MTBI: um método para identificar as características pessoais

Tempo de leitura: 7 minutos

MBTI é a sigla para MyerBriggs Types- Indicator, trazendo o nome de suas idealizadoras para o instrumento de identificação que desenvolveram. Com base nos trabalhos de tipos psicológicos de Carl Gustave Jung, Katharine Cook Briggs e sua filha Isabel Briggs Myers criaram esse método de avaliação que vem sendo utilizado frequentemente pelas empresas há pelo menos 80 anos, pelo mundo todo, com o objetivo de facilitar o entendimento do tipo psicológico de cada colaborador.

O método tem como objetivo primeiro essa identificação para, através dela, reaproveitar as competências profissionais dos colaboradores dentro das atividades de uma organização.

Através do MBTI é, possível estudar e levantar os diversos tipos de comportamento psicológicos, indicando os aspectos de personalidade de cada indivíduo para conhecer suas preferências e, assim, fazer com que seu potencial seja melhor aproveitado pela empresa.

A metodologia seleciona as pessoas, dividindo-as entre um dos 16 tipos psicológicos apresentados por Jung, considerando suas características, seus potenciais, seus pontos fortes e fracos, podendo assim entender melhor a personalidade e o comportamento, o que leva a melhor conhecer as atitudes que cada pessoa pode ter em cada momento.

O MBTI, além disso, pode indicar os melhores meios para desenvolver relacionamentos e aptidões, seja para o desenvolvimento profissional ou para o pessoal, fazendo com que cada indivíduo possa reconhecer seus próprios talentos, enquanto que aumenta a autoestima e mostra quais os trabalhos, funções e posições mais adequadas para cada profissional.

A ideia é que, quando um profissional reconhece o próprio tipo psicológico, ele próprio cria condições de realizar mudanças favoráveis na sua vida pessoal, enquanto desenvolve uma interação mais forte com os companheiros de equipe e consegue, assim, deslanchar sua vida profissional.

MBTI para melhorar a qualidade de vida

Segundo as criadoras do método, a maior parte dos conflitos que encontramos em nossa vida profissional e pessoal, bem como o estresse que adquirimos, são resultados de desentendimentos, que são promovidos por pessoas bem intencionadas, mas de forma que acabam criando divergências.

De acordo com essa assertiva, todas as pessoas podem melhorar sua qualidade de vida, quando entendem como agem, como se comportam e quais são os meios que utiliza para reunir e processar informações que levam às conclusões ou decisões, e como os pensamentos e vontades são repassados às pessoas de seu relacionamento.

Com esse conhecimento é possível estabelecer uma interação mais harmônica, com maior colaboração, podendo também compreender e aceitar as diferenças alheias. Isso vai garantir que a comunicação com outras pessoas seja mais fluída, mais racional.

O MBTI procura descobrir os pontos para melhorar o comportamento das pessoas, que são os mais diversificados, segundo os padrões de Jung sobre os tipos psicológicos que, segundo o grande estudioso, não se trata de um comportamento superficial, fazendo parte do caráter de cada pessoal, fazendo parte de sua personalidade.

A aplicação do MBTI nos colaboradores de uma empresa podem trazer inúmeros benefícios à organização, propiciando melhores em diversos aspectos:

  • Pode ajudar a identificar características de liderança;
  • Também ajuda a identificar e reduzir focos de conflitos nas relações interpessoais entre os colaboradores;
  • Pode ajudar a adequar os perfis pessoais com determinadas atividades;
  • Fornece o apoio necessário para o autoconhecimento;
  • Consegue criar meios para melhorar a comunicação;
  • Valoriza a diversidade das características pessoais, criando maior respeito pelas diferenças;
  • Oferece subsídios para lidar melhor com situações estressantes;
  • Mostra mais facilmente como está o clima organizacional de uma empresa, se aplicado coletivamente;
  • E, finalmente, consegue mostrar um modelo lógico, com informações sobre a personalidade de cada colaborador.

A evolução do MBTI

A Solides desenvolveu uma metodologia própria fundindo 8 importantes teorias comportamentais, gerando uma ferramenta muito mais rica de informações e mais rápida em sua aplicação (7 minutos contra 50 minutos no MBTI).

Além disso, os perfis são muito mais inteligíveis e intuitivos. São eles:

Comunicador

Os comunicadores são extrovertidos, falantes, ativos e não apreciam monotonias, mas se adaptam com facilidade. Esse tipo de perfil tem facilidade na comunicação e passam de um assunto a outro com rapidez, gostam de trabalhos que envolvam movimentação e autonomia. Eles precisam do contato interpessoal e de um ambiente harmonioso, entretanto, não gostam de passar despercebido. É amigo de todos e atua melhor em equipe. É vaidoso e admira sua projeção pessoal e social. É imaginativo e tem sentimento artístico. Apresenta rapidez e agilidade em suas atitudes. Os comunicadores são festivos, animados e descontraídos, gostam de viajar e sair, essas características os tornam mais sociáveis com pessoas do mesmo grupo. São extremamente comunicativos e alegres, e tendem a serem líderes. Supondo que se consiga chamar a atenção do Comunicador para se explicar sua tarefa, será sempre necessário monitorá-lo para que não se desvie do objetivo.

Executor

Um executor é uma pessoa ativa, otimista e dinâmica. Líder nato, não tem medo de assumir riscos e de enfrentar desafios. É trabalhador, tem uma enorme disposição física e demonstra muita determinação e perseverança. O que caracteriza este perfil é a força de vontade. Seu raciocínio tende ao lógico/dedutivo e sua imaginação e juízo normalmente são equilibrados. Aprecia desafios e os obstáculos o estimulam a agir cada vez mais. Tem autonomia, independência e sabe se impor aos demais. É autoconfiante e tem características de líder. Pode ser autoritário e um tanto quanto inflexível. Acredita no seu ponto de vista, por isso, “luta” pelas suas ideias. Tende primeiro a executar, para depois pensar em como fazê-lo. Para tarefas rápidas que necessitem de iniciativa e determinação, o executor poderá ser a pessoa mais indicada, desde que ninguém se coloque a sua frente, pois este certamente será atropelado por esse perfil.

Planejador

Os planejadores são pessoas calmas, tranquilas, prudentes e autocontroladas. Gostam de rotina e atuam em conformidade com normas e regras estabelecidas, por isso sentem-se bem quando estão acompanhadas de pessoas mais ativas e dinâmicas. Decidem sem pressão e, frequentemente com bom senso. São flexíveis, seu caráter e ritmo são constantes e disciplinados. São pacientes, observadores, passivos e tem boa memória, mas podem carecer de aptidões criativas. Em situações emergenciais, age com tranquilidade. O planejador é introvertido, e tem uma tranquilidade singular que lhe confere um perfil de fácil relacionamento, manso e bem equilibrado. Este profissional planeja a melhor forma de executar uma tarefa antes de iniciá-la. Após o início, o planejador seguirá por conta própria até o fim.

Analista

Características dos gênios, os analistas são preocupados, rígidos, porém calmos. Seu comportamento com as pessoas é discreto e tende-se a serem pessoas caladas e retraídas. Sua grande desvantagem é serem pessimistas, porém possui facilidades na arte por serem mais sensíveis. Agilidade, inteligência e intelectualidade. Têm habilidade com tarefas detalhadas ou de improvisação rápida. Prefere atuar com estímulo dos demais. Geralmente é o tipo de funcionário leal e compromete-se com o trabalho. Gosta de “surpreender” e é sensível a críticas magoando-se com certa facilidade. É intuitivo, curioso e tem inteligência verbal. Observa as oportunidades e apresenta soluções momentâneas para problemas urgentes. Por ser extremamente perfeccionista, deve ser monitorado até o fim de uma atividade, devendo ser constantemente estimulado para que vença a fase do pensar e do fazer, necessitando de reforços de aprovação, pois sempre pensa que seu trabalho está sempre imperfeito.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of