Liderança: 8 passos para ser um bom líder, o que evitar e mais

Entenda as dicas de liderança para se tornar um bom líder, como identificar erros e quais as melhores atitudes para ter no dia a dia.
bom líder
SAIBA MAIS

Aqui você encontra:

O líder tem a função de unir os elementos do grupo, para que, juntos, possam alcançar os objetivos comuns. A liderança está relacionada com a motivação, porque um líder eficaz sabe como estimular a equipe a dar o seu melhor.

Novas abordagens sobre o tema defendem que a liderança é um comportamento que pode ser exercitado e aperfeiçoado. As habilidades de um líder envolvem carisma, paciência, respeito, disciplina e, principalmente, a capacidade de influenciar seus colaboradores.

O que é liderança?

Em linhas gerais, liderança é a capacidade de influenciar e inspirar outras pessoas para que se engajem em um objetivo comum. A liderança, apesar de parecer algo nato para alguns, pode e deve ser desenvolvida, pois nada mais é do que uma habilidade. Além disso, é importante destacar que a liderança é essencial para o sucesso de qualquer organização. Um bom líder pode:

  • Motivar e inspirar sua equipe a trabalhar duro e alcançar seus objetivos.
  • Criar um ambiente de trabalho positivo e produtivo.
  • Tomar decisões eficazes que levam a organização ao sucesso.
  • Desenvolver e preparar sua equipe para o futuro.

Porém, a postura e atitudes vão definir quem realmente é um gestor e quem se porta como chefe. Você saberá em detalhes essas diferenças e o que cara postura gera. Sendo assim, existem diversos fatores que compõem um bom líder.

Material gratuito: guia completo sobre desenvolvimento de lideranças

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

Quais as características de um bom líder?

Um bom líder é inspirador, sabe atribuir tarefas de acordo com a equipe, apoiá-la estrategicamente e focar em resultados de forma saudável.

Portanto, é preciso saber exatamente o que e como fazer para que seus colaboradores o vejam como um líder verdadeiro, alguém que os inspira, que dá abertura para participar e os faz trabalhar mais confiantes, e não um ditador que apenas cobra resultados, sem pensar no lado humano da relação. Por isso, saber atuar como um líder dentro de uma equipe é fundamental para o seu sucesso.

Contudo, chegar a esse objetivo não é tarefa fácil. Além de mostrar resultados, ter domínio pleno das funções e ser um profissional engajado, para ser um bom líder é preciso ter qualidades específicas — exatamente as que o diferem dos demais. Confira mais detalhes sobre essas características:

Honestidade

Um líder precisa ser admirado para ser seguido. Para isso, sua conduta ética tem que ser exemplar. Normalmente, os líderes seguem e passam aos subordinados os valores e crenças da empresa. O ideal é incentivar seus funcionários a criar o hábito da honestidade, o que influenciará o ambiente de trabalho e os resultados.

Capacidade de delegar

Delegar funções é essencial para criar uma equipe organizada e eficiente. Além de mostrar confiança nos colaboradores, você também tem liberdade para focar nas suas competências. O caminho para delegar é identificar os pontos fortes de cada um da equipe e tirar proveito dessas particularidades.

Capacidade para definir metas

Em pequenas e grandes empresas, existem sempre muitas coisas a fazer e metas a alcançar. Para não ficar perdido entre tantas atividades, o líder deve criar uma pequena lista do que realmente é prioridade. Só assim será possível chegar onde se quer.

Além disso, os líderes precisam comunicar os objetivos de forma simples e direta aos colaboradores. A clareza facilita o alcance do resultado esperado, pois simplifica a busca por soluções eficientes.

Comunicação

Ser capaz de descrever de forma clara o que você quer é extremamente importante para o bom funcionamento de uma equipe. Treinar novos membros e criar um ambiente de trabalho mais produtivo depende de uma comunicação saudável também.

Estar acessível aos seus funcionários e conversar fora do horário de trabalho pode ajudar no processo de estabelecer uma boa comunicação.

Inteligência emocional

O ambiente de trabalho influencia — e muito — na produtividade. Ter um chefe mal-humorado pode atrapalhar nesse quesito. Inteligência emocional, por outro lado, é um motivo a mais para as pessoas acordarem de manhã para virem trabalhar. Não levar problemas e preocupações tão a sério pode quebrar o clima tenso do dia a dia.

Confiança

Qualquer empresa enfrentará tempos ruins, mas cabe ao líder mostrar confiança no negócio e passar tranquilidade aos funcionários. Grande parte do trabalho do líder é apagar incêndios e manter a moral da equipe, assim como o nível de confiança no negócio.

Compromisso

Se você espera que sua equipe trabalhe duro e o faça com qualidade, você é o primeiro a dar esse exemplo. Não há motivação maior do que ver o chefe comprometido com o projeto que você também ajuda a criar. Provar seu comprometimento com a empresa só vai ganhar o respeito dos colaboradores, assim como inspirá-los a ir além.

Atitude positiva

Se sua equipe está feliz e otimista, ela não vai se importar de se doar um pouco mais por um objetivo comum. Como abordamos, o exemplo é fundamental para os colaboradores seguirem o líder. Portanto, ser otimista e ter atitudes positivas tornará o ambiente mais leve e produtivo.

A criação de um negócio, muitas vezes, envolve um pouco de visão. Especialmente em startups, inspirar sua equipe para investir no futuro é vital. Incentivar os funcionários e passar a sensação de que o negócio também é deles é a melhor forma de reter talentos e mantê-los engajados.

Criatividade

Como líder, é importante aprender a tomar decisões rápidas e lidar com improvisos. Abusar da criatividade pode ajudar nessas horas. Nem tudo vai correr conforme o planejado, e é aí que sua intuição entra em cena. Geralmente, se basear nas experiências passadas pode ajudar a tomar uma boa decisão.

Aprimoramento constante

Melhorar seu desenvolvimento pessoal pode ajudá-lo a se tornar um líder melhor. Para construir uma carreira, você deve manter-se aberto às mudanças e estar disposto a crescer.

Realizar uma avaliação periódica das suas próprias habilidades também contribui para saber se suas competências estão no nível adequado ou se têm de ser melhoradas.

Um bom líder precisa ter uma conduta distinta, que possa ser espelhada pelos demais funcionários. Além disso, ser capaz de liderar significa ter consciência de que aprimorar-se constantemente é fundamental.

Material gratuito: guia completo sobre desenvolvimento de lideranças

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

Tipos de liderança

Os três estilos clássicos de liderança, que definem a relação entre o líder e os seus seguidores, são: autocrática, democrática e liberal (ou Laissez-faire). Sobre cada uma, podemos destacar:

  1. Liderança Autocrática: é um tipo de liderança autoritária, na qual o líder impõe as suas ideias e decisões ao grupo. O líder não ouve a opinião do grupo;
  2. Liderança Democrática: o líder estimula a participação do grupo e orienta as tarefas. É um tipo de liderança participativa, em que as decisões acontecem após debate e em conjunto;
  3. Liderança Liberal: há liberdade e total confiança no grupo. As decisões são delegadas e a participação do líder é limitada.

Estilo de liderança e perfil comportamental

A relação entre estilo de liderança e perfil comportamental é profunda e complexa. O estilo de liderança de um indivíduo é moldado por seus traços de personalidade, valores, crenças e experiências, que, em conjunto, definem seu perfil comportamental.

Portanto, ao compreender o que realmente motiva e inspira um colaborador, o líder consegue desbloquear seu potencial produtivo da melhor forma, diminuir conflitos e prever atitudes. Para obter essa informação, é necessário contar com ferramentas de análise comportamental, como o Profiler da Sólides, que fornece 50 informações sobre o perfil comportamental do profissional em 7 minutos.

Com esse tipo de informação, também é possível aplicar a liderança comportamental, um modelo em crescimento por sua capacidade de gerar resultados.

Material gratuito: kit completo sobre gestão comportamental

Preencha o formulário e receba o kit de gestão comportamental grátis no seu e-mail 📩

Diferença entre líder e chefe

Em uma organização, a liderança é tema de fundamental importância pois está relacionada ao sucesso ou ao fracasso, ao atingir ou não os objetivos definidos. Principalmente no contexto empresarial ou de uma organização, é importante saber fazer a distinção entre líder e chefe.

Um chefe tem autoridade para mandar e exigir obediência dos integrantes do grupo porque, muitas vezes, se considera superior a eles. Um bom líder aponta a direção para o sucesso, exercendo disciplina, paciência, compromisso, respeito e humildade.

Direcionar é uma das principais funções administrativas que definem a atuação de um líder em relação à sua equipe. Dentro de processos administrativos, a única função que é pessoal, isto é, que tem como foco o recurso humano, é a direção.

Segundo a teoria neoclássica da administração, esse papel consiste em dirigir esforços para um propósito comum, o que envolve comunicação, liderança, motivação, orientação etc. Existem, portanto, três níveis de direção em uma organização. São eles:

  • Direção da empresa, ou de grandes áreas da empresa;
  • Gerência de departamentos ou unidades;
  • Supervisão de grupos de pessoas ou tarefas.

A partir disso, existem diferentes estilos de liderança, tanto em um nível estratégico ou institucional quanto em um nível tático ou operacional.

Quais comportamentos um bom líder deve evitar?

Um líder deve evitar tudo que possa comprometer o rendimento da equipe. Segundo a visão da famosa Teoria X de Douglas McGregor, teórico da administração, o homem é um ser que tem aversão ao trabalho e que o faz apenas por obrigação, não havendo nenhum tipo de satisfação associada à prática.

Com essa visão, por muitos anos a imagem foi de que liderança deveria ser a partir de autoritarismo e uma supervisão rígida, entre outras características que vamos detalhar. Apoiando-se nesse olhar, a liderança, muitas vezes, aconteceu de maneira equivocada, com excesso de controle e pouco conhecimento acerca da equipe que lidera.

Conheça as características da liderança baseada na Teoria X e o que deve ser evitado por líderes que querem ter um ótimo desempenho com suas equipes:

  • Autoritarismo;
  • Pressão;
  • Centralização.

Autoritarismo

O autoritarismo é uma marca desse estilo de liderança, sendo uma das características mais indesejadas por colaboradores.

Um líder autoritário subestima a inteligência dos seus liderados, passa por cima das suas opiniões e toma decisões baseado, unicamente, no que acredita que seja certo. Há ausência total de comunicação nesse tipo de relação.

Pressão

Há muitas maneiras de motivar colaboradores, porém, por muito tempo se acreditou que a melhor delas era a pressão.

Por um lado, é possível, sim, compreender que há um tipo de pressão positiva, aquela que incentiva as pessoas a produzirem mais e com maior eficiência. No entanto, o tipo de pressão que líderes exercem em suas equipes pode ser, muitas vezes, prejudicial para a produtividade e, até mesmo, para a saúde física e psicológica das pessoas.

É preciso ter cuidado com o que se compreende por motivar, incentivar e estimular, evitando pressionar a equipe excessivamente.

Centralização

A terceira característica indesejável que um líder ruim pode ter é a centralização de processos, tarefas e decisões em torno de si. Os conceitos de centralização e descentralização possuem relação direta com o poder. Descentralizar não é simplesmente delegar tarefas. Consiste em distribuir o poder entre os membros da equipe, dando maior liberdade de decisão a seus integrantes.

Dessa forma, centralizar é o mesmo que não fornecer qualquer tipo de autonomia a seus liderados, diminuindo o grau de motivação e produtividade no geral. Todas essas características formam um ambiente organizacional tenso, produzindo insatisfação em cadeia, desmotivação com o trabalho em si e doenças ocupacionais.

A liderança é um reflexo da cultura organizacional, valorizando os princípios estabelecidos pela instituição a fim de garantir os resultados e a saúde dos colaboradores.

➡️ Leia também:

Como ser um bom líder? 8 dicas

Para falar sobre liderança, fomos direto à fonte e separamos dicas de grandes líderes nos quais você pode se inspirar. Confira:

1 - Inspire confiança no seu time

Mais do que dar ordens ou indagar o time, seja o exemplo que ele precisa para alcançar altos resultados. É o que ensina Jorge Paulo Lemann, empresário dono de diversas empresas e um dos principais acionistas da Ambev.

Em uma frase marcante, ele destacou: “Se sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar pequeno, por que vou sonhar pequeno?”. Portanto, não deixe de ser o exemplo que a sua equipe precisa. Mesmo diante a um desafio, mostre que o espírito de equipe é o que fortalecerá a todos em busca do sucesso.

2 - Seja especialista em pessoas

Mônica Hauck, CEO e co-Founder da Sólides, aprendeu com o tempo e com a experiência que times com perfis comportamentais diversos são mais estratégicos e complementares. Ela conta:

"Tendemos a valorizar aquilo que temos. Como líder, imaginava que tinha que ser agressiva, arrojada e querer dominar o mundo. Se você é assim, tem que procurar alguém que é mais conservador, ponderado e racional para equilibrar as coisas. A partir do momento em que há uma pessoa trabalhando com você que é tão diferente e você não valoriza, está perdendo oportunidade de ser completo de verdade.

Depois disso também comecei a valorizar muito mais os times em que as pessoas são diferentes e que têm o perfil completamente diferente do meu. Isso abriu o meu olhar, nunca mais vou esquecer, carrego para a vida." Por isso, invista na liderança comportamental e veja a mudança.

➡️Se inspirou? Vote na Mônica Hauck para a premiação de Empresário Destaque no Top of Mind de RH 2024!

3 - Seja autêntico

Uma liderança marcante é aquela que é lembrada por suas atitudes e resultados. Por isso, seja sempre autêntico e verdadeiro com o seu time. Além de estreitar laços, você consegue contar com uma ajuda mais próxima do seu time para alcançar objetivos, pois eles sabem que você está genuinamente engajado com esse propósito.

Assim, uma personalidade que é exemplo dessa dica é a Oprah Winfrey. Afinal, com seu esforço e destacando sua autenticidade, ela foi a primeira mulher a ter e produzir seu próprio talk show.

4 - Desenvolva seu time

Um bom líder não trabalha para si, mas para o seu time. Portanto, é importante reconhecer que quem é responsável pela operação que traz os resultados são os colaboradores. Assim, o resultado deles também é o resultado do gestor. Não perca a oportunidade de desenvolver PDIs, planos de carreira, oferecer oportunidades de aprimoramento, entre outros.

Além de contribuir com os resultados, essa ação também impulsiona o engajamento e retenção.

Material gratuito: 10 dicas para gerenciar o comportamento dos colaboradores

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

5 - Aprimore a sua comunicação

Um bom líder deve ouvir com atenção, dar feedbacks quando necessário e saber recebê-los. Também tenha atenção com a sua fala e como se posiciona. Demonstre clareza em seus direcionamentos e, assim, a equipe se sentirá mais segura.

Nesse sentido, Silvio Santos é referência como líder por sua capacidade de se manter sempre atualizado, pela diversificação nos negócios e principalmente por sua capacidade de comunicação e inspiração.

6 - Tenha atenção com a postura profissional

A imagem que você passa para a empresa e sua equipe também define o quão respeitado você é como líder. Portanto, se você deseja que a sua imagem seja a de um gestor inspirador, focado em resultados e que faz a diferença, ajuste o seu comportamento também.

É importante que todos os pontos da sua imagem profissional estejam conectados: roupas, modo de agir, estilo de fala, etc. Um grande exemplo disso é Luiza Trajano, que sempre tem uma atenção especial com sua postura e comunicação.

7- Trabalhe seu equilíbrio emocional

Como abordamos, um estilo de liderança focado na pressão não costuma ser o ideal. Porém, com as metas a bater e necessidades do dia a dia, um líder com pouca inteligência emocional pode acabar se excedendo sem motivos. Ao trabalhar esse ponto, você garante uma melhor postura profissional, mantém o relacionamento com o time e posiciona a sua liderança na empresa.

Para inspirar, podemos pensar no líder sul-africano Nelson Mandela, que demonstrou uma inteligência emocional notável ao liderar a transição pacífica do apartheid para a democracia.

8 - Esteja sempre em desenvolvimento

Um parte importante de ser um bom líder é entender que sempre há espaço para melhorar. Portanto, não deixe de estudar sobre sua área de atuação, soft skills, novidades e tendências do mercado e compartilhar isso com a sua equipe!

E por que parar por aqui? Saiba como desbloquear o potencial de todos os líderes da sua empresa com o nosso material sobre Desenvolvimento de lideranças: guia para ter uma equipe de sucesso!

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima