O que é Plano de Cargos e Salários? Veja 4 passos para implementar

Tempo de leitura: 9 minutos

Está sem tempo para ler? Experimente ouvir a narração deste artigo. Aperte o play!

Você sabe o que é Plano de Cargos e Salários? Mais do que um sistema estratégico de remuneração, trata-se de um importante instrumento para a retenção de talentos e redução de custos para a empresa.

Neste artigo, explicaremos o conceito da ferramenta, sua importância, diferença entre plano de cargos e salários e plano de carreira, principais erros cometidos e, ainda, daremos 4 dicas para que você possa implementar um Plano de Cargos e Salários eficiente na sua organização. Confira!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é Plano de Cargos e Salários

Trata-se da estruturação dos cargos da empresa — definição das atribuições, responsabilidades e deveres — junto de seus respectivos salários. O principal intuito é levar mais transparência para os colaboradores, que podem ver com mais clareza a forma como a organização valoriza cada posição ocupada em relação ao que se espera das entregas.

Um plano completo contempla as descrições dos cargos, a hierarquização entre eles e o nível de relevância para o negócio. No que tange aos valores, traz os requisitos básicos para atingir cada faixa salarial e como a empresa remunera seus profissionais, comparado ao que se tem praticado no mercado.

A importância para as empresas

O Plano de Cargos e Salários é uma ferramenta extremamente importante, já que pode trazer vantagens e benefícios tanto para a própria empresa quanto para o colaborador. Sendo que essas vantagens caminham juntas e vão se alimentando uma da outra, formando um ciclo de equilíbrio dentro da empresa.

Benefícios para a empresa

Por meio da ferramenta, é possível compreender melhor os perfis de profissionais e colaboradores que ela precisa ter em sua organização para poder entregar seus produtos, serviços e demandas para o cliente final com qualidade e agilidade, gerando lugar de destaque no mercado.

Além disso, o plano é uma ótima maneira de reter os talentos na sua empresa e atrair profissionais ainda mais qualificados e que exercem sua função com qualidade, uma vez que é satisfatório para o colaborador saber que ele não ficará estagnado na mesma função e senioridade de cargo por muito tempo. 

Isso gera um sentimento de pertencimento no profissional, que por sua vez se sente realizado dentro da sua empresa e não deseja procurar outros lugares para trabalhar. Assim, há aumento do engajamento e da produtividade do profissional para com sua equipe e sua demanda, respectivamente. 

Além disso, o uso dessa ferramenta também pode facilitar os processos seletivos para novas vagas, gerando valor na proposta para o entrevistado. Ainda, proporciona um controle mais apurado dos valores para investimentos em treinamento e capacitação, que podem ser direcionados para o desenvolvimento das posições mais estratégicas.

Benefícios para o colaborador

Do ponto de vista dos colaboradores, o plano passa mais confiança e permite que cada profissional tenha mais insumos para a construção e evolução da sua carreira. Com isso, aumenta a motivação dos funcionários, o engajamento dos times, a produtividade e a satisfação em relação à posição e à empresa.

Além disso, quando o plano está em ação, o colaborador pode contar com três tipos diferentes de carreira para seguir dentro da empresa: a carreira em W, a carreira em Y ou a carreira linear. Cada uma conta com uma característica principal.

Na linear, o colaborador se mantém na mesma área durante toda a carreira. Agora, em W, o profissional foca na multifunção, equilibrando conhecimento técnico e cargos de gestão. Por fim, a carreira em Y é essencial para quem deseja assumir cargos com uma maior especialização técnica.

Ademais, o conjunto de todos esses benefícios que o Plano de Cargos e Salários traz para o colaborador acaba reduzindo o índice de turnover

como diminuir a rotatividade

Plano de Cargos e Salários X Plano de Carreira

Apesar do nome ser bem parecido, o Plano de Cargos e Salário é uma ferramenta que se difere do Plano de Carreira. Trata-se de uma confusão que ocorre entre profissionais do mercado. Acompanhe as características de cada um.

Plano de Carreira

Nesta ferramenta, o foco principal de sua implementação está no colaborador da empresa. O plano é essencial para fazer com que o funcionário se sinta valorizado e crie um elo com a organização na qual está trabalhando.

Por meio dele, é traçado um plano individual e personalizado para cada colaborador, de acordo com seu cargo e funções. Ele é elaborado e estruturado para que o profissional possa crescer dentro da instituição, indicando qual direção deve seguir para atingir o objetivo.

Para compor um plano de carreira, é analisado o cargo, as funções, as competências técnicas e comportamentais, o tempo de empresa e tudo se encaixa dentro de habilidades e qualificações que ele possa ter. 

Plano de Cargos e Salários

Já o plano principal deste artigo é elaborado com a empresa em foco, ou seja, em primeiro plano. Com ele, é possível definir quais serão os cargos que devem existir na instituição, junto das funções que cada profissional deve exercer em determinado cargo ou nível.

Nesse sentido, é essencial para organizar e estipular todos os cargos a serem preenchidos na empresa. Mas para que ele seja elaborado, é imprescindível realizar um estudo de mercado e seguir as normas das leis trabalhistas. Quando estruturado de maneira correta, a mensagem do que a empresa deseja de um novo colaborador será passada sem ruídos, bem como a possibilidade de aumento salarial e melhorias.

Como criar um Plano de Cargos e Salários eficiente

Agora que você já sabe o que é Plano de Cargos e Salários, vejamos como criar um para o seu negócio em 4 passos.

1. Estruture e avalie os cargos da empresa

O primeiro passo é fazer um levantamento de todos os cargos e atualizar suas descrições e funções. Para tanto, eles devem ser organizados conforme as áreas e a importância que têm para o negócio. Essa avaliação é fundamental para determinar quais são as posições que merecem certo destaque em relação às demais.

2. Pesquise os salários do mercado

Com a lista de cargos reestruturada e atualizada, é preciso entender como o mercado os remunera. Assim, é essencial realizar uma pesquisa de cargos e salários com concorrentes. Aqui, é ideal contratar uma consultoria especializada, que atenda empresas do mesmo ramo de atuação para que os resultados encontrados sejam mais pertinentes e certeiros.

3. Crie a estrutura salarial

A estrutura de cargos e salários da empresa deve se basear na relação das ocupações levantadas, nos níveis de maturidade e capacitação exigidos por cada uma delas, além da faixa salarial praticada no mercado.

Nesse caso, é a organização que fica responsável pela definição da remuneração que será adotada, considerando algumas questões, como plano de benefícios e perfil dos colaboradores que deseja atrair e manter.

4. Elabore a política salarial

Um dos pontos mais importantes é a elaboração de uma política salarial. Trata-se de um documento que serve como referência para a concessão de treinamentos, capacitações e promoções, no qual são determinadas as regras do jogo, possibilitando que todos saibam o que precisam fazer para evoluir em suas carreiras.

Mais do que saber o que é Plano de Cargos e Salários, é preciso adotá-lo de forma consciente e planejada. Como vimos, é um trabalho que envolve muita pesquisa e dedicação, para que tudo seja feito da forma correta, sem prejuízo a ninguém. Então, insira um especialista no assunto em seu RH para garantir uma implementação de sucesso.

Erros mais comuns ao elaborar um Plano de Cargos e Salários

Para implantar em uma empresa que ainda não conta com essa ferramenta, elaborar um Plano de Cargos e Salários pode ser um pouco complicado, muitas vezes até podendo se perder em pequenos detalhes e etapas. Portanto, fique atento aos erros mais comuns ao implementar um plano.

Salário abaixo do mercado

Um dos grandes erros ao iniciar o Plano de Cargos e Salários é oferecer salários incompatíveis com o cargo e as especificações do escopo de trabalho. Assim, é necessário realizar uma análise de mercado, dos concorrentes e todas as vertentes que envolvem a variabilidade monetária ao definir o salário do cargo em questão.

Criar cargos sem necessidade

Outro erro cometido é a criação e abertura de cargos que, na verdade, não têm demanda e o profissional contratado acabaria com grande parte do seu tempo ocioso durante a jornada de trabalho.

Às vezes, é apenas uma questão de rearranjar demandas e tarefas internamente, com a equipe já existente. Aqui, é importante avaliar a real necessidade de um novo colaborador no time para não se perder no entusiasmo de um possível crescimento na empresa em um futuro próximo.

Não estruturar o plano de carreira

Um ponto crucial ao implementar o Plano de Cargos e Salários é ter um plano de carreira bem estruturado. Como mencionado acima, trata-se de coisas diferentes, mas que também podem se complementar.

Logo, é importante haver um plano de carreira estruturado, seja para colaboradores que já fazem parte da empresa ou para os que entrarão futuramente. Todos querem crescer em sua vida profissional, alcançando novas metas e novos cargos, procurando cada vez mais o conhecimento e bons desafios.

Dessa forma, quando implementado, o plano serve de motivação e como desafio para que o colaborador sinta que pode crescer dentro da organização.

Não definir a política salarial

Um ponto essencial e final para que o Plano de Cargos e Salários seja bem estruturado e definido é a elaboração de uma política salarial. Caso ela não seja feita da maneira correta, a estruturação de critérios para evolução salarial deixa a desejar, assim como a atualização de salário.

Gostou do texto? Então, o que você acha de se aprofundar um pouco mais sobre planos de cargos e de desenvolvimento? Temos um e-book completo sobre Como Elaborar um Plano de Desenvolvimento Individual com a Sólides.

ebook_elaborar_pdi_com_a_sólides
5 1 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alexandre Pantoja de Jesus

Sou estudante de RH, e atuante na leitura do seguimento.

Giuliano Sales

Ei, Alexandre. Tudo bem?
Muito bom saber! E o que achou do nosso conteúdo?
Conseguiu ajudá-lo a entender mais sobre o plano de cargos e salários?

Abraços.