Como explicar a LGPD para executores?

Tempo de leitura: 3 minutos

A partir de maio de 2021, as empresas brasileiras precisam estar prontas para as regras estipuladas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Dentre todas as mudanças organizacionais que envolverá a nova Lei, conseguir abordá-la com os colaboradores é fundamental. Entender o perfil comportamental pode auxiliar nesse momento, permitindo a gestão explicar e abordar a LGPD para executores.

As mudanças que a LGPD propõe envolve uma compreensão e sintonia entre todos os colaboradores. A exposição indevida de dados ainda é um dos principais motivos para o vazamento.  

Pessoas com perfil executor tendem a valorizar o resultado e a velocidade. E estes ideais precisam ser considerados no momento de dar feedbacks ou explicar o que é a LGPD. Quer entender melhor sobre como explicar a LGPD para executores? Continue a leitura!

As características do perfil executor

Dentre os perfis comportamentais, as pessoas executoras têm uma característica que pode ser entendida como mais agressiva se comparada aos outros (comunicador, analista e planejador).

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

As pessoas com esse perfil têm tendência de serem autoconfiantes e se motivam diante de desafios e dificuldades. Tudo isso, porém, precisa ser amparado com possibilidades que permitam os executores se desenvolverem para superar essas barreiras. Executores são ótimos para defenderem seus pontos de vista. 

Por procurarem sempre uma solução, podem não analisar ou planejar muito os seus atos. Preferem conseguir os resultados e essa energia ágil deve ser considerada pelos líderes no momento de feedbacks e treinamentos.

Os cuidados com a LGPD

Conseguir se preparar para a LGPD passa por um processo de mudança de cultura organizacional. É fundamental que todos os colaboradores tenham conhecimento e entendimento de que eles fazem parte da ações da proteção de dados.

Os dados pessoais cedidos para a empresa precisam ser bem direcionados, com finalidades bem determinadas e claras para os titulares das informações. Com esse direcionamento é possível estabelecer processos que garantam a proteção, pois os colaboradores vão ter acesso aos dados em momentos específicos e momentâneos.

A LGPD trará impactos em todos os cenários do RH, inclusive no processo de recrutamento e seleção. Por isso, é fundamental que cada colaborador tenha a compreensão sobre as mudanças e os cuidados necessários para que não aconteça vazamento de informações.

As maneiras de explicar a LGPD para executores

Como dissemos, o perfil executor tem como principais valores resultado e velocidade. Por isso, qualquer mudança deve ser apresentada conforme os impactos que ela causará. É preciso mostrar como a LGPD dará mais “permissão” para a execução de atividades que envolvam os dados pessoais, acelerando as análises com segurança.

Quanto mais impacto no resultado o executor enxergar, mais fácil será a adaptação às mudanças. Como esse é um perfil de muita energia e alta incitabilidade, eles precisam entender o teor positivo da lei.

Para os colaboradores de Recursos Humanos executores, uma maneira de mostrar o quão importante é se adaptar ao novo cenário proposto pela Lei é deixar clara a relação entre a LGPD e o RH.

Conseguir fazer as mudanças de processos tornarem uma realidade na empresa passa por uma conversa franca e treinamento dos colaboradores. Considerar o perfil comportamental é fundamental para conseguir a melhor abordagem, por isso não deixe de considerar nossas dicas para tratar o assunto da LGPD para executores.

Além dos executores, é fundamental saber como explicar a LGPD para cada um dos quatro perfis comportamentais. Continue seu processo de aprendizagem e veja como abordar o assunto com analistas!


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of