoas são imprescindíveis e, por isso, devem ser devidamente valorizadas. Não se trata apenas de oferecer salários altos e cargos de grande visibilidade, mas de entender o que os colaboradores precisam e desejam para se sentirem bem e motivados a fazer o seu melhor em prol dos bons resultados da empresa.

Assim, o valor que se dá ao capital humano reflete diretamente na qualidade das entregas e na satisfação dos clientes. Um time adequadamente valorizado é capaz de levar o negócio a novos patamares, em uma tendência de crescimento e evolução constantes.

A gestão estratégica do capital humano

Gerenciar pessoas não é uma tarefa exatamente simples. Cabe ressaltar que os seres humanos são complexos por natureza, logo, não existe uma fórmula mágica que se possa aplicar a todo um grupo e que gere os mesmos resultados em todos os seus componentes. Para tanto, é preciso agir de forma estratégica, principalmente em função das questões que veremos abaixo.

Para um RH em tempo de crise, a gestão de pessoas precisa ser mais aprimorada, visto que os sentimentos tendem a ficar mais aflorados diante das dificuldades. Torna-se, portanto, fundamental ter uma visão mais humana e próxima dos colaboradores.

Pessoas não são recursos

Apesar de utilizarmos o termo Recursos Humanos em nosso cotidiano, pessoas não são recursos, como são os materiais. Essa nomenclatura surgiu na época das primeiras revoluções industriais, quando tudo nas fábricas era tratado por coisas a serem administradas.

A complexidade do ser humano não permite que ele seja simplesmente comprado, utilizado e descartado pela empresa. Existem comportamentos, sentimentos, experiências e conhecimento a serem considerados em meio a tudo isso. Logo, muitos quesitos que não são compráveis com dinheiro ou presentes, podem ser conquistados com um bom relacionamento e confiança.

Talentos são individuais

Ninguém é igual a ninguém, mesmo gêmeos univitelinos constroem suas personalidades individualmente, tornando-se pessoas bastante distintas. Diante disso, é fácil perceber que ações em lote não serão eficientes, principalmente em um momento de crise. O que faz bem e agrada a um grupo de pessoas pode resultar em um efeito totalmente contrário em outras.

Sendo assim, os talentos devem ser conhecidos em sua individualidade para que se possa aproveitar o que cada um tem de melhor a oferecer. Além disso, essa atitude ajuda a compreender quais são as limitações e os entraves de cada colaborador para que as estratégias de superação sejam ainda mais eficazes.

Equipes são mais do que um conjunto de pessoas

Outra questão que merece ser destacada é que as equipes não devem ser encaradas como um grupo de pessoas aleatórias e desconexas. Cada membro tem habilidades que podem ser conectadas de forma estratégica para o negócio.

Além disso, os pontos fortes de cada indivíduo ajudam a suprir as deficiências dos demais, fazendo com que o time seja mais efetivo em seus desafios. Como no futebol, alguns jogadores são melhores em posições defensivas, outros em ofensivas, mas seus talentos individuais são potencializados pelo trabalho em grupo.

A importância do RH em tempo de crise

Quando uma crise de proporções tão grandes quanto a que vivemos atinge uma empresa, é comum que o pensamento se volte para as questões financeiras do negócio. Contudo, são as organizações que colocam a gestão de pessoas no centro das decisões que conseguem se sair melhor da situação. 

A importância do RH em tempos de pandemia se mostra, em especial, nos aspectos que descrevemos a seguir. Acompanhe!

Comunicação próxima e unificada

A gestão de talentos envolve os cuidados com a comunicação interna e com o clima organizacional. É totalmente compreensivo que, em momentos de grande tensão mundial, os colaboradores se sintam mais inseguros, apreensivos e, até mesmo, ansiosos sobre o que está por vir.

Nesse sentido, o RH é o principal responsável por lidar com essa situação, levando transparência para os times, elucidando dúvidas e posicionando as pessoas acerca das decisões que já estão sendo tomadas. Trata-se de uma fonte única de informações, que passa mais segurança e confiabilidade aos profissionais.

Estreitamento das relações entre os departamentos

Em tempos de crise, é fundamental que a empresa esteja mais unida do que nunca. Para isso, é essencial ter uma gestão entre os departamentos para que eles ajam em conjunto e evitem o surgimento de intrigas e disputas, ou seja, todos são importantes para o negócio e nenhum deles deve se sentir menosprezado.

Para tanto, cabe ao RH desenvolver ações que integrem os diferentes setores da empresa e facilitem a comunicação entre eles. As lideranças devem apoiar umas às outras, trocar ideias e elaborar soluções conjuntas que permitam o controle da situação e evitem a perda de postos e de receita.

Incentivo à melhoria contínua

Outro ponto de atuação efetiva do RH durante uma crise é no incentivo à melhoria contínua dos profissionais. Ao contrário do que muitos acabam adotando, esse momento é o que mais demanda o aprimoramento dos times, para que eles possam lidar com dos novos desafios com mais segurança e confiança.

A COVID-19 provocou um cenário completamente novo no mundo todo, ninguém estava preparado para a pandemia. Aprender mais a cada dia se tornou essencial para a sobrevivência dos negócios e o RH precisa estar atento a isso para promover os incentivos adequados para auxiliar os times da empresa.

As vantagens de ter o RH como protagonista em tempos de crise

Momentos de crise exigem esforços maiores de todos os setores da empresa, contudo, alguns deles devem ocupar lugar de destaque para que a situação seja controlada de forma mais eficiente. É o caso do RH, que contribui de maneira bastante positiva nesse tipo de cenário, em especial, pelos motivos que veremos a seguir.

Tomadas de decisões mais corretas

A queda brusca na receita da organização reflete diretamente na capacidade de sustentar os cargos existentes. A empresa precisa produzir com mais eficiência, reduzir custos e seguir entregando produtos e serviços de qualidade aos clientes.

Assim, a demissão em massa pode ser uma alternativa necessária, mas precisará ser realizada com sabedoria. Logo, não basta cortar números da folha de pagamento, é preciso escolher quem serão os profissionais mais adequados para enfrentar os novos desafios impostos pelo mercado diante da crise.

Elevação da produtividade

A produtividade diante de um cenário adverso é um dos pontos mais atingidos. Portanto, ter o RH como uma das bases estratégicas do negócio permite que as novas composições de times sejam montadas de forma mais segura e precisa, direcionados para as novas necessidades que a empresa deva atender.

Há, ainda, os casos em que a crise provoca um crescimento na demanda ou uma mudança no foco da produção. A área de gestão de pessoas tem as ferramentas e metodologias que ajudarão a organização a lidar com todos esses ajustes, com foco na produtividade e sustentabilidade do negócio.

Ações de engajamento e relacionamento

Hoje, algumas pessoas que nunca trabalharam de casa têm que aprender a lidar com o home office, já outras, que fazem parte dos serviços essenciais, precisam agir de forma totalmente diferente do habitual ao circularem pelas ruas. A rotina de todo mundo mudou.

Nessas horas, o RH tem um papel fundamental na manutenção do engajamento dos profissionais diante de todas essas transformações, criando ações de promoção da saúde física e mental, orientações para maior produtividade no teletrabalho, além de estímulos à interação nos times e cuidados com a higiene de quem precisa sair de casa.

A estratégia de um RH em tempo de crise

Agora, partindo do ponto de vista do setor de RH, falaremos sobre os pontos de atenção que precisam ser analisados para o enfrentamento da crise.

Entenda o cenário vivido

Cada organização está sofrendo de uma forma diferente com essa crise, então, é importante entender muito bem cada caso. Isso requer um trabalho conjunto entre diferentes áreas da empresa, para analisar a situação de modo amplo e de diferentes ângulos. 

Portanto, avalie os novos comportamentos, as tendências que o mercado apresenta e busque referências em países que estão há mais tempo nesse enfrentamento.

Identifique as oportunidades de mudanças

Toda crise gera oportunidades. Logo, por mais negativo que pareça o cenário em sua empresa, observe, em cada detalhe, onde existe uma chance de fazer algo novo para ter melhores resultados. Podem ser novos tipos de negócios, novas metodologias de trabalho ou mesmo novas composições de times. Investigue com um olhar curioso e esperançoso.

Invista em tecnologia para se antecipar

A tecnologia é uma das armas mais importantes para a tomada de decisões estratégicas em uma empresa. No RH, ela ajuda a antecipar cenários, o que permite que as ações sejam implementadas com maior efetividade e chances de sucesso. 

Ainda, ela pode estar presente em todos os processos da gestão de pessoas, desde a seleção até o desenvolvimento dos talentos e é fundamental para conhecer melhor cada um deles. A análise comportamental, por exemplo, ajuda a prever os tipos de reações de cada colaborador e como isso impactará no time e na organização. 

As ações para se tomar em tempos de crise

Com tantos desafios a serem enfrentados, é normal que os primeiros instantes sejam de incertezas sobre o que deve ser feito. Por isso, trouxemos algumas ações que são as mais relevantes e que precisam ser priorizadas pelo RH em tempo de crise.

Reavaliar os processos internos

O mundo inteiro está passando por mudanças drásticas e isso afeta a forma como os processos internos da empresa são conduzidos. O mercado espera resultados diferentes e as limitações impostas pela necessidade de isolamento determinam alterações que, em muitos casos, nunca haviam sido pensadas. 

Então, antes de qualquer coisa, pare e analise o cenário atual e as tendências que ele apresenta. Realize adequações em métodos e exigências que eram feitas antes da crise para que elas reflitam a nova realidade. Ainda, aceite todas essas mudanças como oportunidades de aprendizado e evolução.

Repensar os benefícios da empresa

O pacote de benefícios também precisará passar por mudanças, afinal, muitas coisas tiveram os seus valores alterados para as pessoas. Assim, é importante compreender a situação de cada colaborador para determinar o que realmente fará diferença para ele nesse momento. Uma boa dica é realizar uma pesquisa para elaborar novas formas de motivar e reter os talentos.

Investir em dados para tomar decisões

Os dados nunca foram tão relevantes para a tomada de decisão quanto estão sendo agora, mesmo que eles estejam tão escassos pelo ineditismo da situação. Se, por um lado, está difícil fazer previsões de médio e longo prazos, por outro, a organização pode aproveitar informações internas para garantir análises mais precisas e idôneas.

Hoje, a margem para o erro está muito mais estreita e, quando eles acontecem, podem gerar problemas muito maiores que o habitual. Logo, é fundamental confiar na decisão tomada, ter o máximo de previsibilidade possível e não deixar que a emoção, que estará possivelmente abalada, seja a regente do momento.

Adquirir novos conhecimentos

Agora, toda a empresa precisará aprender algo de novo. O mundo inteiro está passando por isso, em todos os setores da economia. Temos, diante de um cenário que se mostra tão negativo, a oportunidade de adquirir novos conhecimentos, descobrir maneiras mais eficientes de trabalhar e formas mais inovadoras de satisfazer nossos clientes.

Por isso, invista na qualificação dos profissionais, principalmente em assuntos que ajudem na gestão do tempo e produtividade. Para o time de RH, é importante que eles sejam preparados para lidar com o aumento na carga emocional do clima organizacional. Para tanto, será preciso aprender a flexibilizar algumas exigências e motivar os colaboradores ao mesmo tempo, com ações que proporcionem mais qualidade de vida e engajamento.

Enfim, os desafios do RH em tempo de crise são bem grandes, mas é justamente nessa hora que as empresas terão mais chances de sobreviver a essa pandemia: ao incluir o setor nas decisões estratégicas do negócio, o que permitirá que as escolhas sejam feitas da forma correta, adequando a organização ao novo cenário. Por isso, não deixe de dar o devido protagonismo à gestão de pessoas.

Se você entendeu a importância de um RH em tempo de crise, mas não sabe como deixá-lo mais estratégico, estamos aqui para ajudar. Confira nosso conteúdo sobre como fazer tomada de decisões para superar os desafios.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Janaína
Janaína
2 meses atrás

Tenho interesse em receber material para uso na prática de RH estratégico.

Giuliano Sales
Admin
2 meses atrás
Reply to  Janaína

Ei, Janaína, tudo bem?
Temos produzido conteúdos para isso e você pode recebê-los ao assinar nossa newsletter.
Em nossa página de materiais também temos conteúdos sobre: https://solides.com.br/materiais-educativos/

Abraços.