Responsabilidade ambiental nas empresas: Entenda os benefícios e a ISO 14001

Tempo de leitura: 15 minutos

Está sem tempo para ler? Experimente ouvir a narração deste artigo. Aperte o play!

Sua empresa atua com responsabilidade ambiental e está em conformidade com a ISO 14001? Buscar por iniciativas que reduzem o impacto ambiental é uma transformação importante para que sua organização ganhe mais credibilidade e se destaque no mercado.

Mas como colocar essas iniciativas em prática? Neste post, explicaremos um pouco mais sobre os impactos positivos da sustentabilidade, como implementar a norma ISO 14001 e quais atitudes adotar para incentivar uma cultura organizacional de responsabilidade ambiental. Quer tirar suas dúvidas sobre o assunto? Então, confira a leitura!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é responsabilidade ambiental?

Trata-se de um compromisso assumido pela empresa para mudança de atitudes para a preservação do meio ambiente e do mundo que será deixado para as futuras gerações.

Ao contrário do que muita gente acredita, essa responsabilidade não consiste somente no cumprimento de leis e normas estabelecidas, e sim em uma transformação nas políticas e na cultura organizacional como um todo.

Assim, para que a responsabilidade ambiental seja, de fato, incorporada à organização, é preciso uma mudança de posturas, desde a direção até as tarefas diárias de toda a empresa.

Apostar em uma gestão sustentável e focada na preservação é uma tarefa complexa, que demanda estudo e comprometimento da organização. No entanto, esse tipo de ação reflete diretamente na sociedade e na imagem da empresa. 

O que é a ISO 14001?

A ISO 14001 é uma norma internacional projetada para ajudar empresas a adequarem responsabilidades ambientais aos seus processos internos, possibilitando o crescimento da organização por meio da redução do impacto ambiental.

No Brasil, a norma tem uma versão representada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), intitulada NBR ISO 14001 e publicada em 2015. A norma especifica os requisitos para a implementação de um sistema de gestão ambiental que pode ser aplicado em todas as organizações, independente de seu porte.

Como surgiu a ISO 14001?

ISO é uma sigla em inglês que significa Organização Internacional de Normalização, que é formada por uma comissão de diversos países. Assim, os membros reúnem especialistas para criarem os padrões internacionais. Os padrões são feitos de forma voluntária e baseados em consensos sobre aspectos importantes do mercado. O Brasil está inserido na ISO por meio da ABNT.

Dentre diversas normas estabelecidas pela ISO, existe a série 14000, que se refere a padrões ambientais e aborda aspectos como gestão, auditorias, rotulagens, comunicação, desempenho e análise de ciclo de vida.

Quais os objetivos da ISO 14001?

O intuito principal da ISO 14001 é possibilitar que as organizações atendam suas necessidades socioeconômicas em equilíbrio com a proteção do meio ambiente. Dentro disso, a norma apresenta os seguintes objetivos:

  • proteção do meio ambiente pela prevenção ou diminuição dos impactos ambientais;
  • diminuição de potenciais efeitos adversos das condições ambientais na organização;
  • auxílio para a organização no atendimento aos requisitos legais;
  • aumento do desempenho ambiental;
  • controle e influência sobre a projeção, fabricação, distribuição, consumo e descarte das organizações, utilizando uma perspectiva de ciclo de vida;
  • alcance dos benefícios financeiros e operacionais que podem resultar na implementação de alternativas ambientais;
  • comunicação de informações ambientais para as partes interessadas.

Quais os benefícios ISO 14001?

Ser certificado com um sistema de gestão ambiental reconhecido internacionalmente traz diversas vantagens para a organização. A seguir, listamos os principais benefícios para as empresas com certificação ISO 14001.

Aperfeiçoamento do sistema de gestão ambiental

A norma ajuda as empresas a aprimorar os itens da gestão ambiental já existentes, possibilitando um aperfeiçoamento da política ambiental interna e informando sobre adaptações necessárias para uma competitividade sustentável, sem impactos severos ao meio ambiente.

Crescimento eficiente

A redução de gastos desnecessários e desperdícios é um dos requisitos que regem a ISO 14001. Assim, as empresas que implementam a norma conseguem atuar com mais eficiência e sem grandes perdas financeiras.

Aumento da rentabilidade

A queda de gastos com energia e resíduos também melhora a rentabilidade da organização como um todo. Além disso, implementando a ISO 14001, a empresa reduz custos prevenindo poluições e diminuindo gastos com descarte de produtos.

Cumprimento da legislação ambiental

Catástrofes ambientais decorrentes de erros em empresas geram um gasto exorbitante com multas, além de danos à imagem da marca. Esse tipo de problema pode ser tão oneroso a ponto de fazer com que algumas organizações tenham que fechar as portas.

A certificação ISO 14001, no entanto, permite que empresas de todos os portes tenham um maior conhecimento sobre a legislação ambiental em vigor, além das principais orientações sobre medidas para evitar problemas ambientais.

Assim, o selo ambiental, além de assegurar à empresa a imagem de “ecologicamente correta”’, também ajuda a prevenir prejuízos e multas por agressões ao meio ambiente.

banner cultura organizacional

Como implementar a ISO 14001 na sua empresa?

Para implementar o sistema de gestão ambiental e obter a certificação ISO 14001, a empresa deve aplicar medidas que atendam aos requisitos da norma internacional. Logo, é preciso fazer um levantamento detalhado da situação atual da organização e adequar os processos às exigências da ISO.

A implantação leva, em média, de 10 a 18 meses, mas esse tempo pode variar de acordo com o tamanho da organização, o grau de envolvimento da direção e os recursos humanos disponíveis para as mudanças.

Por que adotar a sustentabilidade nas empresas?

A sustentabilidade como parte da cultura organizacional traz bons frutos para a empresa, tanto no que se refere à lucratividade como ao bem-estar de colaboradores e consumidores.

Dessa forma, buscar ações que visem a preservação ambiental é uma boa maneira de se destacar no mercado. Agora, veja alguns motivos pelos quais vale a pena revisar sua gestão.

Publicidade positiva

Os consumidores estão cada dia mais críticos e exigentes na hora de escolher quais produtos consumir. Não é à toa que, constantemente, circulam pelas redes sociais listas de empresas que não utilizam testes em animais ou que contribuem para o desenvolvimento de comunidades locais.

Portanto, implementar uma gestão ambiental e se envolver em projetos que visem a diminuição do impacto no meio ambiente é uma boa forma de destacar positivamente a imagem da empresa e atrair esses públicos mais exigentes.

Atração de novos mercados

Essa melhoria de imagem da empresa também pode atrair outro público, o de potenciais investidores. Isso porque, esses profissionais sabem que modelos pautados no desenvolvimento sustentável são muito promissores e trazem bastante potencial de expansão.

Assim, sua empresa pode adquirir novos parceiros de negócios e pensar na expansão para outros mercados, mantendo um crescimento sustentável e com redução de impacto ambiental.

Vantagem competitiva

Como citamos, o público consumidor está cada dia mais consciente com relação às questões ambientais. Sendo assim, empresas que prezam por práticas sustentáveis acabam se destacando de marcas que visam um crescimento desenfreado.

Ainda, mais do que meros consumidores, esse público-alvo passa a ser um verdadeiro defensor da marca, auxiliando no marketing boca a boca e trazendo mais adeptos por meio das redes sociais, blogs e sites.

Economia

Muitos gestores acreditam que atitudes sustentáveis são, obrigatoriamente, mais caras, mas não é bem assim que funciona. Apostar em produtos mais duráveis, por exemplo, pode parecer mais oneroso a curto prazo, no entanto, mostra uma economia maior a longo prazo.

Além dessa economia mais óbvia, empresas que adotam práticas sustentáveis, tanto ambientais quanto sociais, também recebem benefícios fiscais do governo.

Engajamento dos colaboradores

Colocar a sustentabilidade como parte da cultura organizacional também reflete no capital humano. Isso porque, quando os colaboradores percebem que fazem parte de algo maior, que impacta positivamente a sociedade, eles tendem a se engajar mais com a organização.

No entanto, é importante que as ações sejam realmente efetivas e que a sustentabilidade não fique apenas no papel, só assim a equipe sentirá orgulho daquilo que produz, gerando mais motivação e produtividade

Retorno para a sociedade

A preservação ambiental também se reflete na sociedade em que a organização está inserida, afetando positivamente a conservação de espécies e do meio ambiente como um todo. Consequentemente, a vida humana.

Assim, reduzindo a demanda energética e a emissão de poluentes, por exemplo, a empresa estará melhorando a qualidade de vida das pessoas a longo prazo.

Banner_Flexibilizacao

Como colocar a responsabilidade ambiental em prática?

Buscar por iniciativas sustentáveis é uma excelente oportunidade para que sua empresa alcance sucesso e competitividade no mercado. Mas para aderir a essa mudança, você não precisa, necessariamente, realizar uma grande transformação logo no início.

Nesse sentido, é possível começar com pequenas práticas no dia a dia da empresa, como metas para economia de recursos ou mesmo a implementação de sistemas tecnológicos que substituam os documentos impressos.

A seguir, listamos alguns hábitos que podem ser adotados e incorporados na cultura organizacional desde cedo. Confira!

Faça escolhas conscientes

O setor de compras é um dos principais aliados para uma cultura sustentável. Isso porque, ele pode realizar escolhas mais conscientes, dando preferência para artigos duráveis e que contenham matéria-prima reciclável e biodegradável.

Assim, na hora de adquirir materiais e móveis, é importante evitar os descartáveis e optar sempre por opções mais limpas e inteligentes, como papéis recicláveis e até mesmo móveis usados de segunda mão.

Estimule o uso de transportes alternativos

Quando pensamos em iniciativas de responsabilidade ambiental, é importante ter em mente que as mudanças devem ser aplicadas em todas as etapas do processo.

Logo, pensar em ações para estimular o uso de transportes alternativos e coletivos, por exemplo, pode ser uma boa forma de reduzir a emissão de poluentes e tornar a organização mais sustentável.

Para tanto, crie bicicletários e encoraje seus colaboradores a abrirem mão dos carros. Uma boa medida para esse incentivo é o sistema de carona solidária e a adoção de transportes coletivos ofertados pela empresa.

Conte com boas parcerias

As parcerias com fornecedores e distribuidores também ajudam a formar a imagem da empresa diante do público. Sendo assim, não adianta criar políticas internas de responsabilidade ambiental se seus fornecedores são conhecidos pelo grande potencial poluente.

Portanto, na hora de firmar parcerias, é fundamental pesquisar muito e utilizar um padrão rigoroso para a escolha. Nesse sentido, busque parceiros que compartilham dos mesmos valores da empresa e que procuram realizar seus processos com o mínimo de impacto possível ao meio ambiente.

Acompanhe a emissão de carbono e resíduos

Neutralizar as emissões de carbono produzidas pela sua empresa já foi uma tarefa bastante árdua. Atualmente, no entanto, é relativamente simples realizar esse cálculo.  Isso porque, já existem softwares especializados que informam a quantidade de árvores que precisa ser plantada para compensar o lançamento de gases danosos na atmosfera.

Assim, busque acompanhar de perto os níveis de emissão de carbono e outros resíduos no meio ambiente e tente inserir ações compensatórias que possam reduzir o impacto causado pela empresa.

Flexibilize o modelo de trabalho

Você já parou para pensar em quanto gasta diariamente para manter todos os seus colaboradores trabalhando alocados na empresa? A verdade é que esse trabalho não traz gastos apenas ao seu negócio, mas impacta também no meio ambiente.

Por conta disso, muitas empresas têm optado por um modelo mais flexível de trabalho: o home office. Com a realização do trabalho remoto, a organização consegue uma redução de recursos no escritório. Assim, além de reduzir o trânsito, consequentemente, diminui as emissões de carbono.

Pense antes de substituir

Ao longo dos anos, ficamos acostumados com a obsolescência que nos força a substituir uma ferramenta sempre que ela apresenta algum sinal de defeito. Esse tipo de atitude é bastante danosa ao meio ambiente e gera um impacto significativo por conta do acúmulo de lixo eletrônico.

Logo, é importante ter em mente que o excesso de resíduos é um dos maiores problemas ambientais da nossa sociedade. Assim, optar por bens duráveis e buscar por consertos e upgrades em equipamentos, antes de descartá-los, é uma atitude importante de responsabilidade ambiental.

Minimize o gasto de energia e água

Diminuir o consumo de energia e água é uma atitude simples e que pode ser implementada em empresas de todos os portes.

Desse modo, para reduzir o gasto de luz, é possível trocar as lâmpadas por modelos de LED, que são mais econômicos, colocar sensores para evitar luzes acesas sem necessidade, aproveitar a luz natural em ambientes abertos e trocar equipamentos antigos por modelos mais eficientes.

Já em relação à água, é importante investigar a presença de vazamentos, reduzir a quantidade de água nos processos produtivos e optar pela reutilização sempre que possível. Além disso, é fundamental treinar sua equipe para que o consumo seja realizado de forma mais consciente.

Implemente o Kit Lixo Zero para os colaboradores

O movimento Lixo Zero prega a possibilidade de minimizar ao máximo a geração de resíduos no dia a dia, diminuindo o impacto ambiental no planeta. A iniciativa vem ganhando cada vez mais adeptos, inclusive nas organizações.

Assim, uma das ações que pode ajudar na responsabilidade ambiental é a distribuição do Kit Lixo Zero para os colaboradores. No kit, é possível incluir:

  • 1 jogo de talheres reutilizáveis;
  • 1 canudo reutilizável com escova para higienização;
  • 1 guardanapo de pano;
  • 1 copo retrátil reutilizável.

Ainda, os itens podem ser apresentados em um estojo que seja facilmente carregado pelo colaborador. Além da distribuição, é preciso incentivar o uso e apresentar a proposta de sustentabilidade. 

Incorpore a responsabilidade ambiental na cultura organizacional

Mais do que economizar energia e optar por itens reutilizáveis, é fundamental que a responsabilidade ambiental seja um valor forte para a cultura organizacional e que seja levada a sério, incorporada em atitudes e não somente para marketing.

Assim, as práticas sustentáveis devem entrar como pauta em programas de treinamento e desenvolvimento contínuos da equipe, como palestras, workshops e cursos.

Além disso, para que os colaboradores abracem a nova visão, a gestão pode criar metas coletivas de sustentabilidade, sempre mensurando os resultados e recompensando as conquistas da equipe.

Aposte em uma rotina paperless

Por fim, é importante que a empresa busque por soluções para minimizar o uso de papel. Essa pode parecer uma iniciativa pequena, mas você já parou para pensar em quanto papel gasta ao imprimir currículos de candidatos em um processo de recrutamento e seleção, por exemplo?

Além do gasto de recursos, esse tipo de documento precisa de um espaço físico para o arquivamento e é mais difícil de acessar, fazendo com que os colaboradores percam tempo em busca de determinadas informações. Isso quando os documentos não acabam perdidos ou indo parar na lixeira.

Portanto, a iniciativa paperless propõe uma gestão com o mínimo possível de papel na rotina de trabalho, o que gera uma grande economia de recursos e de tempo. Para isso, a rotina física é substituída por novas tecnologias, que armazenam as informações na nuvem e permitem que os profissionais acessem os documentos de onde estiverem.

Além de reduzir gastos e garantir mais sustentabilidade, apostar em plataformas e ferramentas tecnológicas, como a plataforma da Sólides, também traz mais segurança para as informações e permite que o acesso seja feito mesmo por colaboradores que estejam em trabalho remoto.

Concluindo, podemos dizer que as iniciativas de responsabilidade ambiental nas empresas são a chave para minimizar os impactos no meio ambiente, além de possibilitarem mais sucesso e competitividade no mercado.

Como vimos, esse tipo de valor deve ser implementado na cultura da empresa como um todo. Quer entender melhor o que é essa tal de cultura organizacional e como você pode fortalecê-la? Baixe nosso e-book gratuito e descubra tudo sobre o assunto.

E se quiser saber como fazer um processo de recrutamento e seleção on-line, sem papel e sem danos ao meio ambiente, conheça a Sólides.

5 2 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments