Conheça 7 perguntas para entrevista de desligamento

Tempo de leitura: 8 minutos

No mundo corporativo, muito se fala sobre quais técnicas utilizar em uma entrevista de recrutamento. Mas saber como realizar uma rescisão também é uma ferramenta eficaz para a gestão de pessoas. Isso porque uma vez em que as perguntas para entrevista de desligamento são elaboradas de forma estratégica, o profissional de RH obtém dados que propiciam à empresa avaliar melhor seus processos. 

Logo, esses insights podem tornar o clima organizacional cada vez melhor, evitando a saída de seus melhores profissionais. Da mesma forma, sabendo que o processo de demissão é delicado, é necessário fazer com que a entrevista de desligamento seja um processo ético e saudável, sem que a atmosfera fique desconfortável para ambas as partes envolvidas.

 Além disso, é importante deixar o ex-colaborador à vontade para que ele se sinta confiante em compartilhar suas percepções verdadeiras sobre a organização e ex-colegas de equipe. Logo, se você ainda não aplica esse processo na sua empresa porque não sabe como estruturá-lo, precisa aprender o quanto antes.

Neste post, você entenderá a importância do planejamento estratégico da entrevista estruturada e conhecerá algumas perguntas essenciais para essa conversa, assim, obterá dados relevantes para sua organização. Então, continue a leitura!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

A importância do planejamento estratégico na entrevista de desligamento 

Para que a entrevista de rescisão contribua para o aprimoramento e desenvolvimento da empresa, é preciso planejar e estruturar as ações de condução. Quando essa conversa é realizada de maneira correta e com as perguntas certas, ela contribui para o estabelecimento de uma cultura de diálogo, aumentando a retenção de colaboradores — que passam a perceber que a organização sabe ouvir e valorizar suas ideias e opiniões. 

Conheça agora algumas das estratégias a serem adotadas para uma entrevista de desligamento bem-sucedida.

Escolha o momento e local ideal

É comum que um desligamento mexa com o emocional do colaborador. Nervosismo e dificuldade de aceitar a situação podem acontecer, principalmente, quando a demissão parte da empresa. Dessa forma, o momento do comunicado não é a melhor ocasião para a entrevista.

Portanto, espere alguns dias para que a pessoa possa se estabilizar e marque a conversa para o momento em que ela, por exemplo, tiver que levar a documentação na empresa para dar baixa em seu contrato. Vale também ressaltar, que a entrevista de desligamento não pode ser obrigatória. Cabe ao profissional de RH consultar antes o ex-colaborador, por telefone ou e-mail, então, caso ele recuse, apenas agradeça sem insistir. 

Agora, se ele aceitar, escolha uma sala reservada próxima à entrada da empresa, para que o ex-colaborador não tenha que circular em meio a equipe, causando encontros desnecessários e um desconforto geral. 

Saiba escutar

Mais do que obter informações relevantes para a empresa, a entrevista de desligamento é um momento de acolhimento. Logo, é muito importante que o profissional de RH fale menos e consiga escutar todas as reclamações e sentimentos do ex-colaborador em relação à empresa, com atenção e respeito. Tal ação demonstra preocupação com o profissional que um dia já colaborou para o crescimento da equipe. 

Envolva somente profissionais necessários

Por ser um momento delicado, não é indicado que gestores e líderes participem deste momento. Então, procure não envolver nenhum outro colaborador que possa ter relação com sua demissão.

O ideal é que a entrevista de desligamento seja conduzida somente pelo profissional de RH, proporcionando um clima menos intimidador. Mas para que as informações obtidas sejam relevantes para a organização, é importante que o RH converse antes com o líder ou gestor do colaborador em questão, com intuito de elaborar um roteiro com perguntas estratégicas.

Como aproveitar os resultados obtidos 

A partir dos dados levantados na entrevista de desligamento, é possível  corrigir falhas e criar estratégias com o intuito de solucionar alguns problemas que podem estar sendo enfrentados pela empresa. Veja melhorias que podem surgir.

Redução do turnover

Por meio das perguntas certas, é possível identificar quais ações dos líderes e gestores contribuem para o absenteísmo e presenteísmo no ambiente corporativo, além do esclarecimento dos motivos que levam os colaboradores a sentir vontade de deixar a empresa. 

Identificar práticas de melhoria para o RH

Incluir assuntos referentes ao RH da empresa contribui para um feedback em relação aos processos e práticas do setor. Sendo assim, não deixe de abordar temas como remuneração, benefícios, plano de carreira, clima organizacional, dentre outros.

A percepção do ex-colaborador em relação a esses assuntos, quando negativa, também pode impactar diretamente no employer branding, dificultando a contratação dos melhores talentos. Isso porque esse ele pode disseminar suas ideias negativas em relação à empresa para amigos, familiares e outros profissionais do mercado. 

Descobrir práticas de atração adotadas por concorrentes

Caso o profissional esteja deixando a empresa para integrar uma outra organização, a entrevista de desligamento pode também servir como uma estratégia para colher informações sobre benefícios e salários oferecidos por empresas concorrentes. Assim, é possível alinhar melhor essas vantagens de acordo com o mercado, atraindo os melhores profissionais.

As 7 perguntas para entrevista de desligamento

Agora que você já entendeu a importância de um planejamento estratégico para essa reunião e como aproveitar as informações obtidas na sua empresa, conheça 7 perguntas essenciais a serem utilizadas na entrevista de desligamento — em relação ao profissional e à empresa.

Primeiro, caso o desligamento seja por parte do colaborador.

1. Por que você decidiu se desligar da nossa empresa?

Essa pergunta, que pode abrir possibilidades para as mais diversas respostas, é ideal para que você entenda, como profissional de RH, se o colaborador apenas procurava uma empresa que fosse mais perto de sua casa, por exemplo, se ele estava insatisfeito com sua remuneração, ambiente organizacional, dentre outras causas. 

Caso ele esteja se demitindo por um salário mais alto ou melhores benefícios, pode significar que a remuneração oferecida na sua organização não é competitiva o suficiente. Então, a organização terá a oportunidade de rever esse ponto.

2. O que poderíamos ter feito para que você permanecesse conosco?

Essa pergunta é essencial para que o profissional possa se abrir com sinceridade. O intuito dela não é reverter o quadro de demissão, mas sim obter feedbacks que auxiliarão sua empresa a reter os colaboradores que ainda continuam na equipe. 

3. Você consideraria voltar a trabalhar aqui no futuro?

Por meio desse questionamento você pode descobrir, talvez, que o colaborador queira somente adquirir novas experiências ou ser melhor remunerado. Logo, seria interessante manter seus dados para uma possível volta.

Agora, no caso do desligamento ocorrer por parte da empresa.

4. A empresa ofereceu condições para o seu desenvolvimento e crescimento profissional?

As respostas dessa pergunta farão com que você entenda, como profissional de RH, se os treinamentos, cursos, palestras e plano de carreira oferecidos pela empresa foram capazes de motivar e engajar esse colaborador de alguma forma. 

5. Nosso espaço físico contribuiu ou dificultou a execução das suas atividades?

Essa pergunta é essencial para o entendimento de que a empresa está oferecendo um bom ambiente organizacional, com local e ferramentas necessárias para que o colaborador consiga desempenhar seu papel. Obter essa informação é muito importante em um mercado que os profissionais buscam cada vez mais qualidade de vida dentro das organizações. 

6. Suas metas e objetivos foram expostos de forma clara?

Quando o colaborador se sente desmotivado ou até mesmo confuso em sua posição, pode gerar insatisfação ou falta de comprometimento por parte dele, acarretando em demissão. As respostas para essa pergunta podem resultar em análises de novas condutas em relação aos líderes e gestores. 

7. Você recebeu feedbacks construtivos para a melhoria do seu desempenho na organização?

Entender o ponto de vista do ex-colaborador sobre a forma em que foi instruído e corrigido em ações e comportamentos em que ele poderia ter se saído melhor, pode contribuir também para avaliar a conduta de gestores e líderes e, até mesmo, se o setor de RH deu o suporte necessário para a equipe.

Essas são perguntas para entrevista de desligamento que podem contribuir para que a sua empresa cresça cada vez mais no mercado e também ser reconhecida como uma marca empregadora! Claro que você, como profissional de RH, pode incluir outros assuntos a serem abordados de acordo com a realidade da sua organização. 

E se você quer entender um pouco mais desse assunto tão delicado nas empresas, que é a demissão, não deixe de acessar nosso conteúdo sobre o papel do RH nesse processo!

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments