O que é ROL: Descubra para que serve e como calcular o Retorno sobre Aprendizado

Tempo de leitura: 9 minutos

O conhecimento e a análise de dados são fundamentais para que as organizações se destaquem da concorrência e consigam oferecer serviços e produtos que atendam as necessidades de seus clientes. Por conta disso, cada dia mais, crescem os investimentos em programas de treinamento e aprendizagem dentro das empresas.

Contudo, será que esse tipo de programa realmente traz resultados reais? Para mensurar esse retorno, é importante que o gestor faça o cálculo do ROL. Mas afinal, o que é ROL e como ele funciona? Neste post, explicamos tudo o que você precisa saber sobre esse indicador. Confira!

O que é ROL?

O Retorno de Aprendizado é um indicador que mensura o retorno financeiro obtido pelo conhecimento adquirido sobre seus clientes, concorrentes e mercado.

Ainda, esse conhecimento, também chamado de “insight”, é composto de dados brutos, ou seja, que foram coletados, mas ainda não foram analisados e carecem de um refinamento para que se transformem em ações concretas.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Nesse sentido, as informações coletadas podem vir de diversas fontes dentro da empresa, como pesquisas de satisfação e de fidelidade, cadastros, estudos de mercado, perfil de concorrentes, entre outros. Normalmente, os dados são coletados pelos setores de vendas, atendimento e marketing.

Além disso, estima-se que o ROL está tomando o lugar do ROI (retorno sobre investimento) como protagonista na gestão de empresas. Isso porque, organizações que analisam o mercado e entendem o comportamento e as reais necessidades de seus consumidores tendem a conquistar mais espaço do que empresários focados apenas em resultados financeiros.

Para que serve o ROL?

Manter a cultura de aprendizado na empresa é fundamental para embasar a tomada de decisões. Por isso, é importante que o gestor capacite os colaboradores da linha de frente para que eles consigam extrair o maior número de insights possível.

Com esses dados em mãos, é possível realizar suas ações com muito mais planejamento e direcionamento, ganhando uma importante vantagem competitiva.

Nesse cenário, o ROL é a métrica responsável por apontar se o conhecimento adquirido realmente está gerando retorno positivo para a organização e se essa busca por insights está no caminho certo.

Quais as vantagens de investir em conhecimento?

O conhecimento de mercado é uma importante vantagem competitiva para as empresas, independentemente do ramo em que atuam. Com ele, a organização consegue:

  • avaliar ações que trazem resultados positivos e replicá-las;
  • avaliar ações que não trazem resultados e pivotar projetos;
  • antecipar tendências e ficar a frente dos concorrentes;
  • observar mudanças de cenário e ajustar estratégias;
  • encontrar oportunidades para a expansão do negócio.

Assim, para medir a qualidade dos insights gerados é importante utilizar o ROL. Ainda, o indicador pode mostrar à empresa se o conhecimento adquirido tem falhas, é pouco confiável ou se não converte em ações concretas.

banner do ebook sobre desenvolvimento de talentos

Como funciona o ROL?

Antes de calcular o ROL, é importante que a organização invista em um processo de Integração Contínua de Aprendizagem e Estratégia (CILS). Trata-se de alocar recursos no aprendizado corporativo, investindo em treinamentos e ferramentas que possam auxiliar suas equipes no levantamento de insights.

Mas identificar o retorno dos investimentos de aprendizagem pode não ser tão simples quanto calcular o retorno de investimentos materiais, por isso, é importante considerar variados fatores.

Logo, para um cálculo mais preciso do ROL em sua empresa, analise métricas e indicadores que podem demonstrar se o capital investido em estratégias de aprendizagem realmente está trazendo resultado.

Métricas e indicadores de ROL

A seguir, listamos os principais fatores que devem ser mensurados.

Desempenho financeiro

Os investimentos em aprendizado aprovados precisam alcançar o retorno financeiro planejado. Por isso, é importante que a organização compare o lucro obtido antes de iniciar os programas de CILS e depois de implementados. Dessa forma, é possível avaliar o desempenho financeiro.

Produtividade

Os programas de aprendizagem também têm um impacto direto no aumento da produtividade de uma organização, o que reflete nos ganhos financeiros. Assim, medir a produtividade dos colaboradores e da empresa como um todo após a aplicação da CILS também ajuda você a identificar se a ação está trazendo resultados.

Desenvolvimento de habilidades direcionadas

Investir em aprendizado é investir em seu capital humano e esse tipo de programa de desenvolvimento também pode trazer inúmeros benefícios para a organização. Assim, é importante que o time de RH controle os treinamentos e desenvolvimentos, verificando se eles realmente estão sendo eficazes.

Após os treinamentos, programas de coaching e mentoria, realize avaliações de desempenho e busque métricas e indicadores que demonstrem a eficácia das ações de desenvolvimento de colaboradores, gerentes e especialistas.

Catalisador de crescimento

Os programas CILS também são importantes para o crescimento da organização, por isso, é importante medir esses resultados após a implementação. Dessa forma, busque métricas que mostrem o crescimento do negócio em relação à expansão de mercado e aproveitamento da equipe.

Por fim, aplicar programas de aprendizagem é fundamental para melhorar os resultados do seu negócio, contudo, essas ações devem ser avaliadas constantemente para que o gestor possa acompanhar a eficácia do investimento e mudar de estratégia caso seja necessário.

Como calcular o ROL?

Como vimos, vários fatores precisam ser considerados para que você realize uma análise profunda do ROL. No entanto, para que esse cálculo mais aprofundado seja feito podem ser necessários alguns meses de aplicação que resultem em dados mais densos.

Mas se você deseja realizar um cálculo mais objetivo e ágil, é possível utilizar a mesma lógica de mensuração do ROI, que consiste na relação entre investimento e retorno financeiro.

Desse modo, é preciso encontrar a relação entre o investimento em programas e ferramentas voltadas para aprendizagem e o retorno financeiro obtido a partir dos conhecimentos alcançados. Assim, para ajudar na visualização, vamos considerar dois exemplos.

Imagine que a empresa oferece um treinamento para a equipe de marketing voltado para inteligência de mercado. Com o treinamento, os colaboradores conseguem realizar uma análise e identificar um novo nicho, com baixa concorrência. Nesse caso, o ROL seria a relação entre o custo do treinamento e o potencial de faturamento desse novo nicho a ser explorado.

Outro exemplo seria a contratação de um sistema que possibilite realizar pesquisas de satisfação com os clientes, encontrando suas principais dores e desejos. Assim, o ROL poderia ser calculado considerando o custo do software e o potencial de ganhos adicionais em vendas

banner cultura organizacional

Como incentivar uma cultura de aprendizagem?

Para gerar o retorno financeiro esperado, é fundamental que a organização se dedique à criação de uma cultura de aprendizagem, valorizando ideias e estimulando o desenvolvimento dos profissionais.

Mas muitos executivos relutam à aplicação desse tipo de programa, por medo do fracasso e dos riscos envolvidos. No entanto, é importante entender que o fracasso é parte essencial do processo de aprendizado e que é preciso arriscar e experimentar para alcançar o progresso.

Para ajudar seu negócio na implementação de uma cultura de aprendizagem focada, listamos algumas dicas para colocar em prática.

Incentive a proatividade e a criatividade

Uma postura proativa é fundamental para colher e gerar novos insights, por isso, é importante que a organização busque estratégias para incentivar esse tipo de visão.

Para isso, vale a pena apostar em técnicas de design thinking, programas voltados para estimular a criatividade e até mesmo em uma política de reconhecimento para recompensar os colaboradores mais proativos. 

Estimule seus colaboradores a ouvirem feedbacks

A forma mais simples de entender o que seus clientes desejam é ouvindo o que eles têm a dizer. Assim, estimule os colaboradores a ouvirem sem julgamento e estarem abertos aos feedbacks do público, sejam positivos ou negativos.

Contudo, é importante esclarecer para sua equipe que os insights são dados brutos, ou seja, percepções ainda não testadas. Sendo assim, eles não estão 100% certos ou errados, mas precisam de igual atenção para que sejam verificados e confirmados.

Valorize a troca de insights entre os colaboradores

Outra ação que pode ajudar na criação da cultura é o incentivo ao compartilhamento de ideias entre os colaboradores. Embora as percepções externas forneçam os dados mais importantes, os indivíduos que têm contato diário com os produtos e serviços também podem ser uma boa fonte de insights.

Assim, tire um tempo para ouvir os profissionais e debater novas ideias e soluções. Muitas vezes, os colaboradores têm opiniões e conhecimentos importantes, mas não encontram oportunidade de compartilhá-los. Nesse cenário, um ambiente que valoriza a troca de ideias e o feedback tende a ser mais satisfatório, além de possibilitar um melhor ROL.

Crie um programa de ideias

Um programa de ideias é uma boa ferramenta para engajar os colaboradores e dar a todos os setores a chance de propor soluções e fornecer insights. Esse tipo de ação, além de motivar a equipe e fortalecer o sentimento de pertencimento, também pode trazer retornos financeiros significativos por meio da aplicação de ideias inovadoras.

Mas é importante que as ideias sejam bem planejadas e aplicadas com acompanhamento constante, o que possibilitará adaptações de percurso, caso necessário.

Como vimos, o ROL é um indicador que mensura o retorno financeiro obtido por programas de aprendizado focados em clientes, concorrentes e mercados de atuação. Esses programas visam encontrar conhecimento e informações importantes para a tomada de decisões, trazendo melhores resultados para a empresa. Agora que você já sabe o que é ROL e como implementá-lo, descubra também como calcular o ROI em gestão de pessoas.

0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments