Confira a pesquisa sobre o novo cenário do RH diante da Covid-19

Tempo de leitura: 2 minutos

Com a crise da Covid-19, empresas de todos os segmentos enfrentaram a necessidade de se adaptar à nova situação e não foi diferente na área de recursos humanos. Temos um novo cenário do RH, que afeta desde as seleções aos processos internos.

Cada vez mais, precisamos saber quando mudar e estar preparados para isso, principalmente em relação à gestão de pessoas em um momento tão complexo. Portanto, é preciso prezar pelo bem-estar dos colaboradores para manter a produtividade. 

Para compreender melhor o contexto atual e entender as expectativas das empresas em relação ao futuro, a Weseek, startup da Catho, desenvolveu uma pesquisa em conjunto com a Sólides, a Gelatina e a Yube.

E o que percebemos? Confira, neste post, como o levantamento foi realizado e quais seus principais resultados!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Novo cenário do RH: o que descobrimos com a pesquisa?

Em geral, a pesquisa revelou diversas tendências e mudanças que ocorreram no setor de RH. Antes da Covid-19, por exemplo, 23% das empresas faziam entrevistas online, hoje, 42% estão fazendo e 48% pretendem manter esse formato pós-pandemia.

Outras práticas que se popularizaram nos últimos meses em razão do novo cenário do RH diante da crise foram a entrega de documentação e os treinamentos pela internet. 

Atualmente, as maiores preocupações das corporações englobam o bem-estar e a saúde mental dos colaboradores, além da revisão da estrutura organizacional, da cultura organizacional e do processo operacional.

O perfil do público

Contamos com 918 participantes durante o período de dois meses, entre 28/05 e 08/07, sendo eles profissionais de RH atuantes em pequenas, médias e grandes organizações — 69,4%, 13,7% e 16,8%, respectivamente — sendo 89% empresas, 6% consultorias de recrutamento e seleção e 6% startups. 

Do total, 31% são analistas e 15% coordenadores de recursos humanos. A pesquisa foi divulgada tanto para clientes das instituições participantes quanto nas redes sociais e realizada de forma totalmente online, pelo SurveyMonkey. 

Os impactos para as vagas e as pessoas

Quando pensamos nas vagas, a minoria das empresas, ou seja, 14%, alegou não ter tido impacto. Em contrapartida, 17% abriram novas oportunidades e 21% cancelaram vagas que estavam abertas.

Os impactos mais citados estão ligados à redução das contratações, por 33% dos profissionais, enquanto 37% citaram que houve o congelamento de vagas para fazer os processos futuramente.

Mas as pessoas também foram impactadas, uma vez que mais da metade das empresas passou a adotar o trabalho remoto e muitas optaram pela redução da jornada diária e férias. Somente 26% enfrentaram a necessidade de desligar colaboradores.

Ainda assim, apenas em 26% das empresas todos os funcionários estão executando suas funções em home office e 16% não aderiram ao modelo. Em 2%, toda a equipe já trabalhava remotamente antes da pandemia e permaneceram.

Por fim, ao considerarmos que 75% das organizações trabalha de forma presencial até então, o número cresceu significativamente e os profissionais de recursos humanos acreditam que é um atrativo para os candidatos.

Quer conferir todos os resultados? Acesse gratuitamente o relatório completo da pesquisa e conheça as tendências e transformações relacionadas ao novo cenário do RH diante da crise da Covid-19!

0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments