Marketing de Recrutamento: conceito, benefícios e estratégias para usar no seu R&S

Tempo de leitura: 12 minutos

O que faz um candidato optar pela sua empresa em vez de escolher um concorrente? Atrair e contratar os melhores profissionais do mercado não é uma tarefa tão simples, por isso, é válido apostar em estratégias bem planejadas, como o marketing de recrutamento.

Esse tipo de abordagem deve ser executado em conjunto pelos times de marketing e RH e tem o poder de atrair candidatos compatíveis com os valores e necessidades da empresa, tornando os processos seletivos muito mais eficientes e ágeis. Mas como implementar o método na sua companhia?

Neste post, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto e listaremos algumas técnicas que valem a pena. Confira!

O que é marketing de recrutamento?

Quando pensamos em marketing, o que vem à cabeça são estratégias de venda focadas em atrair e encontrar os consumidores para que eles optem por determinada empresa. No caso do marketing de recrutamento (Recruitment Marketing), o conceito é basicamente o mesmo, mas com foco no candidato.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Dessa forma, a estratégia consiste em utilizar canais variados e técnicas específicas para convencer os profissionais a se candidatarem nas oportunidades da organização, sempre considerando o perfil profissional desejado.

Algumas pessoas confundem o termo com Employer Branding, mas é importante entender que se trata de coisas distintas. Employer Branding é o processo utilizado para criar e manter a marca empregadora da organização e tem como objetivo tornar a empresa desejável para os talentos certos.

Já o marketing de recrutamento pega as definições criadas pela marca empregadora e aplica os recursos de marketing para atrair e converter talentos.

Concluindo, o marketing de recrutamento funciona não somente para divulgar oportunidades em aberto, mas também para mostrar os diferenciais da organização e instigar os profissionais para que sejam atraídos não só pelo salário oferecido, mas por tudo o que a empresa representa.

Quais as vantagens do marketing de recrutamento?

Investir em estratégias de marketing de recrutamento traz diversas vantagens para a empresa, possibilitando um recrutamento mais direcionado e otimizando os processos seletivos. A seguir, vamos detalhar melhor os principais benefícios.

Atrai os profissionais certos

Empresas que apostam no marketing de recrutamento deixam de ter uma abordagem genérica e passam a direcionar a comunicação para os candidatos que apresentam o perfil ideal para as vagas anunciadas.

Mesmo que essa segmentação limite o alcance de candidatos, ela é fundamental para dar mais objetividade ao processo e trazer pessoas mais qualificadas para alcançar os objetivos da companhia, ou seja, atrair apenas quem realmente interessa.

Inicia um relacionamento

Criando essa segmentação de candidatos, a empresa consegue iniciar um relacionamento baseado no interesse dos profissionais, garantindo uma comunicação mais personalizada e que despertará o interesse na marca empregadora.

Esse relacionamento é essencial para posicionar sua marca de forma favorável em relação à concorrência e convencer os profissionais a se candidatarem às vagas.

Reduz os custos

Com a possibilidade de divulgar suas vagas na internet, utilizando segmentação de público, a empresa consegue reduzir custos e garantir mais eficiência nos processos seletivos.

Dessa forma, em vez de direcionar vagas para sites genéricos, o que exige uma triagem muito mais trabalhosa, a companhia pode utilizar canais segmentados para conversar diretamente com o seu público de interesse, gastando menos com divulgação e otimizando o tempo nos processos, como veremos a seguir.

Otimiza os processos seletivos

Quando as vagas são disponibilizadas para um público mais genérico, elas acabam tornando os processos seletivos mais longos e burocráticos. Isso porque, a quantidade de currículos recebidos é muito maior e é necessária uma triagem mais cautelosa.

Além disso, a empresa gasta mais tempo analisando o fit cultural dos candidatos para entender se eles contam com as habilidades e competências comportamentais necessárias e se estão de acordo com a cultura organizacional.

Melhora a percepção da marca no mercado

Além de tornar os processos seletivos mais rápidos e eficientes, o marketing de recrutamento também é determinante para destacar sua empresa no mercado, independentemente do porte ou área de atuação.

As estratégias implementadas ajudam a destacar a organização e construir uma reputação, melhorando a percepção dos candidatos e agregando significado entre aqueles que compartilham dos mesmos valores da companhia.

Guia completo do recrutamento e seleção

Qual o papel do RH nas ações de marketing de recrutamento?

Após entender o que é o marketing de recrutamento, pode ser que surja a dúvida sobre qual é, de fato, o setor responsável pela estratégia. Portanto, é preciso frisar que é fundamental que as equipes de marketing e RH atuem em conjunto para o sucesso das ações.

Enquanto o RH fica responsável por formular a cultura organizacional e traçar o perfil dos profissionais desejados, identificando diversos fatores, como faixa etária, localização, grau de instrução, soft skills e perfil comportamental, o departamento de marketing fica responsável por trabalhar técnicas de SEO para impulsionar a página de carreira e segmentar anúncios em canais diversos, garantindo que a mensagem chegue ao público definido.

Esse trabalho em conjunto é essencial para unir conhecimentos e know-how, potencializando as ações, garantindo um recrutamento e seleção muito mais eficiente e direcionado.

Como fazer marketing de recrutamento?

A função do marketing de recrutamento é a mesma do marketing: despertar o interesse. Logo, a estratégia consiste em atingir e nutrir os profissionais, de acordo com as oportunidades disponíveis e o perfil desejado de cada candidato. 

Dessa forma, é importante que o RH conheça profundamente esses candidatos potenciais e entenda:

  • quais são os meios de comunicação mais utilizados por eles;
  • qual o tipo de conteúdo que eles costumam consumir;
  • quais tecnologias são mais atrativas para eles;
  • quais os pontos que eles mais valorizam em um empresa;
  • qual tom de voz e argumentação funciona com eles;
  • em quais mídias eles mais navegam online.

Ainda, é ideal saber que o meio digital é a forma mais fácil de chegar a esse potencial candidato, por isso, ele deve ser o principal canal de recrutamento nos processos seletivos.

Na prática, o marketing de recrutamento é conduzido por meio de anúncios criativos em novas mídias, e-mail marketing, otimização de busca para recrutamento nas redes sociais e ferramentas de CRM e sistemas de aquisição de talentos.

Mas é essencial ter cuidado redobrado ao criar suas vagas e descrições. Nesse sentido, é preciso que elas sejam criativas, detalhadas e que consigam instigar os profissionais desde o primeiro contato. Outro ponto importante é que as vagas devem traduzir o DNA da empresa desde sua divulgação. 

As descrições de vaga não podem parecer uma lista de supermercado ou um checklist, elas precisam vender a oportunidade de forma estratégica e detalhada, mostrando informações relevantes e apontando aquilo que a organização espera e o que pode oferecer aos candidatos.

Além disso, as descrições devem estar alinhadas à personalidade e ao comportamento profissional do candidato ideal. Assim, se você identificou que precisa de candidatos com perfil executor, por exemplo, uma boa dica é fazer com que eles se sintam desafiados.

A seguir, listamos os principais aspectos que devem ser desenvolvidos para atrair os candidatos certos.

Título

O título da vaga deve ser claro e direto para atingir exatamente o público desejado, evitando dúvidas. Então, busque escrever apenas a função desejada e o nível de hierarquia do cargo, como “júnior”, “pleno” ou “sênior”.

Informações sobre a empresa

A ideia do marketing de recrutamento é justamente transmitir informações importantes sobre a empresa para os possíveis candidatos de forma personalizada e automatizada. Por isso, ao descrever suas vagas, é importante comentar brevemente as razões que podem motivar a candidatura e o engajamento desses profissionais.

Você pode destacar, portanto:

  • origem, objetivos e valores;
  • perfil dos clientes;
  • aspectos da cultura organizacional;
  • produtos e serviços oferecidos;
  • o que faz os colaboradores gostarem de trabalhar na organização.

Benefícios

Os benefícios, além do salário, são um dos pontos que mais pesam na hora de um candidato escolher ou não a sua empresa. Assim, é importante que você descreva todos os benefícios padrões que oferece, como plano de saúde, plano odontológico, vale-transporte e alimentação.

Além disso, comente também sobre benefícios diferenciados que podem destacar sua empresa dos concorrentes, por exemplo, auxílio-creche, horário flexível, academia e outras vantagens.

Requisitos necessários

Os requisitos de contratação atuam como um filtro, para excluir candidatos incompatíveis e garantir uma seleção mais direcionada e assertiva. Assim, eles devem ser listados brevemente por ordem de relevância.

Lembre-se, no entanto, de diferenciar os requisitos obrigatórios daqueles que são apenas desejáveis. Dessa forma, você mantém no radar aqueles profissionais que se enquadram, ao menos em parte do que você necessita.

Áreas atrativas no site

Boa parte dos profissionais, ao se interessarem por uma oportunidade, vão até o site da empresa para buscar mais informações. Assim, é importante que o site e as vagas conversem e se conectem.

A dica é criar áreas atrativas, como as de “carreira” ou “trabalhe conosco”, oferecendo conteúdos de employer branding que façam com que os candidatos se engajem e se sintam atraídos para trabalhar na empresa. Vídeos, infográficos e conteúdos interativos são ferramentas interessantes para captar a atenção de forma mais leve.

Quais as melhores técnicas de marketing de recrutamento?

Agora, você já sabe como criar suas vagas de forma atrativa, mas como fazer com que elas cheguem aos candidatos ideais? Para isso, o time de RH deve trabalhar junto ao marketing, utilizando algumas ferramentas e técnicas. A seguir, listamos as principais. Confira!

Criação de leads qualificados

No contexto de recrutamento, os leads são os potenciais candidatos que tiveram interesse em alguma oportunidade da empresa. Isso não significa, no entanto, que essas pessoas correspondem ao perfil desejado.

Dessa forma, podemos chamar de lead qualificado aqueles profissionais que realmente atendem às expectativas e necessidades da empresa.

Ainda, quando o processo seletivo é segmentado e anunciado nos lugares certos, consegue atingir quem realmente interessa e a empresa passa a trabalhar apenas com leads qualificados, o que otimiza tempo e recursos, garantindo profissionais mais engajados com a cultura organizacional.

Nutrição de candidatos

Imagine, por exemplo, que você realizou um processo seletivo, encontrou diversos leads qualificados e, ao final das etapas, optou por um desses profissionais. Com o passar do tempo, no entanto, o setor expandiu e será necessário contratar novos profissionais para o cargo, o que exigirá um novo processo seletivo, com toda a segmentação e burocracia.

Nesse caso, uma estratégia que auxiliaria na otimização dos processos e filtros de perfil, seria a nutrição dos candidatos. Mas como ela funciona?

A nutrição consiste em manter o relacionamento com o candidato, mesmo depois que o processo seletivo já foi encerrado. Para isso, é possível oferecer conteúdo rico e materiais interessantes que possam conquistar o profissional, utilizando canais como o e-mail marketing e as redes sociais. 

Mantendo uma lista de leads ativos, os processos seletivos se tornam muito mais rápidos e eficientes, já que você consegue contratar profissionais que já passaram por toda a jornada do candidato e que estão alinhados à cultura organizacional. .

Employer branding

Aqui, já falamos que o marketing de recrutamento e o employer branding são coisas distintas, mas o segundo conceito é extremamente importante para o sucesso do primeiro.

Isso porque, com ações de employer branding, é possível fazer com que os próprios colaboradores se tornem promotores da marca, demonstrando admiração pela empresa que trabalham e gerando uma reputação positiva no mercado.

Como a gestão comportamental pode ajudar a atrair a pessoa certa?

A gestão comportamental é um método de gestão de pessoas com foco nos perfis comportamentais. Por meio de algumas metodologias, ela permite que o RH distribua as pessoas em diferentes perfis de profissionais e entenda como eles reagem a diferentes situações, quais os seus pontos fortes, pontos a melhorar e estilos de liderança.

Dessa forma, ao utilizar as ferramentas de mapeamento de perfil, o RH pode realizar uma definição de cargos mais precisa, melhorar a eficiência dos processos seletivos e construir equipes de alta performance, juntando competências e habilidades que se complementam.

Aliado ao marketing de recrutamento, a ferramenta pode ser bastante útil para identificar as habilidades comportamentais desejadas nos candidatos, possibilitando a segmentação de anúncios e otimizando as buscas.

Concluindo, o marketing de recrutamento é uma estratégia muito vantajosa para que a empresa alcance os candidatos certos, otimize os processos seletivos e reduza custos. Mas para que ela dê certo, é fundamental que os times de RH e marketing trabalhem em conjunto, trazendo seus conhecimentos para agregar em todo o processo.

Agora que você já sabe o que é a estratégia e como ela funciona, descubra também como a Sólides pode ajudar no recrutamento online de sua empresa.

0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments