Como o software de RH ajuda a medir e melhorar o engajamento e retenção?

GARANTA SUA VAGA

Aqui você encontra:

A alta rotatividade é um problema recorrente, que impacta diretamente na lucratividade e no sucesso de uma empresa. Mas você sabia que ações de engajamento podem ser a solução para esse tipo de problema? Vários fatores influenciam na decisão do colaborador de deixar a empresa, como o clima organizacional e o senso de pertencimento. Todas essas questões têm relação direta com o quão engajados estão os funcionários. 

Exatamente por isso é essencial medir regularmente o nível de engajamento do time. O problema é que sem uma ferramenta adequada, isso se torna ainda mais desafiador. Neste conteúdo, vamos falar um pouco mais sobre como melhorar engajamento e retenção na sua empresa e como um software de RH pode ser valioso nesse processo. Confira na leitura.  

Por que medir o engajamento dos funcionários?

O engajamento dos colaboradores é um indicador extremamente importante para mensurar o quanto os colaboradores estão satisfeitos com a organização e o quanto se sentem motivados e estimulados a vestir a camisa da empresa. 

Organizações que têm seus colaboradores engajados, garantem muitos benefícios a curto, médio e longo prazo. Entre eles, podemos citar: 

  • Comprometimento dos colaboradores frente às suas responsabilidades;
  • Aumento do senso de pertencimento;
  • Aumento da sensação de valorização;
  • Maior envolvimento de colaboradores;
  • Aumento da participação de colaboradores em projetos;
  • Aumento da produtividade e lucratividade do negócio;

O engajamento também tem um papel fundamental na retenção de talentos. De acordo com dados levantados pela Qualtrics, colaboradores engajados são 87% menos propensos a deixar uma organização.

Dessa forma, medir o grau de engajamento da equipe é essencial para suprir uma demanda recorrente em pequenos, médios e grandes negócios, a alta rotatividade de funcionários

Com ferramentas que ajudam a mensurar o engajamento e a satisfação do time, o RH consegue identificar prematuramente problemas e conflitos que poderiam minar a produtividade dos talentos, solucionando os casos antes que os trabalhadores decidam sair da empresa. 

Resumindo, esse tipo de ferramenta ajuda a impedir, não só a rotatividade, mas também baixa produtividade, desmotivação, faltas frequentes, erros nos processos, entre outros problemas. 

Como medir o engajamento dos funcionários?

Existem diversas ferramentas e estratégias que podem ser utilizadas para medir o engajamento dos funcionários de uma empresa. Muitas dessas ferramentas, até podem ser utilizadas de forma manual, mas acabam sendo bastante trabalhosas e demandam muito tempo e esforço do RH para organizar e cruzar dados.

Desse modo, ao optar por um software de RH integrado, o setor consegue unificar todas as informações levantadas em um só lugar, o que ajuda a otimizar sua rotina e facilita o processo, possibilitando traçar estratégias embasadas e eficientes. 

A seguir, listamos algumas das ferramentas e funcionalidades que podem auxiliar na mensuração desse indicador, para que o RH consiga melhorar engajamento e retenção.

Pesquisas de clima organizacional

As pesquisas de clima funcionam como um termômetro para mensurar a percepção dos colaboradores sobre a empresa e o ambiente de trabalho. Elas ajudam a entender a forma como os colaboradores se sentem atuando em suas funções e a identificar conflitos, problemas na gestão, excesso de pressão, entre outros pontos. 

O ideal é que as perguntas do formulário não sejam óbvias e sejam pensadas de forma estratégica, para fornecer ao RH o máximo de informações possíveis sobre o clima organizacional e o engajamento de cada colaborador. 

Nova call to action

Pesquisa Pulse

Essa é outra ferramenta estratégica que pode ajudar o RH a medir a satisfação e o engajamento do time. A Pesquisa Pulse é voltada para um assunto ou situação específica. Ela é feita com poucas perguntas e deve ser aplicada de maneira frequente, semanal ou quinzenalmente. 

A vantagem da Pesquisa Pulse para uma pesquisa de satisfação comum é que a primeira direciona melhor a avaliação sobre problemas, projetos ou situações específicas. Ela pode ser utilizada, por exemplo, para entender as sensações dos colaboradores sobre determinado gestor ou demandas do ambiente de trabalho, identificando fatores que possam estar impactando o engajamento. 

Feedbacks 360 graus

Os feedbacks também são soluções essenciais para garantir o engajamento do time. Isso porque, as pessoas precisam ter uma noção de onde estão errando e acertando, para que se mantenham motivadas e busquem melhorar cada vez mais. 

Dessa forma, é essencial que a cultura de feedbacks faça parte da empresa e seja encorajada em todo o time e também nas lideranças. 

É válido lembrar que esse processo deve ser constante. De acordo com dados levantados pela Gallup, colaboradores que recebem feedback diário dos gerentes têm 3x mais chances de serem engajados, do que aqueles que recebem feedback uma vez por ano ou menos.

? 5 dicas para dar feedbacks efetivos para seus liderados

Assim, líderes e gestores precisam saber como aplicar os feedbacks de forma humanizada, incentivando os profissionais a crescerem e a melhorarem seus resultados. Além disso, devem estar abertos para ouvir o que os liderados têm a dizer, encontrando pontos de atenção e focando em um melhor desenvolvimento da gestão. 

Análise de dados de performance

Analisar a performance dos colaboradores também é uma forma eficiente de identificar o baixo engajamento. De acordo com o Harvard Business Review, executivos reconhecem que uma força de trabalho altamente engajada pode aumentar a inovação, a produtividade e o desempenho final.

Dados da Qualtircs também afirmam que locais de trabalho altamente engajados têm um aumento de 10% nas avaliações dos clientes e de 20% nas vendas. Dessa forma, ao avaliar o desempenho dos colaboradores, é possível notas quedas de performance, que podem estar relacionadas a um baixo engajamento. 

Para realizar essas análises, é indicado utilizar ferramentas de avaliação de desempenho, que oferecem uma visão completa sobre os colaboradores individualmente e em grupo, ajudando a identificar gaps e quedas bruscas de rendimento. 

Análise demissional

Por fim, embora indesejadas, as demissões também podem fornecer ao RH dados importantes para medir o engajamento do time. Para isso, são utilizadas as análises demissionais

Essa ferramenta realiza um aprofundamento na demissão de colaboradores, buscando identificar motivos para o pedido de demissão e outros feedbacks. Com as informações levantadas nesse tipo de pesquisa, é possível tomar medidas preventivas para evitar novas demissões e garantir mais qualidade de vida aos colaboradores que ficaram. 

Vale destacar que esse tipo de ferramenta deve ser utilizada com cautela, já que se trata de um momento delicado para o profissional que está saindo. Dessa forma, o formulário deve ser respondido de forma voluntária, sem pressão e focando sempre em colher informações construtivas.

Case de Sucesso Lara Reegenharia: veja como conhecer o perfil comportamental impediu demissões incorretas

Como o software de RH pode ajudar a melhorar engajamento e retenção dos funcionários?

Como vimos no tópico anterior, as ferramentas tecnológicas são grandes aliadas para levantar dados e informações e, assim, direcionar as ações de engajamento e retenção da sua empresa. 

Com um software de RH completo, é possível, não só embasar o plano estratégico de ações, mas também monitorar sua eficácia e ajustar a estratégia sempre que necessário. Esse tipo de solução também permite a criação de relatórios e análises completas, dando ao RH insumos para justificar suas decisões junto à diretoria.  

Mas qual tipo de estratégia é possível estabelecer com base nos insights de engajamento levantados? A seguir, listamos algumas ações bastante eficientes para melhorar engajamento e retenção do time. Confira. 

Fortalecimento da cultura organizacional

Uma pesquisa realizada pela PWC aponta que 75% dos entrevistados disseram que querem trabalhar para uma empresa que faz uma contribuição positiva para a sociedade. Isso nos mostra que a cultura organizacional e o propósito da organização influenciam diretamente no engajamento dos colaboradores. 

Dessa forma, companhias com uma cultura fraca ou que tomam decisões incoerentes com aquilo que pregam, acabam sofrendo mais com a alta rotatividade. Esse tipo de descontentamento pode ser verificado em pesquisas de clima, de satisfação e até nos feedbacks cotidianos.

Se esse é o caso do seu negócio, a missão do RH é rever a cultura organizacional e garantir que os valores que estão no papel sejam aplicados na prática, em todos os níveis hierárquicos, alinhando missão, visão e valores às expectativas dos colaboradores. 

Melhora no clima organizacional

Um software de RH também ajuda a identificar problemas no ambiente de trabalho, guiando ações para melhorar o clima organizacional

Assim, o RH pode buscar estratégias que fortaleçam o trabalho em equipe e um ambiente colaborativo. Algumas opções são confraternizações em aniversários e datas colaborativas, happy hours e workshops. Também é possível promover eventos quando o time bater metas ou mostrar resultados acima do esperado. 

Os insights levantados nas pesquisas de clima também podem mostrar hábitos prejudiciais como bullying, fofocas e sobrecarga de trabalho. Nesse caso, cabe ao RH interceder para tornar o ambiente mais saudável.

Criação de planos de carreira

Outro fator que compromete o engajamento e favorece a rotatividade é a sensação de que não há para onde crescer dentro do negócio. Quando o colaborador não enxerga possibilidades de promoções e avanços na carreira dentro da organização, ele acaba buscando isso em outras empresas. 

Por isso, um plano de carreira bem estruturado é uma importante ferramenta de engajamento e retenção. Para elaborá-lo, é importante realizar um mapeamento de competências de cada cargo, definindo as qualificações necessárias de cada função. 

Esse tipo de estrutura ajuda os colaboradores a identificarem competências que precisam ser desenvolvidas para alcançar cargos mais altos e a visualizarem suas possibilidades dentro da organização

Investimento em treinamento e desenvolvimento

Com as ferramentas tecnológicas de um software de RH, você também consegue identificar os pontos fortes e fracos de cada colaborador, criando planos de treinamento e desenvolvimento estratégicos e eficientes. 

Isso ajudará não só na melhoria de performance do time, mas também no engajamento e na retenção dos talentos. Isso porque, quando a empresa investe no desenvolvimento dos colaboradores, eles entendem que ela valoriza e acredita em seu potencial, o que contribui para um aumento no senso de pertencimento. 

Melhora dos canais de comunicação

As pesquisas de clima e satisfação também ajudam o RH a entender se existem gaps na comunicação da empresa e se essas falhas causam um sentimento de insegurança no time. 

Identificando esse tipo de problema, a organização pode investir em um fortalecimento da comunicação interna, criando canais acessíveis para que os colaboradores consigam tirar dúvidas, fornecer feedbacks e ideias e criar uma conexão mais próxima. 

Passar informações com clareza e transparência e ouvir o que os colaboradores têm a dizer é uma forma de demonstrar que a empresa valoriza o capital humano, o que contribui para um maior engajamento. 

Criação de programas de incentivo

Por fim, outra estratégia que contribui para melhorar engajamento e retenção são os programas de incentivo. Com a ajuda de ferramentas como as avaliações de desempenho, o RH consegue identificar aqueles talentos que têm se destacado, criando premiações e ações de reconhecimento

Esse incentivo faz com que o time se sinta visto e reconhecido, o que estimula todos a vestirem a camisa da empresa e a darem o seu melhor para que possam ser premiados nos meses seguintes. 

Descubra o que são as HR Techs e como elas podem te ajudar a melhorar o seu RH!

Como a Sólides ajuda sua empresa a reter funcionários?

A Sólides é a maior HR Tech do Brasil e oferece uma plataforma completa com todas as soluções de Recursos Humanos que você precisa. Entre as funcionalidades da ferramenta que podem contribuir para melhorar engajamento e retenção, podemos citar: 

  • Avaliações de desempenho totalmente customizadas;
  • Plano de desenvolvimento individual;
  • Plataforma de educação corporativa;
  • Pesquisas de clima automatizadas;
  • Pesquisas de satisfação;
  • Análise demissional;
  • Radar e calculadora de rotatividade;

Além dessas funcionalidades, que contribuem para otimizar o dia a dia do RH, a Sólides conta com dois diferenciais importantes: o People Analytics e a Gestão Comportamental

O People Analytics é um método de coleta e análise de dados que permite que o RH monitore e compare informações de desempenho, resultados e conduta dos colaboradores, identificando, por exemplo, os talentos que mais se destacam e o que eles têm em comum. 

Já a gestão comportamental é um método de gestão voltado para as competências socioemocionais. Com o Profiler, a ferramenta exclusiva de mapeamento comportamental da Sólides, é possível identificar tendências de comportamento em cada colaborador, analisando a fundo o quadro de funcionários.

Ambas as ferramentas ajudam a embasar a tomada de decisões dentro da organização. Garantindo ao RH mais protagonismo, otimização e eficiência. 

Concluindo, melhorar engajamento e retenção de talentos é uma demanda importante dentro de todas as empresas. Para isso, é válido utilizar ferramentas que auxiliem o RH a medir esses indicadores e a traçar um plano de ação estratégico para reverter o problema. 

Quer entender melhor como a Pesquisa de Clima pode ser aplicada na prática? Baixe gratuitamente nosso kit completo sobre o assunto

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima