Por que investir em comportamento não é mais uma opção?

Tempo de leitura: 4 minutos

Durante muito tempo, os gestores e os próprios profissionais inseridos no mercado tinham uma visão de trabalho e de ambiente profissional completamente diferente da que se tem hoje. Essa visão era limitada basicamente aos conhecimentos técnicos e práticos que, no final das contas, se mostraram essenciais, porém, insuficientes para o preenchimento de vagas em geral.

Diversas pesquisas realizadas no Brasil ao longo dos últimos anos mostraram algo que já era, de certa forma, previsto pelo RH mais moderno. De acordo com a Catho, o mau comportamento dos funcionários se tornou o segundo maior motivo de demissão nas empresas. Foi a partir de constatações como estas que se começou a colocar em pauta o assunto “comportamento” e enxergar a sua real importância no mercado de trabalho.

A transformação do RH

O RH evoluiu e contribuiu para a mudança de perspectiva do mercado de trabalho a respeito dos colaboradores? Ou foi o mercado de trabalho que acabou influenciando os Recursos Humanos?

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Não existe exatamente uma ordem para os acontecimentos. Todos os ramos do mercado, incluindo o departamento de RH, sofreram influências internas e externas que resultaram no que temos hoje.

A origem do RH estratégico, ou seja, do RH moderno, está diretamente atrelada à valorização do capital humano e do comportamento dos profissionais. A partir do momento em que voltou-se a atenção para essas questões, também viu-se que esse departamento não poderia mais se limitar a folhas de pagamento e trabalhos apenas operacionais.

Se o comportamento tem se mostrado um fator determinante dentro das empresas e se o capital humano tem sido cada vez mais valorizado, faz sentido enfatizar esses tópicos na gestão.

Quais os benefícios que esse tipo de investimento pode gerar?

Já mencionamos que todas esses processos de evolução foram acontecendo quase que simultaneamente. No entanto, quando pensamos sobre o investimento em comportamento, queremos razões concretas para entender de que maneira o nosso contexto pode se beneficiar com isso, certo?

Com isso em mente vamos listar aqui as principais razões pelas quais investir em comportamento já deixou de ser uma opção e se tornou uma necessidade.

Liderança mais moderna e eficiente

Uma liderança focada em pessoas não é apenas uma liderança que valoriza os colaboradores. Mais do que isso, esse tipo de gestão é, na realidade, uma maneira de gerir equipes e funcionários conhecendo o comportamento de cada um e buscando otimizar a produtividade das pessoas e também dos times através do conhecimento sobre esses comportamentos.

Inicialmente isso tudo pode parecer confuso mas vamos explicar para você.

Imagine um líder que conhece a personalidade das pessoas que trabalham junto com ele e que, além disso, é capaz de colocar essas pessoas em posições mais confortáveis e produtivas de acordo com o perfil de cada uma? Esse tipo de estratégia é, não só possível, como também extremamente inteligente.

As pessoas são extremamente diferentes entre si e por isso a produtividade delas varia muito de acordo com o perfil comportamental. Há quem goste de trabalhar em equipe, fazendo home office, com uma rotina mais fixa ou mais flexível. É óbvio que não é possível adequar 100% das tarefas ao comportamento dos funcionários mas certamente é possível realizar um planejamento para potencializar os resultados de cada um.

Queda de rotatividade

Como você provavelmente já sabe, a rotatividade é uma das métricas mais importantes para o RH e também para o departamento financeiro de uma empresa. Com todo o crescimento da valorização do capital humano que já citamos aqui, reter os talentos certos tem reflexos não só apenas na composição das equipes como também nos gastos de uma organização.

Toda a questão do comportamento está interligada. Quando se investe nesse assunto, a manutenção da produtividade dos funcionários se torna mais eficiente através de uma boa liderança e também as contratações são realizadas de maneira mais certeira.

Uma vez que se sabe o tipo de profissional que se está procurando e que se realiza uma análise de perfil comportamental, toda a busca é aprimorada, e, consequentemente, o recrutamento é mais preciso.

Posicionamento de mercado

Todo o benefício que é conquistado através do investimento em comportamento é algo que está sendo buscado cada vez mais pelas empresas presentes no mercado. Isso significa que recorrer a esse tipo de gestão é algo necessário na atualidade para que se acompanhe a evolução dos negócios. Adotar esse investimento garante uma vantagem competitiva em relação aos concorrentes. Gasta-se menos com rotatividade e ganha-se mais com a formação de colaboradores de alta performance.

Se interessou pela Gestão Comportamental? Conheça mais sobre o assunto através do nosso eBook Guia Gestão Comportamental e coloque já a mão na massa!

assessment_gestao_de_rh


2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Valdevino R De Lima Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Valdevino R De Lima
Visitante
Valdevino R De Lima

Bom dia,eu estou deslumbrado com as matérias muitos verdadeiras no nosso dia a dia. Parabéns para equipe da Solides,estou sempre acompanhando as materias publicadas.Estou tendo oportunidade agora RH da empresa,estou tao motivado que ja estou correndo atras de Coach,quero me aprofundar nessa area.

trackback

[…] dos seus colaboradores. Os departamentos de RH estão entendendo como uma gestão baseada no comportamento da equipe permite alinhá-la aos objetivos da empresa, melhorando o seu […]