Flexibilização e Home Office: por que e como adotá-los em cenários de crise?

mulher trabalhando em casa com o cachorro ao lado para representar a flexibilização e o home office
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

Ser um gestor é saber conviver com situações atípicas e lidar com esses cenários apresentando alternativa para manter a produtividade e o engajamento dos colaboradores. A flexibilização e home office são realidades em muitas empresas, e podem ser fundamentais em cenários de crise.

Se você quer entender como a flexibilização da jornada de trabalho e a adoção do home office pode ser uma alternativa positiva em momentos de crise, continue a leitura!

O que é a flexibilização da jornada de trabalho?

O regime de trabalho CLT determina que uma jornada de trabalho normal é de 8 horas diárias e 44 horas por semana, podendo haver até 4 horas extras semanalmente desde que não sejam superadas 2 horas/dia para banco de horas.

A reforma trabalhista de 2016 — PL 6787/2016 — flexibilizou a jornada tradicional possibilitando que os colaboradores cumpram até 12 horas em um dia para conseguir compensar as horas extras.

Tendo essa nova realidade determinada, a flexibilização da jornada de trabalho é uma alternativa utilizada pelas empresas para possibilitar aos colaboradores o cumprimento do seu dia de trabalho entrando em horários diferentes.

Por exemplo, para evitar picos de trânsito, é possível entrar mais tarde no escritório e começar a jornada de trabalho em um horário alternativo.

Por meio dessa medida, torna-se possível evitar aglomerações em transporte público, horas perdidas no trânsito e etc.

As principais vantagens de promover a flexibilização da jornada de trabalho são:

  • maior autonomia e empoderamento do colaborador;
  • possibilita ao colaborador programar sua vida pessoal associando a rotina de trabalho;
  • estabelece parceria entre gestão e gerenciado;
  • reduz número de faltas e atrasos;
  • fortalece o comprometimento e a responsabilidade.

💡Saiba também: Como se preparar para adotar o modelo híbrido de trabalho?

O que é home office?

O home office — out trabalho remoto — é uma tendência mundial que a cada ano ganha mais adeptos.

Seu conceito é definido pela possibilidade de permitir que o colaborador cumpra seu expediente em qualquer lugar, dispondo de ferramentas como telefone e um computador conectado à internet.

Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades, essa já é realidade de 45% das empresas. Outras 15% trabalham para começar a implementação da modalidade dentro da organização.

A adoção do home office é pautada em benefícios como:

  • queda na taxa de turnover em 52%;
  • economia de 50% em custos operacionais;
  • redução de 31% nos custos com benefícios;
  • aumento do engajamento em 57%;
  • redução de 50% na taxa de absenteísmo.

Para conseguir alcançar esses números, porém, é importante fazer a adoção de uma boa política de home office, refletindo a cultura organizacional e mantendo todos os colaboradores engajados e motivados para garantir a produtividade.

Por que adotar a flexibilização e o home office em momentos de crise?

Momentos críticos pedem ações criativas.

Conseguir manter o crescimento em cenários de adversidade pode ser bastante desafiador, mas contar com ferramentas como a flexibilização e o home office possibilitam a manutenção da jornada de trabalho.

A jornada de trabalho flexível torna possível para o colaborador que evite cenários de adversidade para chegar até o local de trabalho.

É possível evitar o maior fluxo de pessoas no transporte coletivo em cenários como o de pandemias, ou diminuir o horário perdido com tráfego pesado.

O home office, por sua vez, permite que os colaboradores mantenham sua jornada de trabalho, diminuindo os impactos causados pelo cenário de crise — falando especificamente sobre o trabalho.

Oferecer alternativas aos colaboradores é humanizar a relação trabalhista a fim de estabelecer um elo de confiança e credibilidade.

Para conseguir colocar as modalidades na prática, torna-se necessário estabelecer regras de condutas e em quais cenários elas poderão ser aplicadas.

Para os gestores, um dos principais desafios durante o período de crise é a manutenção da produtividade.

A flexibilização e o home office aparecem como alternativas para garantir que a rotina de trabalho será mantida em busca de alcançar os objetivos estipulados pela empresa.

Se você quer entender como implementar o home office na sua empresa, aproveite a sua visita e leia nosso conteúdo exclusivo sobre o assunto!

Banner_Infografico_Dicas_Reuniao_HomeOffice
Sabrina Siqueira
Sabrina Siqueira
Sou apaixonada por Gestão de Pessoas desde sempre! Me tornei especialista em Gestão Comportamental, cursei administração com Ênfase em Comercio exterior (UNA), fiz Pós Graduação em Gestão Comercial e Vendas. Atualmente também sou facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler e Sales Enablement do time de New MRR da Sólides
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima