Micro empresas precisam contratar um contador?

Tempo de leitura: 6 minutos

O auxílio contábil no gerenciamento de uma empresa é um importante investimento para garantir sua saúde financeira e o cumprimento de todas as leis definidas para cada tipo de negócio, e isso vale também para as pequenas empresas. Em outras palavras, as micro e pequenas empresas precisam de contador ou de apoio de um escritório de contabilidade.

Iniciar uma empresa é um processo que acompanha uma série de dúvidas por parte dos empreendedores, os quais devem tomar decisões importantes para que a empresa inicie da melhor maneira possível.

Quando falamos no profissional empreendedor, aquele que formaliza sua atividade profissional ao tornar-se MEI, Microempreendedor Individual, essa jornada pode tornar-se ainda mais confusa, já que apesar de ser uma modalidade simplificada, ele estará sozinho durante todo o processo.

Não contar com auxílio de um contador pode ser um tiro no pé na tomada de decisões importantes e dificultar o escalamento da empresa no futuro. Felizmente, já é possível a contratação de uma contabilidade online, aliando a importância de ter um contador com as facilidades e melhor preço de um serviço digital.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Sendo assim, embora a lei não obrigue o Microempreendedor Individual a possuir um contador para auxiliar em seus processos, a prática é altamente recomendável – especialmente caso exista o interesse do desenvolvimento da empresa a longo prazo.

PMEs e a necessidade de um contador

No caso de PMEs, Pequenas e Médias Empresas já entendemos que é necessário contador. Para começar, empresas optantes pelo Simples Nacional nessas modalidades estão condicionadas a possuir uma assessoria contábil para operar de maneira regular.

É importante lembrar que o Simples Nacional é um regime tributário voltado para pequenas e médias empresas, sendo altamente vantajoso para essas empresas ao oferecer um modelo simplificado no valor e forma de pagamento dos impostos.

Embora ofereça muitas facilidades no gerenciamento fiscal de um negócio, o Simples Nacional exige o envolvimento de um contador para garantir que o projeto esteja sendo feito da maneira correta, e isso pode ser feito tanto através da contratação de um profissional que atue internamente em uma empresa quanto na contratação do serviço online, que já mencionamos.

Apesar de ser obrigatório, a presença de um contador é altamente recomendável em qualquer caso, e isso passa a ser mais visível principalmente quando o empreendedor adquire uma visão mais ampla sobre a importância do profissional, indo muito além do cumprimento da lei e o recolhimento dos impostos.

Um bom contador deve auxiliar a empresa em todas as decisões financeiras e estratégicas, também possuir uma visão ampla do negócio e poder atuar ao lado da organização ao longo de sua existência. Algumas de suas obrigações pode envolver:

  1. O planejamento tributário.
  2. A análise do desempenho da empresa.
  3. Gerenciamento de riscos (aqui podemos incluir 3 frentes: trabalhista, tributário e jurídico).
  4.  Cumprimento de leis e o recolhimento dos impostos devidos.
  5. Manter toda a documentação da empresa bem organizada.
  6. Facilitar a obtenção de crédito – já que as finanças estarão em dia.
  7. Atualização contábil constante.

Com todos esses recursos disponibilizados por esse profissional, é difícil não visualizar o custo/benefício de poder contar com uma assistência contábil em qualquer organização.

Quanto maior for a complexidade de seu modelo de negócios, maior será a sua necessidade de ter um contador te auxiliar e ainda mais próximo de sua empresa, e por complexo também podemos envolver empresas com grande número de colaboradores, por exemplo.

Posso fazer a contabilidade da minha própria empresa?

Uma pergunta muito recorrente envolvendo a participação de um contador dentro dos investimentos de uma organização é a possibilidade do próprio empreendedor, ou um dos seus sócios, exercer a função por conta própria.

A resposta curta para a pergunta é sim, você pode.

Mas aqui queríamos fazer a pergunta de uma outra maneira: Será que você deve fazer isso?

O início de uma organização é importante e sem dúvidas os empreendedores buscam pelo máximo de redução de custos para tornar possível a sustentabilidade do negócio a longo prazo, e isso desperta a cultura do “DIY”, ou faça você mesmo, já que é o processo mais econômico para a maioria das atividades.

Mas como empreendedor, pense na quantidade de atividades e responsabilidades aos quais você já está pré-condicionado, simplesmente por liderar a organização e reflita sobre como a ajuda de um contador seria útil para que você possa focar no que realmente importa enquanto obtém insights e aconselhamento profissional para a área contábil.

Imagine também que caso você não seja um profissional da área e certificado para tal atividade, as chances de sua empresa sofrer com crises envolvendo erros contábeis são muito altos, e como a tendência de toda empresa é crescer, quanto mais isso ocorrer, menos tempo você terá para se dedicar à área contábil.

Como empreendedor, invista seu tempo naquilo que você faz de melhor e considere a possibilidade de terceirizar algumas tarefas essenciais como a contabilidade, assim você terá mais tempo para cuidar de todas as outras e poderá contar com uma ajuda qualificada para tal atividade e reduzirá a probabilidade de erros fiscais.

Qual o melhor momento para contratar um contador?

Agora que você entende a importância de possuir um contador em sua empresa, saiba que ele deve ser um dos (se não o primeiro) profissional ou serviço a ser contratado, já que dessa maneira ele pode te auxiliar com as decisões importantes durante o processo de abertura.

O profissional mostrará à empresa todas as suas alternativas de operação, assim como as mais recomendadas para o início e saberá apontar os melhores momentos para a realização de outras ações estratégicas.

Sendo a contabilidade online uma opcional viável, é errôneo afirmar que o serviço custa caro ou taxá-lo de despesa, já que oferece todo o valor agregado, o que o coloca como um investimento.

Além disso, a boa organização contábil pode servir como parâmetro indicativo de boa gestão em casos de problemas como processos judiciais contra a organização, servindo de proteção jurídica aos sócios.

Durante as suas buscas por um profissional ou serviço online, busque sempre por aqueles devidamente registrados e referenciados no mercado, pois como em toda contratação, o preço não pode ser o único indicativo na aquisição de serviços.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments