Conheça 7 ferramentas de recrutamento e seleção para contratar os profissionais certos

notebook com dois papéis perto, um com gráficos e o outro é um currículo
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

Uma vaga está disponível na empresa e é preciso encontrar o profissional mais adequado para preenchê-la. Mas você sabe, afinal, quais são as melhores ferramentas de recrutamento e seleção de pessoas usadas atualmente?

O setor de Recursos Humanos é o responsável por zelar por um dos principais capitais da empresa: os colaboradores. É por meio de cada um deles que vem o sucesso de uma organização. Então, é preciso encontrar aquela pessoa que se encaixe perfeitamente nos requisitos da vaga.

Confira, no post de hoje, 7 ferramentas de recrutamento e seleção para ajudar na hora de recrutar novos colaboradores para a sua empresa!

Você acabou de ganhar acesso gratuito ao nosso guia completo sobre Recrutamento e Seleção. Aproveite e baixe agora!

Material gratuito: guia completo sobre Recrutamento e Seleção

Preencha o formulário e receba o guia de recrutamento grátis no seu e-mail 📩

As 7 ferramentas de recrutamento e seleção

1. Redes sociais

As redes sociais se tornaram um excelente canal de contato entre candidatos e empresas, ultrapassando suas funções iniciais voltadas para lazer e entretenimento. O LinkedIn, por exemplo, cujo principal objetivo é conectar profissionais, pode ser utilizado como uma ferramenta de recrutamento.

O LinkedIn detém a maior parte das informações que as empresas precisam a respeito dos seus candidatos. Estima-se que 90% dos profissionais de nível superior façam uso dessa rede social. Portanto, empresas podem aproveitar essa ferramenta de recrutamento e seleção para buscar novos talentos. É importante, porém, seguir algumas recomendações que demos neste artigo.

2. Entrevista

Normalmente, a entrevista é a primeira grande ferramenta de recrutamento e seleção utilizada para conhecer o candidato. Por meio dela, é possível conhecer melhor a pessoa e saber quais são os seus objetivos. Por mais que o tempo passe e surjam opções mais modernas, a entrevista continua sendo uma etapa indispensável.

Atualmente, as entrevistas ganharam novas formas de serem aplicadas: individual, em grupo, padronizadas ou não, por competência, comportamental, entre outras. Você pode fazer várias delas com a mesma pessoa, se preciso.

Isso serve para minimizar os riscos de contratar alguém não-qualificado para o cargo, o que impacta profundamente na cultura da empresa.

Diagnóstico Sólides, descubra a real situação do seu RH

Gerenciamento de Impressão e entrevista de seleção

O Gerenciamento de Impressão (GI) possui grande impacto sobre a entrevista de seleção. Entre os elementos que constituem essa estratégia, encontram-se os comportamentos de autopromoção e insinuação do candidato. Tal aspecto pode influenciar diretamente no resultado da entrevista, dividindo opiniões entre teóricos.

Uma dessas correntes enxerga o GI como uma habilidade social importante, que poderá ser perpetuada na empresa com relação aos clientes — portanto, valoriza essa estratégia. Treinamentos que orientam candidatos a se comportarem em uma entrevista, bem como leituras direcionadas a esse público, possuem total relação com o GI e vêm crescendo nos últimos tempos.

Diante disso, houve mudanças profundas com relação ao processo de recrutamento e seleção, uma vez que as relações de trabalho se tornaram muito mais transparentes.

Hoje, os próprios recrutadores orientam seus candidatos por meio de conteúdo web, livros e vídeos, por exemplo, pois pretendem encontrar talentos compatíveis com a cultura da empresa, não só com uma boa capacidade técnica.

3. Softwares de análise comportamental

Antes de qualquer ação, é preciso conhecer o perfil comportamental do candidato. Essa análise ajuda a reduzir custos da empresa e evitar prejuízos, já que, por meio dela, você vai encontrar o profissional que tem as competências e tendências comportamentais adequadas à função. Por isso, ela deve ser muito bem executada.

Existem no mercado softwares especialmente desenvolvidos para ajudar você e sua equipe a escolher o melhor profissional para a vaga disponível. Você só precisa selecionar um que melhor se adapte às necessidades da sua empresa e usá-lo no processo de seleção.

➡️ Quer entender como você pode otimizar seu processo de R&S? Conheça o case de sucesso da Unimed Federação Minas: como a empresa alcançou contratações mais rápidas e efetivas com a Sólides

4. Testes de conhecimentos

Essa ferramenta é muito importante durante o processo de recrutamento e seleção, principalmente se você necessita de um profissional que já tenha experiência no cargo oferecido. Aqui, você vai conhecer as qualificações da pessoa e tudo o que ela pode oferecer para a sua empresa.

As provas podem ser aplicadas de maneira teórica (por meio de testes escritos) e/ou de forma prática (levando o candidato a apresentar o que ele sabe ou pode fazer).

Esse tipo de teste consegue levar o entrevistador a ter uma visão mais clara sobre o desempenho profissional do entrevistado. Alguns exemplos são: habilidades de escrita, aptidões sociais, conhecimento em ética no trabalho, etc.

5. Dinâmicas de grupo

A dinâmica de grupo é uma forma muito comum para a equipe de RH observar a interação do entrevistado diante das outras pessoas. É possível conhecer o jeito como o candidato vai agir, de acordo com a situação apresentada e sua conduta pessoal.

As dinâmicas também são conhecidas como uma ferramenta de recrutamento e seleção de pessoas vivencial, pois os participantes tendem a repetir suas atitudes do dia a dia e o que eles fariam normalmente.

Gestores de RH de empresas inovadoras afirmam que algumas vezes é importante tirar o candidato da sua zona de conforto — ou seja, inserir um elemento surpresa e até mesmo lúdico no processo pode dar outra conotação à entrevista, criando vínculos mais fortes desde o primeiro contato.

No entanto, é importante respeitar a individualidade de cada um e aplicar dinâmicas que não causem constrangimentos.

6. Testes psicológicos

Essas avaliações são feitas por psicólogos, em clínicas especializadas, e servem para que a equipe de RH conheça as aptidões do candidato de interesse, como raciocínio lógico e abstrato, inteligência, distúrbios mentais, estado emocional e personalidade do indivíduo.

Há também testes online. Essas avaliações utilizam metodologias completas, com base teórica sólida — porém, de forma mais simplificada, atendendo à rotina de uma empresa.

A importância de aspectos psicológicos se deve ao fato de, muitas vezes, questões relacionadas à personalidade serem determinantes quando somados à cultura da empresa. Existem perfis mais compatíveis com certas funções e ambientes.

7. Exames médicos

Alguns cargos exigem muito do profissional e, nesse caso, é preciso que a pessoa esteja bem de saúde ou não seja comprometida com as tarefas que exercerá. Mesmo com o exame médico de admissão, o empregador pode solicitar avaliações de saúde mais específicas para o candidato.

Agindo de forma correta, você e toda a equipe de Recursos Humanos contribuirão com a redução de custos e vão otimizar processos na sua empresa, garantindo, assim, a ascensão frente aos concorrentes e garantindo a satisfação de todos os funcionários.

Mesmo com o passar do tempo, essas ferramentas de recrutamento e seleção de pessoas ainda são as mais utilizadas e eficazes. Quer se aprofundar ainda mais no assunto?

Preparamos este artigo sobre funil de recrutamento para você saber como desenvolver um processo eficiente em sua empresa!

Amanda Silva
Amanda Silva
Psicóloga, com MBA em Gestão de Recursos Humanos, atuo há mais de 7 anos com recrutamento e seleção, grande bagagem em empresas de tecnologia, com definição de estratégias para atração e seleção de talentos. Hoje está como Supervisora do time de Talent Acquisition da Sólides.
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima