Recrutamento e seleção de profissionais de TI: desafios e dicas para sua empresa

Tempo de leitura: 12 minutos

Está sem tempo para ler? Experimente ouvir a narração deste artigo. Aperte o play!

Encontrar os candidatos certos para preencher as oportunidades de uma empresa é sempre um desafio. Contudo, quando falamos sobre recrutamento e seleção de profissionais de TI, o assunto fica um pouco mais complexo. 

Isso porque, essa área é bastante técnica e conta com uma alta procura e baixa demanda de profissionais qualificados. Logo, é importante que o RH atue de forma estratégica para encontrar os melhores talentos e retê-los na organização. 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Neste post, vamos abordar os principais desafios dessa tarefa e dar dicas importantes para que o processo de recrutamento e seleção seja mais eficiente. Tem interesse no assunto? Então, continue a leitura.  

O mercado de trabalho em TI

Mesmo durante os períodos de crise econômica, o mercado de tecnologia permanece constantemente aquecido. Os avanços tecnológicos ditam o ritmo das empresas, por isso, quem é especialista na área costuma encontrar oportunidades com facilidade.

Atualmente, o Brasil é o 7º maior mercado de TI do mundo. Alguns perfis profissionais dessa área têm muito destaque e, por conta disso, são melhor remunerados. Entre os especialistas mais procurados estão:

  • desenvolvedores;
  • suporte técnico;
  • especialistas em segurança da informação;
  • administradores de banco de dados;
  • analistas de business intelligence;
  • analistas de infraestrutura de redes/sistemas.

O crescimento da área se tornou ainda maior a partir de 2020, quando empresas passaram a adotar o modelo home office e descentralizar a contratação. Essa mudança possibilitou que as organizações encontrassem talentos qualificados, independentemente da região em que os profissionais residiam.

Assim, o novo modelo de contratação aumentou a concorrência, contudo, também abriu o leque de opções para profissionais de TI especialistas em um nicho específico, como algumas linguagens de programação.

A estimativa é que as oportunidades nas áreas de TI só aumentem nos próximos anos. Segundo previsões da IDC Brasil, a projeção é que esse mercado tenha um crescimento de 11% em 2021, em relação ao ano anterior. 

Diferenciais no recrutamento em TI

É importante que o recrutador entenda que cada área conta com suas particularidades. Assim, empresas que não têm uma equipe de recrutamento e seleção especializada em TI acabam demorando mais tempo para encontrar os profissionais certos e tornando o processo mais lento e ineficiente.

Dessa forma, mesmo que o recrutador não esteja tão familiarizado com a área, é importante ficar atento em alguns diferenciais que podem ajudar no recrutamento. Acompanhe!

Sobre a vaga

Os cargos e funções de um profissional de TI costumam ser bastante técnicos, por isso, podem acabar confundindo até mesmo o recrutador. Desse modo, é importante que, antes de iniciar a divulgação da vaga, o setor de recursos humanos faça um bom alinhamento com o gestor técnico.

Assim, defina com o líder qual a senioridade que o setor precisa e quais requisitos são obrigatórios e desejáveis. Ainda, evite, por exemplo, criar uma vaga com dezenas de requisitos obrigatórios e alinhe bem quais conhecimentos realmente são necessários para a posição.

Além disso, pesquise um pouco sobre a área e aprenda o significado das principais siglas. Entenda que você não precisa conhecer a fundo a área de TI, mas é importante compreender como as coisas funcionam e se conectam.

Sobre o profissional

A área de TI é muito requisitada e, por conta disso, os melhores profissionais do mercado, geralmente, estão empregados, mas nem sempre estão buscando novas oportunidades. Nesse cenário, é importante que o recrutador busque seus candidatos de forma ativa.

Nesse sentido, a abordagem também deve ser diferenciada, partindo do princípio que bons profissionais são constantemente requisitados por diferentes organizações, logo, eles não têm tempo a perder.

Imagine, por exemplo, que você está empregado, mas recebe inúmeros contatos de recrutadores diariamente. Nesse cenário, provavelmente, dará preferência para abordagens mais objetivas e que enfatizem as vantagens e diferenciais da vaga.

Por fim, não fornecer feedbacks e posicionamentos sobre o andamento do processo ou esconder o nome da empresa e a remuneração proposta pode fazer com que o profissional perca totalmente o interesse na oportunidade.

