Qual a importância da gestão de talentos: 5 motivos para começar agora!

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe qual a importância da gestão de talentos em uma organização? Entende as consequências que uma gestão ruim ou a falta que uma gestão pode acarretar para a sua empresa?

Então, grandes questões, como baixa de desempenho, pouco engajamento, perda de profissionais, entre outros malefícios organizacionais, estão associadas a uma má gestão de talentos nas empresas ou, até mesmo, a falta dessa prática. 

Neste artigo, você entenderá o que é, de fato, uma gestão de talentos, qual sua diferença da gestão de pessoas e quais são os motivos de implementar e valorizar esse setor na sua empresa. Confira!

O que é gestão de talentos

Gerir talentos é proporcionar aos colaboradores o melhor cenário para que eles desempenhem sua performance dentro dos cargos que ocupam. Uma vez que as habilidades e potenciais das pessoas são identificados, o papel do gestor é adequar cada indivíduo nos lugares onde eles alcançarão o máximo do seu potencial.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Pense assim: uma pessoa que sabe em que ela é boa e canaliza seus esforços para essa capacidade em específico, certamente tem maior chance de potencializar e aprimorar aquilo que ela já tem. 

Além de criar esse lugar propício para o desenvolvimento das pessoas, é importante considerar que a gestão de talentos também minimiza as barreiras que podem ser impeditivos para o crescimento de um time, como burocracias ou falta de ferramenta.

Gestão de pessoas vs Gestão de talentos

Por mais que as funções dessas duas áreas possam ser parecidas, existe uma diferença perceptível no modo com o qual cada uma delas é exercida.

Gestão de pessoas

A gestão de pessoas é o tipo de administração mais genérica e relacionada a questões burocráticas. Inclui por exemplo pagamento de salário, definição de férias, banco de horas, recebimento de atestados etc. Trata-se de uma coordenação que se limita ao cumprimento de assuntos trabalhistas.

Assim, ela desempenha um papel focado em atender às necessidades do cotidiano do profissional na empresa.

Gestão de talentos

Por outro lado, a gestão de talentos preocupa-se com o colaborador em um âmbito mais individual e estratégico. Logo, sua função é criar planos funcionais, visando o desenvolvimento constante de cada profissional de acordo com suas individualidades.

Aqui, entende-se que a gestão de talentos é uma evolução do RH, que considera: gerir pessoas de forma personalizada com o objetivo de desenvolver talentos continuamente.

Banner_Planejamento_Estratégico

5 motivos para fazer uma gestão de talentos

Sabendo das diferenças entre gestão de pessoas e gestão de talentos e qual a sua importância, veja agora alguns motivos pelos quais você deveria implementar esse tipo de gerenciamento o mais rápido possível.

1. Otimização no recrutamento e seleção

Quando uma empresa investe em gestão de talentos, o processo seletivo se torna muito mais inteligente. Desde o início do processo de contratação, é importante perceber quais habilidades se destacam em um candidato e, a partir daí, entender quais são as competências adequadas para aquela vaga ofertada. 

Uma vez que você já sabe qual perfil está buscando e quais tipos se candidataram àquela vaga, seu processo de seleção fica mais otimizado, mais direcionado e intencional. Nesse sentido, existem ferramentas que podem ajudar no processo, como a metodologia DISC, que pode ser um grande diferencial na hora de escolher um candidato.

2. Retenção de talentos

Umas das grandes dificuldades das empresas é manter seus funcionários engajados e satisfeitos em suas ocupações. Hoje, as pessoas não se apegam mais ao tempo que elas permanecem em um mesmo trabalho. Portanto, caso recebam uma oferta de emprego melhor, facilmente migram para outra organização. 

Muitas vezes, esses colaboradores são pessoas capacitadas, que farão falta no quadro de funcionários. Logo, uma empresa que pratica a gestão de talentos, entende quais são as aptidões desse profissional e consegue adequá-las, de modo que esse funcionário se sinta satisfeito em seu cargo.

Ainda, faz com que ele perceba vantagens de crescimento profissional e queira continuar progredindo cada vez mais, junto da instituição a qual faz parte. Consequentemente, esse profissional se sentirá valorizado e a chance dele ser atraído por outras empresas é muito menor.

3. Aumento na produtividade

Outro benefício para a empresa que exerce a gestão de talentos é o aumento na produtividade que, como resultado, leva à ampliação no faturamento e lucro.

Ainda pensando em funcionários satisfeitos, sabe-se que pessoas felizes em seus trabalhos produzem mais e melhor. Assim, quando um indivíduo está em um lugar que o valoriza e proporciona um ambiente favorável ao seu desenvolvimento, naturalmente, ele apresenta um trabalho bem feito, contribuindo diretamente para o sucesso da empresa.

4. Melhoria no clima organizacional

Um bom medidor de sucesso empresarial é o nível de satisfação dos funcionários com o clima da empresa. Nesse sentido, uma organização considerada “boa de se trabalhar” atrai pessoas e é valorizada, destacando-se no mercado. 

Portanto, se seus colaboradores estão no lugar certo, compatível com o seu talento, o clima organizacional da sua instituição tende a melhorar consideravelmente.

5. Engajamento

Segundo pesquisas, empresas que praticam a gestão de talentos têm profissionais mais engajados no propósito da organização. Assim, as pessoas se interessam mais pela causa da empresa, por seu propósito, já que se sentem parte da missão de onde trabalham e se engajam mais nas atividades que lhe são propostas.

Mediante o exposto, é prudente afirmar que empresas de todos os portes e mercados precisam incluir esse tipo de gestão. A preocupação genuína com o ser humano e a criação de ações para contribuir com o verdadeiro progresso de um profissional são práticas que, quando aderidas, trazem uma evolução notória no contexto organizacional.

Portanto, entendendo qual a importância da gestão de talentos, sabendo a diferença entre uma gestão tradicional e arcaica e uma inovadora e promissora, agora, só falta você aplicar esse modelo de gestão e transformar o modo com o qual explora positivamente os talentos presentes na sua empresa. 

Enfim, não deixe a gestão de talentos para depois. Você pode estar cometendo erros que impactam diretamente no crescimento da sua empresa. Para ajudar nessa missão, confira um material completo de como fazer uma gestão por competências, ou seja, como administrar as habilidades dos seus colaboradores e criar estratégias eficientes para uma evolução mútua.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments