O que é a gestão por competências?

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe o que é gestão por competências? Trata-se de um sistema de administração de pessoas baseado nas competências de cada profissional, de modo a ajustá-las às necessidades de sua empresa.  Tanto qualificações técnicas como habilidades comportamentais são consideradas para esse tipo de estratégia.

As competências técnicas ou hard skills são adquiridas por meio de estudo. O curso de graduação, a capacidade de manejar uma máquina ou a proficiência em algum idioma são competências técnicas, geralmente comprovadas por testes ou certificados. Já as comportamentais ou soft skills são aquelas de base psicológica, que são demonstradas nas atitudes durante a rotina de trabalho, como senso de liderança ou criatividade.

Para que o futuro de uma organização seja estruturado de forma mais estratégica, o conjunto de competências individuais presentes na equipe deve ser valorizado e trabalhado de forma correta.  Se você quer melhorar o desempenho de seu RH e valorizar mais a sua empresa, a gestão por competências é uma ótima solução. Continue lendo nosso artigo aprenda mais sobre esse sistema de gerenciamento!

O que é a gestão por competências em funcionamento?

Para transformar sua equipe em um time de alta produtividade, a gestão de competências deve fazer parte da rotina de seu RH. Tecnicamente falando, podemos dividir um grupo de competências individuais em três segmentos:

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

  • conhecimento: consiste na carga teórica que o profissional tem sobre o que deve ser feito;
  • habilidade: representa a capacidade prática para desempenhar a função;
  • atitude: particularidades como vontade de realizar a tarefa e comportamento;

Eles elementos juntos são representados pela sigla CHA.

O foco dessa modalidade de gestão é alinhar essas competências individuais dos colaboradores com os valores e objetivos práticos da companhia. Quando bem aplicado, esse sistema faz com que os funcionários sejam mais bem aproveitados e produzam mais e melhor. Assim, tanto a empresa quanto o funcionário levam vantagem, pois ele desenvolve melhores condições para o desenvolvimento pessoal e profissional.

A gestão por competências é, portanto, uma forma estratégica que o setor de recursos humanos tem para resolver os desafios relacionados à equipe, aos resultados e ao gerenciamento do negócio. Para isso, utilizam-se as próprias características da equipe, de forma a torná-la de alto desempenho.

Como colocá-la em prática?

A base para organizar a gestão por competências é constituída por três ações principais: descobrir e manter os talentos da empresa, gerir pessoas e engajar os colaboradores. Para colocar essas ações em prática, você pode aplicar o seguinte passo a passo:

Mapeamento de competências

Identifique todas as necessidades de cada cargo organizacional. Comece de forma mais ampla, depois por setores até chegar a posições individuais. Nesse momento, você poderá notar a necessidade de criação de novos postos.

Avaliação

Faça agora um mapeamento de todas as potencialidades que cada profissional oferece. Essa avaliação deve ser contínua, pois além do perfil comportamental, será feito o levantamento do desenvolvimento de cada habilidade. Assim, é possível saber o nível de adequação dos colabores às funções exercidas, pelo chamado cruzamento de competências.

Desenvolvimento

Ofereça treinamentos aos colaboradores que ficaram defasados em relação a alguma competência. Assim, economiza-se o dinheiro que seria gasto para capacitar toda a equipe.

Remanejamento

Após o levantamento das necessidades da empresa, dos perfis e competências de cada profissional, pode ser feita uma realocação de trabalhadores, para que fiquem mais adequados à função exercida.

Recrutamento

Com um sistema de gestão por competências, a seleção de novos talentos se torna mais eficaz. A equipe de RH verificará, durante o processo de recrutamento e seleção, se o candidato tem as habilidades técnicas, relacionais e comportamentais para o cargo.

Acompanhamento

Monitorar se as ações trouxeram resultados efetivos e se eles foram satisfatórios. Ao chegar nessa etapa de análise, será feito um novo mapeamento, tanto organizacional quanto pessoal. Dessa forma, a gestão por competências se torna cíclica, sempre adequando os colabores às necessidades da empresa. 

Planejamento futuro

Devem ser realizadas reuniões estratégicas e periódicas entre os líderes da empresa juntamente com o setor de recursos humanos. Nesses encontros, serão discutidas as futuras exigências do negócio, focando sempre em competências.

Quais as 4 etapas para ser fazer o mapeamento de competências?

Mapear as competências de uma organização significa fazer um levantamento de todas as competências que sua empresa precisa desenvolver para alcançar de forma mais estratégica seus resultados. Isso faz com que o setor de recursos humanos tenha em mãos uma lista de todos os cargos existentes e todas as exigências profissionais para a execução dessas funções.

Com essas informações, o RH auxiliará os líderes a adotarem práticas de desenvolvimento dos colaboradores para as competências necessárias. Para que esse mapeamento seja realizado, podemos seguir um processo em quatro etapas:

1. Realização de pesquisas

A primeira forma de coletar dados para o mapeamento é por meio de pesquisas documentais e objetivas. A pesquisa documental é feita pelo estudo de documentos do RH, para entender a função atrelada a cada colaborador. Já a pesquisa objetiva consiste em aplicação de testes de perfil, nos quais os colaboradores respondem de acordo com o que eles acreditam estar mais próximo da realidade.

2. Observação

Essa etapa consiste em observar na prática quais características CHA os funcionários demonstram no dia a dia. Para isso, é necessário certo grau de convivência, e pode ser realizada pelos líderes de cada setor. Aqui, tanto as hard skills quanto as soft skills são avaliadas.

3. Análise dos dados

Aqui é feito o cruzamento entre as competências mapeadas na etapa 1 com as competências mapeadas na etapa 2. Também é feito o levantamento do planejamento estratégico da empresa, a fim de prever todas as competências necessárias.

4. Descrever as competências necessárias

Essa é a finalização do mapeamento. Devem ser detalhadas todas as competências que ainda faltam para o ajuste correto das funções, cargo por cargo. Por exemplo: para o cargo x, fluência oral e escrita no idioma inglês; para o cargo y, conhecimento técnico sobre normas regulatórias vigentes para medicamentos controlados.

Entender o que é a gestão por competências é, portanto uma maneira inteligente de melhorar o desempenho de sua empresa e, ao mesmo tempo, fornecer desenvolvimento pessoal e qualificação a seus colaboradores. Assim, aumenta-se a produtividade e o engajamento profissional, em um ambiente de trabalho planejado e adequado.

E aí, gostou do texto? Quer saber um pouco mais sobre gestão por competências? Então não deixe de conferir nosso artigo “Conheça o modelo de gestão por competências”!


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of