O que é RH estratégico e qual o seu papel na organização?

Tempo de leitura: 9 minutos

Está sem tempo para ler? Experimente ouvir a narração deste artigo. Aperte o play!

Você sabe o que é RH estratégico? A gestão de pessoas é um dos pilares mais importantes em qualquer empresa. Contudo, muitas delas ainda não compreenderam o potencial de ganhos que o setor tem a promover quando o RH se envolve nas questões mais estratégicas do negócio.

Por isso, neste artigo, vamos explicar o que é o RH estratégico, quais são seus principais elementos e qual o papel que ele cumpre nas organizações. Além disso, alertaremos para os erros que devem ser evitados pela gestão de pessoas e os benefícios de ter o RH como aliado da estratégia da empresa. Confira!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é RH estratégico?

Trata-se de um formato de atuação da gestão de pessoas que se baseia em análise de dados sobre os colaboradores e auxilia na tomada de decisões mais alinhadas com os objetivos do negócio. 

Ainda, é uma prática que requer que a área participe das decisões estratégicas da empresa e que tenha acesso e liberdade para usar de tecnologia e metodologias modernas para gerar valor à organização.

Um RH estratégico extrapola as questões burocráticas e as ações reativas de um RH comum e proporciona benefícios não apenas para os colaboradores, como também para a empresa como um todo. 

Quais são os elementos de um RH estratégico?

Para que um RH seja considerado estratégico é fundamental que ele apresente alguns elementos, tais como os listados abaixo.

Visão estratégica do negócio

O primeiro ponto que se observa em um RH estratégico é que ele tem uma visão do negócio muito mais ampla e, ao mesmo tempo, íntima. A área de gestão de pessoas precisa ter uma representação na diretoria da empresa, ainda, deve estar a par de tudo o que é decidido em relação aos próximos passos.

Nesse sentido, o ideal é que o RH participe da elaboração das estratégias do negócio em todos os âmbitos, seja no curto, médio ou longo prazo. O seu envolvimento é essencial para o direcionamento mais preciso das contratações, demissões e desenvolvimento dos talentos, para que a organização fique alinhada.

Uso da análise de dados

O RH estratégico é uma modalidade de gestão de pessoas que se baseia em dados para a tomada de decisões. Assim como acontece em outros setores, o RH faz a coleta de informações sobre os colaboradores, por exemplo, de seus perfis comportamentais, os resultados obtidos e o grau de senioridade, usando isso de forma estratégica para o negócio.

Inclusive, essa é uma das principais características que o diferem de um RH tradicional. A análise de dados permite que muitas impressões e “achismos” sejam quantificados e, assim, justificados perante a alta gestão. Aqui, estamos falando de estatísticas e cálculos matemáticos capazes de basear decisões sobre pessoas.

Tecnologia como principal aliada

 A tecnologia é o meio que permite que o RH seja estratégico. Hoje, toda a parte de coleta e análise dos dados dos profissionais seria totalmente inviável de ser realizada à mão. Além de ser um volume de trabalho muito grande, é um fator que impede a escalabilidade na medida em que a empresa cresce e evolui.

O Profiler, aqui da Sólides, por exemplo, é um software completo, que auxilia o setor de RH desde o processo de recrutamento e seleção até a análise de desempenho dos times, passando por diversas possibilidades. Ferramentas como essa permitem que a gestão de pessoas seja mais enfática e benéfica para o negócio.

Proatividade e transformação

Outra característica marcante do RH estratégico é a sua proatividade e capacidade de transformação dos talentos. A gestão de pessoas já sabe quais são os rumos que a empresa decidiu tomar, logo, pode agir de forma antecipada. Isso envolve definições em todos os processos do setor, que deve manter o alinhamento com os objetivos maiores estabelecidos para o negócio.

Banner_Planejamento_Estratégico

Qual é o papel do RH estratégico em uma empresa? 

O RH estratégico cumpre um papel diferenciado do tradicional em uma empresa. Veja quais são os pontos mais relevantes disso, a seguir.

Preparar o terreno para a execução da estratégia da empresa

O RH tradicional lida de forma reativa, ou seja, ele espera que as demandas venham prontas da diretoria para, só então, começar a agir. O RH estratégico, por outro lado, participa da elaboração das estratégias e consegue antever o que deve ser feito em relação à gestão de pessoas.

Dessa forma, ele atua na preparação da empresa e do ambiente organizacional para o que está por vir, ajustando as contratações, alinhando as necessidades de treinamentos, organizando a gestão de cargos e salários, entre outras providências.

Manter a base de talentos engajada e desenvolvida

A gestão estratégica de pessoas deve cuidar para que os melhores talentos da empresa se mantenham engajados e produtivos. Isso é feito com a ajuda de ações de retenção, que envolve a adequação dos benefícios oferecidos, concessão de promoções e desenvolvimento dos profissionais por meio de cursos e treinamentos. Nessa hora, cada ação é minimamente planejada para beneficiar a todos os envolvidos.

Propor soluções em gestão estratégica de pessoas

Outra importante responsabilidade do RH é propor soluções que ajudem a gestão de pessoas a ser cada vez mais estratégica. Nesse sentido, as ações não devem se limitar ao setor de RH, cada liderança pode, e deve, adotar medidas que se baseiem em dados estatísticos e que estejam em total sintonia com os objetivos do negócio.

Quais são os erros que o RH deve evitar para se manter estratégico?

Até aqui, abordamos o que é RH estratégico em diferentes perspectivas. Agora, vamos falar sobre alguns erros que acabam desconfigurando esse tipo de abordagem na gestão de pessoas e que prejudicam toda a potencialidade que pode ser alcançada com a aplicação correta das práticas.

Não basear as decisões em dados

Não existe RH estratégico sem o uso de dados. Na verdade, não há nada em estratégias que não seja feito com base em análise de cenários, informações e estatísticas. São justamente esses elementos que tornam o cenário mais inteligente, que permitem que se aprenda com os erros e acertos cometidos para a construção de ações mais precisas e produtivas no presente e futuro.

Tratar todos os profissionais como iguais

Cada pessoa é única e precisa ter as suas particularidades identificadas e respeitadas. Logo, a análise de perfil comportamental é uma ferramenta essencial para a gestão estratégica de pessoas, vistos que ela permite que informações subjetivas sejam transformadas em dados concretos e mensuráveis. Considerar essa diferenciação na gestão de times é um fator-chave para garantir mais produtividade e engajamento dos profissionais.

Não agir de forma preditiva

De nada adianta ter todas essas informações nas mãos se elas não forem utilizadas de forma preditiva. Esse é o grande “pulo do gato” do RH estratégico: agir antecipadamente, proporcionando um ambiente mais propício para o desenvolvimento dos planos traçados para o negócio. É como ver o tempo fechar com nuvens escuras e não tirar a roupa estendida no varal antes que a chuva caia.

Não se posicionar como aliado estratégico do negócio

O RH não pode ser estratégico apenas no nome, ele precisa realmente ser estratégico. Isso requer que ele se imponha como setor de destaque na empresa, que esteja ligado diretamente à diretoria e que participe ativamente das definições mais importantes para o negócio. 

Ainda, ele não pode ser só mais um setor, muito menos se manter subordinado a outras gerências. Então, é fundamental que ele faça parte do topo da hierarquia para que seus efeitos sejam aplicados em toda a organização.

Quais são os benefícios de ter um RH mais estratégico na organização?

O RH estratégico proporciona diversas vantagens tanto para a empresa quanto para seus colaboradores. Aqui, trouxemos alguns que mais se destacam, acompanhe!

Atração e seleção de profissionais mais eficiente

Participar da tomada de decisão em níveis mais altos da hierarquia organizacional tem lá as suas vantagens. Entre elas, fornecer ao RH subsídios suficientes para a definição dos perfis mais adequados para o recrutamento e seleção de talentos. Sabendo o que a empresa precisa, fica muito mais fácil de determinar o que deve ser encontrado no mercado para que o planejamento estratégico seja cumprido com maior precisão.

Redução nos índices de turnover e absenteísmo

A contratação mais eficiente, por si só, já é suficiente para reduzir consideravelmente alguns índices negativos, como o de turnover e absenteísmo. Mas o RH estratégico vai além e implementa ações de retenção mais eficazes, que mantêm os profissionais engajados e comprometidos com a empresa e com os desafios que lhes são propostos.

Aumento na produtividade e inovação do negócio

Como resultado de todos esses esforços, a alta produtividade se torna parte da rotina da organização. Colaboradores felizes e engajados, com metas bem estabelecidas, em conformidade com os objetivos gerais da empresa, ainda, a soma disso tudo, gera inovação e crescimento para o negócio. 

Por fim, podemos concluir o que é RH estratégico, ou seja, um conjunto de ações em gestão de pessoas que utiliza a análise de dados e a tecnologia para a tomada de decisões. Nesse contexto, ele age de forma preventiva, antecipando as necessidades da empresa e aumentando o valor dos talentos no planejamento estratégico do negócio.

Se você gostou do conteúdo e quer se aprofundar mais nesse assunto, não deixe de conferir este outro artigo que traz o RH estratégico na visão de Chiavenato.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments