Como o People Analytics pode otimizar a tomada de decisão da empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

Tomar decisões em uma empresa nem sempre é tarefa fácil para profissionais de RH. Selecionar e contratar candidatos, manter os colaboradores engajados, realizar estratégias e investimentos da área de recursos humanos. Todo esse discernimento se torna mais eficaz com o People Analytics na tomada de decisão.

Se você ainda não sabe o que é PA e acredita que trata-se de um software ou uma ferramenta, está enganado. Ele é uma metodologia que torna a visão do RH mais estratégica, ajudando na tomada de decisões, considerando que as pessoas são o que há de mais importantes em uma empresa.

Analisando os colaboradores por meio de dados, fica mais fácil implantar estratégias para que suas habilidades sejam utilizadas de forma mais eficaz. O PA também permite identificar e resolver problemas, como baixa produtividade, índice de rotatividade etc.

Se você é profissional de RH e quer conhecer melhor a metodologia do People Analytics, até o final deste post você vai saber como usá-lo para tomar decisões mais precisas e ter uma equipe perfeita. Continue lendo!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Conheça 3 passos para implementar o People Analytics de forma eficaz

1. Determine os objetivos

A primeira iniciativa a ser tomada para aderir ao People Analytics de forma eficaz é determinar os objetivos. Após mapear os problemas enfrentados pela empresa, relacione-os com o setor de RH.

Por exemplo, identificar profissionais que demonstram melhor performance, ter perspectiva sobre o desempenho de um novo colaborador por meio de seu perfil comportamental, definir as características e as habilidades necessárias para uma determinada promoção, entre outros. 

2. Colete os dados 

Dê prioridade há coletas transparentes e seguras com ferramentas de gestão e garanta que todos entendam como utilizá-la por meio de treinamentos, se necessário. É importante também ter senso de urgência e aproveitar de dados internos já disponíveis na empresa, por exemplo.

Por meio do Big Data é possível coletar e tratar as informações. Os dados podem vir de diversas fontes como, redes sociais, metadata, reviews, tendências de vendas, de marketing, entre outras formas. 

3. Desenvolva ações e monitore seus efeitos

Agora que você já definiu os objetivos e realizou a coleta de dados é possível cruzá-los e analisá-los, tornando-os em informação relevante. O próximo passo é planejar as ações que deverão ser realizadas para resolver os desafios levantados. 

Foque em projetos de alto impacto e dê preferências pelos de baixo custo. As pequenas ações, quando também são bem desenvolvidas, geram retornos expressivos. Por isso, é importante o monitoramento das atividades implementadas, verificando seu progresso, sabendo o que está ou não funcionando e a necessidade de outros investimentos. 

Esses foram apenas alguns dos passos iniciais para a implementação do People Analytics na gestão de talentos. Porém, é importante entender que essa metodologia é uma tendência crescente em uma sociedade cada vez mais influenciada pela tecnologia.

Um RH tecnológico precisa contar com as ferramentas mais apropriadas e as metodologias corretas para ser inteligente e decisivo. Tonar-se um especialista em People Analytics é um diferencial competitivo no mercado, pois impacta a gestão de negócios da empresa.

O People Analytics na tomada de decisão a partir do momento em que os dados coletados possibilitam enxergar melhor as características e as habilidades dos candidatos, por exemplo.

Agora que você já aprendeu mais sobre essa tendência e os primeiros passos para implementá-la na sua equipe, aproveite a visita para aprofundar seu conhecimento sobre o que é people analytics e quais as suas vantagens? 


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of