Processo de Admissão de funcionários: Entenda os 7 principais erros e como evitá-los

Tempo de leitura: 6 minutos

O processo de admissão de funcionários é essencial para uma empresa, pois é nele que identificamos os melhores profissionais para ocuparem determinados cargos. Entretanto, quando mal executado, pode trazer diversos prejuízos para a organização.

Neste post, você vai entender melhor o que é o processo de admissão, quais os principais erros do RH e como evitá-los. Confira!

O que é o processo de admissão?

Uma admissão ruim pode significar redução da produtividade, piora no clima organizacional, comprometimento dos resultados e, posteriormente, desligamento. Assim, quando há uma falha nesse processo, a empresa tende a ter uma alta rotatividade de colaboradores.

Ao falar em processo de admissão, estamos nos referindo à contratação de novos colaboradores para assumir determinadas posições dentro da empresa, que ocorre quando o candidato é recrutado e escolhido em uma seleção.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Para tanto, envolve desde a divulgação da vaga até o recebimento de currículos, realização das entrevistas, análise do perfil dos candidatos e documentação exigida do profissional contratado.

Mas o profissional admitido deve ter suas expectativas alinhadas com as da organização. Isso porque, admissão é a formalização de um contrato, logo, considera diversos fatores para que a prestação de serviços, de pessoa física ou jurídica, seja de fato efetivada.

Para realizar um bom trabalho, o novo integrante da equipe não precisa apenas ter conhecimento técnico, mas deve se sentir acolhido pelo restante do time. Além disso, a admissão envolve questões jurídicas relacionadas às leis trabalhistas brasileiras, que tanto o contratado quanto o contratante precisam respeitar. 

Sabendo disso, cabe ao departamento de recursos humanos garantir que o processo de recrutamento e seleção está sendo realizado com eficiência e exatidão, de modo a garantir boas contratações.

Quais os principais erros do RH e como evitá-los?

Agora, vamos conhecer os 7 principais erros cometidos pela equipe de RH e como evitá-los. Acompanhe!

1. Não respeitar as leis trabalhistas

A legislação trabalhista do Brasil prevê muitas regras que precisam ser respeitadas para que a empresa evite processos jurídicos e problemas legais. Por isso, é importante seguir a lei e registrar tudo em contrato.

Assim, existem vários documentos que são requisitados para a admissão de um colaborador, como o exame de admissão, a carteira de trabalho, RG, CNH e outros, de maneira que todos devem ser apresentados.

Sem a documentação correta, a organização não consegue garantir os direitos trabalhistas e pode enfrentar dificuldades em casos de fiscalização ou mesmo denúncias por parte dos colaboradores. 

BAnner_Contratar_Errado

2. Não manter a transparência durante o processo de admissão

Ser transparente com os profissionais durante todo o processo de admissão é essencial para manter a confiança na empresa. Os candidatos precisam saber se há chances de crescimento na organização, plano de carreira, quanto vão receber, quais os benefícios etc.

Logo, é importante que eles estejam a par de todas as etapas e sejam informados sobre como funcionará a admissão, esclarecendo prazos e também quaisquer dúvidas que possam existir.

Quando não há transparência, a probabilidade do próprio profissional não se interessar pelo cargo quando descobrir que algo está em desacordo com o que foi combinado é enorme e a prática pode resultar em um desligamento futuro. 

3. Não descrever a vaga com clareza

Um erro comum é quando a vaga não esclarece o que a empresa está procurando e demais detalhes sobre o trabalho, como duração da jornada, salário e as competências necessárias.

Ao divulgar a vaga, é indispensável descrever exatamente quais serão as funções que o profissional deve ser capaz de realizar, assim como quaisquer exigências técnicas ou acadêmicas.

Quando a oportunidade é clara, atrai apenas os candidatos que realmente são capacitados para exercer a função e se interessaram pela função. A descrição também ajuda a própria equipe de RH a selecionar o profissional que tenha maior compatibilidade.

4. Não se preocupar com o fit cultural e o perfil comportamental

O fit cultural diz respeito ao alinhamento da cultura da empresa e do profissional, de forma que deve ser analisado nas entrevistas. Assim, ignorá-lo pode comprometer os resultados da equipe, pois uma pessoa da nova geração dificilmente se encaixará em uma instituição muito tradicional, por exemplo.

Ainda, quando você não sabe como o profissional se comporta e como é a sua personalidade, pode ter problemas após a contratação. Por isso, é extremamente importante avaliar o perfil comportamental dos candidatos durante a seleção.

5. Não dar importância para contratos de trabalho temporário

Os trabalhos temporários são bem comuns, mas nem sempre seus contratos são tratados com importância. Mas se a contratação é feita da maneira incorreta, a organização pode ser penalizada.

O contrato de trabalho temporário deve estar de acordo com a lei 6.019/74 e os profissionais precisam ser recrutados por meio de uma empresa terceirizada que seja focada nesse segmento.

Além disso, por exigir requisitos a serem cumpridos, também há uma série de benefícios trabalhistas para os profissionais que atuam nessa modalidade, como férias e décimo terceiro proporcionais.

6. Contratar profissionais PJ para exercer uma função como CLT

Ao contratar um profissional PJ, é necessário que seja consolidado um contrato de prestação de serviços determinando as obrigações de cada um e assegurando o acordo realizado.

Como prestador de serviços, o profissional não tem a obrigação de trabalhar somente com uma empresa, ainda, deve receber de acordo com as tarefas realizadas e não há cobrança de horários. 

Por fim, se for identificado qualquer vínculo empregatício entre a empresa e o PJ, a prática pode ser considerada fraude trabalhista e trazer sérios problemas para a empresa.

7. Não usar a tecnologia a seu favor

Com o desenvolvimento das tecnologias, cada vez mais os meios digitais vêm sendo utilizados para otimizar os processos dentro das organizações e com os recursos humanos  não é diferente.

A admissão digital é uma excelente forma de agilizar o processo de recrutamento e seleção das empresas, que utilizam softwares para fazer uma melhor gestão de talentos e realizar contratações mais eficientes.

Dessa forma, todas as etapas podem ser realizadas pela internet, o que faz com que esse formato seja o preferido das empresas que aplicam o trabalho remoto. Infelizmente, muitos gestores e profissionais de RH ainda resistem em usar a tecnologia para aprimorar seus trabalhos.

Agora que você já aprendeu como funciona o processo de admissão de funcionários e como evitar os principais erros cometidos, aproveite para fazer o download gratuito do nosso e-book e aprenda como contratar a pessoa certa para uma vaga!

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments