A importância do Planejamento Estratégico de uma empresa para o RH

Tempo de leitura: 10 minutos

O planejamento estratégico de uma empresa é ferramenta essencial para organizar, antecipadamente, o futuro da organização.

Afinal, é por meio dele que a gestão decide caminhos e métodos viáveis para alcançar os objetivos esperados. 

Continue a leitura para conhecer o conceito de planejamento estratégico, descobrir seus benefícios e entender como o RH pode participar do plano de ações organizacionais. 

O que é Planejamento Estratégico

Planejamento é a preparação para executar algo, a partir de métodos (ou estratégias) capazes de alcançar determinado objetivo

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Nas empresas, planejamento estratégico representa um conjunto de ações e medidas para atingir os resultados esperados. 

A intenção é que essas medidas forneçam elementos suficientes para acertar o alvo do negócio. 

Além disso, é durante o planejamento estratégico que as empresas traçam objetivos, elencando meios e recursos para alcançá-los. 

Ainda, os objetivos são essenciais nesse processo, pois vão nortear a organização e seus colaboradores. 

Para fazer o planejamento estratégico, a gestão deve considerar fatores internos e externos. Sendo os principais:

  • o cenário mercadológico;
  • as condições organizacionais;
  • os serviços que pretende oferecer;
  • o público (clientes) que deseja conquistar.

Mas o planejamento estratégico não fica somente na elaboração.

Após sua estruturação, é necessário apresentá-lo aos colaboradores e gestores, acompanhar sua execução e, quando necessário, reformular suas diretrizes

Importância do planejamento estratégico de uma empresa

Engana-se quem pensa que somente grandes organizações fazem planejamento estratégico. 

Ao contrário, pequenos negócios também podem (e devem) usar a ferramenta para atingir melhores resultados.

Planejar ações de forma estratégica permite ampliar a eficácia e eficiência dos processos. Afinal, há um direcionamento orientando as ações, por isso o planejamento é tão importante. 

Desse modo, quando bem elaborado, executado e cumprido, as chances de êxito são maiores. 

Em síntese, um bom planejamento estratégico tem as seguintes fases:

  1. estudo detalhado do segmento de atuação;
  2. análise das necessidades de mercado, dos recursos internos e externos;
  3. definição das estratégias;
  4. avaliação dos métodos utilizados;
  5. monitoramento do desempenho e correção de eventuais desvios. 

O papel do RH no planejamento estratégico da empresa

Fundamental — assim definimos a responsabilidade do setor de Recursos Humanos no planejamento estratégico de uma empresa. 

A explicação é simples. Para dar certo, o que foi planejado precisa contar com a adesão de todos na organização

Logo, o engajamento dos colaboradores, gestores e lideranças é essencial para alcançar os resultados traçados. 

A gestão de pessoas conecta equipes e auxilia as lideranças. Afinal, sem a ajuda dos subordinados, nenhum plano sairá do lugar. 

Portanto, a gestão empresarial precisa da participação do RH na elaboração do planejamento estratégico.

Assim, desde a fase inicial do plano, as ações poderão ser traçadas com base em dados do setor de recursos humanos e prevendo ações voltadas para o maior ativo das organizações: as pessoas.

Desse modo, o RH precisa assumir seu protagonismo diante da empresa e dos colaboradores, especialmente para motivar as equipes a seguir os objetivos organizacionais. 

planejamento-estrategico-de-uma-empresa

6 benefícios do alinhamento entre o RH e o planejamento estratégico da empresa

O maior benefício de um planejamento estratégico bem estruturado é a eficiência em alcançar metas e resultados.

O papel do departamento de RH na estratégia geral da empresa começa no momento em que o setor está alinhado à gestão da organização. 

A partir disso, o RH pode trabalhar em conjunto com os diretores e demais lideranças em diversas atividades importantes para o desenvolvimento do negócio. 

Vamos falar sobre algumas delas agora!

1. Atração de Talentos

O RH é responsável por promover a atração e a retenção de talentos. 

Durante o recrutamento e seleção, a gestão de pessoas procura identificar profissionais com competências, aptidões e experiências agregadoras.

Desse modo, como responsável pelo recrutamento dos candidatos ideais, o departamento de RH precisa saber onde e como encontrá-los. 

Mas não só isso! O RH também precisa ser capaz de enxergar e antecipar as demandas e as necessidades da empresa em relação aos novos profissionais.

Assim, quando o setor participa do planejamento estratégico, a organização consegue definir, em conjunto, ações mais eficazes para antecipar necessidades e estruturar a atração de profissionais de ponta

Como resultado, contratações corretas reduzem as taxas de turnover e conquistam colaboradores engajados e satisfeitos. 

2. Engajamento e Comunicação

O planejamento estratégico de uma empresa não deve negligenciar a comunicação interna

Afinal, ela é um dos fatores que permite o desenvolvimento tranquilo dos processos e evita atrasos ou interrupções desnecessárias geradas pela falta de diálogo.

Quando a organização não tem um setor específico para tratar da comunicação interna, cabe ao RH desempenhar essa função. 

Seja com ferramentas tradicionais (quadros de avisos, jornais internos, entre outros) ou digitais (newsletters, e-mails ou aplicativos). 

Isso porque a gestão precisa manter os colaboradores por dentro do que acontece na empresa, estimular que os objetivos sejam alcançados, divulgar mudanças estratégicas e repassar qualquer outra informação que seja relevante. 

Por outro lado, os colaboradores também precisam de um canal de comunicação com a gestão.

Além disso, o RH é a maior fonte de dados sobre esses profissionais. O departamento mantém a gestão atualizada sobre a situação dos colaboradores e também oferece as informações necessárias para a criação de planos internos.

Logo, seu alinhamento ao planejamento estratégico da empresa é essencial para que a comunicação flua de forma eficiente e os colaboradores mantenham-se engajados nos projetos e ações.

Além de tudo isso, o RH também contribui para o planejamento estratégico de uma empresa ao trazer dados e propor ações para engajar e reter talentos, fortalecendo a cultura organizacional e o employer branding.

Gradualmente, os colaboradores se tornam parceiros do negócio e verdadeiros embaixadores da marca empregadora, ajudando de forma mais ativa a empresa atingir seus objetivos.

3. Treinamento e Desenvolvimento

Reconhecer os pontos fortes e aqueles a se desenvolver nos colaboradores também faz parte do planejamento estratégico de uma empresa. 

Isso possibilita a organização da gestão para a implantação de possíveis métodos de desenvolvimento de colaboradores.

O planejamento estratégico deve prever a capacitação dos colaboradores para que eles sejam treinados em tempo para atender as necessidades do cargo, atividade ou mudanças de estratégia geral.

Nesse sentido, a gestão de pessoas pode fornecer subsídios importantes a respeito da necessidade de treinamentos e cursos, auxiliando na antecipação da demanda e na tomada de decisão. 

Assim, ao identificar deficiências em um setor ou equipe, por exemplo, o RH pode propor a realização de cursos, palestras e atividades para treinar e desenvolver os colaboradores. 

4. Política de Cargos e Salários

Todo profissional deseja se desenvolver e crescer na carreira, de preferência, com salários mais atraentes e sendo valorizado. 

Nesse viés, a gestão de pessoas é responsável por desenvolver políticas de cargos e salários, incluindo promoções, reestruturações e recompensas. 

Ao elaborar o planejamento estratégico, as lideranças podem obter informações sobre cargos e salários junto ao RH. 

Nesse momento, pode ser identificada a necessidade de reestruturação ou ajuste da política.

Também na fase do planejamento estratégico, podem traçadas ações para levantamento de dados e adequações na política de cargos e salários, de acordo com os objetivos organizacionais.

Portanto, aí está outro benefício da participação do RH para traçar metas a médio e longo prazo. 

5. Gestão do Conhecimento

Gerir o conhecimento em uma empresa significa direcionar os profissionais de alta performance para áreas onde suas habilidades serão melhor aproveitadas

Dessa maneira, os talentos contribuem efetivamente para a eficiência dos processos e resultados. 

Mas não é somente esse o benefício da gestão do conhecimento. Essa estratégia também permite o compartilhamento de experiências e informações relevantes entre as equipes. 

Trata-se de um processo circular e contínuo, benéfico para todos, por isso é importante alinhá-lo ao planejamento estratégico da empresa.

banner para conhecer a Sólides Academy e decolar sua pme-planejamento estratégico de uma empresa

6. Planejamento Orçamentário

Todo planejamento estratégico envolve questões relacionadas ao orçamento e o RH pode contribuir também com essa questão! 

Um exemplo da importância do alinhamento do RH ao planejamento orçamentário é: cada vez que um colaborador é contratado ou desligado, um novo investimento é feito.

E o RH tem um papel muito relevante ao ser o porta-voz dessas informações e seus detalhes numéricos à gestão.

Isso porque o compartilhamento desse tipo de informação contribui para as previsões de gastos da empresa e, por isso, é essencial para o desenvolvimento de um bom planejamento.

Por fim, é a partir do alinhamento orçamentário, que a organização consegue delimitar gastos, gerenciar investimentos e conquistar saúde financeira

Nesse sentido, com os recursos utilizados de forma racional, a empresa e o RH podem investir em ações realmente necessárias para alcançar os melhores resultados.

Conclusão

O planejamento estratégico de uma empresa pressupõe a organização prévia de ações e medidas para atingir resultados

A troca entre a administração da empresa e a gestão de pessoas é muito benéfica, pois são duas áreas que funcionam melhor juntas. 

Quando há interação entre elas, é desenvolvida também a capacidade da organização tornar-se sustentável e promissora em um cenário econômico competitivo e desafiador. 

Nesse conteúdo, os benefícios de promover o alinhamento entre gestão e RH ficaram bem claros. Vamos relembrar: 

  1. qualifica a atração de talentos;
  2. promove engajamento e comunicação eficientes;
  3. prevê a necessidade de treinamentos;
  4. reforça políticas de cargos e salários;
  5. fortalece a gestão do conhecimento;
  6. organiza o planejamento orçamentário. 

Por fim,  o alinhamento entre o planejamento estratégico da empresa e o planejamento de RH é o caminho para empresas que querem crescer em competitividade e resultados

E então, sua empresa já desfruta das vantagens de um setor de RH conectado aos objetivos organizacionais e planejado para ter os melhores resultados? 

Então potencialize seu conhecimento com nosso e-book gratuito para ajudar você a implantar um RH ágil e estratégico e alavancar a sua empresa.

planejamento estratégico de uma empresa

Veja também:

0 0 votes
Article Rating


1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments

[…] divisão de recursos humanos tem se tornado a base do desenvolvimento estratégico de uma companhia. O setor é responsável por selecionar os talentos, formar equipes perfeitas, […]