#1 Glossário da contratação: 7 termos técnicos para contratar um profissional de TI

Tempo de leitura: 5 minutos

É comum profissionais de RH precisarem abrir uma vaga para determinada função e se depararem com uma série de termos técnicos que, para eles, não fazem o menor sentido. Afinal, ninguém conhece todas as peculiaridades de todas as áreas de conhecimento presentes em uma empresa, certo? Porém, essa falta de conhecimento pode implicar em uma dificuldade de encontrar o candidato certo e até mesmo atrasar o processo seletivo.

Você já se viu nessa situação? Seria muito mais fácil se você pudesse contar com um material explicando os principais termos que você precisa saber, certo? É por isso que decidimos fazer uma série de artigos onde vamos te explicar quais são as expressões que você deve conhecer para desenvolver o recrutamento e seleção de algumas áreas sem ficar totalmente perdido.

Vamos começar por um campo que tem crescido nas empresas, mas que possui muitos termos técnicos que podem parecer confusos para quem não é do ramo: a área de Tecnologia da Informação (TI). Hoje você vai saber 7 termos importantes para contratar um profissional de TI! Vamos lá?

1 – Desenvolvedor front end

Quando você precisa contratar profissionais de TI para desenvolver algum site, ferramenta ou sistema, por exemplo, pode se deparar com expressões que diferenciam os tipos de desenvolvedores: front end e back end. O desenvolvedor front end é o que ficará responsável para que a parte visual do site funcione, como o layout e as interações dos elementos de cada página (botões, menus e etc), por exemplo. Como o próprio nome diz, é ele quem cuida da “parte dianteira” do site, ou seja, a parte que será vista pelos usuários.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

É essencial que esse profissional tenha domínio em HTML, CSS e JavaScript, que são linguagens de programação com as quais ele irá trabalhar

2- Desenvolvedor back end

Se o desenvolvedor front end cuida da parte do usuário, o back end irá cuidar da parte do servidor – ou a parte “de trás” do sistema ou seja, aquela que o usuário não vê, mas que é extremamente importante para o funcionamento.

É esse profissional que ficará responsável por se preocupar com a segurança do que está sendo desenvolvido, com o banco de dados, com a sua integração e manutenção. É importante que ele saiba linguagens de programação, como PHP, ASP, Java, C, Python, Ruby, Node.js, entre outras de acordo com a necessidade da sua empresa.

3- Desenvolvedor full stack

O desenvolvedor Full Stack é o profissional de TI responsável por cumprir tanto a parte de back end quanto a de front end do que está sendo desenvolvido. Nesse caso, o campo de conhecimento sobre linguagens de programação é maior do que o profissional que é especializado em apenas uma das duas áreas.

Esse tipo de profissional pode ser uma boa opção a depender do orçamento da sua empresa e do tamanho da equipe necessária para o desenvolvimento do trabalho. Também é uma boa escolha para a supervisão de projetos dentro do setor de TI, já que ele tem um conhecimento mais amplo.


4- Designer User Experience (UX)

Você pode estar achando estranho ver a palavra designer neste artigo. Afinal, na maioria das vezes pensamos que os designers estão ligados aos times de marketing e sempre voltados para a criação de peças gráficas. Mas na área de TI existem os designers que irão ajudar na criação de sistemas melhores para o usuário, é assim que surge o UX.

O designer UX é o responsável por entender o cliente que irá utilizar o que está sendo desenvolvido. Através de pesquisas e testes de usabilidade, ele irá elaborar mapas de navegação, protótipos e fluxos. Assim, esse profissional de TI descobre o que ainda precisa ser melhorado e pensa em soluções que irão garantir a melhor experiência do usuário.

5- Designer User Interface (UI)

O designer UX e UI trabalham em conjunto para fazer com que o usuário fique satisfeito com o que está sendo desenvolvido. Assim, o designer UI é o responsável por pensar toda a interface, suas cores, os tamanhos e posições dos botões, a maneira que será o menu, como o usuário irá navegar pelo site ou ferramenta.

A partir dos estudos e teste que o designer UX entregou, ele pensa nas necessidades do usuário e as coloca em prática, fazendo com que a interação e a experiência do cliente sejam as melhores possíveis.

6- Arquiteto da informação (A.I)

Não é só nas construções de casas ou prédios que existem os arquitetos, no mundo no TI também! O arquiteto da informação é um profissional muito importante na formação de um sistema ou site, pois é ele quem vai pensar em toda a sua estrutura de conteúdo. O seu foco também é o usuário.

O arquiteto preza pela boa experiência do cliente. Por isso, organiza e dispõe as informações da melhor forma possível, sem que haja interferência negativas na interação da pessoa.

Banner do ebook sobre contratação, imagem com profissionais sorrindo

7- It Business Partner

O It Business Partner é um analista de negócios da área de Tecnologia da Informação. Ele é o responsável por fazer a ligação da equipe com a área de negócios da empresa. Assim, ele irá entender as necessidades do mercado, traduzi-las em exigências técnicas e levar para o time.

Normalmente esses profissionais são formados em sistemas de informação e podem ter feito cursos extras, como pós-graduação, MBA e especializações.

Agora que você já sabe os principais termos para contratar um bom profissional de TI, clique aqui e veja como recrutar pessoas através do funil de recrutamento.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of