O que é eSocial? Saiba mais sobre esse novo projeto e quais são os seus impactos para o RH

Tempo de leitura: 5 minutos

Você já sabe o que é eSocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas é um novo projeto do Governo Federal que tem como objetivo reunir todas as informações sobre os colaboradores de uma empresa em um único documento.

Um exemplo desses dados são: demissões, novas contratações, folha de pagamento, férias, entre outros. O sistema foi desenvolvido em conjunto pela Secretaria da Receita Federal Brasileira (RFB), Caixa Econômica Federal, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Ministério do Trabalho (MTb).

Quer saber mais sobre o que é eSocial e quais são os seus impactos para o setor de Recursos Humanos? Não perca tempo e continue a leitura desse artigo!

O que é eSocial?

O eSocial é um sistema que foi criado para unificar informações sobre colaboradores em um único documento digital. Assim, o processo para o cumprimento das obrigações trabalhistas é simplificado! No eSocial vão ter dados como:

  • Folha de pagamentos;
  • Horas trabalhadas;
  • Admissões e desligamentos;
  • Alterações salariais.

Ou seja, o projeto tem o objetivo de reunir informações referentes aos eventos trabalhistas e previdenciários de uma empresa.

Quais os impactos do eSocial no RH?

Se o eSocial está ligado a informações sobre os colaboradores, é claro que o setor de Recursos Humanos vai ser impactado por esse novo projeto do Governo Federal, principalmente se ele desenvolve algumas atividades de Departamento Pessoal. Mas quais são esses impactos? Eles são positivos ou negativos?

No começo, o seu setor vai ter que passar por algumas adaptações para conseguir se ajustar a esse novo projeto. Talvez você tenha que contratar novas pessoas para ajudarem com a demanda exigida pelo eSocial e talvez tenha que capacitar sua equipe para usar a nova ferramenta.

Mas o eSocial também traz alguns benefícios para o seu setor. Veja quais são eles:

Segurança

Com a implantação do eSocial, a segurança diante dos órgãos fiscalizadores vai ser bem maior. Isso porque as informações necessárias para o preenchimento dessa obrigação vão estar todas organizadas em um único sistema, facilitando assim a organização dos dados e, consequentemente, o trabalho do seu setor de RH!

Relacionamento

Com os dados mais seguros, o relacionamento do seu setor com os colaboradores da empresa tem tendência a melhorar. Com as informações todas registradas e organizadas no sistema e a empresa sendo constantemente monitorada, os seus colaboradores vão ficar mais tranquilos e seguros em relação aos seus direitos trabalhistas.

Produtividade

Com o ele, a burocratização dos processos relacionados a eventos trabalhistas diminuirá de forma considerável. Isso porque informações de várias obrigações, como do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP), Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), entre outras, serão declaradas de uma só vez pelo sistema.

Se o seu RH desenvolve alguma dessas atividades, o eSocial vai simplificar as tarefas e consequentemente aumentar a produtividade do setor. A sua equipe não vai perder tanto tempo com atividades muito operacionais, conseguindo focar o tempo de trabalho em outras tarefas.

Gestão

O eSocial vai ser uma ótima ferramenta para te ajudar a otimizar e melhorar os processos relacionados à gestão. Com ele, você vai ter acesso às informações dos colaboradores de forma mais simples, rápida e estruturada, conseguindo tomar decisões estratégicas com mais facilidade.

Quando o eSocial vai ser implantado?

Agora que você já sabe o que é eSocial e quais são os impactos dele para o RH, fique por dentro do calendário de implantação desse novo projeto nas empresas e organize o seu setor.

A implantação do eSocial já começou e foi separada em 3 etapas e 5 fases, confira:

  • A primeira etapa do projeto iniciou em janeiro de 2018. Ela contou com as empresas que faturaram acima de 78 milhões de reais ao longo do ano passado;
  • A segunda etapa vai se iniciar em julho de 2018. Nela vão ser incluídas as empresas privadas que não se encaixaram no primeiro grupo, como também organizações que são optantes do Simples Nacional, Microempreendedores Individuais (MEIs) e pessoas físicas que contam com colaboradores;
  • a terceira etapa da implantação vai acontecer em janeiro de 2019 e inclui os órgãos públicos no projeto.

As 5 fases foram organizadas em:

  • fase 1: cadastros dos colaboradores e tabelas;
  • fase 2: envio de informações relativas aos servidores e eventos não periódicos;
  • fase 3: envio das folhas de pagamento;
  • fase 4: substituição da GFIP e compensação cruzada;
  • fase 5: envio de dados de segurança de saúde do colaborador.

As datas de implantação de fase para cada etapa são:

                1ª Etapa                           2ª Etapa                         3ª Etapa

Fase 1: Janeiro de 2018                Julho de 2018                 Janeiro de 2019

Fase 2: Março de 2018                 Setembro de 2018          Março de 2019

Fase 3: Maio de 2018                   Novembro de 2018         Maio de 2019

Fase 4: Julho de 2018                  Janeiro de 2019              Julho de 2019

Fase 5: Janeiro de 2018               Janeiro de 2019              Julho de 2019

Esperamos que você tenha entendido o que é eSocial e quais vão ser os impactos dele para o setor de Recursos Humanos! Quer saber ler mais conteúdos que vão te ajudar no dia a dia de trabalho? Não perca tempo e curta nossa página no Facebook e no LinkedIn!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of