Gestão de RH: tudo o que você precisa saber sobre a área

Tempo de leitura: 23 minutos

Está sem tempo para ler este artigo sobre Gestão de RH? Experimente ouvir a narração. Aperte o play!

Você sabe o que é gestão de RH e o que faz um profissional dessa área? O departamento pessoal já foi um setor de pequena importância, focado apenas nos processos burocráticos dentro das organizações. 

Com o passar dos anos, no entanto, o setor conquistou maior relevância, atuando de forma estratégica e sendo um dos principais influenciadores para a produtividade e o sucesso do negócio. 

Neste artigo, explicamos um pouco mais sobre a área, quais as principais funções do gestor de RH e como a tecnologia pode ajudar a otimizar processos. Quer ficar por dentro do assunto? Então, confira! 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é gestão de RH?

Gestão de RH é uma área estratégica dentro da empresa que visa o desenvolvimento e a potencialização do capital humano.

Seu foco principal está no gerenciamento dos colaboradores da organização em 2 grandes frentes: Departamento Pessoal, que envolve as questões mais burocráticas, e RH, que lida com questões mais gerenciais e estratégicas.

Ainda, quando realizada de forma eficiente, torna-se um importante diferencial para as empresas.

O gerenciamento estratégico dos talentos é capaz de aumentar a produtividade e o engajamento dos times, proporcionando melhores resultados, tanto operacionais quanto financeiros para a organização.

Qual a origem da gestão de RH?

A área de Recursos Humanos teve seu início no século XIX, durante a Revolução Industrial, e tinha o nome de Relações Industriais.

Naquela época, a sua função era estabelecer um bom relacionamento entre empresários e trabalhadores por meio de processos burocráticos bem definidos.

Algum tempo depois, o setor começou a ser chamado de Departamento Pessoal, com as mesmas funções que conhecemos atualmente.

Em meados dos anos 90, as organizações começaram a voltar os olhos para a retenção e a valorização de talentos, percebendo que essas estratégias seriam um importante diferencial competitivo.

Com isso, a área de Recursos Humanos passou a atuar de modo mais estratégico, estabelecendo critérios de recrutamento e seleção, planos de carreira, desenvolvimento e retenção de talentos. 

Hoje, a gestão de RH é considerada uma fórmula essencial para garantir a produtividade dos colaboradores e melhorar o desempenho da empresa no mercado.

Em muitos casos, a área ocupa uma posição mais elevada no organograma, bem próxima da alta gestão e das decisões centrais do negócio.

Qual a importância da gestão de RH?

A gestão de Recursos Humanos é uma área estratégica que atua com foco nas pessoas, buscando ajudá-las a alcançar metas e resultados.

Dessa forma, ela traz diversos benefícios, tanto para a empresa quanto para os colaboradores. A seguir, listamos algumas das vantagens que a área pode proporcionar.

Contratações mais eficientes

Com uma boa gestão de RH e utilizando ferramentas como o mapeamento comportamental, é possível realizar processos seletivos mais eficientes e encontrar talentos que contem com as habilidades desejadas e estejam alinhados com a cultura organizacional da empresa.

Retenção de talentos

Implantando treinamentos, capacitações, benefícios e planos de carreira, o RH consegue valorizar a experiência do colaborador, retendo talentos importantes e minimizando as taxas de turnover.

Melhora na produtividade e motivação da equipe

A valorização das pessoas e o reconhecimento de resultados promovidos pelo RH também são poderosas ferramentas para motivar e engajar os colaboradores. Dessa forma, é possível melhorar a produtividade da equipe e conquistar um aumento de rendimento em até 50%.

Melhora no clima organizacional

Chamamos de clima organizacional a forma como o colaborador vê a empresa e se sente em seu local de trabalho.

Assim, uma boa gestão de RH é fundamental para despertar um sentimento de pertencimento, engajamento e satisfação na equipe, melhorando as relações interpessoais e, consequentemente, a produtividade do time.

Alinhamento dos objetivos corporativos

Outra vantagem de uma boa gestão de RH é a possibilidade de alinhar os objetivos e metas da organização com as expectativas dos colaboradores.

Por meio de ações de comunicação, eventos internos, reuniões, integração de novos funcionários e uma cultura de feedbacks, é possível melhorar o engajamento da equipe e criar um canal de comunicação transparente entre RH e colaboradores, possibilitando o impulsionamento das pessoas em busca dos propósitos da empresa.

banner para baixar ebook e aprender a fazer pesquisa de clima com a Sólides, melhorando a gestão de rh da empresa

O que faz um gestor de RH?

A área de RH é bastante ampla e diversificada, o que faz com que um gestor de RH possa escolher entre ser mais generalista ou se especializar em uma das subáreas. Veja qual é o papel do gestor de RH em cada uma dessas frentes.

Gestor de RH generalista

Um gestor de RH generalista é responsável por várias atividades no setor, que podem ser focadas apenas em DP ou envolver todo o RH.

É um tipo de cargo bastante comum em pequenas empresas, onde o time é mais reduzido e uma única pessoa é capaz de lidar com todas as rotinas do setor sozinha.

No outro extremo, um gestor de RH generalista pode atuar como gerente ou diretor do RH, em uma posição mais estratégica.

O conhecimento mais amplo de todos os subsistemas da área ajuda a ter uma gestão de RH mais eficiente e bem fundamentada.

Gestor de RH especialista

O gestor de RH especialista é o profissional que foca em apenas um subsistema do RH.

Sendo assim, em lugar de lidar com vários processos de forma superficial, essa pessoa se aprofunda em uma única área para realizar suas atividades com maior excelência.

É um tipo de cargo mais comum em empresas de médio e grande porte, que têm mais funcionários para serem gerenciados e uma preocupação maior com a qualidade dessa gestão.

Nesse cenário, é possível crescer bastante na carreira, abrindo portas para as grandes corporações.

Quais são os subsistemas do RH? 

Para compreender melhor o que faz um gestor de RH na prática, é preciso conhecer os diferentes subsistemas da área. Assim, fica mais fácil compreender a atuação tanto dos profissionais generalistas quanto dos especialistas. Confira!

Recrutamento e seleção

A área é responsável pela atração, seleção, entrevistas, contratações e integração de novos colaboradores. Assim, ela atua desde a elaboração da vaga e definição de pré-requisitos até a divulgação da oportunidade em diversos canais.

O recrutamento é a porta de entrada dos profissionais na empresa e precisa ser feito com muito cuidado.

Uma contratação malfeita causa uma série de prejuízos, que vão desde os gastos com uma rescisão precoce até a queda na produtividade e impactos no clima organizacional.

Departamento Pessoal

As atividades burocráticas de Departamento Pessoal também são funções do RH.

Logo, esse setor é responsável por recolher documentos, gerenciar a folha de pagamento, recolher FGTS e INSS, acompanhar bancos de horas, entre outras demandas diárias.

Em empresas muito pequenas, as questões que envolvem cálculos costumam ser realizadas por uma contabilidade externa.

Nesse caso, o gestor de RH precisa apenas garantir que tudo está sendo feito corretamente.

Já em empresas maiores, onde todas as atividades do DP são internas, a estrutura da área pode ir desde uma pessoa cuidando de tudo até um responsável por cada processo, como um analista para folha de pagamento, outro para controle de jornada e assim por diante.

Remuneração e benefícios

Outra função do RH é a gestão de benefícios adicionais, como plano de saúde e odontológico, e a criação do plano de cargos e salários, que possibilita a implementação de planos de carreira e oportunidade de crescimento dentro da organização.

Em muitas empresas, a gestão de benefícios é realizada dentro da rotina do DP, em outras, existe uma área apenas para isso.

Já a área de remuneração tem sido utilizada como um importante diferencial.

Profissionais especialistas nessa função são capazes de criar planos de cargos e salários muito interessantes, tanto para a atração de bons candidatos quanto para a retenção dos melhores talentos da organização.

funcionária sorrindo para colega de trabalho ao lado mostrando a boa gestão de RH
Trabalhadores ficam mais engajados e felizes com clima organizacional adequado

Gerenciamento do clima organizacional

Como já citamos, um bom clima organizacional é fundamental para garantir o bem-estar dos colaboradores e uma equipe produtiva. Portanto, a gestão de RH também é responsável por gerenciar esse clima e atuar na resolução de conflitos.

Para isso, a área conta com uma série de instrumentos que ajudam desde o diagnóstico do clima até a aplicação de planos de ação e acompanhamento dos resultados.

Nesse sentido, a gestão de RH pode realizar pesquisas de clima periodicamente e investir em treinamentos e ações de fortalecimento da cultura e dos relacionamentos internos.

Treinamento e desenvolvimento

O RH também atua no desenvolvimento de programas e treinamentos de capacitação, com o intuito de garantir colaboradores atualizados, produtivos e valorizados, proporcionando, assim, uma maior retenção de talentos.

Nesse contexto, a área de T&D proporciona benefícios para ambas as partes: colaborador e empresa.

Do ponto de vista dos colaboradores, é uma excelente oportunidade de crescimento profissional, o que promove uma alavancagem na carreira.

Do ponto de vista da empresa, é uma frente que melhora a base de conhecimento, a execução dos processos e fomenta a inovação do negócio.

Cumprimento da legislação trabalhista

Por fim, uma função importante do departamento é o acompanhamento da legislação vigente.

Para tanto, o RH deve estar atento para verificar se a organização está cumprindo todas as obrigações trabalhistas, bem como, acompanhar mudanças e adequações nas leis. 

Em geral, essa é uma atribuição da parte de DP, onde pode até ser necessário o envolvimento de uma pessoa da área jurídica.

De toda forma, essa frente é essencial para minimizar problemas futuros e reduzir custos com processos de ex-funcionários e sindicatos de categoria.

banner vermelho convidando para baixar ebook sobre planejamento de treinamentos por perfis de equipes com o objetivo de melhorar a gestao de rh e ilustração de duas pessoas

Quais características um bom gestor de RH precisa ter?

O gestor de RH é o profissional responsável por desenvolver e engajar os colaboradores. Sendo assim, é importante que ele conte com algumas características e habilidades específicas, como:

  • saber motivar e engajar;
  • bom gerenciamento de tempo;
  • perfil inovador;
  • boa comunicação;
  • proatividade;
  • organização;
  • persuasão;
  • liderança;
  • capacidade de trabalhar sobre pressão;
  • visão estratégica;
  • foco em resultados;
  • confiança;
  • empatia.

Mas mesmo que o gestor já conte com algumas dessas habilidades, é importante estar sempre atualizado, buscando por programas de treinamento e capacitação que ajudem a desenvolver e complementar as soft skills.

Afinal, como se desenvolver na área?

Como vimos, o gestor de RH deve buscar novos conhecimentos e se desenvolver para atuar na área com mais eficiência.

Para tanto, ele precisa recorrer a treinamentos, cursos e materiais que possam complementar suas habilidades e ajudar no desenvolvimento de novas competências.

A seguir, listamos 7 dicas de alguns cursos online gratuitos e livros interessantes que podem ser úteis para quem quer se desenvolver na área.

Cursos e treinamentos

Além da graduação em gestão de RH, sobre a qual falaremos em um tópico adiante, é importante que o profissional busque por treinamentos específicos para cada uma das funções da área.

Nesse sentido, a Universidade Sólides conta com alguns cursos online gratuitos que você precisa conhecer.

Livros

Os livros também são boas ferramentas para ajudar o profissional de RH a adquirir conhecimento e aplicá-lo no dia a dia corporativo.

No mercado, é possível encontrar uma grande oferta de obras escritas por especialistas no assunto. Para ajudar você a escolher algumas, listamos três dos principais livros sobre gestão de pessoas. Acompanhe!

Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações — Idalberto Chiavenato

Uma das obras básicas para quem trabalha na área de RH, esse livro se desenrola a partir dos desafios enfrentados por profissionais da área.

Para gerenciá-los, o autor propõe seis métodos de gestão: agregar, recompensar, desenvolver, monitorar, manter e aplicar pessoas.

Comunicação Não-Violenta — Marshall B. Rosenberg

Focado em uma comunicação mais leve e livre de ruídos, esse livro é um manual prático e didático que propõe aprimorar os relacionamentos interpessoais por meio de novas técnicas de comunicação.

A obra é uma boa pedida para quem deseja melhorar o clima organizacional e construir uma relação agradável entre as equipes.

O monge e o executivo: Uma história sobre a essência da liderança — James C. Hunter

A obra conta a história de um executivo que se tornou monge. Em paralelo a isso, o autor ressalta as qualidades que um bom líder deve desenvolver e como ele pode influenciar a equipe de modo positivo.

As propostas abordadas são boas dicas para o gestor de RH aplicar no dia a dia do departamento.

Como é o curso de Recursos Humanos?

Entre as dicas que demos anteriormente sobre como se tornar um gestor de RH, uma delas merece destaque, que é a formação acadêmica.

Ter uma boa base teórica formal é muito importante para que o profissional conheça as boas práticas e os temas básicos da área e desempenhe seu papel nas empresas com excelência. 

Separamos o tema entre a graduação e as possibilidades de especialização mais realizadas pelos profissionais da área na atualidade. Acompanhe!

Graduação

Existem diversos cursos de graduação que podem ajudar um profissional a desempenhar bem as funções do RH, tais como:

  • Bacharelado em psicologia: indicado para quem deseja se especializar em psicologia organizacional, carreira e treinamento e desenvolvimento;
  • Bacharelado em administração: boa opção para quem deseja ser mais generalista;
  • Bacharelado em ciências contábeis: para quem pretende se aprofundar na parte de DP, principalmente em folha de pagamento e encargos.

Contudo, a melhor graduação para quem deseja seguir carreira no RH é o tecnólogo em RH, uma graduação com duração de 2 anos totalmente focada nos subsistemas da área. Por ser mais direcionado, apresenta todas as possibilidades de atuação do profissional de forma mais estruturada e focada. As principais disciplinas do curso são:

  • administração de Recursos Humanos;
  • análise de desempenho;
  • legislação trabalhista e empresarial;
  • treinamento e desenvolvimento;
  • gestão de conflitos;
  • gestão de cargos e salários;
  • gestão organizacional.

Os egressos do curso saem com uma base muito bem formada para iniciarem a carreira tanto em vagas generalistas quanto para seguir por uma especialização.

Opções de especialização

Quem deseja seguir se especializando ou mesmo quem vem de outra área e quer migrar para o RH, há várias opções de especializações, como as que traremos a seguir.

Gestão estratégica de pessoas

O curso de gestão estratégica de pessoas tem como foco principal ensinar a seus alunos a fazer com que as pessoas passem a ocupar o centro das estratégias das empresas. Com isso, ele traz disciplinas que ajudam a compreender as relações laborais e a gerenciá-las com mais inteligência, usando dados e modelos de gestão eficientes.

Coaching organizacional

O coaching organizacional é uma das especializações voltadas para o desenvolvimento de pessoas. Ele vai além da orientação profissional ou da criação de um PDI, sendo um modelo mais robusto e completo, com diversas práticas e ferramentas de potencialização dos resultados. 

Apesar do termo coach ter sido banalizado nos últimos anos, existem organizações sérias que ajudam profissionais que desejam se especializar nessa área. Logo, é muito importante que esse tipo de especialização seja realizado em instituições como estas, para evitar o charlatanismo.

Desenvolvimento de pessoas

A especialização em desenvolvimento de pessoas é uma ótima escolha para quem deseja aprofundar seus conhecimentos em T&D e carreira. O curso aborda metodologias e boas práticas para ajudar as pessoas a evoluírem profissionalmente e conseguirem traçar planos de desenvolvimento mais efetivos.

Direito trabalhista

A especialização em direito trabalhista é mais indicada para quem tem o direito como graduação, mas também pode ser feita por profissionais de RH em geral que lidam com a legislação em seu dia a dia. Trata-se de um curso muito importante para compreender melhor as leis do trabalho e conseguir segui-las corretamente.

Qual o salário de um gestor de RH?

A média salarial de um gestor de RH, no Brasil, está em torno de R$ 3.500,00 a R$ 3.800,00, mas esse valor pode variar bastante conforme a região geográfica, área de atuação e o nível de senioridade do profissional. 

De toda forma, o salário das posições iniciais tem apresentado uma média de R$ 2.500,00 e os ganhos nas posições mais seniores ultrapassam os R$ 6.000,00.

Em empresas maiores e cargos mais especializados ou de alta gestão, os valores aumentam. Logo, é uma área com bastante campo e espaço para o crescimento, na qual vale muito a pena investir!

gestora de rh trabalhando sorridente em frente ao computador

Quais as tendências de Recursos Humanos para os próximos anos?

Assim como nas demais áreas da empresa, o RH tem evoluído bastante nos últimos anos e sempre tem alguma novidade para acompanhar.

Abaixo, selecionamos algumas das principais tendências que precisam estar no seu radar para que você seja um profissional de destaque na área.

People analytics

O People Analytics é um conjunto de análises baseadas em dados que surgiu com a evolução da tecnologia para o RH.

Suas premissas estão na tangibilização das análises da gestão de RH, por meio da coleta estruturada de informações sobre perfis, comportamentos e resultados.

Hoje, uma empresa dificilmente consegue atuar de forma estratégica no mercado sem o uso da análise de dados. No caso do RH, esse é o principal ponto de diferenciação e de valor a ser entregue à organização. 

Desse modo, profissionais que se atentam a isso e investem nessa frente, saem na frente e se destacam tanto na conquista das melhores vagas quanto na geração de melhores resultados e ascensão na carreira. 

Fortalecimento do employee experience

As novas gerações que já estão no mercado de trabalho não seguem os mesmo padrões de gerações passadas, que eram mais passivas e dóceis.

Os jovens de hoje demandam atenção, querem ser valorizados como indivíduos e estão dispostos a trocar de empresa com muito mais facilidade do que as gerações passadas.

Por isso, é fundamental aprimorar as práticas de employee experience ou experiência do colaborador. Elas podem ser um dos pilares centrais das ações de retenção de talentos da empresa.

Aumento na adesão ao modelo híbrido de trabalho

A pandemia da COVID-19 trouxe uma visão totalmente diferente sobre o home office. Muitas empresas e profissionais que não conheciam o trabalho à distância puderam experimentá-lo, com seus pontos positivos e negativos.

Assim, novos hábitos foram criados e a volta ao presencial deixou de ser tão almejada por muitos.

O formato híbrido surgiu como uma alternativa que estabelece um meio-termo entre o remoto e o presencial, permitindo que se aproveite o melhor de cada um.

A tendência é que o volume de pessoas a adotarem esse formato seja cada vez maior, gerando desafios novos para a gestão de pessoas.

Capacitação das lideranças

O aumento nos investimentos em capacitação das lideranças é outra tendência que tem sido bastante adotada pelas empresas.

Os líderes exercem um papel fundamental no desenvolvimento e motivação de seus times, o que faz com que seja mais barato e estratégico focar uma boa parte dos esforços neles.

Para o RH, o desafio é acompanhar as inovações tecnológicas e de modelos de gestão para conseguir proporcionar capacitações melhor direcionadas.

Essa frente é uma das grandes responsáveis pela evolução dos negócios, tornando-os mais atrativos para os clientes e ameaçadores para os concorrentes.

Treinamento e desenvolvimento online

O uso de plataformas online para treinamento e desenvolvimento vinha em uma crescente até 2019, mas, sem dúvidas, a pandemia acabou potencializando tudo isso.

As pessoas se tornaram mais receptivas a esse formato de ensino, que é mais barato para as empresas e tem a capacidade de alcançar mais pessoas.

A educação corporativa está entre essas iniciativas e oferece uma excelente fonte de desenvolvimento técnico e comportamental aos colaboradores.

Aqui na Sólides, por exemplo, temos a Universidade Sólides, que conta com uma série de cursos e certificações voltados para gestores de RH.

Como a tecnologia pode ajudar a gestão de RH?

Aderir a soluções e tecnologias mais modernas pode ser a chave para melhorar a qualidade dos processos de RH e proporcionar uma estratégia mais eficiente.

No entanto, com tantas novidades, é normal que o profissional acabe ficando em dúvida e até um pouco perdido.

Para ajudar nessa situação, vamos apresentar algumas tecnologias e cases de sucesso que podem auxiliar sua gestão de RH e garantir mais produtividade para o departamento. 

Melhora nos processos seletivos com mapeamento comportamental

O Profiler é o sistema de mapeamento comportamental desenvolvido pela Sólides. A ferramenta identifica perfis de comportamento e competências dos profissionais com base em quatro perfis: analista, comunicador, planejador e executor.

Dessa forma, é possível realizar processos seletivos mais alinhados e eficientes, buscando profissionais que apresentem as características certas para cada vaga, não só no que diz respeito às competências técnicas, mas também às soft skills.

Um case de sucesso da ferramenta é a Hotmart, que já utiliza o Profiler há mais de 3 anos, tanto no Brasil quanto em outros 7 países. De acordo com o líder de recrutamento e seleção, a solução trouxe resultados de sucesso e é uma etapa fundamental em seus processos seletivos.

Redução de Turnover por meio de pesquisas de clima

Já falamos anteriormente sobre como um bom clima organizacional é importante para garantir o bem-estar dos colaboradores e reduzir problemas, como o absenteísmo e as taxas de turnover.

No entanto, para conseguir dados relevantes sobre o clima, é preciso apostar em ferramentas que consigam mensurar as percepções da equipe. Nesse sentido, uma solução bastante eficiente é a Pesquisa de Clima da Sólides.

Com essa ferramenta, o RH consegue automatizar, personalizar e acompanhar relatórios em tempo real, mapeando um panorama sobre o clima e criando estratégias para o desenvolvimento dos profissionais.

A solução foi a escolha do Grupo Salsa, uma empresa que atua há mais de 50 anos no varejo de joias. De acordo com os gestores de RH da organização, a ferramenta foi de grande ajuda na tomada de decisões sobre planos de carreira e treinamentos, fazendo com que o turnover fosse reduzido de 10% para 0,5%.

Contratações mais rápidas e otimizadas com People Analytics

Ferramentas de análise de dados, inteligência artificial e People Analytics também são uma aposta para otimizar processos burocráticos do RH e fazer com que eles fiquem mais rápidos.

Assim, você consegue desafogar os profissionais do departamento e dar mais tempo para que eles foquem em outras demandas. 

Essa foi a experiência da Unimed Federação Minas ao contratar a plataforma Sólides. A equipe precisava dedicar muito tempo na triagem de currículos e acabava perdendo oportunidades de atuar de forma estratégica na gestão dos colaboradores.

Após adquirir a solução para Recrutamento e Seleção, a empresa conseguiu automatizar processos e acompanhar com mais proximidade os candidatos e colaboradores, criando uma engenharia de cargos eficiente.

banner azul para baixar um ebook Recursos Humanos: o guia completo para quem quer apostar na área de gestao de rh

Conclusão

A gestão de RH é uma área importante e estratégica para o sucesso da organização. Isso porque, ela é responsável pela captação, treinamento e desenvolvimento de pessoas e auxilia diretamente na produtividade e eficiência dos colaboradores.

Logo, para que o gestor de RH consiga realizar suas demandas de forma mais otimizada, a dica é aprimorar os conhecimentos constantemente.

O mercado é dinâmico, com tecnologias e metodologias novas surgindo a todo instante. O profissional que entende isso e busca estar sempre atualizado, se destaca e consegue os melhores cargos nas melhores empresas.

Agora que você já conhece mais sobre a gestão de RH e as demandas do profissional da área, baixe nosso e-book sobre Recursos Humanos: o guia completo para quem quer apostar na área.

Veja também: