Por que toda empresa bem sucedida aplica pesquisas em seus colaboradores?

Tempo de leitura: 5 minutos

Um dos grandes diferenciais das empresas de sucesso é, não só a constante produção de dados, como também a utilização desses dados em prol de melhorias para o negócio em geral. Essas empresas têm conhecimento de que os dados gerados sempre são úteis para aperfeiçoamentos internos e externos e, por isso, se posicionam à frente no mercado.

As pesquisas em geral, são as maneiras mais eficientes de se colher informações desejadas e gerar esses dados, possibilitando planejamentos e tomadas de decisão. Elas permitem enxergar como a organização está posicionada, tanto na visão das pessoas que trabalham dentro dela, quanto na visão dos seus clientes, parceiros, e até mesmo seus próprios concorrentes.

Vamos abordar aqui, em quais pontos as empresas podem se beneficiar com pesquisas em geral e como isso pode trazer sucesso para o seu negócio, dá uma olhada!

Saiba se o seu colaborador está satisfeito

Saber realmente se as pessoas que trabalham dentro da sua empresa estão satisfeitas ou não, não é uma tarefa fácil.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Quando se sabe se essas pessoas estão satisfeitas, todo o cenário muda. Os departamentos podem entender a razão de possíveis baixas na produtividade, além de ainda buscar soluções para os problemas enfrentados de maneira mais objetiva.

Caso a realidade da sua empresa seja diferente e a satisfação dos colaboradores seja ótima, as pesquisas podem responder perguntas sobre esse nível de satisfação, possibilitar insights para aumentar cada vez mais o engajamento, e até mesmo fazer a manutenções internas relacionadas a isso.

Esse tipo de informação, pode ser conquistada através de pesquisas de clima organizacional e de satisfação dos funcionários, por exemplo, tornando os planejamentos e o acompanhamento da rotina dos colaboradores mais eficaz.

Descubra erros em estratégias internas

É completamente normal cometer erros em algumas estratégias internas específicas. Quando existe algum erro sendo cometido internamente, nada melhor do que pesquisas para identificá-lo e solucioná-lo.

Esse tipo de situação, pode acontecer em um planejamento de marketing, por exemplo. Imagine uma situação em que uma empresa cria uma estratégia de marketing que, a longo prazo, não tem o resultado esperado.

O que é necessário fazer para reverter esse cenário?

Bom, em primeiro lugar é interessante que pesquisas sejam feitas para entender porque determinada estratégia não possuiu o resultado esperado. Após isso, uma outra pesquisa também deve ser realizada para entender melhor quem é o público dessa organização e qual a melhor estratégia de marketing para ele.

Planejamentos que são realizados sem pesquisas prévias, ficam ainda mais suscetíveis a erros comuns, resultando em perda de tempo, capital e energia.

Saiba qual discurso deve ser utilizado com os seus clientes

Para conhecer de forma profunda o público que consome seus serviços ou seu produto, muitos dados precisam ser coletados.

O que mais essa pessoa consome? Quais os sites que ela visita? Se o seu negócio for B2B, qual o posicionamento dessa pessoa dentro da empresa alvo? Qual função ela desempenha? Através de quais meios ela conheceu a sua empresa ou os seus serviços?

Todas essas perguntas são fundamentais para a criação de uma persona, o termo usado para representar um arquétipo do “cliente ideal!. Basicamente, as personas são moldes que auxiliam nos discursos e nas abordagens utilizadas pelas empresas e por isso são tão interessantes.

Apesar de parecer fácil, a criação de personas para definir os discursos utilizados pelo seu negócio, requer muita pesquisa sobre o mercado e sobre os clientes em geral. Por esse motivo, as empresas bem sucedidas trazem esse tipo de prática para dentro da rotina de trabalho.

Preveja suas demandas futuras

A previsão é a maior vantagem que a sua empresa pode ter em relação a concorrência. Saber os caminhos seguidos pelo mercado, decisões tomadas por parceiros e concorrentes e até mesmo qual vai ser a demanda futura da empresa, requer um estudo de caso e uma aplicação de data science técnica e precisa.

Ao calcular diversas métricas dentro de uma organização, já são gerados dados que podem fornecer alguma espécie de previsão do cenário. O ROI, por exemplo, é uma delas.

Ao calcular o ROI (retorno sobre investimento) de determinados setores empresariais, levantamos alguns pontos interessantes de previsão. O primeiro  nos diz se determinadas práticas estão funcionando ou não, uma vez que o ROI relaciona o que foi investido e qual foi o retorno disso para a empresa. Já o segundo, nos auxilia a fazer previsões de investimentos e retornos baseados no primeiro resultado que foi colhido com o cálculo do ROI.

Esse exemplo é bem simples comparado com a possibilidade de previsão que existe quando utilizamos diversas outras métricas comuns no mundo dos negócios. Desde cálculo de ROI, até pesquisas de satisfação dos clientes com relação ao seu produto ou serviço, o importante é não deixar de utilizar os dados gerados dentro da empresa.

Se você quiser saber quais são as melhores métricas para se acompanhar dentro de um RH a fim de gerar dados que otimizem a sua gestão, faça o download do nosso ebook Guia dos principais KPIS de RH e bote a mão na massa!

cultura-organizacional


1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] horas extras, desempenho pessoal, etc., além de poder se comunicar com o RH e manifestar suas opiniões e […]