Comunicação interna: explicando a LGPD para analistas

Tempo de leitura: 3 minutos

Vivemos a era da informação com constante troca de dados. Em 2021, as empresas precisarão ter garantias para a proteção desses dados. Para que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) seja um realidade, é preciso deixar todos os colaboradores na mesma página. Considerar o perfil comportamental é uma maneira de fazer essa abordagem, principalmente quando for explicar a LGPD para analistas.

As pessoas são divididas em quatro perfis de comportamento: comunicador, planejador, executor e analista. Dentre eles, os analistas são aqueles que se destacam por valorizar a qualidade e os detalhes de qualquer operação. Eles são cuidadosos e tendem a evitar qualquer tipo de exposição indevida de dados naturalmente.

Além de abordar o que é a LGPD, é fundamental fazer com que os colaboradores entendam as mudanças previstas para o dia a dia no trabalho. Para uma abordagem, mais eficiente, é preciso entender profundamente as características os analistas. Continue a leitura para ver como abordar a Lei de Dados com esse perfil!

As características do perfil analista

Profissionais com perfil analista tendem a se destacar em projetos que exijam pesquisas e elaboração de testes, isso porque eles gostam de estarem pautados e embasados por estudos e dados precisos.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

A exatidão é uma  das palavras-chave que definem o comportamento dos analistas, buscando entregar o melhor trabalho possível. Por conta disso, podem ser bastante rígidos com seu próprio desempenho.

Em caso de pressão, os analistas costumam se fechar e se calar. O desequilíbrio gerado pela falta de saber como agir pode pode levar o analista a se retirar da situação para ir em busca da resposta. 

Por fim, para os analistas — que têm como valor a qualidade — é um pouco mais fácil comunicar sobre mudanças e adequações. Pensando na LGPD, provavelmente esses profissionais já vinham se incomodando com a disponibilidade dos seus dados de forma desprotegida, isso porque eles não gostam de correr riscos e nem de serem pegos desprevenidos. Portanto a Lei de Dados pode ser um alívio.

Os cuidados com a LGPD

É preciso ter atenção para se preparar para a LGPD, afinal, todos os setores organizacionais dependem — atualmente — de vários dados coletados ao longo de diferentes processos. O Big Data é essencial para conseguir levantar insumos para ações mais efetivas, como medidas tomadas por meio do people analytics.

Todos dados pessoais cedidos para a empresa precisam ser bem direcionados, com finalidades bem determinadas. É fundamental ter transparência, mostrando para os titulares as razões pelas quais a empresa necessita de determinada informação. A partir desse direcionamento, torna-se possível criar processos.

A LGPD trará impactos em todos os cenários empresariais, inclusive para o RH — afetando desde o processo de recrutamento e seleção até o desenvolvimento do profissional. Por conta dessa grandiosidade e amplitude, todos os colaboradores precisam estar cientes dos cuidados a serem tomados com a legislação.

As maneiras de explicar a LGPD para analistas

Como dissemos, provavelmente os analistas estavam inseguros com a sua informação sendo disponibilizada sem um processo que garantisse a proteção. Por isso, a LGPD para os analistas é significado de qualidade processual e tranquilidade. Quanto menos riscos correr, melhor será para esses profissionais.

Para contar com os analistas engajados nas mudanças promovidas pela LGPD é preciso evidenciar a segurança promovida pela Lei. A autonomia para alterar os dados disponíveis para as empresas, sites e demais instituições, também será benéfico nesse caso. 

Ainda assim, uma das coisas mais importantes para se falar aos analistas, nesse caso, é a origem da Lei, quais são seus desdobramentos, exceções, prazos e etc. Esse é um perfil que gosta de entender o embasamento das ações, portanto nada de poupar detalhes

Conseguir fazer as mudanças de processos tornarem uma realidade na empresa passa por treinamentos e workshops com todos os colaboradores. Abordar o assunto, considerando o perfil comportamental é fundamental. A comunicação da LGPD para analista pode ser mais efetiva quando detalhada e específica.

Além dos analistas, é preciso também saber como explicar a LGPD para os colaboradores de outros perfis. Veja as particularidades de abordar o assunto com profissionais do perfil planejador!

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
Explicando a LGPD para Analistas – cybrtx
1 ano atrás

[…] Source link […]