Conheça os indicadores de RH: o melhor termômetro para empresas

Tempo de leitura: 6 minutos

Esse conteúdo foi originalmente pela equipe do Ponto Mais.

Indicadores são o termômetro da empresa. Mostram a situação e os resultados de modo rápido e assertivo. Os indicadores de RH  são os números que revelam a efetividade das ações realizadas pelo departamento de recursos humanos em relação ao capital humano da empresa.

Fazer o acompanhamento dessas métricas facilita o dia a dia do RH nas tomadas de decisão e no direcionamento dos colaboradores. Para cada realidade da empresa, existem métricas apropriadas para o momento.

Abaixo explicamos um pouco mais sobre os principais indicadores de RH para te ajudar a escolher quais usar:

Absenteísmo

O absenteísmo consiste no ato de se abster de alguma atividade ou função. Esse indicador mede os atrasos, faltas e afastamentos dos colaboradores.  Essa pode ser a sua primeira pista sobre o comportamento da sua equipe.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

A falta de um membro afeta diretamente a produtividade  e os resultados de toda a equipe, que estava planejada para contar com ele. Assim, é importante compreender os motivos dessas ausências. E por isso, ele é o primeiro a entrar na nossa lista de indicadores de RH.

Existem duas formas de verificar o absenteísmo:

Absenteísmo = (total de pessoas ÷ dias perdidos por ausências de colaboradores no mês) ÷ ( número médio de colaboradores x dias de trabalho no mês).

ou

absenteísmo = (horas perdidas ÷ horas de trabalho previstas) x 100.

O cálculo é simples e o resultado preferencialmente deve ficar abaixo de 1,5%.

Rotatividade ou Turnover

O turnover mostra a relação da quantidade de colaboradores que entraram e saíram da empresa em um período específico de tempo. Este indicador pode revelar problemas de engajamento de funcionários ou até mesmo falhas no processo de contratação.

Turnover geral = {[(admissões + demissões) ÷ 2] ÷ pelo total de funcionários} x 100

O ideal é que este número permaneça abaixo de 5%. A partir disso, é importante a empresa planejar as medidas cabíveis.

A rotatividade traz diversos custos para a empresa, como o processo de recrutamento e seleção, a integração dos novos contratados, a redução de produtividade até o novo colaborador alcançar o desempenho de quem deixou a vaga.

Banner_Ferramenta_Contratar_Errado_Custa_Caro

Entre os indicadores de RH, outro número importante para ficar de olho ligado à rotatividade, é o tempo médio de empresa. Ajuda a entender o potencial de retenção.

Produtividade

Para calcular a produtividade durante o expediente de trabalho é imprescindível considerar 3 variáveis: tempo, qualidade e custos.

Uma equipe produtiva consegue produzir mais com os mesmos recursos que outra. Ou seja, mais resultado e com a mesma despesa, maior ROI (Retorno sobre o investimento).

Para entender a produtividade dos funcionários, basta fazer o seguinte:

Produtividade (%) = produtos ou serviços gerados ÷ recursos utilizados

Assim, uma empresa que produz 1.000 peças por mês e tem 4 colaboradores, a produtividade média é de 250 peças/colaborador. Entre os indicadores de RH, a produtividade é o que te permite verificar a variação conforme a troca de equipes e oscilações durante o ano. Muito mais controle para o empregador.

Horas extras e horas trabalhadas

Existem dois motivos para ficar de olho nas horas excedentes de uma equipe. A primeira é porque dependendo dos valores alcançados, as horas extras podem indicar uma sobrecarga de atividades. Nesses casos é necessário revisar a capacidade operacional e a distribuição da mão de obra.

Um outro ponto que deve ser considerado pelo empregador é a despesa gerada pelas horas extras trabalhadas. Já existe uma previsão de custos no planejamento para os salários, porém se a empresa não controlar ou prever as horas extras, precisará rever seu orçamento no meio do caminho.

Para calcular a hora extra, é necessário saber quanto custa o salário por hora.

Salário por hora = salário mensal ÷ jornada de trabalho mensal

O cálculo da hora extra depende do valor do acréscimo a que o trabalhador tem direito, podendo ser 50% (multiplicar o resultado acima por 1,5) ou 100% (multiplicar o resultado acima por 2). 

Acréscimo no salário = horas extras trabalhadas x valor da hora extra.

É importante lembrar também que caso o trabalho ocorra entre às 22h de um dia até às 5h do dia seguinte, o colaborador tem também direito ao adicional noturno, outro item dos indicadores de RH.

Banner_Calculadora_de_Produtividade

Frequência

O controle de frequência é o acompanhamento do tempo de trabalho diário de um colaborador para o calcular a sua remuneração mensal. Nesta análise são considerados os intervalos inter e intrajornada, carga horária, entre outros.

Frequência = (presença ÷ dias de trabalho) x 100

As informações referentes a frequência do colaborador são importantes para o cálculo da folha de pagamento. Desta forma, é extremamente relevante pensando em questões trabalhistas. Um dos indicadores de RH ligado à legislação.

Para empresas com mais de 20 colaboradores o controle de frequência é obrigatório. Apesar de não ser estabelecido por legislação, para empresas menores ainda é recomendável. Primeiro pelo gerenciamento de equipe, e segundo porque em caso de ação trabalhista é um modo da empresa se proteger. 

Como escolher os indicadores de rh para acompanhar?

Na hora de definir quais métricas serão acompanhadas pelo RH, é importante pensar no processo todo, desde as causas até os resultados. Entender quais indicadores de RH  devem ser alcançados para chegar no objetivo.

Por exemplo, para entender o engajamento do colaborador, é possível verificar como está sua taxa de absenteísmo e frequência.

Após estar claro a finalidade da métrica, é necessário definir o período de análise. Vale ressaltar que intervalos de tempo curtos de análise podem não refletir a realidade da empresa em algumas ocasiões.

Por último, mas não menos importante é definir as ferramentas que serão utilizadas. De modo geral, os indicadores de RH devem ser consultados com regularidade e não devem ocupar muito tempo para fazer. O estudo deve ser o principal investimento de tempo do RH estratégico.

Para ajudar neste item, a tecnologia tem papel decisivo para empresas e profissionais serem mais efetivos e se destacarem no mercado. Os cálculos acima apresentados, por exemplo, podem ser automatizados e sempre que consultados estarem atualizados em tempo real.

Definidos os indicadores de RH, as ferramentas e a estratégia, basta colocar em prática para os resultados aparecem e a empresa crescer.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of