Qual o melhor tipo de treinamento para sua empresa?

Tempo de leitura: 6 minutos

A popularidade dos treinamentos para empresas cresce gradativamente na tentativa de acompanhar a movimentação do mercado. Como está cada vez mais difícil estabelecer um diferencial entre as companhias, capacitar e desenvolver os funcionários internamente para que eles ofereçam o melhor serviço possível, é uma tendência que ganha cada vez mais espaço.

Além de ser conveniente para própria empresa, esses tipos de desenvolvimento também parecem ser algo que desperta um grande interesse das gerações recentes. De acordo com uma pesquisa realizada pela Gallup, 87% dos Millennials avaliados disseram que gostariam que seus trabalhos incluíssem desenvolvimento dos funcionários. Além disso, também foi constatado nessa mesma pesquisa, que a principal razão do abandono de empregos por essa geração é exatamente a falta de oportunidades de evolução e desenvolvimento.

No momento do recrutamento, esses pontos também são relevantes. De acordo com essa pesquisa, os Millennials também procuram saber sobre as possibilidades de aprendizado e crescimento em uma empresa antes mesmo de se candidatarem. Dessa forma, isso se torna um fator importante já no momento da escolha de um emprego.

No entanto, mesmo que a demanda exista e seja crescente, ainda é um desafio para as organizações enxergar os benefícios a longo prazo proporcionados através de treinamentos de funcionários. É óbvio que se os investimentos nesse tipo de desenvolvimento não forem empregados de forma correta, todo o esforço será em vão. Inclusive, talvez seja por isso que tantas empresas não reconheçam o lucro real propiciado pelo desenvolvimento dos funcionários. É muito provável que esse esforço não esteja sendo aplicado da maneira mais efetiva.

Como qualquer outro método, os treinamentos internos devem ser empregados de forma correta e dentro de um contexto próprio. Quando isso ocorre, os funcionários são desenvolvidos em direção aos seus objetivos, normalmente aumentando a sua produtividade e diminuindo a rotatividade interna.

Para entendermos um pouco mais sobre a problemática dos treinamentos dentro de organizações, a West UC’s Digital Media Services fez uma pesquisa com mais de 200 funcionários e suas experiências com treinamentos organizacionais. O resultado encontrado foi que, por mais que os funcionários realmente valorizem a oportunidade de realizar treinamentos corporativos, existe uma porção significativa de colaboradores que está insatisfeita com os treinamentos disponíveis para eles.

Existem formas variadas de se atingir determinados objetivos de desenvolvimento dentro das empresas. No entanto, os programas de treinamentos internos são uma maneira constante e flexível se pensarmos na variedade de tipos e formas de aplicação. Exatamente por haver essa diversidade, é possível que algum ou alguns deles sejam os mais apropriados para certos objetivos e determinadas situações. Pensando nos contextos e nesses tipos, separamos os treinamentos mais difundidos e reconhecidos dentro das organizações.

Hands-on training

Como o próprio nome já diz, o Hands-on training é um treinamento baseado na prática. O termo inglês “hands-on” significa basicamente o nosso conhecido “mão na massa” e por isso o nome do treinamento já é autoexplicativo.

Existem funcionários que de fato preferem aprender as coisas colocando a mão na massa. Nesse tipo de treinamento a equipe aprende com a oportunidade de aplicar o que está sendo passado antes mesmo que esse conhecimento seja levado para o dia-a-dia. Nesse caso, cabe ao gestor ou líder da equipe identificar qual o estilo de aprendizagem da sua equipe, uma vez que isso pode variar muito entre as pessoas de uma empresa.

In-person training

Mesmo com todas as tecnologias e alternativas disponíveis, o treinamento presencial ainda é o método mais tradicional e popular entre as empresas. De acordo com a pesquisa da West UC’s Digital Media Services já citada, cerca de 76% das plataformas de treinamento usadas ainda são de treinamentos in-person. Normalmente esses treinamentos englobam workshops, palestras ou até mesmo pequenas aulas para equipes ou segmentos específicos das organizações.

A possibilidade de ter feedbacks em tempo real é o que mais conta no momento de se optar por esse tipo de treinamento. No entanto, para que os objetivos sejam de fato alcançados, esses treinamentos não podem de maneira alguma se tornar um fardo para quem assiste. Por isso, é extremamente importante ter em mente que esse exercício precisa ser envolvente para engajar quem participa.

Web and mobile training

O crescimento dos treinamentos na web está diretamente relacionado com o aumento da popularidade dos métodos de ensino digitais. Pensando exatamente nessa esfera digital, podemos pontuar diversos fatores que fazem dessa ferramenta uma solução interessante para empresas.

Um desses fatores que fazem do web training um grande aliado de organizações, é a disponibilidade permanente das instruções do treinamento. Nesse caso, o conteúdo fica disponível a qualquer momento e em qualquer lugar desde que o funcionário esteja online. Dessa forma, é possível rever certos pontos, relembrar tópicos ou o que mais for necessário. Além disso, essa disponibilidade também está atrelada à questão do custo de treinamentos assim, uma vez que não é preciso gastar nem com deslocamento.

Entretanto, assim como acontece com os outros tipos de treinamentos, os web training podem se tornar limitados quando realizados por pessoas que possuem outros estilos de aprendizagem. Nesse caso, os objetivos da empresa devem ser alinhados aos hábitos da equipe e, dessa forma se descobre o método mais adequado.

Blended training

O objetivo desse tipo de treinamento é juntar os pontos positivos do in-person training e do web training através de diversas plataformas como aplicativos, podcasts, emails, etc. Com o propósito de formar um treinamento misto com a maior abrangência possível.

O ponto positivo dos treinamentos in-person é a possibilidade que o colaborador tem de tirar as suas dúvidas ali mesmo durante o treinamento. Ao mesmo tempo, quando chega a hora de colocar o trabalho em prática, podem surgir dúvidas e perguntas que irão precisar ser sanadas de alguma forma, correto? Então, é aí que entra o web training. Grande parte dos funcionários das empresas prefere ter um conteúdo disponível para revisão em alguns momentos.

A mistura entre esses tipos possibilita que a empresa monte um treinamento amplo com uma quantidades de horas específicas para cada treinamento particular. Dessa maneira fica mais fácil realizar algo que responda mais corretamente às demandas dos funcionários.

Agora que reunimos os mais diversos treinamentos aqui, seria interessante se a equipe de RH, ou os próprios gestores de uma organização, pudessem aplicar um teste de perfil comportamental nos funcionários com o objetivo de identificar quais os treinamentos mais adequados para cada tipo de perfil.

Quando aplicamos treinamentos pensando nos perfis comportamentais, é certo que o rendimento dessas atividades crescem de maneira exorbitante e a absorção de conhecimento é muito maior. Para saber mais sobre otimização de treinamentos, assista o nosso webinar e saiba Como otimizar treinamentos corporativos através de ferramentas online.

ebook_treinamento_saiba_quando_o_que_treinar

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] se torne uma dificuldade no relacionamento entre colaborador e empresa, faça eventos, dinâmicas, treinamentos, reuniões, happy hours, campeonatos, estimule sua equipe a trabalhar em conjunto e a realizar […]