4 dicas de como evitar o pânico sobre coronavírus entre os colaboradores

Tempo de leitura: 4 minutos

O cenário com o novo coronavírus (COVID-19) transformou a realidade de diversos países. Centenas de pessoas na Europa, na Ásia, na América do Norte e do Sul estão vivendo em quarentena, isoladas de aglomerações para evitar a proliferação da doença. Evitar o pânico sobre o coronavírus pode ser desafiador no momento, mas necessário.

O Brasil teve uma progressão considerável de casos e a expectativa é que — em até 21 dias — tenham 30 mil pessoas infectadas na grande São Paulo, segundo estudo do Instituto Pensi. Por isso, as empresas e os governos já começaram a tomar providências com medidas de prevenção.

Para a Sociedade de Infectologia não é o momento para entrar em pânico, mas o estresse e a ansiedade podem ser fatores que influenciam a saúde mental dos trabalhadores nesse momento. Por isso, separamos algumas dicas para lidar com essa nova realidade.

4 dicas para evitar o pânico sobre coronavírus na empresa

Essa é a primeira epidemia decretado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 2009, com a H1N1 — conhecida como gripe suína ou Influenza A. A preocupação é com o crescimento da contaminação em todos os países.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Alguns fatores influenciam na expansão dos casos, tais como a falta de prevenção e descuidado populacional. Pensando nisso, a OMS orientou sobre a quarentena e a necessidade de evitar aglomerações em países que registram casos de contaminação.

Desde o seu surgimento, em dezembro de 2019, o coronavírus alterou e impacto o mercado. Além da desvalorização de bolsas, muitas empresas pararam sua produção durante longos períodos, a fim de evitar a proliferação do doença dentro da organização.

No Brasil, muitas empresas adotaram posturas firmes, tais como: o home office obrigatório, a distribuição de álcool gel (> 60%), flexibilização da jornada de trabalho etc. Por meio dessas ações, tornou-se possível evitar aglomerações não apenas dentro da empresa, mas também no translado para chegar até o escritório.

1. Mantenha um canal oficial de comunicação

A informação é a base para a conscientização. Por isso, manter um canal de comunicação interna é fundamental. Em períodos de grande nervosismo é comum que sejam disseminadas informações falsas nas mais diversas plataformas.

Para evitar a histeria, o RH precisa reforçar uma forma direta e dinâmica de manter o contato com todos os colaboradores. Confiar apenas em portais oficiais e conferir todas as notícias que chegar são cuidados primordiais na conscientização do cenário para todos os colaboradores.

2. Estabeleça uma rotina de diálogos

A política de feedbacks é a base para criar uma cultura organizacional na qual o diálogo é valorizado. Momentos de tensão — como o atual — são oportunidades de fortalecer essa parceria e criar uma troca frequente entre gestores e geridos.

A intenção, no entanto, não é fazer a habitual troca sobre a rotina de trabalho, mas sim perguntar sobre a condição de saúde. Os gestores podem perguntar sobre como os colaboradores estão se sentindo, questionando sobre os sintomas da doença e se funcionário está monitorando a temperatura corporal.

3. Disponibilize informativos sobre prevenção

Saber sobre como se manter saudável e evitar o contágio com o novo coronavírus é fundamental. Tendo isso em mente, a gestão de pessoas precisa disponibilizar informativos para instruir e explicar para os colaboradores as diversas maneiras de precaução.

Os informativos podem ser distribuídos virtualmente e fixado em lugares estratégicos da empresa, dessa forma fica mais fácil conseguir conter o avanço da doença dentro da organização.

4. Promova ações que incentive a autopreservação

Por fim, outra ação importante para diminuir o sentimento de pânico sobre coronavírus é promover a autopreservação. Nesse sentido, as empresas podem propor flexibilização do horário de trabalho e o home office.

Uma das orientações para evitar o contágio é o isolamento. Esse cenário é válido para todos os países que têm contaminação — seja ela dentro do país ou vinda do exterior. Dessa maneira é possível controlar o número de casos e não provocar a lotação das unidades básicas de saúde.

Entender como evitar o cenário de pânico sobre coronavírus entre os colaboradores é uma maneira de conseguir equilibrar o ambiente organizacional, promovendo uma atenção crucial à saúde mental.

E a sua empresa? Foram feitas ações específicas para tratar desse cenário? Deixe o seu comentário e fale para nós o que foi feito na sua organização.

Banner_Infografico_Dicas_Reuniao_HomeOffice


7
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Giuliano SalesRoseRenata Guimarães da Silva GarridoLeidianeRenato Marques Jr Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Renato Marques Jr
Visitante
Renato Marques Jr

Muito bem! Obrigado pelas dicas.

Leidiane
Visitante
Leidiane

Excelentes dicas! Gratidão!

Giuliano Sales
Admin

Ei, Leidiane. Tudo bem?
Que ótimo saber que nossas dicas te ajudaram.
Esperamos seguir contribuindo com nossos conteúdos.
Abraços.

Renata Guimarães da Silva Garrido
Visitante
Renata Guimarães da Silva Garrido

Dicas excelentes, de fácil entendimento!
Parabéns!!

Giuliano Sales
Admin

Ei, Renata. Tudo bem?
Agradecemos demais pelo feedback.
Continue nos acompanhando para mais conteúdos sobre essa situação.
Queremos ajudar ao máximo.
Abraços.

Rose
Visitante
Rose

ótimas dicas! Algumas já foram implantadas na nossa empresa.

Giuliano Sales
Admin

Ei, Rose. Tudo bem?
Bom saber que vocês estão implementando ações para esse momento.
Conte conosco para ajudá-la em qualquer cenário, estamos aqui para valorizar o RH e todas as pessoas da empresa.
Abraços.