O que é RH ágil e 7 passos para implementar na empresa

ilustração de um rh com metodologia ágil
SAIBA MAIS

Aqui você encontra:

O RH ágil é uma metodologia utilizada para tornar os processos mais eficientes e menos operacionais. Afinal, o setor caminha cada vez mais para um lugar de protagonismo nas organizações e, nessa jornada, encontra novos desafios que exigem dos profissionais ação mais estratégica e ágil para potencializar resultados. 

Entre as demandas e transformações da área, a velocidade de resposta é fundamental para manter o nível de excelência no setor. No entanto, essa agilidade precisa estar alinhada à estratégia para garantir a qualidade das entregas. 

Neste artigo, você verá como o modelo do RH ágil contribui para aprimorar os processos do departamento. Ainda, entenda a importância dessa metodologia e como implementá-la na empresa. Para fechar o conteúdo, oferecemos um bônus: uma lista com as principais técnicas de metodologias ágeis. Confira!

O que é RH ágil?

Trata-se de uma metodologia que propõe tornar as atividades do setor mais velozes e enxutas, principalmente em seus processos administrativos e burocráticos. A filosofia ágil em Recursos Humanos deve conter os seguintes aspectos:

  • equipes com profissionais capacitados;
  • times formados por colaboradores super engajados;
  • profissionais trabalhando com autonomia e de forma colaborativa. 

O RH ágil surgiu a partir do Manifesto Ágil, uma declaração de valores e princípios para o desenvolvimento de softwares. O documento foi desenvolvido em 2001, em Utah, nos Estados Unidos, especialmente para o setor de tecnologia. A ideia do manifesto era criar um mindset de velocidade, tanto no desenvolvimento de produtos quanto na manufatura.

Embora fosse pensado para a área tecnológica, os preceitos do manifesto se tornaram interessantes para o mundo corporativo. Ganhando corpo e nome, a metodologia ágil conquistou a atenção de diversos setores e empresas pelo mundo, inclusive na gestão de pessoas. 

No RH não foi diferente. A transformação digital é um exemplo concreto das alterações constantes e pontuais na área e essas mudanças impulsionam os gestores a buscarem melhores formas de alcançar os objetivos organizacionais. O método ágil é uma delas. 

RH ágil e tradicional: quais as diferenças?

Para compreender as diferenças entre os conceitos, nada melhor do que observar a transformação que eles provocam no cotidiano das empresas. Abaixo, você vai conferir as características do RH ágil e do tradicional em quatro áreas: recrutamento, treinamento e seleção, projeção de carreira e gestão de talentos. 

RH tradicional

  • Recrutamento: os processos para recrutar e selecionar profissionais somente começam quando há vagas disponíveis;
  • Treinamento e desenvolvimento: a empresa não explora o potencial máximo do colaborador e oferece oportunidades de desenvolvimento apenas para atender as necessidades;
  • Projeção de carreira: os cargos na organização são bem definidos, porém dificultam possíveis mudanças de carreira e iniciativas inovadoras que o colaborador possa oferecer;
  • Gestão de talentos: as tarefas administrativas são executadas manualmente e os profissionais de RH despendem muito tempo com atividades burocráticas. 

RH ágil

  • Recrutamento: o employer branding é uma estratégia utilizada de forma contínua para atrair talentos, há um banco de talentos e as etapas são bem definidas e escaláveis;
  • Treinamento e desenvolvimento: a organização oferece oportunidades de aprendizado constante. Tudo em um ambiente onde o colaborador pode se qualificar em diferentes áreas, independente do seu cargo ou função;
  • Projeção de carreira: há investimento em programas bem estruturados para treinamento e qualificação. Sendo assim, o colaborador consegue adquirir conhecimento e pode atuar em diversas frentes oferecendo soluções inovadoras;
  • Gestão de talentos: as atividades são automatizadas e os profissionais de RH gastam menos tempo com tarefas manuais repetitivas e mais tempo com a gestão de pessoas. 

Quais os pilares do RH ágil?

O objetivo da gestão ágil é tornar os processos do RH mais fluídos e eficientes. Para conseguir isso, o método se fundamenta em princípios para substituir antigos conceitos, como:

  • Redes colaborativas (ao invés de hierarquias engessadas);
  • Transparência (com comunicação eficaz);
  • Adaptabilidade (ao invés de regras);
  • Inspiração e Comprometimento (mais do que apenas retenção);
  • Motivação (mais estímulo interno e menos recompensas externas);
  • Engajamento (em oposição à obrigação).

Qual a importância do RH ágil?

Mais do que se valer de ferramentas que tornem o trabalho mais rápido, o RH ágil busca implantar uma metodologia de trabalho que imprima velocidade, precisão e qualidade. Para isso, a empresa ágil desenvolve novas práticas que aprimorem essa ideia. Sendo assim, esse método de RH se baseia nos princípios do Manifesto Ágil: 

  • incentivo ao crescimento, envolvimento e prazer com o trabalho;
  • construção de equipes colaborativas e auto-organizadas;
  • maior aceitação e adaptação às mudanças;
  • motivação contínua da equipe;
  • criação de um ambiente de confiança, apropriado e inovador;
  • incentivo ao desenvolvimento pessoal de forças e talentos.
banner para baixar ebook sobre 10 Segredos dos RHs mais estratégicos do Brasil-rh ágil

Gestão ágil: o que muda para o profissional de RH?

As metodologias de RH provocam mudanças nos processos desenvolvidos pela gestão de pessoas. Além disso, elas trazem desafios também para o profissional da área. Nesse sentido, para alcançar a agilidade desejada pela empresa, os analistas de RH devem estar preparados para alguns desafios. Acompanhe!

Recrutamento

Recrutar e contratar as pessoas certas faz toda a diferença para as empresas e para os profissionais. Isso porque as relações de trabalho devem atender às necessidades de ambos e os colaboradores precisam estar alinhados com a cultura organizacional. 

Sendo assim, fazer boas contratações reduz os índices de turnover, aumenta o engajamento e evita atrasos nos processos e nas entregas. Lembre-se que, ser ágil para o RH representa valorizar o tempo. 

Composição das equipes

Uma característica da cultura ágil é a formação de equipes configuradas em squads. Esse modelo organizacional forma pequenos grupos interdisciplinares com objetivos específicos para atuarem em projetos, com prazos e entregas predefinidas. O papel do RH, nesse caso, é gerenciar essa forma de organização.

Para isso, o analista deve identificar perfis que possam desenvolver projetos em conjunto, facilitar a dinâmica de trabalho e estimular a autogestão, dando autonomia para os squads tomarem decisões. Essa configuração derruba o conceito de hierarquia, proporcionando o convívio entre profissionais de diferentes áreas. 

Avaliações de desempenho e feedbacks

O RH também é responsável por monitorar o desempenho das equipes e coordenar a comunicação. O RH ágil propõe que a cultura do feedback seja contínua e realizada ao longo do projeto, contemplando cada etapa.

Enquanto no método tradicional as avaliações acontecem a cada fim de semestre ou ano, no formato ágil os feedbacks são construtivos, pontuais e frequentes. 

Para isso, a gestão de pessoas promove reuniões periódicas, individuais e em equipes. Da mesma forma, as avaliações ocorrem ao final de cada projeto e também no cotidiano, em um ambiente de confiança e propósito comum. 

Responsabilidade dos líderes

Implementar metodologias ágeis representa uma grande mudança nos processos convencionais. Sendo assim, é comum o RH enfrentar alguma resistência, principalmente por parte das lideranças. 

Esse obstáculo é compreensível, pois a cultura ágil propõe a autonomia das equipes e poder de decisão para colaboradores que não necessariamente precisam ocupar cargos de liderança. 

Para contornar esse obstáculo, o RH deve capacitar os líderes para atuarem como mentores. Eles devem ser preparados para desenvolver pessoas capazes de coordenar processos e projetos. Dessa maneira, pequenos squads de liderança são formados e podem atuar com autonomia e segurança. 

Treinamento e qualificação

A prática de treinamentos não deve ficar restrita às lideranças. Todos os membros da equipe devem receber qualificação. O método ágil é aliado das transformações constantes, tudo muda com rapidez e conforme as necessidades. 

Nesse sentido, o RH deve investir em capacitação recorrente, pois o desenvolvimento dos colaboradores é contínuo. Para suprimir essa demanda, as empresas criam programas para transmitir novos conhecimentos. Um exemplo são as universidades corporativas e a realização de cursos e palestras presenciais ou online, no formato e-learning. 

Metodologias ágeis aplicáveis à área de Recursos Humanos

Embora seja um conceito simples de compreender, o processo ágil exige meios de implementação bem específicos. No entanto, a gestão de pessoas pode contar com técnicas e ferramentas que auxiliam nesse processo. 

Scrum

É uma das técnicas de implementação com foco principal em três ideias: transparência, adaptação e inspeção. O objetivo é priorizar a execução e criar um ciclo de aperfeiçoamento, geralmente 30 dias. Como Scrum, o aumento da performance vem com a prática.

Kanban

A metodologia cruza a quantidade de trabalho em andamento com a capacidade de entrega da equipe. A partir disso, o planejamento pode ser flexibilizado para tornar a gestão mais rápida, aplicando foco e transparência.

Squad

Pode ser considerado parte da metodologia Scrum. A ideia é ter equipes com pouco nível hierárquico e com interação democrática, de igual para igual. O RH ágil tem o papel de estimular esse relacionamento e equilibrar questões como feedbacks e comunicações.

Tribos

Definição de um pequeno grupo de pessoas que assume o papel de uma função específica no conjunto do objetivo. Logo, é uma forma de descentralização de responsabilidade para agilizar a performance.

7 passos para implementar o RH ágil na empresa

Com base no mindset da metodologia ágil e propondo tornar os processos menos operacionais, apresentamos uma estratégia para aplicar o RH ágil na sua organização. Veja algumas dicas.

1. Faça um planejamento

Estude os pontos principais, perceba o momento das equipes e conheça as ferramentas de trabalho disponíveis. Depois, defina as necessidades de capacitação e treinamento, preparando os colaboradores para uma nova filosofia na empresa.

2. Estabeleça metas

Você não deverá implantar a metodologia ágil intempestivamente. O processo deve ser gradativo, porém constante. Nesse caso, é importante estabelecer metas desafiadoras, mas alcançáveis, definindo índices apropriados para seguir.

banner para baixar ebook sobre Automação no RH e DP: Guia completo para processos mais eficientes-rh ágil

3. Comece no recrutamento

Como um dos primeiros passos para a formação de uma equipe qualificada, o recrutamento é uma etapa crucial para o sucesso no gerenciamento de pessoas. Aqui, considere todos os princípios para agilizar esse processo e busque o auxílio de ferramentas tecnológicas para acelerá-lo.

4. Avalie o desempenho com mais frequência

Para impulsionar a evolução dessa nova filosofia, aumente a frequência das avaliações. A ideia é retirar o colaborador e a equipe da zona de conforto, conduzindo-os a outro patamar, mais alto e constante.

5. Distribua responsabilidades

Compartilhe o comprometimento com o sucesso da equipe. Busque líderes que possam absorver a ideia de RH ágil e disseminá-la entre os colaboradores de forma rápida e eficaz. Isso pressupõe dar autonomia aos profissionais.

6. Envolva toda a equipe no processo

Mesmo que não seja um líder, o colaborador deve participar do processo de implementação do RH ágil. Para tanto, ele precisa receber orientação e capacitação sobre as ferramentas e métodos, além de influência mental sobre a importância da mudança.

A ideia é que quando cada um assume a responsabilidade de executar um serviço mais rápido e com maior qualidade, isso reflete no conjunto e todos se beneficiam da metodologia.

7. Promova o aprendizado contínuo

O mundo atual muda com uma velocidade muito rápida e a tecnologia se transforma diariamente. Logo, o profissional de Recursos Humanos pode “aceitar” esse cenário e ceder à instabilidade ou criar uma “mentalidade de evolução”, cujo princípio fundamental é o aprendizado e o desenvolvimento contínuo e intenso.

Esperamos que esse conteúdo ajude a compreender a necessidade de virar a chave e tornar seu trabalho mais ágil e eficiente. Aqui, mostramos maneiras de fazer isso e sinalizamos algumas ferramentas que podem ajudar. 

Reunindo todas as informações contidas nesse artigo e considerando o uso da tecnologia para conduzir o processo, o desafio se torna menor. Desse modo, contar com um software de RH é ter um aliado para implementar o RH ágil na sua empresa, levar inovação e oportunidade de crescimento tanto para a área, quanto para a sua carreira. 

Aproveite para baixar nosso Kit de Gestão de RH e encontre tudo o que precisa para acelerar a gestão de pessoas. 

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima