Guia sobre o RH 4.0: transforme sua gestão de pessoas

Tempo de leitura: 19 minutos

O RH 4.0 veio para aliar o melhor dos dois mundos e gerar benefícios para empresas e colaboradores

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir o conteúdo!

A gestão de pessoas vive uma nova era: o RH 4.0. As premissas desse momento vão muito além do uso de ferramentas tecnológicas para melhorias nos resultados da organização. Os humanos, por trás dos profissionais, são parte integrante das análises e decisões tomadas pelas empresas.

A tecnologia deixou de ser a protagonista das soluções de desenvolvimento dos negócios e passou a ser um coadjuvante da gestão de pessoas. Os sistemas apoiam na coleta e modelagem dos dados, na gestão de equipes e na elaboração de estratégias mais eficazes de atuação no mercado, mas a base principal são as pessoas.

Todo profissional de RH precisa ter atenção com essa questão, por isso montamos esse guia completo sobre o RH 4.0 com todas as informações que você precisa conhecer para entender melhor ele tem funcionado na prática.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Acompanhe o que você vai aprender neste artigo:

O que é revolução 4.0?

Antes de começar a falar sobre o RH 4.0 em si, é importante conhecer os caminhos que levaram a gestão de pessoas até seu momento atual. Para isso, precisamos entender o que é a revolução 4.0 e como ela impactou os processos do RH.

A evolução da indústria sempre foi o principal marco das mudanças em todos os os demais setores da economia mundial. A primeira revolução industrial trouxe o vapor, a segunda trouxe novos meios de produção, a terceira trouxe a automação e, agora, vivemos a quarta revolução industrial, também chamada de revolução 4.0.

Nessa nova fase, a tecnologia da informação atua de forma mais inteligente nos processos produtivos. Os robôs operados por pessoas durante o período anterior, hoje são comandados por softwares dotados de inteligência artificial. Os bancos de dados geram análises muito mais aprofundadas e detalhistas, que promovem a inovação mais rápidas e eficientes.

Toda essa tecnologia impacta nas relações humanas, principalmente nas profissionais. O comportamento das pessoas mudou e as empresas precisam adotar medidas que consigam aliar os avanços tecnológicos com as necessidades dos novos profissionais do mercado.

O que é RH 4.0?

Assim como os demais setores, o RH também vive o seu momento 4.0. Nele, o foco é no uso inteligente das ferramentas tecnológicas. Não basta implementar um novo software, é preciso haver uma mudança na forma como os processos são realizados e no papel que os profissionais cumprem em relação ao negócio.

O RH 4.0 é sustentado por três pilares que precisam estar em perfeita sintonia. Conheça cada um deles abaixo.

Tecnologia

A tecnologia é a principal ferramenta da revolução 4.0 como um todo. A tecnologia para RH, ela passa a ser aplicada em vertentes que pareciam não ser possíveis, como na análise de perfis comportamentais e na automatização dos processos de recrutamento e seleção.

Os recursos tecnológicos, como a computação em nuvem e a conectividade, permitem que a gestão de pessoas seja feita de forma otimizada. Profissionais podem atuar remotamente sem que isso interfira em seu desempenho, e gestores podem fazer reuniões por meio de videoconferências. 

A flexibilidade nas relações entre os colaboradores e a empresa gera mais satisfação para ambos os lados. As pessoas se sentem mais felizes e isso se reflete em sua produtividade. Por outro lado, com entregas cada vez melhores, o negócio tende a evoluir mais rapidamente.

Estratégia

O uso da tecnologia isoladamente não inclui o setor de RH na revolução 4.0. É preciso ir além das ferramentas e integrá-las à estratégia da empresa. Um software de gestão de rotinas operacionais é muito importante e ajuda a dar mais agilidade ao time, mas o que eles geram de valor para o negócio?

No RH 4.0 as soluções em gestão de pessoas fazem parte do planejamento estratégico da organização. Os sistemas se voltam para questões mais analíticas, com a exploração de dados e metodologias mais avançadas. O setor de recursos humanos passa a ter um peso muito maior nas decisões sobre os rumos da empresa no mercado.

Gestão comportamental

Por fim, a gestão comportamental é o elemento que une tecnologia e estratégia para resultados verdadeiramente eficazes. A análise dos perfis comportamentais é mais do que uma ferramenta da psicologia aplicada ao RH. Ela permite entender melhor as características mais fortes de cada profissional e a utilizá-las de forma mais efetiva.

A tecnologia provê a coleta e modelagem dos dados, a estratégia define o direcionamento que a empresa pretende seguir e a gestão comportamental cruza essas duas visões para montar times mais adequados e eficientes. O alinhamento desses três pontos é a chave para o sucesso do negócio.

Quais as vantagens promovidas pelo RH tecnológico?

Um software de gestão pode transformar sua empresa, entenda!

É normal sentir uma certa insegurança em adotar mudanças mais drásticas na gestão de uma empresa. Contudo, ao perceber as vantagens que essas mudanças têm a oferecer, fica mais fácil encarar o desafio. Veja quais são as principais melhorias que o RH tecnológico proporciona.

Diminuição da burocracia

A burocracia é que muitos chamam de “mal necessário”. Alguns registros e aprovações são importantes e trazem mais segurança e validade aos processos, mas outras etapas geram mais malefícios que benefícios. A tecnologia ajuda a diminuir a quantidade de etapas desnecessárias e a tornar mais simples as que realmente precisam permanecer.

Pegando um cenário mais extremo, imagine que a aprovação de uma nova vaga dependa da assinatura e do carimbo de três pessoas diferentes. Em um sistema automatizado, essas etapas são feitas remotamente, uma nova tarefa é enviada para os responsáveis e eles aprovam ou reprovam clicando em um botão.

Além disso, muitas verificações são realizadas pelo próprio software, o que elimina a necessidade de esperar que um analista examine uma pilha de papéis para atestar todas as informações. Menos trabalho manual e mais foco no que mais importa.

Melhoria da comunicação

Um dos impactos tecnológicos mais presentes em nossa rotina é justamente na área da comunicação. Temos acesso a inúmeras ferramentas que nos conectam com outras pessoas e empresas ao redor do mundo. Por que não utilizar isso a favor do negócio?

Um RH tecnológico aproveita essas facilidades para integrar as equipes e melhorar o fluxo interno de informações. Muitas empresas já utilizam softwares específicos de colaboração, como o Slack ou o Trello, nos quais é possível gerenciar equipes e projetos. Outras, usam apenas ferramentas de comunicação, como o Skype, mas com resultados muito satisfatórios.

A grande questão é que a tecnologia permite que as pessoas tenham o acesso mais direto a qualquer outra. A hierarquização das relações de trabalho perde força e os assuntos mais importantes são discutidos de forma muito mais eficiente entre as pessoas certas, sem etapas intermediárias que acabam gerando ruídos.

Posicionamento mais estratégico

A era do RH como parte dos setores de suporte ao negócio está com seus dias contados. A tecnologia deu mais força à gestão de pessoas. Hoje, o setor consegue provar seus argumentos com números, dados estatísticos a respeitos dos colaboradores. Ou seja, o RH agora fala a mesma língua dos altos gestores da empresa.

Essa paridade ajuda a mostrar a relevância de investir na gestão mais estratégica dos colaboradores e no quanto isso pode ser benéfico para os resultados do negócio. Como consequência, o RH passa a ser um dos setores mais importantes da organização, tendo voz ativa nas decisões mais críticas. 

Aumento na produtividade

A produtividade é uma consequência de uma série de fatores. Sua variação está muito mais relacionada à satisfação dos colaboradores com a empresa e o ambiente de trabalho do que com qualquer outro fator. Limitações muito comuns em organizações que ainda atuam de forma tradicional têm um peso muito grande nessa questão.

Ter que enfrentar horas no trânsito para chegar ao escritório, cumprir o mesmo horário de sempre e ser penalizado por sair desses padrões em algum momento, são exemplos de coisas que vão minando a satisfação dos colaboradores e afetando sua produtividade.

O RH tecnológico permite que essas situações sejam minimizadas, ou mesmo eliminadas da rotina dos profissionais. As equipes podem atuar de maneira remota, os horários de trabalho são mais flexíveis e o principal valor está nas entregas realizadas por cada pessoa. Tudo isso as motiva a darem o melhor de si, gerando mais produtividade para o negócio.

Adequação dos perfis dos colaboradores e suas vagas

O ponto mais estratégico do RH tecnológico é a identificação dos perfis comportamentais dos colaboradores em relação às vagas a serem preenchidas. Cada pessoa tem características que determinam a forma como elas reagem em diferentes situações. Não existem perfis bons ou ruins. Cada vaga demanda um tipo específico.

Por meio da tecnologia, o RH consegue mapear os perfis comportamentais dos colaboradores e entender como cada equipe está formada. O intuito é encontrar um ponto de equilíbrio que ajude cada uma delas a desempenharem seu papel em relação à estratégia da empresa.

Um time de vendas, tende a precisar de mais executores e comunicadores, por exemplo. Mas pode haver um vaga nesse time que demande alguém com perfil analista para trazer equilíbrio ao grupo e não deixar que atividades mais burocráticas deixem de ser realizadas.

Como a tecnologia está sendo utilizada no RH?

O RH conta com diversas ferramentas tecnológicas que ajudam no desenvolvimento de suas atividades. A seguir, vamos falar sobre as mais impactantes no cenários do RH 4.0.

Gestão remota

A gestão remota não era uma necessidade tão forte nas empresas até alguns anos atrás. Mas, depois de tantas facilidades conquistadas pelos profissionais, a flexibilidade se tornou um quesito mais relevante nos processos seletivos. Em outras palavras, os profissionais escolhem as empresas mais flexíveis.

As ferramentas de gestão remota permitem que os líderes consigam gerenciar suas equipes mesmo à distância. Eles podem acompanhar o andamento das entregas, realizar reuniões individuais ou em grupo, alocar colaboradores em clientes ou cidades estratégicas entre diversas outras possibilidades. A distância já não é mais um empecilho!

Inteligência artificial

A inteligência artificial já vem sendo aplicada na automação de interações. Elas podem começar ainda no processo seletivo, com uma entrevista preliminar feita por um robô. Outros canais internos de comunicação podem contar com automações nesse sentido, para dar mais agilidade na busca por informações e demandar menos esforços humanos em tarefas operacionais.

People analytics

O people analytics é uma abordagem que visa traduzir as informações qualitativas dos colaboradores em quantitativas para os gestores e decisores. É uma das evoluções mais aguardadas e importantes para o RH, pois consegue comprovar questões que antes eram intuitivas ou pouco valorizadas.

Em lugar de dizer “acho que esse candidato é o melhor”, o people analytics permite dizer “esse candidato apresentou um fit de 90% com a vaga. Na gestão do dia a dia, as análises ajudam a acompanhar o desempenho dos profissionais e identificar pontos de melhorias que demandem uma intervenção do time de treinamento e desenvolvimento.

Soluções em nuvem

As soluções em nuvem trouxeram benefícios para todas as áreas das empresas. A começar pela redução de custos com a manutenção de servidores internos e o aumento na segurança do armazenamento. Mas, para o RH 4.0, o grande diferencial está na acessibilidade às informações.

Com os sistemas da empresa todos em nuvem, não existe mais a necessidade de exigir que os colaboradores estejam todos os dias na empresa fisicamente. Os softwares de gestão remota ajudam na administração da rotina e todos saem ganhando.

Software de gestão

Voltando a atenção para a rotina interna do RH, os softwares de gestão estão mais sofisticados e relevantes. As soluções atendem a todas as rotinas operacionais de forma automatizada e permite integração com diferentes ferramentas do próprio setor ou de outros. A gestão de pessoas se torna muito mais eficiente, focando os esforços dos analistas em questões mais estratégicas.

Quais as tendências tecnológicas para o RH?

O RH 4.0 é algo que já está presente no mercado, mas que ainda é novidade para muitas empresas. Algumas tendências ajudam a explicar a necessidade de adotar novas medidas, como as a que listamos abaixo.

Multidisciplinaridade dos profissionais

O mercado tem exigido profissionais multidisciplinares para atender à demanda de mudanças e inovações constantes. É preciso contar com pessoas mais flexíveis, com boa bagagem e que são mais difíceis de serem encontradas. A tecnologia ajuda a chegar até essas pessoas com propostas mais atrativas para elas e relevantes para o negócio.

Veja mais:

Como humanizar o RH e mantê-lo tecnológico?

Conheça 15 vantagens de usar software de gestão de recursos humanos.

Guia: entenda definitivamente o que são soft skills

Descentralização da gestão

Os sistemas hierárquicos tradicionais já não são mais tão eficientes. Os profissionais de hoje têm mais autonomia para tomar decisões importantes. Ao contrário dos chefes, os líderes ouvem seus liderados e mantém um diálogo mais aberto. 

As ferramentas tecnológicas do cotidiano contribui com essa aproximação e permite que a gestão das áreas seja feita de forma mais democrática e eficaz.  

Fortalecimento da cultura organizacional

A cultura organizacional é a principal responsável pela impressão que a empresa deixa no mercado. No RH atual, ela é utilizada de forma estratégica ao aliar valores e crenças da organização e das pessoas

Essa sinergia fortalece os laços profissionais entre os colaboradores e aumenta a sensação de pertencimento. Fatores que impactam na motivação e, consequentemente, na produtividade. 

Recursos on-line

O uso de recursos on-line permite diversas facilidades na rotina dos profissionais. Os gestores podem gerenciar suas equipes remotamente, acompanhar o desenvolvimento das atividades e até mesmo realizar reuniões. Os colaboradores têm mais flexibilidade de horários e locais, podendo resolver o que precisam por meio da internet.

Como o RH 4.0 tem se destacado em relação ao tradicional?

Até aqui, já vimos que o RH 4.0 apresenta diversas diferenças em relação ao tradicional. Mas, como isso se destaca na prática? É o que vamos mostrar nesta seção.

Processos seletivos mais eficazes

Com a ajuda da inteligência artificial e das análises de informações mais completas, os processos seletivos estão mais eficazes. A melhoria é percebida desde a descrição mais detalhada das vagas até a contratação de profissionais mais adequados às necessidades e estratégias do negócio.

Aumento na retenção de talentos

O clima organizacional é fundamental para conseguir manter e segurar os talentos da sua empresa

O RH 4.0 proporciona uma gestão de pessoas mais atenta às demandas dos profissionais, dessa forma a retenção de talentos torna-se mais possível e acessível.

Isso implica em esforços para a melhoria do clima e da satisfação de todos por meio de uma cultura de feedback mais forte e um diálogo mais aberto. Os colaboradores se sentem parte de algo maior e deixam de ter motivos para sair.

Desenvolvimento de times mais fortes

O uso de people analytics na gestão permite a identificação mais clara das deficiências dos profissionais e dos times que precisam ser trabalhadas. Com isso, os planos de treinamento e desenvolvimento são mais focados nas estratégias do negócio, gerando uma base de talentos ainda mais forte.

Crescimento do negócio no mercado

Com times bem desenvolvidos e uma grande base de informações sendo trabalhada o tempo todo, o crescimento do negócio é inevitável. O cruzamento entre as demandas da organização com as características dos profissionais eleva o conhecimento interno da empresa e ajuda a traçar planejamentos muito mais eficientes.

Colaboradores mais felizes e produtivos

Voltando a atenção para as pessoas, o RH 4.0 atua aliando as necessidades de cada um às necessidades do negócio como um todo. Logo, ambas as partes são atendidas e isso aumenta a proximidade dessa relação. Os colaboradores se sentem mais felizes por serem parte de algo no qual acreditam e, com isso, são mais produtivos.

Quais os desafios do RH 4.0?

Como qualquer novidade do mercado, o RH 4.0 ainda enfrenta muitos desafios para se instalar de vez nas empresas. Listamos aqui alguns dos mais relevantes, confira.

Romper paradigmas ideológicos de empresas tradicionais

Romper paradigmas não é algo tão simples. Muitas empresas estão há décadas no mercado e se sentem confortáveis em seguir atuando como fizeram até aqui. A grande questão de empresários nesse cenário é que seus negócios cresceram e se desenvolveram muito bem até aqui, por que mexer “em time que está ganhando”?

O papel do RH, nesses casos, é mostrar que o mercado já mudou. Provavelmente a organização já vem sofrendo com aumento no turnover e dificuldade em contratar profissionais com skills mais elevadas. Fatores que podem ser comprovados por números, se apresentados da forma certa.

Obter apoio da alta gestão da empresa

Em outros casos, gestores e demais profissionais já entendem a necessidade de mudanças, mas ficam à mercê das decisões tomadas pela alta gestão, que nem sempre é tão aberta ao diálogo. 

Então, o desafio é se aproximar dos decisores e mostrar as vantagens que a implementação de mudanças no RH pode proporcionar ao negócio. É preciso ter paciência e agir com perspicácia para romper essa barreira. 

Implementar uma cultura forte

Mais um momento delicado está na mudança cultural da organização. Ela determina a forma como as pessoas devem se comportar no dia a dia, e muitos hábitos passam a não fazer mais sentido com a chegada do RH 4.0. Uma mudança de hábitos, cultivados ao longo de tantos anos, não é assim tão simples.

O RH precisa identificar quem são as pessoas que não se encaixam nas novas exigências da empresa e definir quais serão desenvolvidas e quais precisarão ser substituídas. Aos poucos, a nova cultura vai se espalhando e se fortalecendo, mas até lá, tem muito trabalho a ser feito.

Lidar com as diferenças geracionais

Um dos desafios mais importantes que vivemos na atualidade são as diferenças entre as gerações. Cada uma foi desenvolvida com valores e preceitos diferentes, o que acaba gerando conflitos na rotina de uma organização. 

Para as gerações mais novas, os conceitos do RH 4.0 fazem bastante sentido e atendem bem às suas demandas profissionais. Para os mais antigos, a coisa complica um pouco. Nem todos estão digitalmente adaptados e isso causa certa resistência às novidades. 

Enfim, o RH 4.0 é uma realidade que já está presente em muitas empresas, mas que ainda tem muito espaço para conquistar. Com ele, a evolução da tecnologia não é mais uma ameaça aos profissionais, mas sim um potencializador de suas capacidades. Hoje, a migração para esse novo modelo é um diferencial, mas amanhã será uma questão de sobrevivência. Antecipe-se!

Depois de aprender tantas coisas sobre as novas tendências em gestão de pessoas, que tal começar a aplicar algumas mudanças? Veja neste artigo tudo o que precisa saber sobre recrutamento e seleção e aplique em sua empresa!


11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] conteúdo, vamos falar sobre como ter um RH estratégico e tecnológico sem perder o seu lado humano. Continue a […]

trackback

[…] isso, além de nos mantermos atualizados sobre essas mudanças, é essencial incorporar a tecnologia no RH. Muitas são as alternativas e tendências que trazem mais assertividade e agilidade para os […]

trackback

[…] é um problema, pois uma gestão hi-tech é fundamental para qualquer empresa atualmente. O uso da tecnologia serve para potencializar as […]

trackback

[…] basta somente investir na aquisição de tecnologias, as empresas devem qualificar sua equipe de comunicação, a fim de que esses utilizem as […]

trackback

[…] o gestor de RH, conhecer os comportamentos dos colaboradores é fundamental. A taxa de absenteísmo leva em […]

trackback

[…] uma época no meio empresarial em que o uso de novas tecnologias, especialmente na área de software, eram um luxo. Poucas empresas podiam pagar por tal vantagem e, […]

trackback

[…] Mais do que um apanhado de características, você sabia que a distinção de entre os perfis comportamentais é uma importante ferramenta que ajuda no aumento da produtividade das empresas e na busca pela excelência dos resultados. Acompanhar o perfil comportamental do seu colaborador, portanto, é uma necessidade que pode ser facilitada pela tecnologia. […]

trackback

[…] já sabemos da importância da tecnologia para as empresas e o quanto ela faz parte do dia a dia de todos os setores. Isso não é diferente para o […]

trackback

[…] todos os componentes de uma empresa de maneira multidisciplinar. Coletar informações básicas em softwares especializados (como endereço, cargo, etc.) já não é mais o suficiente. É preciso ir mais […]

trackback

[…] Guia completo sobre o RH 4.0: transforme sua gestão e alcance melhores resultados […]

trackback

[…] da tecnologia ser uma grande aliada do RH e tendência atual para o setor, é possível inovar no processo de recrutamento e seleção de […]