Gestão de alta performance: o que é, dicas para aplicar e um case de sucesso 

Confira o que é a gestão de alta performance, dicas e um case exclusivo com detalhes de como um diretor teve sucesso ao aplicar!
gestão de alta performance
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

A gestão de alta performance envolve a implementação de um modelo de gestão mais eficaz, capaz de gerar resultados de grande relevância. 

A necessidade de se ter uma gestão de alta performance vem do aumento da competição  no ambiente empresarial, como Andy Grove, ex-CEO da Intel, em seu livro "Gestão de Alta Performance", já ressaltava em 1995. 

De lá para cá, essa competição só se acirrou, o ciclo de vida dos produtos e das empresas diminuíram, grandes organizações faliram, novos mercados foram criados. Boa parte disso se deve ao avanço da tecnologia, que atinge todos os mercados. 

Diante desse cenário, uma gestão de alto desempenho ganha relevância, pois promove a adaptação às mudanças de forma ágil, viabilizando no primeiro momento a  sobrevivência nesse ambiente hostila superação desse momento e, na sequênciaassim, o sucesso da organização. 

Convidamos você a continuar a leitura deste artigo completo, no qual exploraremos quais os benefícios da gestão de alta performance, como implementá-la e, por fim, um case de sucesso de como se tornar um gestor de alta performance.

O que é a gestão de alta performance? 

A gestão de alta performance é uma abordagem estratégica e holística para liderar e  otimizar o desempenho de uma organização ou equipe, buscando alcançar resultados  excepcionais e sustentáveis. 

Assim, ao adotá-la, as empresas passam a superar as expectativas dos clientes, aprimorando significativamente sua experiência com a marca. 

Em um primeiro momento, pode-se pensar que gestão de alta performance significa ter  rotinas, disciplina, padrões e apenas medir o desempenho de tudo na empresa, mas não é bem assim. 

A gestão de alta performance é sobre também desenvolver uma maior tolerância ao caos. Isto não significa que você deve cruzar os braços e aceitar a desordem. Muito pelo  contrário, deve-se buscar sempre manter a sua área ou empresa em funcionamento.

Como Grove sugere, o gestor de alta performance precisa saber lidar com as transformações que estão ocorrendo no seu setor, país ou até fora dele.  O gestor deve  estar preparado para lidar com o caos.  

Para exemplificar como isso acontece na prática, abordamos, ao decorrer do artigo, como esse modelo ajudou um gestor a lidar com o "choque" da perda expressiva de receita da sua empresa. Agora, além dessa capacidade de se adaptar e conviver com o caos, o que mais a empresa ou equipe ganham com a implementação da gestão de alta performance?

Equipe de alto desempenho: o que é, características e 6 dicas de como criar uma

Quais os benefícios da gestão de alta performance?

Tendo em vista que a competição está cada vez mais acirrada no mercado, o gestor de  alta performance deve sempre pensar em como pode melhorar o resultado da sua  equipe ou empresa, visando a sobrevivência e melhores resultados. 

Caso contrário, ele será substituído por outro mais ambicioso, que faz em menos tempo e melhor do que ele faz atualmente. Ou seja, será substituído por um gestor que  aplica a gestão de alta performance e que proporciona os seguintes benefícios: 

Aumento de receitas e redução de custos  

A gestão de alta performance permite a identificação de áreas de ineficiência e a  implementação de melhorias contínuas, resultando em redução de custos e aumento de receitas. 

Dicas para reduzir custos e aumentar a produtividade do seu negócio

Aumento da satisfação e fidelização

A busca constante por excelência e o foco na inovação resultam em produtos e serviços de melhor qualidade, o que, por sua vez, leva à satisfação do cliente e à fidelização

Maior produtividade

Ao otimizar processos, definir metas claras e desenvolver equipes de alto desempenho,  a esse estilo de gestão contribui para um aumento substancial na produtividade da empresa. 

Menos erros básicos

Como a tomada de decisões é baseada em dados e análises precisas, as organizações que adotam a esse modelo conseguem evitar erros e tomar medidas mais eficazes para atingir seus objetivos. 

Erros comuns no trabalho: quais são e como evitá-los

Maior engajamento dos colaboradores

A gestão de alta performance promove o desenvolvimento das equipes, um ambiente  de trabalho colaborativo e reconhece o desempenho, o que impacta na satisfação e no engajamento da equipe

Adaptação às mudanças de forma ágil 

A maior eficiência estimula a cultura de inovação contínua, permitindo que a empresa se adapte de forma ágil e se mantenha à frente do mercado. 

Crescimento sustentável 

A implementação de estratégias de alta performance contribui para o crescimento  sustentável da organização, permitindo sua expansão em novos mercados e a  diversificação de produtos e serviços. 

Fortalecimento da marca  

Por focar em resultados excepcionais e a reputação de excelência, fortalece a imagem da organização no mercado. 

Resiliência diante de desafios

O foco no desempenho prepara a organização para enfrentar desafios e adversidades com resiliência, buscando oportunidades mesmo em momentos difíceis.

Conheça 15 soft skills para desenvolver agora mesmo

Evita dispersão de recursos e esforços

Como a gestão de alta performance promove o alinhamento de todos os esforços da  organização aos objetivos estratégicos, a consequência é a economia de recursos e  esforços.

Em resumo, os benefícios vão além dos resultados financeiros e se estendem à satisfação dos colaboradores e à reputação da empresa no mercado. 

A gestão de alta  performance cria uma cultura de excelência, eficiência e aprendizado contínuo

Isso não apenas aumenta a competitividade da organização, mas também promove um  ambiente de trabalho positivo e engajado. Ficou curioso para saber como implantar a  gestão de alta performance e obter todos esses benefícios? Veja essas nove dicas de rituais para implementar a gestão de alta performance na sua  área ou empresa. 

Como implementar a gestão de alta performance?  9 dicas

Se você quer se tornar um gestor de alta performance, gerar todos os benefícios citados  anteriormente para sua organização, equipe, clientes e ainda desenvolver essa  vantagem competitiva em relação aos seus concorrentes, o primeiro ponto é ter rituais na empresa.

Como disse Aristóteles: "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito".  

Podemos definir alguns rituais, que são como hábitos para as empresas. Eles que garantirão  os resultados excepcionais e os benefícios mencionados acima. 

Confira abaixo nove dicas de rituais da  gestão de alta performance para colocar em prática e obter melhores resultados: 

1 - Estabelecimento e acompanhamento da performance 

Realize reuniões periódicas para discutir e avaliar os resultados, revisando  estratégias, objetivos, indicadores e metas. Essas reuniões garantem alinhamento  e permitem ajustes rápidos às mudanças do ambiente de negócios.

2 - Avaliações de desempenho frequentes 

Implemente avaliações de desempenho regulares para monitorar o progresso  individual e da equipe. As avaliações fornecem percepções para desenvolvimento contínuo e reconhecimento. 

Conheça 10 tipos de Avaliação de Desempenho para aplicar na sua empresa

3 - Feedback contínuo 

Estabelecimento de uma cultura de feedback constante, proporcionando comentários construtivos regularmente para melhorar o desempenho e promover o aprendizado. 

💡Acesse o curso gratuito: Comunicação estratégica para gestão de pessoas

4 - Reuniões 1:1 

Realize reuniões individuais frequentes entre líderes e membros da equipe para discutir objetivos, desafios e oportunidades de crescimento. 

5 - Treinamentos regulares

Implemente programas de treinamento contínuos para desenvolver habilidades e manter a equipe atualizada com as melhores práticas do setor.

6 - Resolução de problemas

Realize sessões estruturadas para identificar e resolver desafios específicos, incentivando a colaboração e a busca por soluções. 

7 - Inovação contínua

Organize sessões regulares de brainstorming para gerar ideias inovadoras e  soluções para desafios específicos. Utilização de sessões de planejamento de sprint para equipes que adotam metodologias ágeis, garantindo um foco intenso em tarefas prioritárias. 

23 livros sobre Gestão de Pessoas para aprofundar o conhecimento

8 - Insights e aprendizados

Realize sessões regulares para compartilhar percepções, aprendizados e melhores práticas entre as equipes e departamentos. 

9 - Celebração de conquistas 

Reconheça e celebre as conquistas individuais e coletivas para reforçar uma cultura de realização e motivação, destacando o desempenho excepcional. 

Assim, esses rituais ajudam a criar uma cultura dinâmica, focada em alta performance e melhoria contínua. Eles não apenas impulsionam os resultados, mas também  promovem um ambiente de trabalho colaborativo e engajado. 

Lembre-se de que a melhoria contínua é essencial para manter e aprimorar o desempenho ao longo do tempo. Esse é um dos papéis do gestor de alta performance, estimular e apoiar a evolução contínua. 

A seguir, confira um case de sucesso de um gestor que aplicou na prática ferramentas, técnicas, frameworks, rituais desse modelo.

O que é pesquisa de engajamento e qual a sua importância?

Como ser um gestor de alta performance? 

Grove, o autor que introduzimos anteriormente, ressalta que o gestor de alta performance deve ser o exemplo e gerenciar sua carreira, pois ninguém o fará por ele:

"...ninguém lhe deve uma carreira de sucesso. Você deve competir com milhões  de pessoas todos os dias, e diariamente deve aumentar seu valor, melhorar sua  vantagem competitiva, aprender, adaptar-se, sair do caminho, mudar de  emprego ou até de setor e aceitar um salário mais baixo se necessário para  poder recomeçar. A ideia é gerenciar sua carreira para não morrer na praia”, pontuou o autor.

Ainda, Andy Grove aborda que existem duas razões para que o colaborador não realize um trabalho: "ou não é capaz ou não está motivado, ou seja, ou não consegue ou não quer fazer". Nesse sentido, o gestor de alta performance deve atuar em duas frentes: 

  • Treinar o colaborador para ele se sentir capaz; 
  • Criar um ambiente que estimule esse profissional.

Em resumo, fazer com que o colaborador se sinta capaz e motivado para extrair dele o  seu melhor. Isto se aplica também ao gestor, que é subordinado de si mesmo. 

O gestor deve buscar treinamento e, também, a motivação. Caso contrário, Andy alerta  em seu livro que em breve o líder será solicitado a dar o espaço a um outro que está mais motivado e capacitado do que ele. 

Lembrando que isso é válido também para gestores que não têm equipes, e que o trabalho envolve apoiar, nutrir de informações e métodos outras áreas da empresa. Todos os gestores podem e devem se beneficiar das práticas de gestão de alta performance. 

Mas como fazer isso na prática? No case de sucesso abaixo será abordado como um diretor conseguiu superar o desafio aplicando as práticas, ferramentas, frameworks e técnicas de gestão de alta performance. 

Saiba o que é Treinamento e Desenvolvimento de pessoas e como fazer

Case de sucesso: Mentoria em Gestão de Alta Performance 

Um diretor de uma empresa na área de serviços que participa da Mentoria de Gestão  de Alta Performance, apresentou a seguinte situação. 

Situação antes da mentoria 

Desafio: a empresa perdeu um grande cliente, uma perda de 2 milhões no faturamento.  Pensamentos e sentimentos do diretor:  

  • Sentia a pressão;
  • Estava preocupado com o futuro, sobre como não perder mais clientes como retomar o faturamento; 
  • Duvidava se era realmente capaz de reverter o quadro; 
  • Sentia-se inseguro em relação à sua capacidade de gerenciar a empresa;
  • Queria superar o desafio. 

Portanto, ele tinha a motivação de superar o desafio de perda de um grande cliente,  mas não se sentia capaz de fazê-lo. 

Como colocado acima, um dos rituais da gestão de alta performance é o treinamento, e  isso inclui o gestor. Ele buscou se capacitar e se inscreveu na Mentoria em Gestão de Alta Performance, para superar esse momento. Ele estava motivado, mas faltava capacidade. 

Nos primeiros meses de mentoria, já tinha recuperado a autoconfiança e os desafios da  empresa não eram tão grandes como pareciam. Conseguia lidar melhor com as  situações e, em um ano, retomou e ultrapassou o faturamento anterior em 20%. Como ele utilizou a gestão de alta performance para conseguir superar o desafio? 

Uma  das ferramentas relevantes nesse processo é o teste de perfil comportamental. Mas  como o teste pode ajudar na gestão de alta performance?

Perfil Comportamental: O que é e como aplicá-lo na gestão

Como o teste de perfil comportamental é importante para você se tornar um  gestor de alta performance? 

Um dos rituais que compõem a gestão de alta performance envolve continuamente o planejamento e acompanhamento do desempenho e performance dos colaboradores. Para que esse processo seja mais rápido e assertivo, é necessária a tecnologia. 

Nesse sentido, uma das ferramentas importantes que utilizamos na Mentoria de Gestão  de Alta Performance é o Profiler da Sólides. 

O Profiler gera um relatório com 97% de assertividade, o que traz muita segurança para a tomada de decisão. 

A ferramenta apresenta as seguintes informações: 

  • Perfil comportamental atual x Perfil Comportamental requerido Indicadores Situacionais (Energia, Flexibilidade, Aproveitamento, Incitabilidade, Automotivação etc.);  
  • Área de Talentos;
  • Habilidades Básicas 
  • Habilidade Comuns 
  • Estilo de Liderança Atual x Estilo de Liderança Requerido 
  • Pontos a desenvolver 
  • Gráfico de Competências 
  • Tomada de Decisão 

Para você conhecer um pouco o poder da ferramenta e o impacto na performance do  gestor, abordaremos uma parte das análises que podem ser feitas a partir dos gráficos de Perfil Comportamental Atual x Requerido e Estilo de Liderança Atual x Requerido. 

É importante ressaltar que existem muitas outras informações e gráficos no relatório, como  citado, isso agiliza a tomada de decisão, fazendo com que o mentorado ganhe tempo e alcance os resultados que precisa mais rápido. 

Nos gráficos abaixo, é possível perceber o ajuste que foi feito nos comportamentos, bem  como no ambiente (processos, pessoas, estratégia etc.). 

No Gráfico 1, uma análise  precipitada poderia nos levar a pensar que o meu cliente estava no cargo/empresa errados. 

GRÁFICO 1 - Perfil Comportamental: antes da aplicação da gestão de alta performance

Perfil Comportamental: antes da aplicação da gestão de alta performance

O perfil dele é preponderantemente Analista e Planejador (linha azul com esferas) e o  Ambiente exige o oposto Executor e Comunicador (linha vermelha com quadrados), ou  seja, totalmente ao contrário. Ele até me perguntou, se eu achava que era possível. 

Eu respondi que com o relatório ganha-se muito tempo, acelerando os resultados, como  aconteceu, e que precisávamos juntar as informações do relatório com dados e fatos sobre ele, além do contexto da empresa, para ter uma avaliação completa. 

Como Andy Grove ressalta, no seu livro Gestão de Alta Performance, o tempo será o  único diferencial com o progresso da tecnologia e a globalização.  

“...quando produtos e serviços passam a ser praticamente indistinguíveis uns dos  outros, a única vantagem competitiva é o tempo” - Grove. 

Antes de 2015, ano em que fiz a Certificação de Analista do Profiler, eu utilizava um conjunto de ferramentas manuais com menos precisão e que geram resultados também. Porém, demandam mais sessões de mentoria para ter resultados, o que pode afetar a  motivação e o engajamento do mentorado. 

Voltando ao meu cliente, veja que aproximadamente um ano depois, as linhas estão  mais próximas (Gráfico 2). Ele conseguiu fazer o ajuste e reverter o quadro de queda  de receita da empresa, aplicando a gestão de alta performance. 

GRÁFICO 2 - Perfil Comportamental: após aplicação da gestão de alta performance

Perfil Comportamental: após aplicação da gestão de alta performance

Já em termos do Perfil de Liderança, o Ambiente exigia que ele fosse mais Dominante  e menos Condescendente (linha vermelha com quadrados) e o perfil dele é mais  Condescendente que Dominante (linha azul com esferas), o oposto também.

Veja no Gráfico 3 abaixo:

GRÁFICO 3 - Perfil Liderança: antes da aplicação da gestão de alta performance

No Gráfico 4 podemos observar a transformação em termos do Perfil de Liderança. Após  a mentoria, houve o ajuste, possibilitando o alcance de melhores resultados pela empresa. 

GRÁFICO 4 - Perfil Liderança: após aplicação da gestão de alta performance:

GRÁFICO 4 - Perfil Liderança: após aplicação da gestão de alta performance:

O cliente atualmente não se sente mais pressionado, preocupado e inseguro do que  ocorrerá.

Curiosamente, essa história toda começou aqui na internet. A esposa dele viu um post sobre sinais de que um negócio poderia estar com problemas, esses aqui: 

  • Perda de receita
  • Clientes reclamando 
  • Dificuldade de cumprir prazos 
  • Alta rotatividade de colaboradores
  • Lentidão da equipe 
  • Aumento de gastos 
  • Se esforçar e não ver o negócio/área/carreira evoluir 
  • Aumento de equipe sem necessidade, etc. 

Ele se identificou com a postagem e se inscreveu na mentoria, fizemos uma primeira  conversa e iniciamos em abril de 2021. Ele já renovou o programa quatro vezes desde então. 

Em cada etapa, trabalhamos um aspecto diferente da gestão e/ou de desenvolvimento  pessoal

Como me relatou, sabia tudo que precisava fazer, mas não estava conseguindo colocar  em prática o que havia aprendido no MBA, em cursos e na faculdade. Ele precisava do  conhecimento prático para alavancar a empresa e sua carreira. 

Cursos trazem uma sensação de movimento, de ação e de que estamos aprendendo, mas o aprendizado vem da prática e a mentoria de gestão de alta performance tem esse  foco, colocar em prática para obter resultados agora. 

“Saber sem aplicar, ainda é não saber.” - Ditado Chinês 

Pode imaginar que muitos querem estar no seu lugar agora? É muito importante que o  gestor reflita se está fazendo algo para se manter. Andy propõe reflexões como estas: 

  • O que estou fazendo para sobreviver? 
  • Estou interpretando os acontecimentos ao meu redor ou estou esperando o meu chefe, ou os competidores interpretarem? 
  • Estou conectado a uma rede de pessoas bem-informadas ou estou flutuando no vácuo? 
  • Como estou evitando o fracasso?  
  • Quais são as minhas vantagens competitivas em relação ao grande número de  competidores que gostariam de estar na minha posição? 
  • Estou testando novas ideias, técnicas e tecnologias? Ou estou esperando  alguém propor mudanças, que podem incluir também a minha demissão? 

Se você não quer ser convidado a dar lugar a outro com mais capacitação e/ou motivação, a Mentoria de Gestão de Alta Performance é para você. É um investimento  que te trará motivação e capacitação para crescer, superar desafios e se manter à frente.

O que mais você ganha com a Mentoria de Gestão de Alta Performance? 

  • Segurança e direção para sobreviver e crescer; 
  • Mantém-se à frente dos seus competidores; 
  • Aceleração dos resultados; 
  • Acesso a conteúdo "mastigado" para o seu caso; 
  • Ganha tempo na pesquisa, estudos e testes de soluções;  
  • Toma decisões com segurança; 
  • Evita erros básicos; 
  • Acompanhamento diário individualizado; 
  • Torna-se uma referência para suas conexões, gerando novas oportunidades;
  • Potencializa o investimento de tempo, dinheiro e energia que já foi feito em  outros cursos na sua carreira. 

São dezenas de estratégias, práticas e ferramentas que “munem” o gestor para  sobreviver, colocar-se a frente dos outros competidores, tomar decisões com  segurança, evitar erros básicos, acelerar os resultados, tornando-se uma referência. 

Foi o que aconteceu com meu cliente, que se manteve no cargo e teve reajustes salariais todos os anos, desde 2021, e, atualmente, está estruturando negócios para caso seja demitido ou se aposentar. 

A prática da gestão de alta performance, as pequenas vitórias e os resultados, levaram  o meu cliente a um estado mental de segurança e autoconfiança. Assim, estamos juntos até hoje, nesta quinta etapa, desenvolvendo o próximo passo da carreira. 

Pode ser que você tenha outras questões para resolver que não sejam as citadas  anteriormente relativas a problemas no negócio. Pode ser que você precise de: 

  • Gerenciar mudanças organizacionais; 
  • Desenvolver e implantar estratégias;
  • Resolução de problemas complexos; 
  • Desenvolvimento pessoal;
  • Liderar equipes para obter melhores resultados; 
  • Alinhar a cultura 
  • Desenvolver resiliência  
  • Equilibrar trabalho e vida 

O programa é bem completo, porque já vivenciei boa parte desses problemas na minha  carreira ou apoiando meus clientes. São dezenas de ferramentas, estratégias, técnicas  e práticas que vão fazer você estar à frente dos competidores e ganhar tempo. 

O gestor é o exemplo da gestão de alta performance. A adoção de rituais, novas  tecnologias, frameworks, práticas partem dele. A empresa se transformará e atingirá  resultados excepcionais, caso o gestor assuma essa responsabilidade. 

O atual contexto empresarial é de muita mudança, exigindo que as empresas se  transformem de forma ágil. A gestão de alta performance é extremamente relevante  nessa busca pela sobrevivência e sucesso das marcas e indivíduos. 

Portanto, a gestão de alta performance é uma necessidade de todas as empresas no  mercado. O gestor é o grande responsável por essa implantação, que acabará no  aumento da sua própria vantagem competitiva diante de concorrentes a sua posição.

Não atrase mais, obtenha resultados agora, saia na frente e ganhe tempo como fez o  meu cliente, aproveite esta oportunidade e se inscreva na Mentoria de Gestão de alta performance

Mauro Moura 

Consultor, mentor de empresários e gestores há mais de 20 anos. 

Analista Comportamental Profiler desde 2015. 

É Mentor de startups no IBMEC Hubs e na FRST Falconi. Atualmente, estuda Neurociências no ICC (Inglaterra) e na UFMG com foco no comportamento e tomada  de decisão de líderes. Engenheiro Civil formado na UFMG com especialização em  Engenharia Econômica na FDC e MBA Executivo em Finanças pelo IBMEC.

contato@mauromoura.com.br 

(31) 99633-6365

Sabrina Siqueira
Sabrina Siqueira
Sou apaixonada por Gestão de Pessoas desde sempre! Me tornei especialista em Gestão Comportamental, cursei administração com Ênfase em Comercio exterior (UNA), fiz Pós Graduação em Gestão Comercial e Vendas. Atualmente também sou facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler e Sales Enablement do time de New MRR da Sólides
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima