Hard skills: o que são, exemplos, como identificar e mais procuradas

Entenda o que são as hard skills, por que elas devem ser analisadas nos processos seletivos e quais as mais valorizadas e procuradas.
hard skills
GARANTA SUA VAGA

Aqui você encontra:

Também conhecidas como habilidades técnicas, as hard skills são aptidões importantes que demonstram se um profissional está ou não capacitado para assumir determinada função na sua empresa. 

Quem atua na gestão de pessoas e no recrutamento deve conhecer as habilidades mais valorizadas pelo mercado e saber como avaliá-las nos processos seletivos. Portanto, pensando nisso, elaboramos um guia completo sobre o tema, com estratégias e dúvidas frequentes sobre as hard skills. Confira tudo na leitura. 

O que são hard skills?

As hard skills são habilidades e capacidades técnicas de um profissional. Elas são específicas e podem ser adquiridas por meio de estudos, treinamentos, formações acadêmicas e experiências profissionais acumuladas ao longo da carreira. 

Diferentemente das soft skills, que são habilidades comportamentais percebidas na rotina ou por meio de ferramentas comportamentais, as hard skills podem ser facilmente comprovadas por meio de diplomas, provas e testes. 

Material gratuito: guia de estudos para se tornar autoridade no RH!

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

Exemplos de hard skills

Basicamente, podemos dizer que as hard skills são aquelas que constam no currículo de um profissional. Então, elas podem ser mais básicas ou específicas para determinadas áreas de atuação. 

A seguir, listamos alguns exemplos separados por área.

Básicas

Dizem respeito àquelas que podem ser aplicadas em diversas profissões.

  • Proficiência em inglês e outros idiomas;
  • Operação de máquinas e sistemas;
  • Habilidade de escrita;
  • Conhecimentos em matemática.

Informática

Específicas para lidar com a tecnologia e otimizar a realização de tarefas.

  • Pacote office;
  • Google drive;
  • Conhecimento de ferramentas de produtividade como Trello e Slack;
  • Conhecimento em ferramentas de CRM;
  • Habilidades com redes sociais.

Design

Dizem respeito à criação de imagens e outras peças voltadas ao visual.

  • Pacote Adobe;
  • Edição de imagens e vídeos;
  • Conhecimento em semiótica.

Programação

Conhecimento específico que permite moldar a forma como as tecnologias operam.

  • Conhecimentos de linguagens de programação como HTML, CSS, JavaScript;
  • Conhecimento em UX Design;
  • Capacidade de análise de dados;
  • Habilidades na criação de protótipos. 

Recursos Humanos

Essencial como base para um bom processo de Gestão de Pessoas.

  • Conhecimento de processos de recrutamento e seleção;
  • Capacidade de analisar dados de pessoas;
  • Conhecimento em plataformas de gestão de pessoas;
  • Domínio da gestão comportamental.

Material gratuito: kit completo sobre gestão comportamental

Preencha o formulário e receba o kit de gestão comportamental grátis no seu e-mail 📩

Qual a importância das hard skills?

As hard skills são habilidades técnicas importantes para o cumprimento das atividades em diversas funções. Dessa forma, elas são muito valiosas para o sucesso de um negócio. 

É claro que, a depender das especificações da vaga, podem ser necessárias mais ou menos competências para um colaborador. Contudo, na maioria das vezes, elas são úteis para otimizar recursos, diminuir o tempo de execução das tarefas, minimizar erros e adicionar mais inteligência e estratégia aos processos. 

Além disso, ao contratar colaboradores mais preparados, a organização consegue reduzir o investimento em treinamento básicos, como os voltados para o uso de ferramentas específicas, focando seus esforços em capacitações mais estratégicas.

Por que avaliar hard skills no recrutamento?

Normalmente, as hard skills são as habilidades listadas como requisitos desejáveis ou obrigatório para uma vaga. Dessa forma, elas são parte importante do processo seletivo e ajudam a nortear a triagem dos candidatos. 

Elas devem ser mapeadas antes do início do processo e precisam constar na descrição da vaga. Dessa forma, os candidatos poderão identificar se possuem ou não as habilidades necessárias para pleitear a vaga. 

Sendo assim, além de contribuírem para a triagem dos currículos, as hard skills também podem ajudar o recrutador a guiar as entrevistas, funcionando como um checklist de perguntas para avaliar o potencial do candidato. 

Por fim, em alguns casos, essas habilidades devem ser testadas em provas e dinâmicas. Imagine que você precisa contratar um programador, por exemplo. Nesse caso, é possível realizar um teste prático para entender se ele tem conhecimento na linguagem que a organização necessita. 

Como avaliar hard skills no processo seletivo?

As hard skills podem ser avaliadas no processo seletivo utilizando técnicas e estratégias diversas. Confira algumas dicas. 

Aplique testes de conhecimentos específicos

Os testes de conhecimentos devem ser preparados de acordo com as necessidades da vaga em aberto. Assim, se a posição demanda, por exemplo, reuniões com times internacionais, é válido pensar em provas e conversas em inglês ou outros idiomas requisitados. 

Existem vários tipos de testes que podem ser aplicados, desde provas orais, exames de múltipla escolha, questões discursivas, dinâmicas, simulações e estudos de caso.

A profundidade do teste também vai variar de acordo com a fase do processo seletivo. Dessa forma, enquanto na primeira etapa pode contar com testes mais básicos e generalistas, nas fases seguintes, o ideal são análises mais técnicas, para entender o grau de conhecimento dos candidatos.

Inclua testes de raciocínio lógico

Os testes de raciocínio lógico, embora não sejam tão específicos, são ferramentas úteis para entender a capacidade de análise, solução de problemas e interpretação dos candidatos. 

Esse tipo de teste é interessante para empresas que contratam, por exemplo, muitos engenheiros ou profissionais que lidam diariamente com problemas que envolvam o raciocínio rápido. 

Use a criatividade

Além dos testes e provas tradicionais, existem outros diversos modos de avaliar as hard skills de um candidato. Por isso, é válido levantar as diferentes possibilidades e ser criativo na hora de escolher os melhores métodos. 

Alguns exemplos de testes não convencionais são hackathons, live coding, resolução de cases e até mesmo entrevistas por competências.

Aposte na gamificação

Por fim, a gamificação e os testes interativos podem ser uma forma interessante de avaliar as habilidades técnicas de um candidato, focando em uma experiência mais leve e um cenário lúdico

Desafios, dinâmicas e até batalhas de conhecimento podem ser aplicadas ao longo do processo. O interessante é que, muitas vezes, além de avaliar as hard skills, esse tipo de teste também ajuda o RH a entender as habilidades comportamentais do candidato. 

➡️ Saiba também:

Como ajudar a equipe a desenvolver hard skills?

Como vimos, as hard skills são extremamente importantes para os processos seletivos. Mas elas também precisam ser cultivadas e potencializadas nos profissionais que já estão na empresa. 

Muitas vezes, os processos de recrutamento anteriores não foram criteriosos o suficiente na escolha dos melhores candidatos. Mas os profissionais acabaram se mostrando excelentes no que diz respeito ao fit cultural

Porém, as mudanças do mercado fizeram com que o time precisasse de uma atualização no que diz respeito às tendências e novas tecnologias. 

Portanto, seja qual for o caso, cabe ao RH planejar políticas voltadas para a capacitação do time, aplicando treinamentos, workshops, palestras e programas de desenvolvimento individual. 

Além de implementar a educação corporativa, é importante focar em uma cultura que estimule o aprendizado constante e a busca por conhecimento, oferecendo benefícios como o vale-educação, parcerias com instituições de ensino, indicações de leituras e materiais complementares, entre outras estratégias. 

Baixe gratuitamente!

Quais as hard skills mais procuradas?

As habilidades mais procuradas do mercado variam muito dependendo da área de atuação de cada organização. Algumas hard skills, no entanto, são constantemente priorizados no mercado brasileiro. Confira quais são elas. 

Análise de dados

Os profissionais que conseguem reunir, analisar e interpretar dados e estatísticas para obter insights tem uma alta valorização no mercado e apresentam um maior potencial para resolver problemas, tomar decisões estratégicas e pensar fora da caixa. 

As habilidades analíticas são úteis para diversas áreas como RH, contabilidade, administração de empresas, financeiro, programação, engenharia e marketing.  

Fluência em línguas estrangeiras

Outro conhecimento muito valorizado no mercado é a fluência em línguas estrangeiras, como o inglês e o espanhol. Essa é uma competência valiosa no mundo globalizado e pode gerar um diferencial competitivo em diversas áreas, desde o turismo, até a administração de empresas. 

É importante, no entanto, saber quando a fluência realmente é necessária e em quais casos o nível básico já é suficiente. Colocar a régua muito alta nos requisitos, pode fazer com que você perca talentos incríveis. 

Habilidades de atendimento ao cliente

As habilidades relacionadas ao atendimento ao cliente também são muito valorizadas no mercado. Esse conjunto de competências envolve a personalização de ofertas, o conhecimento de produtos e serviços, o manuseio de dados e a gestão de promoções. 

Além disso, as habilidades de escrita e comunicação oral também são necessárias para posições de atendimento, assim como conhecimentos básicos de matemática. 

Conhecimentos básicos em informática

Por fim, em uma era tão digital quanto a nossa, os conhecimentos básicos de informática se tornam essenciais na grande maioria dos postos de trabalho. 

Os profissionais precisam saber o básico de ferramentas como o Microsoft Office, Google Drive, Zoom, correio eletrônico e redes sociais, além de serem capazes de realizar busca de informações na internet. 

Tendências de hard skills

As tendências de hard skills apontam, principalmente, para habilidades relacionadas à tecnologia. Um estudo realizado pela plataforma Linkedin em 2020 apontou algumas das habilidades mais demandadas ao redor do mundo, o que pode nos trazer uma ideia das necessidades que vem crescendo nos últimos anos. Confira algumas delas a seguir. 

Computação em nuvem

As empresas hoje são construídas e executadas na nuvem e podem ser acessadas por pessoas em qualquer lugar do mundo. Dessa forma, cresce a demanda por talentos com habilidades para impulsionar a arquitetura técnica, o design e a entrega de sistemas em nuvem.

Inteligência Artificial (IA)

A Inteligência Artificial já está inserida em diversos processos do mundo corporativo. Dessa forma, o mercado tem uma demanda crescente por profissionais que conseguem desenvolver e utilizar a IA e o machine learning para ajudar na otimização de tarefas.

Design UX

O dinamismo das relações de consumo também trouxe uma demanda de atenção na experiência do usuário, exigindo talentos que saibam construir produtos e soluções centradas no consumidor.

Produção de vídeo

Segundo o Relatório Global de Fenômenos da Internet de 2023 da Sandvine, os conteúdos em vídeo são responsáveis por 65% do tráfego da internet. Com o crescimento do formato, a demanda por profissionais com habilidades de pré-produção, produção, edição e animação também cresceu. 

Então, como vimos, entender quais são as hard skills mais procuradas e valorizadas é importante tanto para as empresas, na hora da contratação e seleção de talentos, quanto para os profissionais, ajudando-os a guiar seu desenvolvimento e crescimento de carreira. 

Agora que você já sabe o que são essas habilidades e como avaliá-las, que tal tornar sua gestão ainda mais estratégica? Baixe gratuitamente nosso Kit de Planejamento Estratégico para RH, com cinco materiais exclusivos. 

Material gratuito: KIT de Planejamento Estratégico para RH

Preencha o formulário e receba o KIT grátis no seu e-mail 📩

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima