Orçamento de RH: 7 termos técnicos que você deve conhecer

Tempo de leitura: 5 minutos

Se você é um gestor de pessoas, já deve saber como é importante planejar o orçamento de RH da sua empresa, certo? Ele é fundamental para você ter um setor alinhado ao planejamento estratégico da organização, contar com processos organizados e alcançar os seus objetivos. Dessa forma, os projetos irão fluir de forma mais fácil e com menos obstáculos ao longo do caminho.

Mas muitos profissionais ainda têm dificuldades com algumas questões relacionadas a esse processo, como, por exemplo, as expressões usadas na hora de fazer o planejamento. Por isso, separamos 7 termos técnicos fundamentais para você preparar o seu orçamento de RH. É só continuar a leitura do artigo!

1- Budget

Budget é o orçamento em si! É nele onde você vai colocar todos os tipos de gastos, despesas ou investimentos do setor de RH em um certo período de um tempo. Normalmente é feito um planejamento para um ano.

O Budget te ajuda a traçar as ações do setor para o próximo ano, deixando tudo mais organizado, claro e auxiliando até na apresentação para a diretoria. Isso porque você conseguirá mostrar exatamente para quê você precisa do valor apresentado, ajudando a validar o orçamento de RH.

Se você tiver dúvidas sobre outros termos em inglês importantes para o RH, também temos um artigo para te ajudar! É só clicar aqui.

2-  Forecast

Como profissional de RH, você sabe que, ao trabalhar com pessoas, nem tudo é exato, certo? Ou seja, muitas vezes o que você calculou no Budget para recrutamento e seleção, por exemplo, pode não ser o suficiente na prática. Afinal, algum problema em uma equipe pode mudar tudo.

O Forecast, que quer dizer previsão em português, é o processo que você terá que realizar para recalcular os gastos que foram previstos no orçamento, fazendo com que nada saia do previsto, nem os valores e nem o período estipulado para as ações.

Pense na seguinte situação: você calculou um valor de 200 reais por mês para contratação pelo período 6 meses. Nos 3 primeiro meses, você teve alguns problemas e acabou gastando 50 reais a mais do que tinha previsto. É aí que você irá colocar em prática o processo de forecast: é necessário recalcular os gastos e o que sobrou para ser utilizado nos últimos 3 meses para não fugir do orçamento inicial.

3- Retorno sobre investimento (ROI)

O ROI é uma métrica utilizada para medir o quanto de lucro ou prejuízo foi gerado sobre um investimento específico. No RH, por exemplo, pode ser um treinamento, uma leva de novas contratações, entre outros processos.

Ele é importante pois é através do ROI que você conseguirá ver, de forma clara, quais ações valem a pena ser colocadas em prática. Isso pode te ajudar a até mesmo reduzir os custos do setor.

4- Alteração Orçamentária (ALO)

As alterações orçamentárias são quaisquer mudanças que ocorreram no que havia sido planejado no orçamento. É importante documentar todas essas alterações para que nenhum problema quanto a prestação de contas ocorra no futuro.

Registre qual foi a mudança e o porquê, assim será mais fácil de lembrar e de mostrar para a diretoria o que realmente aconteceu.

5- Déficit Orçamentário

Você já deve ter ouvido falar sobre o déficit orçamentário. Esse termo diz sobre quando você excede o gasto que foi estipulado no orçamento. Quando isso acontece é necessário ficar atento e procurar saber exatamente o que aconteceu e o porquê desse custo excessivo. Com certeza, a diretoria irá perguntar em algum momento sobre o ocorrido.

Mas pode ser que algumas vezes esse seja realmente um imprevisto, algo que não tinha como controlar e que precisava desse gasto a mais. Por isso, é bom acompanhar todos os fatores relacionados a um orçamento.

6- Absenteísmo

O absenteísmo está relacionado à ausência dos colaboradores. Esse índice indica a quantidade de vezes que os profissionais faltaram em um determinado período. Taxas altas podem significar problemas, como: falta de motivação, ambiente de trabalho não agradável, conflitos entre os colaboradores, etc.

É papel do setor de Recursos Humanos pensar em ações, como atividades que promovam o engajamento dos colaboradores, para diminuir taxas de absenteísmo acima do considerado saudável para a empresa. Por isso esse é um termo técnico importante para se pensar na hora de fazer o planejamento do seu orçamento de RH.

7- Turnover

O turnover é o índice que indica a relação entre admissões e demissões na empresa. Ele é muito importante para o RH pois apresenta o quão eficientes estão sendo as seleções de novos colaboradores e a retenção de talentos na organização, já que as contratações erradas podem gerar um custo enorme para a empresa.

Acompanhar o índice de turnover é importante para a definição de estratégias e ações que possam alterar uma taxa acima do considerado saudável. Trata-se de um índice que influencia diretamente o orçamento do seu setor de Recursos Humanos.

Agora que você já sabe os principais termos técnicos para fazer o orçamento de RH da sua empresa, quer ficar por dentro de 5 dicas para justificá-lo para a sua diretoria? É só clicar aqui e acessar o artigo que preparamos para você!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of