Sobre a empresa

O employer branding é outra ferramenta fundamental no processo de recrutamento e seleção de profissionais de TI. Esse termo diz respeito à forma como a empresa é vista na posição de empregadora.

Assim, quando for abordar um novo candidato, é importante ressaltar a reputação da organização, como é o ambiente de trabalho e o clima organizacional, qual a cultura da empresa e qual a proposta de valor para a carreira do profissional.

banner R&S de profissionais de tecnologia

Desafios do recrutamento e seleção de profissionais de TI

Um ponto bastante interessante sobre o mercado de TI e que precisa ser considerado é que a formação de novos profissionais ainda não acompanha a demanda do mercado. Além disso, a área também sofre com uma constante mutação. A todo momento, surgem novas linguagens de programação e estratégias de organização de dados.

Esses dois fatores, aliados à falta de conhecimento de muitos recrutadores, acabam fazendo com que o recrutamento na área se torne um desafio. A seguir, explicaremos melhor as principais dificuldades do processo.

Dificuldade em encontrar profissionais especializados

Como pontuamos, existem mais vagas e demandas abertas do que profissionais qualificados para preenchê-las. Por conta disso, encontrar candidatos especialistas em procedimentos específicos pode ser um grande desafio.

Ainda, conforme o mercado evolui, surgem novas demandas e funções que antes não eram prioridade. É o caso, por exemplo, da segurança de dados, que ganhou mais projeção e importância após episódios de vazamento. 

Problemas na descrição da vaga

Outro desafio para o recrutador é alinhar informações com os gestores e descrever, de forma clara, as expectativas da empresa e as atribuições do novo profissional. 

Muitas vezes, por falta de conhecimento, o RH acaba confundindo funções e exigindo competências que não são compatíveis com a posição. Esse tipo de anúncio acaba afastando os profissionais qualificados e fazendo com que o número de candidatos diminua. 

Incentivos insuficientes

Outra questão que acaba afastando os candidatos e dificultando o processo de recrutamento é a falta de um plano de carreira bem estruturado e de uma remuneração e incentivos adequados.

Desse modo, como a disponibilidade de profissionais competentes ainda é escassa, é importante entender que os candidatos costumam ter maiores exigências quanto às posições e aos benefícios no mercado.

O que os profissionais de TI buscam em uma empresa

Sabemos que a remuneração é um fator muito importante para que um candidato tenha interesse pela vaga. Contudo, existem outros atributos que causam brilho nos olhos de um profissional de TI.

Alguns dos pontos observados é que esses profissionais valorizam organizações que os desafiam e que dão autonomia para que eles possam testar, errar e aprender durante os processos.

Além disso, também buscam equipes e líderes que inspiram e trazem uma troca de conhecimentos. Ainda, costumam usar indicações e avaliações para entender como é trabalhar na empresa. Outros atributos determinantes são:

  • um salário competitivo e um pacote completo de benefícios;
  • uma infraestrutura que ofereça equipamentos de ponta;
  • um trabalho com um propósito nobre;
  • ambientes colaborativos, que favoreçam a criatividade e a produtividade;
  • a possibilidade de trabalhar com novas tecnologias.

Dicas para recrutar e selecionar profissionais de TI

Você já deve ter notado que é preciso um pouco mais de calma e planejamento na hora de recrutar e selecionar os profissionais de TI, certo? Mas afinal, como fazer isso na prática? Listamos algumas dicas que podem fazer toda a diferença nos processos seletivos da área.

Busque os candidatos nos lugares certos

Depois de definir os atributos e requisitos da vaga, é preciso caprichar no anúncio e fazer a divulgação nos locais certos. Assim, busque por grupos e sites específicos para vagas de TI e não tenha medo de utilizar o LinkedIn.

Como já citamos, uma abordagem ativa também é um bom caminho para encontrar profissionais qualificados e especializados. Contudo, a dica para essa estratégia está na abordagem. Logo, procure engajar o profissional com ações de employer branding e puxar assunto contando um pouco sobre os projetos da empresa.

Mas é importante captar a atenção do profissional para só então falar sobre uma provável vaga. Assim, você se diferencia dos demais recrutadores que entram em contato com ele diariamente.

Peça indicações

Se você já tem uma equipe de TI formada, os programas de indicação podem ser uma boa saída para buscar novos talentos. Isso porque, os colaboradores indicarão outros profissionais que compartilham dos mesmos valores da empresa.

Nesse sentido, para tornar o processo de indicação mais eficiente, a dica é implementar um programa de recompensas, em que o indicador é premiado pelo bom desempenho do indicado.

Cheque as experiências anteriores

Avaliando e confirmando as experiências passadas é possível entender melhor a trajetória do candidato e identificar quais funções e ferramentas ele domina. O ideal é buscar por profissionais que já tenham vivência na rotina que você precisa suprir.

Dessa forma, ao optar por iniciantes e estudantes, é importante que o RH cheque algumas das informações do candidato, como estágios realizados, pesquisas e atividades extracurriculares e projetos criados durante a formação profissional.

Adapte sua entrevista ao cenário

Uma característica importante dos profissionais de TI no que diz respeito aos processos seletivos é que eles se sentem mais abertos e receptivos quando percebem que o recrutador entende, ao menos um pouco, sobre o assunto.

Assim, vale a pena adaptar sua entrevista e sair do óbvio na hora de formular suas questões. Entenda que você não precisa esgotar os itens técnicos, e essa nem é a sua função, mas vale a pena utilizar os conhecimentos aprendidos sobre o assunto para obter informações mais valiosas sobre o candidato.

Aplique testes técnicos

Os testes técnicos são uma parte fundamental no processo de recrutamento e seleção de profissionais de TI. Isso porque, nem sempre a pessoa que parece mais adequada tem as competências necessárias.

Para essa etapa, é essencial que o RH trabalhe junto da equipe de TI já existente. Assim, enquanto o recrutador avalia aspectos comportamentais e soft skills, o gestor identifica falhas e pontos de melhoria no que diz respeito às habilidades técnicas.

Não se esqueça de avaliar as soft skills

A área de TI é mais técnica e exige bastante meticulosidade na avaliação das hard skills. Contudo, o recrutador não pode se esquecer de avaliar, também, as habilidades comportamentais.

Assim, o primeiro passo é verificar se o candidato tem aderência à cultura organizacional. Quando o profissional não compartilha dos mesmos valores e visões da empresa, ele acaba rendendo menos e ficando mais desmotivado.

Além disso, mapear o perfil comportamental do profissional com uma ferramenta como o Profiler, é uma excelente forma de entender como ele reage a situações, quais são seus pontos fortes e pontos a melhorar. Desse modo, é possível criar uma projeção e selecionar apenas aqueles candidatos que contam com o perfil e as competências desejadas para atender a demanda da vaga.

banner do ebook Desenvolvimento e Retenção de Profissionais de Tecnologia

Como reter os talentos da área de TI

Como já citamos, a demanda por profissionais de TI é muito grande em contraponto a uma oferta escassa. Dessa forma, buscar estratégias de retenção de talentos é essencial para manter os colaboradores na empresa, diminuir as taxas de turnover e evitar custos com novos processos de recrutamento e seleção. 

A seguir, listamos algumas dicas de retenção que podem funcionar com esses profissionais. Acompanhe!

Crie planos de carreira

A maioria dos profissionais aspira por cargos de nível mais elevado e reconhecimento profissional. Dessa forma, um plano de carreira bem estruturado, que mostra para onde o colaborador pode crescer, é uma excelente forma de mantê-lo engajado na empresa.  

Invista na qualificação dos profissionais

Nem sempre a organização consegue encontrar um colaborador que tenha conhecimento e habilidades para suprir todas as demandas do setor. No entanto, sempre é válido investir na qualificação e criar programas de treinamento e desenvolvimento de talentos. 

Esse tipo de estratégia, além de reduzir custos com novos colaboradores, ainda demonstra valorização do profissional, fazendo com que ele vista a camisa e priorize a organização. 

Opte por mais flexibilização

Os profissionais de TI valorizam organizações dinâmicas, que oferecem um modelo de trabalho home office, não têm um dress code definido e possibilitam horários flexíveis. Assim, uma boa forma de reter esses colaboradores, é adotando essas estratégias e priorizando a qualidade de vida das equipes

Concluindo, o recrutamento e seleção de profissionais de TI é um processo que deve ser feito com cautela e planejamento. Mas é importante que o recrutador tenha auxílio dos gestores da área e busque conhecimentos básicos para entender melhor as demandas. Além disso, depois da contratação, o RH deve buscar estratégias para reter os talentos e desenvolvê-los.

Agora que você já conhece as particularidades da área e do recrutamento e seleção de profissionais de TI, baixe nosso e-book e descubra como a Sólides pode ajudar no recrutamento online.

como diminuir a rotatividade
0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments